BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


segunda-feira, 4 de maio de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 55 - MH370 !







"A idéia que temos da ciência é, na maioria das vezes, a mesma de Pascal: uma esfera imensa desdobrando-se ao longe. No centro desta e em plena luz está o conhecido. No exterior, em meio das trevas externas, encontra-se o desconhecido. Quando o raio da esfera aumenta, aumenta também a sua superfície e, portanto, o número de pontos de contato com o desconhecido" (Jacques Bergier - Passaporte para uma Outra Terra)





O mistério do vôo MH370 da Malaysia Airlines diante das novas evidências que surgem se torna cada vez mais denso - cada vez mais nebuloso! Desde o fatídico dia 07 de março de 2014 a aeronave, um Boeing 777, com 229 pessoas a bordo entre passageiros e tripulantes, simplesmente como que desapareceu no ar quando fazia o vôo de Kuala Lampur, na Malásia, para Beijing, na China. Aparentemente, todos os seus sistemas de localização e comunicação teriam sido propositadamente desligados desde bordo do aparelho, tornando o avião praticamente invisível à detecção, ocorrendo, então, uma mudança de rumo não programada e com destino ignorado.....


... Em princípio, tão logo foi detectado o sumiço do aparelho, pensou-se na possibilidade de um seqüestro, o que, baseado na posição do último contato de radar, levou as autoridades a estabelecerem duas prováveis rotas de fuga: uma ao norte, o que foi logo descartado, ao passo que a outra na direção Sul - cruzando a vastidão do oceano...


Estranhamente, de modo oficial declararam que o vôo MH370 teria caído em uma região longínqua do Oceano Índico, situada a cerca de 2557 quilômetros na diagonal da região de Perth, na Austrália. Também, naquela região isolada e difícil, no dia 16 de março foram avistados pelo Governo Australiano objetos no mar, supostamente destroços do aparelho - da mesma forma que também ocorreu no dia 18 mediante buscas efetuadas pelo Governo Chinês....


A partir do dia 23 de março, isto é, quase 20 dias depois do desaparecimento do avião, foram detectados cerca de 200 objetos MULTICOLORIDOS (?) boiando no oceano, porém nenhuma embarcação de busca e resgate conseguiu chegar ao local, considerado hostil, perigoso e praticamente inatingível - dotado de um mar revolto, sempre coberto por espessas nuvens e assolado por violentas tempestades - por isso mesmo até o momento somente podendo ser sobrevoado. Trata-se de uma região de profundezas abissais, atingindo até 5000 metros, praticamente impedindo qualquer eventual resgate de destroços de aeronaves - o que a torna altamente propícia para a condução de uma farsa muito bem produzida - o que, aliás, tudo está mesmo levando a concluir! Em primeiro lugar, como, em uma área dotada dessas circunstâncias adversas, destroços poderiam continuar boiando quase que mais de 20 dias após a suposta queda do aparelho? O avião teria sido feito de plástico? Impossível. Destroços metálicos já teriam afundado há muito tempo. E por que supostos destroços (200 deles!) multicoloridos? Balões de ensaio, ali propositadamente lançado para atrair e chamar a atenção? Em segundo lugar, as caixas pretas dos aviões transmitem sinais para fins de localização por até 30 dias desde o local de um acidente, mesmo que em grandes profundidades. No caso específico do MH370 resta unicamente o silêncio total! O que torna tudo realmente muito estranho, extremamente nebuloso....


MALAYSIA AIRLINES :- PILOTOS DO AVIÃO DESAPARECIDO SUSPEITOS DE UMA AÇÃO DELIBERADA? - pergunta o título da notícia acima da CNN. E parece que é justamente ISSO o que TUDO agora está sendo levado a concluir...


Considerando a hipótese de que os sistemas de localização e comunicação teriam sido desativados desde a cabine de comando do Boeing, as primeiras pistas surgiram quando as investigações das autoridades resolveram vasculhar as residências dos pilotos. Na casa do comandante encontraram um sofisticado simulador de vôo cujos dados foram apagados. Os esforços investigativos, então, evoluíram para a recuperação dos tais dados apagados no sentido de encontrar alguma pista relacionada ao misterioso desaparecimento do vôo MH370 por ele comandado....


Nesse particular, essa intrigante questão de múltipla escolha é a que oferece as alternativas para tentar esclarecer o misterioso sumiço do MH370. Em qual dessas alternativas, então, você apostaria? De nossa parte, porém, apostaríamos na ÚLTIMA delas - UM POUSO EM LOCAL DESCONHECIDO!....


... Uma vez que, de acordo com fontes da investigação oficial, os tais dados apagados no simulador de vôo encontrado na casa do comandante do MH370 mostravam que ele estava treinando rotas de vôo, aproximação e POUSO em lugares muito distantes e diferentes de Beijing, na China para onde deveria ir - dentre os quais o Aeroporto das Ilhas Maldivas; pistas de pouco na Índia; no Sri Lanka; como também... NA ILHA DE DIEGO GARCIA!...


