BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


sexta-feira, 19 de junho de 2015

Crop Circles – Círculos nas plantações: As Mensagens dos Seres das Estrelas


Crop Circles (Círculo nas Colheitas ou Círculos Ingleses) 

Eu tenho pesquisado o fenômeno Crop Circles (Círculo nas Colheitas ou Círculos Ingleses) desde que eu vi meu primeiro círculo em 1976. Eu tinha feito uma “vigília noturna” tentando observar OVNIs na colina Clay em Warminster. 

De repente Três círculos/esferas de luzes coloridas separadas por aproximadamente seis pés (2 metros) de diâmetro ficaram circulando sobre nós durante umas três horas no topo da colina, fundindo-se às vezes em um único globo e se separando novamente bem sobre nossas cabeças… Círculos nas Plantações na Inglaterra (CROP CIRCLES)


“Ao entardecer, dizeis: haverá bom tempo porque o céu está rubro. E pela manhã: hoje haverá tempestade porque o céu esta vermelho-escuro. Hipócritas ! Sabeis, portanto discernir os aspectos do céu e não podeis reconhecer  OS SINAIS DOS TEMPOS?”  Mateus 16: 2 e 3
David Kingston, Tradução de Gelson Rocha, E-mail: david.kingston @ virgin.ne - WebMaster
… De repente, uma das esferas desceu uns trinta pés (cerca de 10 metros) e voou em um campo plantado com trigo abaixo da colina. Quando amanheceu notei um círculo (Crop Circle) aplainado no campo de trigo. Em minha inspeção observei que não havia nenhum talo quebrado no círculo há pouco perfeitamente aplainado de uns trinta pés de diâmetro.

Acima: Este Crop Circle em MILK HILL é sobre o eclipse solar de 1º de agosto de 2008 e um eclipse lunar de 16 de agosto do mesmo ano 
Em tempo: … eu acabara de tomar conhecimento dos famosos “Tully UFO Nests” que apareceram em 1966 na Austrália, mas não tinha ouvido falar de nada de natureza semelhante neste país. Lá, no entanto, parece haver um lapso de não aparecimento de qualquer círculo na colheita nos últimos anos. Apesar de minha procura e pedido de qualquer informação sobre eles até 1980, nada descobri. Em minha pesquisa sobre os círculos durante este período eu descobri uma menção deles na literatura francesa antiga (por volta de 800 d.C.).
O Bispo de Lyon daquela época havia escrito sobre algo semelhante para um padre de fora que estava assumindo uma paróquia de Lyon. O conteúdo do manuscrito era basicamente advertir ao novo padre que estava havendo uma “adoração do diabo” pelos paroquianos locais e que ELES ESTAVAM colecionando sementes de “círculos que foram aplainados por luzes” e os usando para rituais de fertilidade. 

