BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


sexta-feira, 10 de julho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 179 DIÁLOGOS CELESTES



"Discos Voadores - Objetos Voadores Não identificados - ou seja lá o que for - são verdadeiros" (Barry Goldwater - Senador e Coronel da Reserva da Força Aérea Americana)




EGITO, CRIANÇA (ou FILHO) DA ATLÂNTIDA - UMA RADICAL INTERPRETAÇÃO DAS ORIGENS DA CIVILIZAÇÃO - diz a capa deste livro. Uma afirmativa que, de acordo com todas as gritantes evidências, tende a se tornar uma sentença não só altamente verdadeira, como também uma crescente realidade. Raças estranhas, muitas delas oriundas de perdidas civilizações ou alienígenas, ou ambas a shipóteses, estiveram na Terra em tempos imemoriais!


Assim, por exemplo, à esquerda, você vê a foto geralmente divulgada da múmia de Thuya, pai de Amenoteph III e, portanto, avô de Akhenaton - soberano da XVIII Dinastia Egípcia. Mas porque exatamente preferem as fotos em preto e branco para mostrá-la? Simples, Prezado Visitante: unicamente pelo fato de que uma foto em cores é passível de revelar algo verdadeiramente inusitado e que deixaria os teóricos e os conformistas sem qualquer margem para as explicações as quais eles sempre arranjam: seus cabelos eram LOUROS, de uma tipologia, digamos, NÓRDICA - um biotipo remanescente (ou descendente) de uma raça teoricamente inexistente no Antigo Egito!.....


Da mesma forma que a sua misteriosa esposa, Yuya, os cabelos louros naturais ainda se fazem visíveis na sua múmia......


.... E também é algo idêntico àquilo que vemos nesse antigo mural, no qual homens dotados dos mesmos cabelos louros convivem com dois exemplares da clássica tipologia egípcia! De onde teriam vindo?


E que tal essa estátua do soberano HOR, onde os mesmos cabelos louros são representados além, é claro, dos seus fulgurantes olhos azuis? Que raça estranha teria sido essa? De onde teria vindo? Simplesmente não há qualquer explicação lógica, a não ser que se trate de representantes de uma civilização inteiramente desconhecida que há muitos milênios se estabeleceu, ou se refugiou, nas terras do Nilo.


Por sua vez, essa estranha estátua egípcia recentemente encontrada, teve a quase totalidade da sua fisionomia criminosamente eliminada - mas NÃO nos tempos antigos ou por obra da passagem das idades. Alguma revelação por demais embaraçosa nela contida a tornou "proibida"? Não nos surpreende. Por incrível que pareça, isso realmente ocorre em certos setores mal intencionados da Arqueologia.


Simplesmente porque existem certas coisas que são deveras embaraçosas e por isso mesmo não devem ser devidamente divulgadas, sob pena de jogar por terra tudo aquilo que hoje se acha solidamente estabelecido como as mais sacrossantas de todas as verdades. Todavia, não adianta mesmo esconder mais nada. A cada dia que passa, mais e mais evidências, todas, sim, altamente "embaraçosas", surgem em todos os pontos do planeta. Na foto acima, outra curiosa e além de tudo gigantesca imagem voltada para o céu, gravada no Planalto de Nazca, Peru!


Ei-la devidamente ampliada. Como sempre, e assim como as centenas de outra imagens gravadas por uma vasta extensão naquele mesmo planalto, uma outra misteriosa criatura não-identificada retratada. Todas elas gravadas, não se sabe COMO e POR QUEM, desde tempos imemoriais e exclusivamente dirigidas para o céu como se fossem estranhas mensagens - ou muito possivelmente marcos de sinalização aérea.


