BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


quarta-feira, 18 de março de 2015

Severa tempestade geomagnética cria aurora super-vívida

Severa tempestade geomagnética cria aurora super-vívida


Severa tempestade geomagnética cria aurora super-vívida


O vídeo abaixo foi gravado em Goulburn, uma cidade no estado australiano de New South Wales. Apesar do nome, a Aurora Austral – também conhecida como luzes do sul porque é a contraparte da Aurora Boreal (norte) – normalmente só é vista na Nova Zelândia e Tasmânia. Mas, graças à atividade solar incrível que vem acontecendo ao longo dos últimos dias, a aurora surgiu mais viva do que nunca.
Tem havido relatos de avistamentos de Auroras Boreais no norte dos EUA, incluindo o Estado de Washington e Minnesota, e ontem à noite, as pessoas do Alaska e Canadá e grande parte da Eurásia também foram capaz de vê-la, de acordo com Andrew Freeman no Mashable.

Mas luzes bonitas não são a única coisa que uma tempestade solar como essa pode trazer. Classificada como ‘G4′ (que significa “severa”), é um passo aquém da mais alta categoria de tempestade solar.
É possível que a atividade possa mexer com os nossos sistemas de comunicações, tais como transmissões de rádio e os sinais de GPS, e também redes de eletricidade. No entanto, até o momento, não houve relatos de problemas, de acordo com o Centro de Previsão do Clima Espacial da NOAA.
NASA divulga imagens inéditas de explosão solar
A tempestade foi causada por duas enormes ejeções de massa coronal (CMEs) que foram expulsas do Sol dia 15 de março, e passaram a interagir com o campo geomagnético que rodeia a Terra. “Em uma coletiva de imprensa na terça-feira, cientistas da NOAA disseram que as duas CMEs podem ter inesperadamente se combinado conforme elas aceleravam em direção à Terra, o que poderia explicar por que a tempestade geomagnética foi tão forte”, diz Freeman.


Total de visualizações de página

Página FaceBook