Dança de bolas/esferas de luzes fotografadas sobre um Crop Circle em Westwoods, na Inglaterra, de dia em agosto de 2008. 
Com minhas investigações no enigma dos OVNIs desde 1950, eu sentia, e ainda sinto, que há um vínculo entre estes fenômenos. Em 1988 eu comecei minha própria equipe de pesquisa chamada Investigações dos Fenômenos da Colheita (Crop Phenomena Investigations). Desde aquele período eu tenho trabalhado com vários institutos, inclusive com o famoso Dr. William, do laboratório de Levengood, na América do Norte. Ele é um biofísico e com sua equipe levou a cabo diversas pesquisas em amostras que ele recebeu de várias partes do mundo, que foram tirados de formações nos “Círculos de Colheita”, incluindo os de nosso país. Ele teve suas pesquisas publicadas em várias revistas científicas ao redor do mundo.
O que nós realmente sabemos a respeito das formações dos CROP CIRCLES?
Fato -> sabemos pela pesquisa científica em que eu estou envolvido que eles são formados (as genuínas formações) por uma energia capaz de alterar uma estrutura molecular da planta sem danificá-la. Além disso, também é Capaz de alterar sua taxa de crescimento e o seu padrão.
Fato -> a Energia Envolvida parece ser benigna e até onde sei não é usada neste planeta.
Fato -> algumas formações irradiam uma onda de cerca de 5,7 Hz no espectro eletromagnético.
Fato -> os círculos nas plantações ocorrem paralelamente ao avistamento de OVNIs.
Fato -> mesmo após a colheita, a forma dos círculos tem permanecido na terra durante pelo menos seis meses em alguns casos. Isto não pode ser conseguido por “formações na colheita” feitas por humanos.
Fato -> em algumas das formações, a agulha das bússolas giram freneticamente denotando uma anomalia magnética presente.
Fato -> a Plantação fora da formação circular não exibe  as mesmas características encontradas dentro do círculo.
Fato -> não há nenhum nível de consistência. Em algumas formações temos o fator som, as anomalias magnéticas e impressões no solo, mas isto não quer dizer que iremos encontrar as mesmas características em outra formação. Ainda assim, pode-se demostrar que os novos círculos fazem parte de uma formação genuína.
Fato -> se nenhum ser humano entrar na formação, a  plantação continuará crescendo normalmente e o fazendeiro não vai perder qualquer grão. 

 Acima: A Geometria Sagrada, o Cubo de Metatron em um Crop Circle de Sugar Hill, em agosto de 2007
Assim, o que nós temos? Lindos Padrões Geométricos Circulares nos campos de plantações de cereais que desafiam as nossas leis de lógica, da física e os nossos argumentos racionais. Mas eles continuam aparecendo pelo mundo afora! E parecem, cada vez mais acentuadamente, ter um profundo efeito espiritual em todos os visitantes ou pesquisadores. Talvez, se nada mais houver, esta seja a razão principal da sua existência.
Como no cenário dos OVNIs, talvez exista um encobrimento com o fenômeno das formações dos círculos nas colheitas, eles são um mistério que um dia a  humanidade irá desvendar. A verdade está lá fora e vocês sabem onde Devem olhar! 
Mais algumas fotos e fatos sobre Crop Circles:

The 2002 Chilbolton Crop Circle Face de um ET  e Mensagem dentro do Disco apareceu em plantação de trigo on August 15, 2002 Crabwood, Hampshire UK
O Crop Circle de 2002 em Chilbolton apresenta uma mensagem DE ALERTA PARA O TIPO DE Extra Terrestre GREY em código binário inserido no Disco. Apareceu em Plantação de trigo em 15 de agosto de 2002 em Crabwood, Hampshire, Reino Unido. O disco inserido no crop circle têm uma mensagem em código binário, a mensagem foi decodificada exatamente como aparece aqui:
Cuidado com os portadores de Dons falsos e as suas Promessas não cumpridas. Muita DOR mas ainda há tempo. Existe BONDADE LÁ FORA. Nós nos opomos ao engano ENCERRAMENTO DO Conduto. (BELL SOUND/Som de sinos)

{n.t. É uma clara alusão de Contatos (principalmente dos Estados Unidos) com que Governos de alguns Países vem mantendo com ETs, e recebendo Tecnologia dos mesmos AO FAZEREM ACORDOS COM OS ALIENÍGENAS, com intenções  invariavelmente nefastas para a humanidade, tanto dos ETs assim como dos governos que recebem a tecnologia.}

OS CÍRCULOS (CROP CIRCLES) INGLESES: 
Breve Histórico:
O mundo começou a Tomar conhecimento dos “círculos ingleses” a partir da década de 80, apesar destes círculos estarem aparecendo há séculos. Os famosos “círculos ingleses”, os Quais são chamados de círculos por força do hábito, tem Sido Arquivados Desde o século XVI. Por que levamos tanto tempo para validá-los?