... DIEGO GARCIA? SIM! E por que não? Uma região insular muito especial, isolada no Oceano Índico, longínqua, mas dentro da autonomia de vôo direto do MH370 - perfeitamente possível e situada em uma distância até um pouco menor do que a sua rota original para Beijing, na China!


As pistas, então, começaram a convergir a partir dessa alternativa de rota direta para DIEGO GARCIA. E todas as evidências parecem atestar que foi exatamente ESSE o destino do vôo MH370 da Malaysia Airlines e, portanto, não tão "desaparecido" assim como se pensava!...


O DESAPARECIDO MH370 - RESIDENTES NAS MALDIVAS REPORTARAM O AVISTAMENTO DE UM JUMBO VOANDO A BAIXA ALTITUDE EM 8 DE MARÇO....


...Simplesmente porque, também no Oceano Índico e a meio caminho para Diego Garcia, situam-se as Ilhas Maldivas. E precisamente na manhã de 08 de março os seus residentes descreveram o fato de um avião com as cores e as características semelhantes ao Boeing da Malaysia Airlines ter sobrevoado aquele arquipélago em extremamente baixa altitude! Um fato inusitado que chegou a levar alguns moradores a se refugiarem nas suas casas em razão do forte barulho das turbinas do Boeing naquele vôo quase rasante - o que, pelas normas internacionais de vôo é proibido para grandes aviões comerciais! O vôo daquele avião não identificado foi até noticiado pelo jornal local, além de relatado por inúmeras testemunhas....


... O que faz sentido, pois quando é desejado fugir da detecção dos radares (além de proporcionar grande economia de combustível), o vôo em baixas altitudes é altamente eficiente - o que comprova o fato de que o MH370 não queria mesmo ser rastreado e localizado! Além do mais, o fato de ter sobrevoado as Ilhas Maldivas antes de se dirigir a Diego Garcia também tem muita lógica - aliás, é um procedimento normal em aviação - ou seja, quando se voa em uma área perigosa e isolada, em meio ao nada - como, por exemplo, é o caso do Oceano Índico - não se estabelece uma rota direta e além de tudo temerária sobre o mar. Pelo contrário, deve-se tangenciar pontos dotados de pistas de pouso, para serem utilizadas em caso de alguma emergência a bordo, ou eventual pane no aparelho. Faz sentido mesmo! MAS, por que exatamente o MH370 teria ido (OU SIDO LEVADO) para DIEGO GARCIA?...


... Simplesmente porque, segundo pensam alguns pesquisadores isolados, Diego Garcia torna-se importante nesse particular pelo fato de abrigar UMA BASE MILITAR ALTAMENTE SECRETA, CONTROLADA PELOS EUA! Além do mais, o horário em que o tal Boeing não identificado sobrevoou as Ilhas Maldivas, coincide com o eventual tempo de deslocamento para aquela região desde sua partida de Kuala Lampur e o seu último contato com a torre, ocasião em que oficialmente o MH370 desapareceu! A possibilidade, então, é que o MH370 tenha pousado em Diego Garcia, uma vez que não teria mais combustível para prosseguir em vôo mais adiante, isto é, para além daquela região em que se situa Diego Garcia, onde simplesmente reside apenas o vazio do oceano....


... O que pode ser plenamente constatado no mapa acima: - pois, para além das Maldivas, cujo tal "avião desconhecido" a sobrevoou e seguiu adiante, para além de DIEGO GARCIA só existe mesmo o NADA!...


Diego Garcia, a última parte restante do Território Britânico do Oceano Índico, possui uma posição super estratégica e é utilizada com muita frequência pelos Estados Unidos e pelo Reino Unido para fins militares. Também uma das estações de controle do sistema de posicionamento global (GPS) está situada na ilha. Todos os nativos das ilhas foram removidos à força no início de 1970 pelos britânicos como parte de um acordo com os Estados Unidos. A maioria dos ex-residentes de Diego Garcia foram enviados para Maurício e Seychelles, localizado mais de mil quilómetros de distância. Pelas últimas quatro décadas, os ex-moradores de Diego Garcia e os seus descendentes têm lutado em vão pelo direito de retornar....


... Porque exatamente ali se situa um gigantesco supercomplexo secreto, mantido pelos EUA e Inglaterra, abrigando formidáveis armamentos e bases navais, como também bases dos aviões Stealth, além de outras tecnologias militares e bélicas de vanguarda. Decididamente não é uma região para se fazer turismo! E se o vôo MH370 realmente foi conduzido para lá, evidentemente teria contado com a cumplicidade de alguém a bordo. Conseqüentemente, a partir daí surgem a seguir duas cruciais perguntas. A primeira delas, é: - POR QUE TERIA IDO PARA LÁ? A segunda é: - O QUE, ENTÃO, TERIA SIDO FEITO DOS SEUS PASSAGEIROS?...


