BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


domingo, 29 de março de 2015

MONSANTO: A INDUSTRIA DA MORTE Alimentos que Matam




O sistema Illuminati, funciona da seguinte forma: As indústrias de alimentos fornece a população os seus alimentos quimicamente produzidos de uma maneira que nos causam mal a longo prazo. São esses os alimentos industrializados que consumimos há muito tempo, como por exemplo: os conservantes, que por sua vez é utilizados há muito tempo, também temos a gordura saturada, corantes, e o que era menos usado mas que atualmente encontramos em tudo, o aspartame.

Esses alimentos industrializados que consumimos todos os dias, já nos causava doenças há médio ou logo prazo. 

Mas neste caso ainda tínhamos uma solução para nos alimentar, que seria o consumo de hortaliças com frutas, legumes  e folhas. Não demorou muito para aparecer os agrotóxico, e produzidos pela indústria Illuminati Monsanto. Nos privando assim de ter uma alimentação livres de produtos químicos. E como se não bastava chega os transgênicos para nos contaminar e nos trazer mais males para a nossa saúde tento física quanto mental.

Hoje a nossa alimentação se encontra quase que totalmente comprometidas, devido as essas indústrias que nos querem dizimar há muito tempo, porque eles não ligam para nossa saúde, eles só querem saber de seus lucros.

E para piorar e acabar ainda mais com a nossa saúde, mais recentemente aparecem os rastros químicos que tanto contamina o ar, os rios que nos fornecem a água e os campo de plantações daqueles agricultores honestos, que não utilizavam produtos químicos em suas plantações e pequenas hortas.   

Ainda tem a questão do flúor que estão pondo na água e com mais concentração nos produtos industrializados e até mesmo nos tratamentos dentários. e com certeza, os dentistas sabem disso, mais como sempre, só querem saber de seus lucros sem se importarem com a saúde da pessoas.

E só mais um detalhe, as panelas de alumínio que são utilizadas para preparar os alimentos, NÃO são adequadas para o uso, elas soltam pequenas partículas do próprio material, que sendo leve rapidamente entra na corrente sanguínea  e vai para os órgãos com coração e o cérebro, causando assim algumas doenças que o próprio rastros químicos, os chemtrails vem causando. 

E porque tudo isso? As indústrias que nos alimenta e que nos causa doenças, estão interligadas, com as indústrias farmacêuticas, eles ganham dos três lados, causam as enfermidades que são as doenças, e obtêm lucros com os tratamentos. O terceiro lado?
Eles, os obscuros Illuminatis querem matar grande parte da população. Você precisa entender que esses planos que eles tem, não são recentes, são arquitetados, planejados e executados há muito tempo.

Cuidado com o que você está comendo


cuidados

Industrializados

Vivemos uma época em que os alimentos industrializados se tornaram a base da alimentação diária. É comum irmos buscar nosso alimento nas prateleiras dos supermercados. Embalados das mais diversas formas: em plásticos, alumínios e vidros, contribuímos para um acumulo de lixo sem igual e em nível cada vez mais crescente ao levarmos nossas sacolinhas pra casa.
O problema maior está quando ingerimos tais alimentos. Nos acostumamos a escolher nossa comida pela embalagem, a marca mais conhecida (acreditando que existem as de confiança). No entanto, no verso, em letras miúdas, há os ingredientes que deveríamos nos preocupar de verdade. Existem substâncias químico-artificiais que nosso corpo não identifica como alimento e pode facilmente causar a morte das células.
Aromatizantes, espessantes, corantes, acidulantes, estabilizantes, realçadores de sabor, componentes que não fazemos ideia de onde vem.
Experimente pegar uma embalagem do popular macarrão instantâneo (miojo) e ler o que pode conter nos ingredientes da massa.
Existem diversas estratégias publicitárias para nos enganar e nos fazer consumir produtos maléficos ao organismo. Não que os produtores sejam más pessoas, mas em nome de interesses comerciais parece que vale tudo. Ao longo de todo esse texto podemos perceber a estreita relação entre lucro e consumo. Como somos vítimas de uma atividade que visa atender à uma minoria descuidada e indiferente.
Os chocolates mais conhecidos nas gondolas dos super-mercados estão repletos de açúcar e gordura (cerca de 80%). O selo 0% trans, é colocado em alimentos que não seriam tão crocantes se não tivessem essa gordura, como biscoitos crocantes. Óleos extra virgem, por vezes, não foram prensados a frio. Dentre muitas outras pegadinhas.
Quanto mais novos produtos no mercado, mais novas doenças.

