BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


segunda-feira, 16 de março de 2015

Você sabia que o ouro pode “crescer” em árvores?


É verdade – o dinheiro não cresce em árvores. Mas o ouro sim, pelo menos de acordo com um grupo de cientistas que confirmou a presença do mineral nas folhas de algumas plantas em outubro de 2013.

Você sabia que o ouro pode “crescer” em árvores?

Pesquisadores australianos encontraram partículas de ouro escondidas dentro da folhagem de eucaliptos, indicando que os depósitos de ouro também podem estar enterrados muitos metros abaixo.
Os grãos que crescem dentro das folhas tem cerca de um quinto do diâmetro de um fio de cabelo humano, tornando improvável o início de uma corrida do ouro. No entanto, ela pode proporcionar uma oportunidade única para a exploração mineral.
Geoquímicos da Australia’s Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (CSIRPO) disseram que eucaliptos no oeste da Austrália estão capturando partículas de ouro da terra através do seu sistema radicular e as depositando em suas folhas e ramos.
Embora as quantidades encontradas sejam pequenas, sua presença pode indicar depósitos de minério de ouro enterrados até dezenas de metros de profundidade e sob sedimentos que têm até 60 milhões de anos de idade.
O principal autor do estudo, o Dr. Mel Lintern, disse que a equipe usou o detector Maia da CSIRO, uma máquina que utiliza raios-x para investigar a matéria em grandes detalhes, para pesquisar jazidas de ouro. Eles foram capazes de produzir imagens do ouro encontrado nas folhas, cascas e galhos de algumas árvores.
A pesquisa, publicada na revista Nature Communications, sugeriu que plantas foram absorvendo partículas de ouro encontradas em torno dos solos de eucaliptos, Dr Lintern explicou.
“O eucalipto atua como uma bomba hidráulica – suas raízes se estendem dezenas de metros no solo e sugam a água contendo o ouro.
“Como é provável que o ouro seja tóxico para a planta, ele é movido para as folhas e ramos onde ele pode ser liberado.”
“As folhas podem ser utilizadas em combinação com outras ferramentas com um custo mais eficaz e amigável para exploração”.
Dr. Lintern adicionou que usar esta técnica de amostragem e análise de vegetação de vestígios de minerais pode ser mais fácil de observar o que ocorre abaixo da superfície, sem a necessidade de perfurar. Ele disse: “É uma forma mais específica de procurar minerais que reduz os custos e o impacto sobre o meio ambiente.”

Total de visualizações de página

Página FaceBook