BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


quarta-feira, 17 de junho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 136- SILENCIOSOS INTRUSOS



"Estamos sendo invadidos. Não se trata de uma ocupação, mas, sim, de uma invasão. E atualmente nada podemos fazer para interromper isso. 

Os aliens têm poder e uma tecnologia infinitamente mais avançada do que a nossa, e isso nos coloca em tremenda desvantagem, ou habilidade para confrontar o fenômeno, ou ainda obter algum controle sobre ele. Não sabemos o que irá acontecer no futuro, assim como não sabemos qual é o propósito final dos aliens.... O contato entre raças não está sendo levado a efeito do modo comumente visualizado pelos cientistas e pelos escritores de ficção. Ao contrário, ele é completamente unilateral. Ao invés de benefícios iguais, vemos um perturbador programa de aparente exploração de uma espécie por outra. Como começou é desconhecido. Como terminará também é desconhecido. Devemos encarar detidamente o fenômeno das abduções e começar a pensar racionalmente sobre o que fazer com relação a ele" (Dr. David M. Jacobs - PH.D, Professor da História da Temple University)



Sem quaisquer dúvidas, devemos concordar em gênero, número e grau com as palavras desse notável cientista, corajosamente dotado de mente aberta e disposto a revelar nos seus trabalhos tudo aquilo que se esconde (e escondem de nós) no tocante a uma nefasta atividade alienígena que desde muito tempo vem se desenrolando (e à nossa revelia) neste nosso pequeno mundo. O certo é que tem muita coisa de suja, extremamente suja, por trás dos obscuros objetivos desses tais "aliens" da tipologia grey - a raça tripulante dos UFOs que mais assola a Terra com as suas investidas. Responsáveis diretos pelos seqüestros, mutilações, mortes e as horrendas e sobretudo escabrosas "experiências genéticas", as quais, sem a menor das cerimônias e respeito pela dignidade humana, aqui desenvolvem fazendo das nossas mulheres as suas cobaias e "suportes" para tais barbaridades e aberrações. Além disso, quando assim o desejam - e graças à sua estupenda tecnologia - podem tomar o controle até mesmo dos nossos meios de comunicação. Na foto acima, a imagem de um alien quando supostamente invadia uma transmissão de TV.


O certo é que, de alguma forma, estão cumprindo um sinistro plano - não para nos ajudar assim como pensam e esperam alguns idílicos adoradores da Ufologia, mas, SIM, criando uma raça de criaturas híbridas e dessa forma lentamente se adaptando para, um tempo qualquer, possivelmente invadir e tomar posse do nosso planeta. E - vale sempre a pena repetir - TODAS AS AUTORIDADES DAS GRANDES POTÊNCIAS MUNDIAIS SABEM MUITO BEM DISSO! As pessoas que têm sido vítimas das chamadas abduções (ou "seqüestros forçados" que seria o termo mais apropriado), invariavelmente revelam que, após terem suas mentes invadidas e seus corpos usados nos interiores das naves para servir às tais "pesquisas", essas criaturas se comprazem em mostrar uma espécie de tela, onde são exibidas cenas chocantes de uma futura destruição do nosso mundo - ao que parece pela força da Natureza. E os relatos de todas essas involuntárias testemunhas sempre coincidem: como se fosse um filme feito por viajantes do tempo (que na nossa opinião essas criaturas não passam mesmo disso), as vítimas descrevem que, em meio às cenas nas quais - após uma grande explosão do tipo nuclear que cobre o nosso planeta por intermédio de uma apavorante nuvem - oceanos em fúria destroem continentes e as nossas grandes cidades, são igualmente exibidos estranhos caracteres alfabéticos não-identificados.... Exatamente como se fossem legendas explicativas. Quem sabe partes integrantes de um sinistro plano de ataque? Quando inquiridas pelas suas vítimas, essas criaturas, supostamente alienígenas, dizem que isso se dará na NOSSA ÉPOCA e que se trata de "algo absolutamente necessário". Mas...."absolutamente necessário" PARA QUEM?