Excelente documentário para baixar:  Hungry for change

Outro ótimo documentário:  Fat, Sick and Nearly Dead

Fast food


0d4300_745bb98e52454c17b98e2e3265f774e5

Você consegue conceber um alimento que não estraga?
Aconteceu com David Whipple, de Utah. Ao esquecer seu hamburguer do Mc Donald`s por meses no banco do carro resolveu estender o prazo ao reparar que o sanduíche não havia estragado e assim foi durante 14 anos. Nenhum indicio de mofo.
Outra experiência foi feita pela fotografa Sally Davies, onde ela registra dia a dia um lanche da mais conhecida rede de fast food do mundo durante 2 anos. Confira AQUI.
Já foi mais do que comprovado que esse tipo de alimento é o que há de pior para saúde humana. Apenas um lanche já contém todos os componentes que você deve tomar cuidado ao ingerir.

Agrotóxicos
0d4300_55fe2143d68346e498716f5e626a54d7

Estamos descobrindo o mal do século. Muito em função dos veículos abertos das mídias sócias, estamos desmascarando a agricultura convencional e conhecendo a origem dos nossos vegetais.
Até os pequenos produtores, por falta de informação, estão enchendo suas produções de veneno.
De acordo com a nutricionista clínica Vânia Barberan, “não deveríamos comer alimentos que não fossem orgânicos. Apesar de a composição nutricional ser a mesma, alimentos não orgânicos têm agrotóxicos. Eles podem ser transgênicos (OMG – Organismo Geneticamente Modificado), com herbicidas, fungicidas, fortificantes. E seus efeitos são mais observados nos lavradores, que têm contato direto e morrem por motivos absurdos, e que ninguém relaciona aos agrotóxicos: parada cardíaca, falência hepática, pulmonar”.
Garantia, pra mim, é olhar o produtor no olhos.
Documentário que fala sobre agrotóxicos e denuncia a Monsanto: O Veneno Está Na Mesa

Sal

0d4300_8c107c5f35dc452aa5068cd866c1e1aeO sal de cozinha (cloreto de sódio) é um grande vilão para o nosso organismo. 

Em excesso pode elevar a pressão arterial, contribuir para a perda de cálcio pela urina e ainda aumentar o risco de doenças cardíacas. A necessidade diária de sal para um adulto não passa de 4,5g.

Hoje, grande parte dos alimentos industrializados contém sal, por isso devemos tomar cuidado com o excesso.

Beber líquidos junto com a comida não é recomendado. Só sentimos sede durante as refeições quando não bebemos água suficiente nos intervalos entre as elas ou porque a comida é excessivamente temperada (salgada) ou gordurosa.
 

Ovos e Laticínios

0d4300_0c9a8a24e7b14725b60e7ddc634c5b1f

Vamos começar pelo leite. Acredita-se que o leite e seus derivados são a principal fonte de cálcio para nosso organismo, porém isso é um equivoco sem tamanho.
Em 1890, nos EUA, com a migração do campo pra cidade, o leite que era comprado diretamente com os produtores teve que ser distribuído de forma massiva por conta da crescente demanda na cidade.

Em 1919 surgiu uma grande campanha para vender o leite excedente da 1a Guerra. Foi ai que o mercado começou a fazer o que faz melhor: enganar o consumidor.

