BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


segunda-feira, 22 de junho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 144- ALIEN ACTIVITIES - Atividades alienígenas






"Os Discos Voadores, esses fantasmas do céu, poderiam efetivamente não vir do espaço, mas de uma dimensão paralela que rege conjuntamente o espaço e o tempo, esses dois fatores de nossa evolução que nos são ainda desconhecidos" (Guy Tarade - OVNI e as Civilizações Extraterrestres)




Todavia, de onde quer que esses seres venham - seja do espaço sideral, das dimensões paralelas ou de atalhos espaço-temporais - todos eles podem verdadeiramente ser classificados como "aliens". Existe uma infinidade de relatos provenientes das mais diversas testemunhas, espalhadas por todo o planeta, bem como certas provas fotográficas, que permitem concluir que este nosso pequeno mundo é, de fato, um notável ponto de atração para as mais diversas criaturas. Na foto acima, temos a imagem de um suposto alien dotado de conformação humana e de grande estatura, parecendo usar um capacete.


Aqui, uma imagem que nos mostraria um cadáver alienígena dotado de enorme estatura e devidamente preservado em uma câmara criogênica - possivelmente sob a guarda de uma grande potência mundial.


Esta outra foto é supostamente tida como uma entidade alienígena - também dotada de morfologia humana, grande estatura e parecendo usar uma espécie de macacão - fotografada em 1977 por turistas em meio às intrigantes ruínas de Machu Picchu - Peru.


A múmia dessa estranha criatura, porém de reduzida estatura e conformação humanóide, por sua vez, foi achada na Rússia.


A tipologia grey, ou "cinza", é, contudo, aquela de maior incidência no nosso planeta. Esta foto foi tomada em Londres quando um cidadão acordou com os desesperados latidos do seu cão e flagrou algumas dessas criaturas rondando sem a menor cerimônia o seu jardim. Acima delas pairava um UFO.


E esta outra foto, tomada em um cemitério norte-americano, captou a insólita presença de um grey nas proximidades de um jazigo.


Uma outra tomada confirma a presença da criatura. O quê exatamente interessaria a esses seres perambular por locais onde unicamente são guardados despojos humanos? Dá-nos calafrios só de pensar.....!


Aqui, um detalhe devidamente ampliado e o seu correspondente negativo. Não há mesmo qualquer dúvida: trata-se de um humanóide grey!


Essas coisas parecem que possuem a capacidade de distorcer as ondas de luz de modo a se tornarem invisíveis, ou, melhor dizendo, imperceptíveis. De certa forma, podem se rivalizar com os chamados fantasmas. O quê faria você se estivesse testando a sua nova câmera fotográfica digital, dentro da sua própria casa, e ao verificar a imagem visse exatamente ISSO que um jovem norte-americano constatou na memória da sua câmera? "Aliens-fantasmas"? Só faltava mesmo essa!


E agora responda: - Você já viu coisa semelhante a essa aí da foto? Apenas mais um cadáver de outra bizarra criatura humanóide que decididamente não é deste mundo!


Nessa surpreendente imagem outro cadáver, ao que parece de um humanóide grey. A criatura, pelo visto, foi bastante ferida, possivelmente devido a um acidente com a sua nave em local não divulgado. Note-se apenas três dedos na sua mão e, também, que existem outros cadáveres cobertos, bem ao seu lado.


Esses humanóides greys exercem, de fato, estranhas (e além de tudo nefastas) atividades por aqui. Observe bem essa impressionante foto, tomada perto de uma linha de transmissão de força situada em um local ermo dos EUA. Consegue ver algo inusitado nela?......


..... Claro que sim! Um animal de grande porte, ao que parece um muar, totalmente drenado do seu sangue e dos órgãos internos, curiosamente postado bem no topo de um poste.... Como se tivesse caído do céu! Aliás, literalmente, caiu mesmo do céu! E não se trata de nenhuma brincadeira. Ninguém seria capaz de erguer um animal pesando por vezes mais de meia tonelada ao alto de um poste. Este não é todavia o primeiro caso registrado.


Esses aliens seqüestram os animais, tal como na ilustração acima, sugando-os para os interiores das suas naves onde, cruelmente e ainda vivos, são despojados dos seus órgãos internos, sangue, secreções glandulares e enzimas, de modo a alimentarem essas abjetas criaturas. Logo a seguir, as suas carcaças são lançadas de qualquer maneira ao solo. Isso comprova porque nunca existem quaisquer pistas, ou marcas, onde quer essas carcaças sejam encontradas. E, sim, íamos esquecendo: de vez em quando cadáveres humanos também "caem do céu" apresentando as mesmas e sinistras características - um vergonhoso (e perigoso) segredo muito bem guardado pelas autoridades mundiais.