Detalhes dos padrões e formas do Crop Circle de Silbury Hill em 2004.
Considerados verdadeiras obras de arte por estudiosos e especialistas, estima-se que cerca de 10 mil destas enigmáticas figuras já foram descobertas em todo o mundo, sobretudo no Sudoeste da Inglaterra (próximo à região onde se localiza Stonehenge), onde uma Percentagem de incidência destas figuras chega a 98% dos círculos já encontrados. Os outros 2% foram encontrados na Austrália, Estados Unidos, França e Canadá (n.T. E a partir de 2008 e mais recentemente no Brasil, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Os círculos ingleses são na verdade um emaranhado de formas geométricas de diversos tamanhos dispostas de maneira organizada. Em alguns casos extremos, círculos compostos por mais de 200 figuras geométricas perfeitamente dispostas, numa extensão que vai além de 300 metros de comprimento, já foram encontrados sem que os os estudiosos – incluindo o governo britânico – Tivessem a menor idéia de como foram feitos.

Este desenho ACIMA à esquerda é muito interessante, pois mostra a posição dos planetas no sistema solar no dia do final do 13º Baktun do Calendário Maia, em 23 de dezembro de 2012. Um alerta para uma nova era que se inicia para uma parcela da humanidade a partir desta data.
Os desenhos parecem ser específicos para cada ano, quase como capítulos num livro. Em 1994, houve uma proliferação do que se convencionou chamar de “insectogramas”, com figuras na forma de escorpiões, aranhas, teias de aranhas e outros insetos. Em 1995, os Padrões pareciam sugerir sistemas solares, cinturões de Asteróides e outras figuras planetárias. Em 1993, houve uma incidência de Padrões geométricos.
Nestes círculos, ou em sua proximidade, nunca foram encontrados traços QUAISQUER ou pistas que indicassem como foram feitos ou por quem. Não há pegadas de pessoas, ou marcas de pneus de veículos, nem sinal de que as plantas em seu interior tenham Sido Manipuladas por humanos. Simplesmente, os círculos surgem do nada, portando uma mensagem inexplicável e desafiando nossa inteligência e tecnologia.
 Dois símbolos antigos da Geometria Sagrada e da espiritualidade humana e a ordem da posição dos Chakras em nosso corpo.
Como Fraudes
Estima-se que cerca de 30% dos círculos  encontrados sejam falsos. Diversos motivos levam as pessoas um forjarem as figuras, entre elas estão a vontade de aparecer e ser notícia e principalmente a tentativa de desmoralizar os estudiosos do fenômeno.  Há também Aqueles grupos de pessoas que disputam entre si para ver quem faz o desenho mais bonito e mais próximo da realidade e Para demonstrar suas habilidades artísticas.
O caso mais clássico de forjadores aconteceu há alguns anos. Dois velhinhos aposentados de Preston Highs Chamados Doug e Dave procuraram a imprensa britânica e reclamaram para si a autoria de alguns círculos descobertos na área de Alton Barnes. Sua estória correu o mundo e muitos deram como encerrado o caso dos círculos ingleses porém, quando diante dos jornalistas, os velhinhos mal conseguiram  desenhar tais figuras, resultando em formas mal acabadas, sem qualquer precisão e com poucos metros de diâmetro.
Os estudiosos mais Experientes dizem que os círculos forjados são mais facilmente identificados pois são realizados de forma irregular, sem a simetria ou a perfeição geométrica dos círculos verdadeiros e ainda ficam repletos de vestígios de quem os fez e de como foram forjados.
As Pesquisas Continuam …
Nem mesmo os estudiosos que acompanham os aparecimentos desde o começo da década de 80 se atrevem em esboçar alguma explicação para o fenômeno. Nos meses de pico, que se estendem por entre os meses de maio a setembro (sempre à época em que as plantações estão próximas da colheita), milhares de estudiosos de todo o globo se reúnem no Sudoeste da Inglaterra atrás de novas figuras, que às vezes chegam a aparecer quase que diariamente.
