BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


quarta-feira, 10 de junho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 124- AS PORTAS PARA UM MUNDO PARALELO




"O resplendor de uma revelação é como um grande dia: tem necessidade de uma aurora. A civilização ocidental há três mil anos espera esta luz que anuncia o nascimento de um novo sol! 


A passagem da Era de Peixes para a Era de Aquário acompanha-se de terríveis convulsões, mas também de sublimes promessas. Cronos, O Senhor dos Ciclos, redistribui as cartas, e os trunfos marcados escapam das mãos dos trapaceiros" (Guy Tarade)



"Pássaros/insetos se movimentando através do campo focal das câmeras de vídeo não são UFOs". Claro que não - e até qualquer criança sabe disso. Mas.... Só faltava mesmo essa! O documento acima, de origem por nós desconhecida, é mais uma tentativa de desacreditar o fenômeno OVNI - e por sinal através de um argumento bastante pífio! Intitulado BLURFOS, um neologismo composto pelas palavras inglesas BLUR = borrão, mancha, nódoa, e UFOS = Unidentified Flying Objects, ele tenta nos convencer que as imagens dos chamados Discos Voadores nada mais seriam que...... IMAGENS BORRADAS DE PÁSSAROS EM MOVIMENTO!!! O que diz aí em cima, resumidamente, é que um pássaro se movimentando diante de uma câmera de vídeo, fora de foco e a curta distância, apareceria como uma grande mancha, borrada e distorcida, tal como um UFO! E da mesma forma, até um simples INSETO "voando rapidamente" (???) poderia assim ser confundido, "tornando-se um Disco Voador". Só pode mesmo se tratar de uma brincadeira, aliás de muito mau gosto - e além de tudo uma fracassada tentativa de subestimar a inteligência alheia.


Veja por exemplo este bizarro "pássaro", fotografado não a curta distância, porém bem afastado, e tire a suas próprias conclusões. Foto, por sinal, bem recente - tomada em 15 de janeiro de 2004, sobre uma linha férrea em Portugal.


E que tal este outro, perseguindo, aqui mesmo no Brasil, um avião da EMBRAER (Empresa fabricante de aviões) quando realizava um vôo de testes?


E ainda este que, em vertiginosa manobra ascendente, quase colidiu com um planador nos céus norte-americanos?


E agora, à curta distância, temos outro exemplar. E que "pássaro borrado" mais maroto seria mesmo este?


Outro bastante próximo e que vem definitivamente derrubar a absurda tese dos BLURFOS. Esta foto foi tomada em pleno espaço sideral, na região compreendida entre a Terra e o Sol, pelo módulo SOHO, lançado em parceria da NASA com a ESA - Agência Espacial Européia. E que tipo exatamente de"pássaros" voaria no vácuo interestelar, sem gravidade e sem oxigênio? Diante disso tudo, chegou a nossa vez de dizer com todas as letras: - BLURFOS não existem! Porém, quanto aos UFOs, e muito antes pelo contrário, jamais se poderia dizer o mesmo!


Daqui a pouco, os "explicadores do inexplicável" vão também afirmar que os famosos Crop Circles, os quais surgem repentinamente no solo do nosso planeta, nada mais seriam do que "excrementos de pássaros"! Era mesmo só o que estava faltando!


Da mesma forma que os negadores insistem em repudiar tudo aquilo que é redundantemente óbvio. Algo que por sinal não mais produz resultados eficazes. Ninguém aceita contra-verdades sem questionamentos, como ocorria outrora! E apesar "deles" - e para total desespero "deles" - o nosso planeta ainda nos traz surpresas tão inexplicáveis quanto os misteriosos UFOs. E antes que certas coisas possam ser convenientemente abafadas, por vezes a Imprensa honesta e descompromissada com a grande conspiração, sempre investigativa e alerta, chega na frente e documenta algumas coisas verdadeiramente fantásticas. Observe bem este desconhecido animal marinho, objeto da notícia acima cuja tradução foge aos nossos modestos conhecimentos. A foto, porém, por si só, é bastante explícita, dispensando, portanto, maiores comentários.


A não ser uma aproximação maior para que possamos melhor visualizá-la. E que "raios" de coisa seria mesmo essa?


Pergunta que também (e muito adequadamente, por sinal) se aplicaria ao famoso animal predador desconhecido, popularmente chamado de Chupacabras que, vindo sabe-se lá de onde, dizima os nosos rebanhos e também aniquila os seres humanos que cruzam os seus caminhos. Alguns deles morrem no nosso mundo (dizemos isso simplesmente porque NÃO EXISTE NA TERRA coisa semelhante) ou são abatidos por ruralistas - assim como esta impressionante carcaça da criatura mostrada nas fotos.