A coisa é mesmo tão flagrante que em certos lugares do território norte-americano algumas placas de sinalização rodoviária chegam mesmo a mostrar imagens desse tipo. Sinistro, não? E você, deseja ver coisas ainda mais fortes desse tipo? Continue, então, conosco na seqüência desta página.....


"Não é muito agradável de pensar à noite ao deitar-nos!....."
(Jacques Bergier - O Livro do Inexplicável)


Incisões cirúrgicas altamente precisas e elaboradas através de desconhecidos instrumentais, fazem parte integrante do estonteante fenômeno das mutilações de animais, as quais ocorrem em larga escala em todas as partes do mundo. Conforme já sabemos, os pobres animais - notadamente bovinos e eqüinos - sugem como que caídos do céu, sem quaisquer marcas ao seu redor, literalmente sugados de todos os seus órgãos internos e sangue. As marcas de Reação Vital - um termo que em Medicina Legal significa que a vítima foi torturada e sacrificada AINDA VIVA - são uma prova indiscutível da crueldade envolvida nessas operações - que, evidentemente, não são coisas deste mundo. Note-se a expressão de dor no rosto do pobre animal mostrado na foto acima.


Aqui, uma apavorante visão do enorme orifício circular em um outro bovino, mostrando a cavidade totalmente desprovida dos seus órgãos. Note-se a precisão cirúrgica do corte.


E nesta foto, mais uma visão da inominável barbaridade cometida contra os nossos pobres animais.


E vejam como ficou a cabeça deste cavalo. Além dos órgãos internos e sangue, os retalhos de pele são igualmente retirados por esses verdadeiros predadores. Sabe-se que esses despojos não são consumidos in natura pelos aliens. Ao contrário, já que se alimentam através das suas peles, tudo isso é processado através de uma mistura com algo semelhante ao nosso Peróxido de Hidrogênio (H2O2), formando uma mistura orgânica homogênea necessária às suas sobrevivências. E que paladar mais "desgraçado" têm essas coisas, não?


E os culpados por essas atrocidades são bem conhecidos: conforme já sabemos, inúmeras testemunhas já viram os UFOs sugando animais para os seus interiores através de uma espécie de facho luminoso. E a foto acima, tomada em plena luz do dia nos EUA, nos mostraria uma dessas impressionantes ocorrências.


Há, em contrapartida, um notável interesse dessas criaturas pelos órgãos reprodutores desses animais, os quais também são cirurgicamente extirpados. Na foto acima vemos um exemplo bastante típico!


E nem mesmo os animais de pequeno porte escapam da sanha dessas criaturas. Gatos, cabras, cachorros e aves também fazem parte do seu inusitado "menu". Logicamente que podemos de pronto afastar a ação dos tradicionais predadores terrestres, uma vez que as carcaças, ao invés de dilaceradas como seria o caso, ficam íntegras porém totalmente drenadas. Nesses casos, os orifícios cirúrgicos também são dotados de pequena extensão, sempre de acordo com o porte da vítima - conforme visto na ave da foto acima. Para total perplexidade dos cientistas e das autoridades policiais, os peritos atestam que NÃO EXISTE no nosso mundo qualquer tipo de instrumental médico capaz de aspirar totalmente órgãos internos através desses orifícios. Em suma, todos eles unanimemente concordam que ISSO NÃO É COISA DESTE MUNDO!


Da mesma forma que "não coisas deste mundo" certos animais (ou quem sabe inusitados seres inteligentes) que freqüentemente surgem, vivos ou sob a forma de cadáveres, sendo igualmente responsabilizados pelos sempre letais ataques predadores contra animais e até SERES HUMANOS......


Neste ponto nunca seria demais relembrar o famosos Caso Guarapiranga, ocorrido no Brasil em 29 de setembro de 1988. Um cadáver não-identificado, totalmente drenado do seu sangue e dos órgãos internos (sugados através dos tais misterioso orifícios), surgiu abandonado às margens desertas de uma represa do mesmo nome. Características semelhantes às mutilações perpetradas contra os animais! E, mais uma vez, os peritos médicos e as autoridades policiais envolvidas no caso concordaram sem qualquer hesitação: - ISTO NÃO É COISA DESTE MUNDO! E aqui vai algo que você talvez não saiba: muito embora pouco divulgado, o sangue bovino, em caso de grandes catástrofes, poderia servir como última alternativa ao sangue humano para fins de transfusões. Pois é, a princípio essas abomináveis criaturas seqüestravam e mutilavam somente os animais. Com o passar do tempo, porém, não tardaram a descobrir certas notáveis semelhanças existentes entre os bovinos e os seres humanos....!