... Para responder à segunda pergunta, pesquisadores isolados, tais como o Montagraph e outros, apresentam uma terrível hipótese; - o vôo MH370 pousou na Base Militar de Diego Garcia e os seus passageiros teriam sido colocados em um massivo hangar estilo Gaiola de Faraday, para que evitar que pudessem manter contato com o mundo exterior! - em outras palavras, uma prisão mesmo - dotada de uma blindagem elétrica, formada por uma superfície condutora que envolve e delimita uma região do espaço, impedindo em certas situações a entrada de perturbações produzidas por campos elétricos ou eletromagnéticos externos!


A pergunta do perplexo gatinho faz sentido: - ENTÃO ELES PODEM ESPIONAR O SEU TELEFONE MAS PERDEM UM AVIÃO? - Não tem mesmo a menor lógica! Em um mundo altamente tecnológico, onde uma formidável rede de satélites espiões e de monitoramento pode até mesmo captar a placa de um automóvel no solo, ou mesmo o rosto de uma pessoa - onde tudo aquilo que pode se movimentar no ar, no mar e no solo é detectado e monitorado, como pode um enorme Boeing 777 teoricamente sumir em pleno ar e sem deixar traços? Aliás, os formidáveis radares de monitoramento e os satélites espiões dedicados à segurança de Diego Garcia forçosamente teriam detectado e rastreado o MH370 quando em TODA A ÁREA do Oceano Índico, mesmo que voando em baixa altitude. Por que então, silenciaram e não ajudaram nas buscas? O que haveria, então, por trás disso?


... A resposta parece ser ESTA: - A MALÁSIA ENCOBRE E ESTÁ MENTINDO A RESPEITO DE UMA CARGA SECRETA A BORDO DO MH370!....


... Aliás, essa é a mesma denúncia que outras agências de notícias australianas estão suspeitando e divulgando: - A RELUTÂNCIA DA MALÁSIA EM DIVULGAR O MANIFESTO DE CARGA DO DESAPARECIDO VÔO MH370 IRÁ ATRAPALHAR OS ESFORÇOS DE BUSCA....


... Pois, a Malásia continua se recusando a compartilhar o manifesto de carga do vôo MH370. POR QUE ISSO? Porque, assim como afirmou uma autoridade em aviação, já que as as autoridades da Malásia não estão sendo plenamente transparentes sobre o mistério que envolve o sumiço do MH370 é um claro sinal que... Não haveria razão alguma para que elas não divulguem o manifesto de carga, a menos QUE ESTEJAM ESCONDENDO ALGO! E se esse for o caso, o QUE exatamente as forças ocidentais - isto é, EUA e Inglaterra - não queriam que chegasse à China naquele vôo MH370 da Malaysia Airlines?....


... Poderiam estar enviando alguma coisa muito importante, e além de tudo altamente secreta, usando para tanto o disfarce de uma aeronave comercial, mesmo que sacrificando a vida de centenas de pessoas inocentes a bordo? E por que não? Pois, não terá sido o primeiro caso! A espionagem e a contra-espionagem internacional, assim como os interesses dos "senhores do mundo" são desprovidos de ética e de quaisquer escrúpulos. Para eles a vida humana nada vale, torna-se descartável quando se trata de fazer valer os seus objetivos. Lembremos do caso do PP-VLU, avião de carga brasileiro da extinta empresa VARIG, que em 1979 foi secretamente utilizado para transportar do Japão para os EUA tecnologias roubadas de um caça MIG-25. Há informações que caça soviéticos interceptaram o PP-VLU sobre o Atlântico e o abateram para impedir que tais tecnologias chegassem às mãos dos Americanos. Esse foi apenas mais um avião que também desapareceu sem deixar vestígios, levando consigo a vida de seis tripulantes inocentes.


Mas, no caso específico do MH370 parece ter sido diferente. Devemos culpar os pilotos? Muito possivelmente Não! Essas modernas aeronaves são dotadas de sofisticados sistemas de segurança. Em primeiro lugar, um eventual seqüestrador jamais conseguirá ter acesso às cabines de comando, pois elas são hermeticamente trancadas por dentro mediante códigos de segurança e o acesso aos seus interiores mesmo à tripulação não são permitidos. Se eventualmente um seqüestrador o conseguir, o piloto pode acionar o alarme que será logo transmitido. Porém, mesmo se a porta da cabine for forçada, esse alarme é automaticamente disparado por sensores ligados às estações de controle, de segurança e monitoramento. E agora, PRESTEM ATENÇÃO NISSO: - esse sistemas são conectados aos serviços de segurança que PODEM TOMAR O CONTROLE TOTAL DO APARELHO, sendo a aeronave guiada para uma instalação civil ou militar por intermédio de controle remoto via satélites, tornando-se IMPOSSÍVEL PARA ALGUÉM A BORDO TENTAR INTERFERIR QUANDO ACIONADO! A aeronave, então, se utiliza de sistemas existentes de auto-aterrissagem e frenagem para tocar o solo em segurança. Entenderam agora aonde queremos chegar? Há muito que vimos denunciando que certos governos possuem avançadas tecnologias para literalmente tomarem os controles de quaisquer aeronaves em pleno ar, sejam elas civis ou militares - neutralizando-as, capturando-as, ou mesmo derrubando-as... Ou, então, criminosamente lançando-as como se fossem mísseis mortais contra alvos desejados!