Obviamente, a resposta é uma só: "necessário", sim, porém aos sinistros interesses DELES! Enquanto isso, continuam literalmente fabricando horrendas criaturas híbridas, estocando-as às centenas nas suas gigantescas incubadoras - conforme relatam através da regressão hipnótica as mulheres terrestres que são artificialmente inseminadas para gerar essas verdadeiras aberrações. A ilustração acima demonstra uma unanimidade nos seus relatos: são incontáveis tanques individuais, preenchidos por uma espécie de líquido (?) gelatinoso e borbulhante na cor azul, no qual os fetos híbridos se desenvolvem interligados por diversos tubos nas suas regiões vitais. O curioso é que, após algum tempo, essas mulheres, as mães involuntárias, voltam a ser seqüestradas e obrigadas a tocar seus "filhos" por breves instantes, pois, segundo os tais aliens revelam, sempre através de um poderoso impulso telepático, - "este contato físico é importante e se faz necessário". Só não revelam exatamente PARA QUÊ estão gerando aos milhares tais bizarros seres.


Não seria contudo muito difícil de se deduzir, a partir de tantas e tão gritantes evidências. Desde algum tempo, a região compreendida entre a Terra e o Sol é intensamente percorrida pelos UFOs! Algo que, por sinal, tem sido atentamente acompanhado pelo módulo SOHO - lançado pelo consórcio NASA/ESA sob o pretexto de "monitorar as atividades solares". Nesta foto, tomada por aquele módulo em Outubro de 2004, podemos observar uma verdadeira esquadrilha deles! Evidentemente, estão fechando um cerco contra nós. E só não enxerga isso quem não quer!


E além de fechar um cerco certos UFOs representam um extremo perigo. Essa região australiana, mostrada na parte central do mapa, que se denomina Bass Strait (ou Estreito de Bass) esconde um perigo mortal! Área onde são freqüentes as aparições dos UFOs, poucos sabem (e, por outro lado, é também rigorosamente ocultado) que naquela região traiçoeiramente se esconde um mini-Triângulo das Bermudas, no qual, desde 1904, MAIS DE 350 PESSOAS e os seus respectivos barcos e aviões sumiram sem deixar o mínimo vestígio! E a resposta para a causa desse intrigante enigma não poderia ter sido outra: no dia 21 de outubro de 1978, Frederick Valentich, um jovem piloto, decolou com o seu avião modelo Cessna-182 do aeroporto de Moorabbin, em Victoria, com destino a King Island, também em território australiano. Apesar de saber que voaria sobre um região "amaldiçoada", Frederick fazia pouco caso sobre o assunto e jamais se importou com as notícias que corriam sobre os tais misteriosos desaparecimentos......


...... O que certamente lhe custou muito caro. O jovem piloto foi o protagonista, e também a vítima, de um dos mais audaciosos seqüestros promovido pelos UFOs. Que, por sinal, ficou clara e devidamente registrado nas gravações da torre de controle de tráfego aéreo do Aeroporto de Melbourne! Através do rádio de bordo, Valentich desesperadamente solicitava identificação para uma misteriosa "aeronave" que o perseguia pelo céu, parecendo mesmo - segundo suas palavras - que estava "fazendo uma brincadeira com ele". A coisa foi descrita como sendo dotada de formato alongado, grandes proporções, luzes intensas e brilhantes - além da estupenda velocidade e incrível capacidade de abruptamente estacionar em pleno ar! Após momentos de tensos e desesperados diálogos, Valentich em pânico avisou que o UFO estacionara diante do Cessna, tendo depois se colocado na posição vertical sobre a aeronave. As últimas palavras de Valentich foram: - - Meu motor está falhando agora... Esta coisa está pairando.... Bem acima de mim....". Depois disso, fortes ruídos metálicos e intensa estática. E como tantas e tantas outras ocorrências semelhantes envolvendo os UFOs, nunca mais se teve qualquer notícia da aeronave e do seu desditoso piloto!