Sim, são coisas que não são deste mundo, PORÉM AGEM NELE! Como, por exemplo, os restos dessa horrenda "coisa" jamais pertencente a este planeta, mostrada na foto acima!


E que tal a cabeça dessa outra "coisa", orgulhosamente exibida pelos seus matadores em um país da América Central? Dizem que se trata de um dos famosos Chupacabras - variada espécie de criaturas também associadas à obscura presença dos UFOs nos nossos céus.


E nessa imagem, alguém dotado de uma excelente pontaria conseguiu flechar outra bizarra criatura vinda sabe-se lá de onde, matando-a.


Triângulo das Bermudas, sumiços inexplicáveis de navios, aviões e seres humanos em todas as partes do mundo, e assim por diante. E este outro estonteante problema, "desaparecimentos" é bem mais antigo do se pensa! Eis um pequeno e bastante didático exemplo: Era o dia 28 de agosto de 1915, céu extremamente claro, dia banhado num sol radiante, exceto por algumas nuvens que se espraiavam na altura de uma elevação estrategicamente denominada "Morro 60". Próximo dali, todo um regimento do Exército Britânico, precisamente o First Fourth Norfolk, estava em campanha militar contra as forças turcas, em Gallipoli, nas proximidades de Dardanellos. O First Norfolk recebera ordens diretas para marchar através do "Morro 60", de modo a estabelecer um ponto avançado para o embate com as forças inimigas, enquanto na retaguarda ficavam outras unidades militares. O topo daquele morro estava coberto por uma grande nuvem extremamente densa, intensamente brilhante e, um a um, os cerca de 400 (quatrocentos!) homens daquele regimento nela penetraram destemidamente. Porém, nenhum deles jamais saiu do outro lado. Obviamente um seqüestro em massa. Com qual finalidade? Diante do que temos visto, nem seria bom pensar!


Um outro exemplo da nefasta atividade alienígena no nosso mundo: além das famigeradas experiências genéticas vitimando as mulheres, ainda nos usam como cobaias para os seus implantes de dispositivos eletrônicos - desconhecidos e altamente siofisticados - os quais tornam as vítimas totalmente monitoradas e controladas, perdendo portanto a sua vontade e a individualidade. Indiscrimindamente, esses dispositivos que também "apagam" as lembranças, são implantados à força nos mais diversos locais do corpo. Na imagem de Ressonância Magnética acima, a vítima teve o seu cérebro implantado. E, muito freqüentemente, dependo dos locais onde maldosamente se situam tais sinistros artefatos, eles não podem ser retirados ou, se o são, causam as mortes dos implantados!


Aqui, as imagens dos Raios-X mostram pequenos implantes nos ossos das mãos de uma outra vítima. (IMAGEM: © Saber Entreprises)


E as análises efetuadas nesses artefatos atestam que todos são elaborados com elementos desconhecidos no nosso planeta, semelhantes a polímeros altamente sofisticados. Como notável característica, muitos deles somente se preservam nas temperaturas do corpo humano, e portanto, EM ORGANISMOS VIVOS, se volatilizando em poucos segundos logo após retirados das suas vítimas. O implante mostrado na foto acima emitia, assim como uma espécie de radiação, uma intensa luminosidade azulada. Imagine-se o quê essa coisa não seria capaz de fazer no interior de um organismo!


Outros curiosos implantes alienígenas circulares, retirados do corpo de uma vítima. Note-se que apesar de idênticos eles ostentam sinais diferenciados ou, quem sabe, talvez minúsculos "chips" nas suas estruturas.


Na extremidade de uma bandeja cirúrgica mais dois exemplares, retirados com sucesso do corpo de uma vítima.


E no interior de um tubo de ensaio, vemos mais três dessas coisas infernais. Tudo isso (que, por sinal, insistem em esconder das indefesas populações mundiais), nos PROVA, e ao mesmo tempo nos coloca diante de uma cruel realidade: - O homem não é o único animal caçador em seu próprio planeta..... Ele por vezes se torna a caça!







Total de visualizações de página

Página FaceBook