E por falar nisso, eis em uma nova imagem aérea o enigmático Tridente dos Andes - situado na Baía de Pisco, também no Peru e, por sua vez, indicando como uma seta a direção das intrigantes figuras do Planalto de Nazca. Sabe-se que o Tridente era uma simbologia essencialmente Atlante, representando a sua capital Poseidon, Seria a marca da milenar passagem dos colonizadores, (ou quem sabe exploradores) daquele perdido continente? Sim, pode ser, MAS não é somente isso o mais impressionante: repare naquilo que foi descoberto bem abaixo dele, na direção diagonal esquerda:


SIM, Você viu bem! Um colossal rosto moldado nas montanhas próximas - um outro gigante-adormecido, assim como tantos outros insólitos monumentos rochosos espalhados por toda a face da Terra!


Tudo leva a crer que máquinas estranhas voavam - e ainda voam - nos nossos céus tanto ontem quanto hoje. E apesar das tentativas oficiais no sentido de desacreditar o fenômeno, os UFOs e os seus misterioso tripulantes realmente existem. O nítido UFO acima foi fotografado em 2005 na Rússia. (FOTO: PRAVDA)


E todas as evidências igualmente atestam que são diversos os modelos dessas naves, como também diversos são os tipos dos seres que os tripulam. A utilização de tal fantástica tecnologia forçosamente implica em milhares, ou talvez milhões de anos de evolução, o que, portanto, não impede que mesmo no nosso mais remoto passado já tenhamos sido visitados (ou até mesmo colonizados) por diferentes tipos de viajantes de outros mundos. (IMAGEM: © Mysterious Reality)


E não resta mesmo a menor dúvida quanto a isso! Antigos textos sagrados indianos descrevem com impressionante riqueza de detalhes as estruturas e até mesmo as formas de propulsão de fantásticas máquinas voadoras na remota antigüidade, as quais chamavam de VIMANAS. Em 1923 cientistas, baseados nessas antiqüísimas descrições, elaboraram um desenho esquemático do que teriam sido esses milenares UFOs.


É, de fato, um problema bem antigo. Nesta velha foto, vemos Colman VonKeviczky, então membro do Secretariado da ONU durante dois anos, e também um renomado analista da problemática dos UFOs, o qual avisou à ONU acerca dos perigos que poderiam vir do espaço exterior. Algo que faz sentido, pois nem todos os tripulantes dos UFOs parecem ser dotados de boas intenções para conosco.


Trata-se de um espinhoso problema que até hoje incomoda as altas autoridades dos governos mundiais, muito embora oficialmente todos eles SAIBAM que é um assunto extremamente sério mas negam a sua existência. Em 2005, Paul Hellyer (foto) Secretário da Defesa do Canadá, tornou-se repentinamente a primeira autoridade mundial a expressar publicamente a sua preocupação com os UFOs. Em um recente pronunciamento, Hellyer considerou a abordagem da visita de seres extraterrestres ao nosso planeta como uma política que deve ser profunda e seriamente tratada! Ele certamente deveria saber muito bem ao que se referia.


Uma vez que se trata de algo grave, um fenômeno que absolutamente não pode ser negado. As mais diversas culturas desse planeta guardam nas suas antigas tradições a memória das visitas desses seres. No Havai, por exemplo, esses estranhos "deuses" - dotados de reduzida estatura, usando capacetes e viseiras - ainda são reverenciados pelos nativos nos dias de hoje.