É importante frisar que nenhum vestígio material de como são feitos foi encontrado em qualquer círculo validado, a não ser uma certa forma de energia desconhecida ou não catalogada (desconhecida) pela ciência atual. Esta forma de energia Produz uma mudança em um nível genético nas plantas afetadas pelo fenômeno, o qual faz com que suas sementes também sejam afetadas .
O Efeito Nas Plantas e No Solo
Os “círculos” só aparecem nas Plantações de trigo, canola e cevada. Os caules destas plantas, que normalmente quando entortados se quebram, nas áreas onde o fenômeno ocorre, chegam a ser entortados em cerca de 90 graus, sem se quebrarem. O entortamento dos caules se dá num ponto da altura entre 20 e 80% do total das plantas. As vezes, plantas situadas lado a lado na colheita, são entortadas em direções opostas dentro do mesmo fenômeno.
Uma característica deste fenômeno é que, quando entortadas, não é possível desentortá-las com o risco de quebra-las, e elas continuam o seu crescimento normal só que rasteiro rente ao chão.
Duas organizações vêm fazendo estudo do solo dos círculos. Elas são o Center for Crop Circles Studies in England e uma organização conhecida como ADAS Ltd., trabalhando com o Ministério da Agricultura Inglês. Uma das coisas que eles descobriram é que os solos adquirem uma quantidade anormal de hidrogênio após cada formação. O único modo desta quantidade de hidrogênio aparecer assim seria se o solo recebesse uma carga elétrica extremamente forte.
Descobertas significativas
Sabe-se hoje que cerca de 90% de círculos dos genuínos surgem quase sempre nas mesmas áreas, ano após ano, e invariavelmente sobre ou muito perto de sítios arqueológicos de milhares de anos de idade (como Stonehenge). Estes sítios arqueológicos às vezes estão Enterrados e os estudiosos só se dão conta de que existem em um determinado lugar quando surgem círculos lá …
Um fator interessante a se notar é que um certo número de círculos têm aparecido perto de usinas nucleares, o que nos leva a crer que os responsáveis pelos círculos estão preocupados com a nossa loucura no uso da energia nuclear.
Outro fator é que algumas pessoas dizem terem Sido afetadas depois de terem entrado e pisado dentro de uma destas formações. Alguns estudiosos comprovam estas estórias, como o Dr. Collete M. Dowell. Ele, como outras pessoas, diz  que em algumas formações em que entrou, se sentiu extremamente ansioso ou agitado. Em outras, se sentiu feliz, bobo e outras emoções positivas. 
Conjunções planetárias entre Vênus, Júpiter e a Lua, mostrados nesse Crop Circle de 1990.
Conclusão:
Pelo menos em uma coisa os estudiosos já se entendem: os círculos tem obrigatoriamente um forte componente não terrestre. Ou seja: não são construídos pela inteligência humana. Esta conclusão é sustentada pelo fato de que muitas testemunhas como fazendeiros, estudiosos e curiosos acampados nos locais em que eles aparecem/são feitos em seus momentos de pico ENXERGAM com certa freqüência misteriosas luzes não identificadas sobrevoarem as colheitas pouco antes dos círculos terem sido descobertos sempre na manhã seguinte.
Em alguns casos, certas bolas de luzes foram até filmadas e fotografadas (conforme demonstrado mais acima), embora com baixa qualidade de filmagem por terem sido feitas com equipamento amador e normalmente à noite. De qualquer forma, o fenômeno dos “círculos ingleses” continua ano a ano e nenhuma das suposições de suas causas ainda foram comprovadas e o mistério persiste.
A seguir, fotos de alguns dos mais espetaculares desenhos (que invariavelmente contém algum tipo de mensagem SUBJETIVA para a humanidade, às vezes alguns avisos…) deixados nas plantações em campos ingleses nos últimos anos.









Mais informações sobre esse assunto: MENSAGENS ALIENÍGENAS DECODIFICADAS



Total de visualizações de página

Página FaceBook