A oferta e a demanda de leite foi aumentando proporcionalmente à sua publicidade criminosa que vendia o leite como super alimento. Anos mais tarde surgiram diversas doenças como asma, câncer, acne, osteoporose, osteopenia, diabetes, infecções, as quais se descobriu serem causadas pelo grande consumo do leite industrial.

O processo de industrialização do leite foi ficando cada vez mais inorgânico. As vacas leiteiras passaram a receber injeções de hormônio (rBGH, criado pela nossa ''querida'' Monsanto) aumentando em 10% sua produção. Com a introdução de hormônios, as vacas começaram a apresentar infecções or uma doença chamada mastite. Para combate-las nada melhor do que antibióticos. E assim permanecem ocultos alguns elementos extras da composição de nossos produtos lácteos. Hormônios (que já se constatou fazerem crescer peitinhos em adolescentes nos EUA), pus (glóbulos brancos derivado das infecções) e antibióticos para o controle das doenças. 1 copo de leite chega a conter 180 milhões de glóbulos brancos (pus).

O fisicista e especialista em nutrição John A. Mc Dougall, diz que o leite é como a carne líquida, pois ambos tem essencialmente os mesmos macronutrientes, porém os lácteos tem problemas extras como alergias e doenças autoimunes. Também há o mito do cálcio. Veja em Mitos e Verdades. A proteína animal presente nos lácteos e ovos modificam o pH sanguíneo tornando-o ácido, então o sangue retira o cálcio dos ossos para neutralizar o pH. Os rins sofrem muito com isso. O material ósseo entra no sistema renal e pode provocar cálculos e você, basicamente, começa a urinar os seus próprios ossos.

O leite é grande fonte de açúcar, porém esse açúcar é um dissacarídeo, composto de glicose + galactose, formando assim a lactose. Não há  lactase (enzima que quebra a lactose) em um corpo adulto. Assim o açúcar passa direto para o intestino delgado, onde deveria ser digerido e termina no intestino grosso, deixando todo o trabalho para as bactérias, o que pode provocar gases, dores estomacais e diarreias (pelo fato de o açúcar presente no intestino drenar água até lá).

Estudos indicam que 75% da população mundial é intolerante a lactose e isso é normal. A intolerância a lactose se dá naturalmente revelando a necessidade da criança ser desmamada. 85% dos homens caucasianos sofreram uma adaptação genética para continuar consumindo leite após os 2 anos de idade.

Uma pergunta frequente é a respeito da vitamina D presente no leite industrial. De onde ela vem? Ela também é adicionada artificialmente. Vem da lanalina, a capa de gordura que existe entre o pelo e a pele das ovelhas. A melhor fonte de vitamina D vem da exposição ao sol nos horários recomendados.

Os queijos industriais são compostos, em sua maioria, por 70% à 80% de gorduras, na maioria das vezes saturadas. São alimentos, normalmente já "estragados" por ação de bactérias (curados e fermentados). 

Alguns estudos indicam que nenhum tipo de alimento fermentado faz bem ao corpo, embora hajam muitos adeptos dos pró bióticos que recuperam a flora intestinal e trazem outros benefícios comprovados como é o caso dos kefirs, e alguns shoyos, missôs, chucrutes e bebidas de sementes fermentadas (rejuvelac). Mas esses nada tem a ver com queijo.

A manteiga também é outro produto rico em gorduras que aumentam o mal colesterol. Alguns nutricionistas defendem que ainda é preferível a manteiga à margarina vegetal, pois esta ultima apresenta mais de 20 componentes que o corpo não reconhece como alimento e pelo menos com gorduras o corpo sabe lidar.

Os vegetais verdes e leguminosas são a melhor fonte de cálcio que existem. Os produtos lácteos tem nutrientes que você necessita, mas você não precisa dos lácteos para obter-los. Veja mais sobre o o cálcio em Nutrientes. Quer substituir o leite à nível nutricional? Tome sucos verdes variados.
Ótimo documentário falando alguns fatos sobre o leite: Got the facts on milk?

ASSISTA OS VÍDEOS:











Total de visualizações de página

Página FaceBook