Nestes modernos tempos do Século XXI, dotados de outras mentalidades que não as ultrapassadas e dogmáticas do passado, não adianta mesmo esconder mais nada! O mar, como já vimos, tem muitas surpresas para nos revelar. O temido tubarão, considerado a fera dos mares, é um animal tão predador e terrível que por vezes pode deixar o mar e se aventurar quilômetros adentro dos rios e lagos em busca das suas presas. Contudo, apenas UM tipo deles tem o organismo compatível para realizar tais incursões - precisamente a perigosa espécie denominada "tubarão cabeça-chata". Qualquer outra espécie dos tubarões sucumbiria na água doce. Já foram relatadas, em várias partes do mundo, inúmeras mortes e as mais horríveis mutilações das populações ribeirinhas, invariavelmente causadas por "um monstro desconhecido". Tais ocorrências (duas delas famosas no ano de 1916 em Nova Jérsei, EUA), são, atualmente, mais freqüentes nos rios do Japão e da Índia. Justamente por isso, e devido às suas peculiares características, o tubarão cabeça-chata como sempre - e vulgarmente se diz - "paga o pato", levando a culpa por essas inexplicáveis tragédias, uma vez que as (poucas) vítimas sobreviventes sempre relatam que"não puderam ver" o que violentamente as atacou e mutilou, sempre por baixo, furtivamente e protegido pelas escuridão das águas. Essas mutilações em muito se assemelham com aquelas causadas pelos tubarões, porém um tanto ou quanto diferentes.... Como que causadas por AFIADAS GARRAS! Mas será mesmo que o temido predador marinho teria alguma culpa nisso tudo?


Pode ser que NÂO! A carcaça da horrenda criatura que você vê nesta outra imagem, era, até bem pouco tempo atrás, uma figura folclórica, considerada como um simples lenda nas antigas tradições japonesas. O monstro chama-se KAPPA, ou ainda "O vampiro das águas", e viveria nos rios, lagos, e até nos mares, vindo à tona de vez em quando para sugar fluídos e devorar órgãos internos (notadamente sangue e os fígados) de animais e seres humanos. Algo assim como uma perigosa espécie de Chupacabras aquático!


Pois é, devemos tomar muito cuidado onde colocamos os nosso pés, uma vez que coisas absurdamente perigosas e desconhecidas também rastejam e espreitam nos lugares mais inusitados! Em 2004, nos escuros subterrâneos da cidade de Sorocaba, Estado de São Paulo, Brasil, um funcionário do sistema de manutenção de águas pluviais daquela cidade foi atacado e gravemente ferido no fundo de um bueiro por essa coisa. Com 60 centímetros de comprimento e pesando cinco quilos, os biólogos que examinaram tal bizarra criatura classificaram-na como "uma espécie desconhecida da ciência, ou mesmo uma mutação genética de um animal menor".


Uma outra imagem da estranha criatura, que foi morta pelos atônitos empregados da empresa oficial de manutenção de águas de Sorocaba, logo após o ataque ao colega de trabalho, socorrido no hospital local. Que coisa seria mesmo essa? (FOTOS: especial cortesia do nosso estimado visitante Caio L. Wauki)


Fora essas coisas bizarras, temos ainda uma infinidade de inusitadas múmias, sempre muito bem escondidas dos olhares do público, uma vez que contrariam tudo aquilo que se conhece e se ensina nas escolas e nas universidades. Múmias de criaturas humanóides, totalmente divergentes dos convencionais padrões terrestres - assim como a da foto acima, encontrada no Egito - provando que o nosso planeta tem sido, de fato, visitado por seres alienígenas desde as mais longas e remotas eras!


Assim como veladamente circulam nas nossas ondas de rádio e TV certas coisas que jamais fizeram parte das programações e das emissões das nossas redes de comunicação em geral. Observe com bastante atenção esta foto que nos foi enviada por um visitante, mostrando algo insólito que surgiu, bem na tela de um televisor, quando da revelação da película fotográfica.....


.... De fato meio confuso de se interpretar, não? Contudo, por sua vez, o negativo daquela imagem nos mostra, agora e claramente, a tradicional figura de umalien humanóide da tipologia "gray"! Não é mesmo chocante?


E por falar nisso, que tal dar uma olhada mais atenta na própria imagem de fundo desta página? Repare no detalhe, acima destacado, da figura mostrada na página anterior relativa a um dos chamados "Bigfoots" que assombram as florestas de várias partes do planeta. Certamente, você lembra que levantamos suspeitas quanto à estranha luminosidade azulada do seu "rosto", não é mesmo? Pois é! Parece, de fato, o reflexo de um capacete - talvez um hábil disfarce para criaturas alienígenas desconhecidas livremente circularem no nosso mundo. Porém, olhe principalmente para a direção DAQUILO que está por trás do tal "Bigfoot"....


Isso mesmo! A fantasmagórica figura de um "gray", tal como um sinistro camaleão habilmente camuflado entre as folhagens! E note os detalhes do seu braço e da mão!