Por outro lado, devemos examinar entre os passageiros do vôo MH370 algum outro ponto de interesse que pudesse justificar o seqüestro do avião? Sim, claro! Dentre os passageiros estavam 20 funcionários CHINESES da FREESCALE SEMICONDUCTOR, uma gigante norte-americana, baseada no Texas e do ramo de alta tecnologia, a qual desenvolve componentes secretos para sistemas bélicos e armas ultra avançadas, além de sistemas de navegação e de bloqueios de radares e satélites - esta última - vejam só - um tipo de tecnologia na qual a Freescale é um expoente. Todos esses passageiros chineses eram engenheiros, além de outros empregados altamente gabaritados e experientes da Freescale. O que exatamente eles teriam ido fazer na CHINA, partindo de Kuala Lampur, na Malásia, onde a empresa tinha uma filial?


Estamos, então, diante de várias vertentes para tentar decifrar o enigma do sumiço do Vôo MH370. A primeira delas seria um acidente mesmo. Porém, por que o avião literalmente sumiu do rastreio e nenhum vestígio dele foi sequer encontrado? Levantou-se até a hipótese de suicídio do comandante - algo totalmente ilógico, pois se fosse o caso por que teria ido tão longe para isso? Em segundo lugar, o comprometimento dos pilotos no desaparecimento do avião, os quais teriam desligado todos os sistemas de rastreio e comunicação do aparelho, assim como foi aventado pelas autoridades. Nesse caso, para onde, e por que, teriam desviado o curso programado? Para que se apoderariam de um avião com 229 pessoas a bordo? Difícil, também. Por outro lado, poder-se-ia pensar em um seqüestro, levado a efeito por alguém a bordo? Muito difícil mesmo, a cabine de comando é impenetrável - a menos que alguém entre os passageiros dispusesse de uma avançada tecnologia para controlar o avião e impor as suas condições à tripulação - nesse caso, então, o avião já teria aparecido, sendo levado a um ponto qualquer como moeda de troca para o eventual seqüestrador. Uma outra hipótese, aquela mais viável e de acordo com as evidências: - ALGUÉM NÃO QUERIA QUE AQUELE AVIÃO CHEGASSE À CHINA! Assim, os controles do aparelho teriam sido tomados em pleno ar, à distância e por meio de uma avançada tecnologia, deixando os pilotos impotentes e, portanto, sem quaisquer condições de conduzir o Boeing - mediante um caos na cabine, com todos os controles travados, os sistemas usurpados, comunicações bloqueadas e o avião seguindo um curso diferente e não programado para pousar em algum lugar... Ou então, de modo a sepultar um segredo para sempre, e quem sabe muito pior do que isso, ser destruído em um ponto inacessível da vastidão do oceano, sem deixar vestígios!...


... Como também, não estão de todo excluídas as possibilidades de o avião ter sido sugado por um vórtice dimensional, ou mesmo ter sido seqüestrado por um UFO - o que, por sinal, não teria sido o primeiro caso. Somente o tempo, então, poderá nos dizer o que realmente aconteceu com vôo MH370 da Malaysia Arlines - ou, então, como costuma acontecer, pode ser que o tempo jamais o diga!


NOSSOS PENSAMENTOS E PRECES VÃO PARA OS PASSAGEIROS, MEMBROS DA TRIPULAÇÃO E FAMILIARES DE TODOS A BORDO DO MH370 - centenas de cartazes e outdoors como esse espalham-se por vários países revelando a dor e a perplexidade da opinião pública mundial em relação ao intrigante desaparecimento do MH370 e dos seus desditosos passageiros. OREM PELO MH370 - É tão-somente o que nos resta fazer e aguardar os acontecimentos! Pois, o imponderável sempre nos cerca, sempre nos espreita por todos os lados - e não se pode controlar aquilo que não pode ser controlado. Uma vez que há sempre um determinismo em todas as coisas, por trás de todos os eventos - e dele não se pode fugir - porque ninguém jamais poderá fugir do seu próprio destino!






Total de visualizações de página

Página FaceBook