Você, Prezado Visitante, que fielmente acompanha todas as páginas deste nosso Site, certamente vai lembrar de Robert Lazar, físico nuclear que esteve durante certo tempo em serviço na famosa Área-51, envolvido nas atividades de pesquisas de alguns UFOs acidentados - confiscados e mantidos sob estudos naquelas ultra-secretas instalações. Lazar, talvez devido à sua incômoda curiosidade, foi dispensado do serviço e logo depois denunciou ao mundo todas as coisas que lá aconteciam, inclusive a manutenção de diversos cadáveres de entidades alienígenas naquela base! Como se deve recordar, logo trataram oficialmente de desmoralizar o cientista, alegando que ele "jamais trabalhara para o Governo Americano e muito menos servira na Área-51". Em suma, quiseram fazer crer que Lazar, ou era louco, ou então um sensacionalista à procura de promoção pessoal. Algo que foi prontamente desmentido através da farta e surpreendente documentação em seu poder, inclusive as credenciais de acesso àquela base que secretamente tinha guardado, e que com isso derrubou aquela bem montada farsa.


E - sempre vale a pena refrescar a nossa memória - aqui está uma outra indiscutível prova de que Lazar efetivamente trabalhou para um órgão de inteligência da Marinha Americana! Como então "ele nunca trabalhara para o Governo dos EUA"?


Trata-se de uma manobra de descrédito que sempre é aplicada contra todos aqueles que falam em demasia sobre um assunto tão embaraçoso e delicado quanto os UFOS. Temos um outro exemplo disso - aliás, bastante típico: bem antes, precisamente em 1964, o então Tenente da Força Aérea Norte-americana (USAF) Robert M. Jacobs foi testemunha da secreta exibição de um filme, mostrado pelos seus superiores e tomado através de uma nova e potente câmera telescópica, no qual um foguete intercontinental do tipo ATLAS-F como o da foto acima, lançado da Vanderberg Air Force Base - na Califórnia - e dotado de uma ogiva nuclear desarmada em fase de testes, foi literalmente atacado quando ascendia as camadas mais altas da nossa atmosfera por um enorme e brilhante UFO, o qual, sem a menor cerimônia, disparava potentes raios contra a ogiva do artefato até destruir completamente o caríssimo foguete que, totalmente descontrolado, veio a se espatifar no Oceano Pacífico! Um caso tópico de hostilidade que, segundo Jacobs, - "por trinta anos guardei essa impressionante imagem na mente"! Quando finalmente revelou ao mundo esse estranho episódio, a retaliação não tardou a se manifestar. Logo que vários pesquisadores contataram a USAF, simplesmente responderam que nenhum Tenente Robert M. Jacobs jamais fizera parte dos seus quadros e muito menos servira na Base de Vanderberg. E ainda por cima negaram que naquela base existira qualquer aparelhagem destinada à filmagem e ao rastreamento de foguetes! Só esqueceram que o Tenente Jacobs - que "oficialmente" não existira - foi um dos responsáveis diretos pelo desenvolvimento e operação do BU-Telescope, o mesmo que filmara o inusitado ataque do UFO. A farsa veio finalmente veio à tona, quando o Major Florenz Mansmann, também da USAF, corajosamente confirmou não só a presença de Jacobs naquela unidade militar, como também autenticou a real existência do filme que, diga-se de passagem, foi devidamente confiscado e sumiu nos obscuros meandros dos órgãos oficiais de informação e segurança daquele país!