Bizarro, não? Mas aqui está uma nova foto do colossal esqueleto gigante encontrado em escavações de uma empresa petrolífera - precisamente a ARAMCO - no Deserto Arábico, região denominada RAB-UL-KHAALEE! Compare o tamanho do imenso crânio e da ossatura em geral com o porte do operário que está ao seu lado! Note-se ainda que o gigante teve que ser deslocado e movimentado através de vários calços, formados por enormes troncos de árvores (veja na parte superior da foto). E quando esta foto correu o mundo, logo apareceram os tradicionais negadores e os seus invariáveis aliados, os prestidigitadores da verdade, dizendo que tudo se tratava de uma simples fraude - o que pode ser prontamente contestado diante das gritantes evidências mostradas pela imagem. O fato é que autoridades militares sauditas, além de equipes científicas, imediatamente trataram de interditar o sítio dessa sensacional descoberta, impedindo assim qualquer acesso não autorizado. POR QUE, se supostamente isso seria apenas uma "simples fraude"? E se foi mesmo uma "fraude", como popularmente se diz, vá ser bem feita assim lá na China! Esta foto, aliás, teria sido tomada de bordo de um helicóptero das Forças Armadas Sauditas, que, por sinal, fizeram um amplo levantamento aéreo do local! Portanto, não há mesmo mais o que discutir!


Antigos gigantes? Nada de novo sob o Sol! Esta antiga foto, tomada na Irlanda no distante ano de 1850, nos mostra a sensacional descoberta de um incomum esqueleto cuja altura era de 11 pés - nada menos que 3,35 metros!


Seres enormes, enigmáticos, que até mesmo deixaram as indiscutíveis marcas das suas passagens por este nosso pequeno, porém muito misterioso planeta. A enorme pegada humana (?), fossilizada e vista acima, foi encontrada na Austrália - apenas quatro dedos!


O que não é novidade alguma, haja vista que esqueletos gigantes, sempre encontrados em todas as partes deste nosso enigmático mundo, provam que os relatos bíblicos estão cobertos de razão quando, referindo-se ao Genesis, afirmam que "Naqueles tempos havia gigantes sobre a face da Terra"Além de vários deles, sempre bem escondidos nos soturnos e impenetráveis porões de alguns museus e entidades científicas, (cujas fotos, aliás, você já viu em páginas anteriores deste Site) veja também, acima, o resultado comparativo de uma pesquisa efetuada pelo Dr. Joe Taylor, do Mt. Blanco Fossil Museum, mostrando apenas alguns pouco exemplos: figura A o Homem moderno, altura de 6 pés = cerca de 1,80 metro. B = esqueleto encontrado junto com vários outros em 1950, na Turquia, durante a construção de uma estrada no Vale do Eufrates, 15 pés = 4,57 metros. C = esqueleto de alguém chamado Maximinus Thrax Ceaser, que viveu em Roma, 235-238 A.D., 8,6 pés = 2,62 metros. D = Golias, segundo relatos bíblicos, 9 pés = 2,74 metros. E = Rei Og, citado no Deuteronômio, 13 pés = 3,96 metros. F = esqueleto encontrado em 1577 em Lucerne, 19,6 pés = 5,97 metros. G = esqueleto encontrado em 1456, Valência, 23 pés = 7 metros. H encontrado em Chaumont, França, 25,5 pés = 7,80 metros. I = Colossal exemplar encontrado por exploradores Cartagineses entre 200-600 Antes de Cristo, 36 pés = 10,97 metros! Acreditamos, todavia, a julgar pela impressionante imagem da foto anterior, que aquele outro, recentemente escavado no Deserto Arábico, seja mesmo o maior de todos - algo até hoje jamais encontrado!


Gigantes e mais gigantes, cujas impressionantes imagens estão até mesmo estampadas em montanhas inteiras - como, por exemplo, é o caso de TODA a Cidade do Rio de Janeiro, onde a sempre insistente figura do HOMEM-DEITADO se faz presente através de várias outras bizarras esculturas. Nesta nossa foto, uma imagem do Morro do Corcovado, visto da Lagoa Rodigo de Freitas - marco divisor entre as zonas Sul e Norte da cidade.


Começamos, então, a formar uma pálida idéia daquilo que bem poderia explicar a enigmática existência - em quase todos os países do nosso globo - das enormes montanhas sempre misteriosamente trabalhadas sob a forma de rostos e gigantes-deitados. O da foto acima, situado em Granada, Espanha, é apenas um exemplo típico desse atordoante enigma, presente, como já vimos, até mesmo aqui no Brasil. COMO, então, poderiam ter sido assim moldadas montanhas inteiras, em um passado remotíssimo, por vezes transportando-se enormes rochas através de longas distâncias, teoricamente sem quaisquer tipos de tecnologias disponíveis? Seriam obras dos antigos gigantes? Pode até ser que.... SIM! Algo que soaria fantástico em demasia? Claro, E POR QUE NÃO?






Total de visualizações de página

Página FaceBook