E agora, sem maiores rodeios, vamos diretamente a um outro assunto bastante interessante, além de sutil: Você sabia que, desde aquela época como também atualmente, toda base militar norte-americana, assim como toda e qualquer unidade em serviço no mar, tem o seu UFO OFFICER - ou, se devidamente traduzido, SEU OFICIAL PARA ASSUNTOS DE UFOS, o qual sempre deve ser acionado a qualquer hora do dia ou da noite, sempre que um chamado Objeto Aéreo Não-Identificado é detectado e rastreado? Pois é! E que mediante Prioridade Governamental-1, esse misterioso Oficial deve - imediatamente e com plenos poderes - assumir TODO o comando das instalações em que está lotado? E como esse fato muito interesante veio à tona? Exatamente quando em 1965 um UFO, sem a menor cerimônia, simplesmente invadiu o espaço aéreo da importante Base de Edwards, cujos caças F-106 foram incapazes de interceptá-lo. Um relatório confidencial posteriormente expedido para a NORAD dizia que o tal "UFO Officer" de plantão fora acordado do seu sono, tomando logo conta da situação. Não se trata de algo bastante surrealista? E ainda dizem (oficialmente, é claro) que os UFOs não existem! Sutil, tão sutil quanto um elefante numa banheira.....!


Principalmente porque, na foto "above the top-secret" acima, você vê o que seria um autêntico UFO acidentado sendo examinado em uma base militar norte-americana - possivelmente a mesma Base de Edwards.


Aliás, desde bastante tempo mesmo, eles sabem que existem outras humanidades inteligentes, espalhadas por todo o Universo. A imagem acima nos mostra o Dr. C. Francis Jenkins, que foi um dos maiores gênios em Eletrônica e Óptica do mundo, responsável pelo desenvolvimento da Televisão, da gravação e da reprodução dos sons, do video-tape, e assim por diante. Foi de sua invenção um sofisticado sistema de captação e conversão de sinais para imagens, que no distante ano de 1924 recebeu do espaço sideral, precisamente do planeta MARTE, o qual estava bem próximo da Terra, rádio-sinais que foram impressos em uma fita gráfica. Só que os estranhos símbolos que se apresentavam na tal fita mostravam uma série de imagens que repetidamente representavam bizarros ROSTOS, descritos como sendo aparentemente de faces "cruelmente descarnadas"! Tal fenômeno foi chamado de "O Código Marciano" e considerado uma possível tentativa de contato por parte de seres inteligentes. O Doutor David Todd, assistente de Jenkins, apresentou a insólita fita a William Friedman, criptologista e membro da CIA, especialista inclusive em hieróglifos egípcios e códices maias, de modo a tentar uma decodificação daquela estranha mensagem. Não se sabe se o conseguiu, porém confiscaram imediatamente tal preciosidade e nunca mais se ouviu falar dela. Naqueles tempos o Programa Espacial Americano não existia, ou sequer era sonhado......


...... Se, contudo, tal evento viesse a ocorrer alguns anos depois, muito certamente não seria necessário decodificação da suposta mensagem, uma vez que, de pronto, Jenkins e Todd identificariam aqueles rostos, continuamente repetidos na imagem gráfica, como sendo.... Exatamente uma réplica do mesmo gigantesco e famoso rosto rochoso que a sonda Viking-1, da NASA, fotografaria sobre a região marciana de Cydonia!!!


Por sinal, há mesmo uma certa identidade entre Marte e a Terra - diríamos uma verdadeira conexão. Para sermos claros e diretos, é importante ressaltar que diversas autoridades e cientistas, bem como vários órgãos de informação e segurança de quase todos os governos mundiais, SABEM, porém escondem tal fato. E notadamente SABEM que uma raça estranha ao nosso planeta esteve, desde muito tempo, presente até mesmo na nossa História. No final do ano 2004, não se sabe exatamente a verdadeira razão e sob o pretexto de descobrir as reais causas da morte do Faraó Tuthankamon (XVIII Dinastia), cientistas - COMO SEMPRE "supervisonados" pelo Dr. Zahi Hawass do Governo Egípcio - retiraram a múmia do faraó do seu sepulcro situado no vale dos Reis, levando-a para um acurado exame de tomografia computadorizada, onde milhares de imagens de alta resolução foram tomadas de todo o seu corpo (FOTO: AP). Ora, por que exatamente se preocupar com algo que já se sabe: ou seja, Tutankhamon foi assassinado com um golpe na nuca por intermédio de uma conspiração sacerdotal. Diversas imagens de chapas de Raios-X já comprovaram isso há bastante tempo. Na verdade, esses cientistas, baseados em inúmeras e surpreendente descobertas arqueológicas, seguem sob o mais absoluto sigilo as pistas de uma raça alienígena que habitou, ou esteve presente no nosso mundo há milênios. Tuthankamon, por sinal, teria sido o último exemplar dessa raça - dotada de enormes crânios e corpos desproporcionais - a qual sempre se manteve no trono desde o chamado "Período dos Deuses". Possivelmente aliens disfarçados e convivendo entre nós, ou, quem sabe, criaturas híbridas.... Resultantes do cruzamento "deles" com a espécie humana terrestre!


Devemos, porém, saber que há uma sensível diferença permeando esse tão controvertido assunto. A Terra, este nosso pequeno planeta, pelo fato de se constituir em um abundante e fértil oásis, certamente tem atraído a atenção de várias raças espaciais, tanto ontem quanto hoje! Obviamente, esses aliens da tipologia grey - os humanóides cinzas - juntamente com os seus famigerados aliados (os reptilianos), não estão aqui para nos ajudar. Muito pelo contrário, desejam mesmo se livrar de nós! E além de nos utilizar como suas cobaias, ainda se alimentam dos seres humanos e dos nossos animais - notadamente os rebanhos. É sabido, contudo, que existe uma raça de tripulantes de alguns raros UFOs, constituída por humanos, bem semelhantes a nós, sobretudo benevolentes e altamente espiritualizados. Esses, por sinal, podem até ter sido os NOSSOS verdadeiros ancestrais e, por extensão, os "antigos deuses" de um passado remoto - tão insistentemente decantados pelas lendas e pelas velhas tradições. Já é quase opinião unânime entre os verdadeiros cientistas que certas "marcas" espalhadas por toda a Terra, nos mais diversos e distantes países (todas elas altamente semelhantes e coincidentes), não são obras de uma humanidade terrestre! Na verdade, seriam os indeléveis vestígios dos antigos iniciadores da espécie humana. Na foto acima, você vê um exemplo típico: a pirâmide "proibida" de Ziban, China. "Proibida" pelo fato de não se saber quem de fato a construiu e quando. E, notadamente, porque seu acesso é expressamente interditado pelas autoridades daquele país. Todavia, o bom observador nela verá uma série de similaridades verdadeiramente espantosas.....


.... Como por exemplo a arquitetura do seu interior, construído no mais autêntico "estilo egípcio"!.......


.... Assim como os seus blocos rochosos exteriores, perfeitamente talhados e ajustados - espantosamente à imagem e semelhança das grandes muralhas e das portentosas ruínas peruanas, "oficialmente" atribuídas aos Incas!


E este é o satélite norte-americano Ikonos, o qual discreta e sigilosamente vem cumprindo uma estranha missão:


Uma missão que consiste em fotografar as antigas ruínas do passado - como por exemplo essas, situadas na Guatemala e mostradas na foto acima - por sua vez "oficialmente" atribuídas à Civilização Maia.


Porém, o interesse primordial dos potentes equipamentos de rastreio do Ikonos (e notadamente daqueles que o lançaram) não se situa exatamente na superfície dessas sempre intrigantes e misteriosas ruínas, mas, sim, NAQUILO QUE ESTÁ POR DEBAIXO DELAS! A partir do subsolo das imponentes ruínas que vimos na foto anterior, existe uma colossal e inexplorada galeria de túneis artificiais subterrâneos, que se estende por centenas de quilômetros - alguns deles devidamente assinalados pelas setas! No nosso passado remoto, teoricamente, não existia qualquer tipo de tecnologia capaz de realizar um prodígio de tal porte - COMO, então, foi feito, e QUEM o fez? Muito - mas MUITO possivelmente mesmo, uma fantástica tecnologia que veio "de fora"!






Total de visualizações de página

Página FaceBook