Um exemplo típico: Acima vemos a ilustração de tripulante de OVNI, efetuada segundo o protagonista do famoso Caso Schirmer. No seu uniforme havia a insígnia de uma animal semelhante a uma serpente alada, o que sugere uma forma de organização militar. Tudo aconteceu em 3 de dezembro de 1967. Albert Schirmer, policial de Ashland, Nebraska, EUA, patrulhava uma área deserta quando às 2:30 horas abordou um enorme UFO pousado ao solo. O motor de seu carro "apagou" e o policial teve a sua mente igualmente apagada de todas as recordações. Cientistas governamentais do Projeto Condom submeteram-no à regressão hipnótica e as suas revelações foram verdadeiramente surpreendentes: Schrimer fora levado para o interior da nave pelos estranhos seres, dotados de estatura mediana, peles branco-acinzentadas, narizes achatados e largas fendas como bocas. Os olhos eram estranhos, não piscavam e as suas grandes pupilas contraíam-se como os diafragmas das nossas máquinas fotográficas! O mais importante, todavia, foram as sutis revelações feitas pelas tais criaturas (grifos e comentários nossos):
1 - Conhecem todas as línguas faladas na Terra; possuem máquinas tradutoras;
2 - São provenientes de uma galáxia próxima, possuindo bases em Vênus e outros planetas do nosso Sistema;
3 - Aqui na terra possuem bases submarinas e subterrâneas;
4 - Suas naves funcionam por reversão magnética e controlam livremente a matéria e a gravidade;
5 - As naves avistadas na nossa atmosfera são aqui trazidas por grandes estações interplanetárias.
6 - Possuem poderosas naves de COMBATE (e muitas delas, aliás, foram mostradas a Schirmer em uma enorme tela tridimensional).
7 - Retiram energia elétrica dos nossos cabos e centrais de força, assim como a água dos rios e lagos, esta necessária à operação das suas naves;
8 - Têm nos observado durante um longo tempo e se mostram propositadamente, uma vez que de certo modo querem CONFUNDIR AS PESSOAS. Sabem que estão sendo vistos e querem confundir a mente do público!
9 - Desejam que todos finalmente acreditem neles, quando então estarão prontos para a.... INVASÃO!
10 - Essa invasão, porém, será feita de maneira amigável (pois sim!) e culminará com a completa exibição deles. Não há razão para temê-los, porque não são hostis. E se "não são hostis", como então possuem naves de combate? E por que exatamente querem "NOS CONFUNDIR"? E como uma invasão qualquer poderia ser pacífica? Invasão, sim..... E com que outra finalidade, senão se apossar do nosso mundo?


Na verdade, alguns tripulantes dos UFOs não desejam nos "confundir" mas, sim, ENGANAR. John A. Keel, considerado um dos mais respeitados pesquisadores de UfOs e autor de vários livros sobre o assunto, certa vez escreveu: - "Sabemos que a lavagem cerebral representa um papel importante nos casos de contatos com os UFOs. Também sabemos que várias testemunhas recordam, de modo vívido, falsos episódios que foram implantados nas suas mentes, ao que tudo indica com o objetivo de mascarar o que realmente lhes aconteceu. Isto é uma idéia assustadora, mas os pesquisadores em todo o mundo já reuniram uma montanha de evidências que indicam que muitas testemunhas de UFOs sofrem de repentinas mudanças de personalidade e estilo de vida e talvez tenham sido submetidos a algum tipo de cirurgia cerebral radical".


Claro que tudo isso forçosamente acende um sinal de alerta! E nesse particular, vale relembrar MERINT - uma Ordem de Serviço constante no quadro de instruções dos navios da Marinha Americana. "PARA PRONTA DEFESA DO CONTINENTE AMERICANO - Reporte imediatamente todo corpo aéreo ou marítimo que pareça ser hostil, suspeito ou não-identificado". Sutil, não? Pois é! Agora veja aquilo que está assinalado em vermelho, bem no quadro à direita. Como então eles mesmos publicamente negam tudo e ainda afirmam que os UFOs não existem?


Há, todavia, provas ainda mais concretas. Em algum laboratório não-identificado, vemos uma estranha coleção de criaturas que não são originárias desse mundo. Assim, tudo atesta que não se pode jamais tapar a luz do Sol com uma peneira. A Terra, foi - é, e continuará sendo mesmo - um campo muito fértil para as mais diversas atividades alienígenas. E tudo à nossa completa revelia!


Outro exemplo típico: suposta criatura híbrida, resultante das experiências genéticas alienígenas no nosso mundo, retirado morto do ventre da sua mãe terrestre mexicana por cientistas americanos - conforme noticiado pela revista argentina Planeta Urbano, datada de 17 de abril de 1999!


O nosso planeta, talvez o único a oferecer condições de vida, como também amplas fontes de riquezas naturais em todo o nosso Sistema Solar, torna-se certamente um grande atrativo para viajantes espaciais, exploradores, ou quem sabe perigosos CAÇADORES. Em 21 de agosto de 1965, em uma fazenda sitiuada em Kelly, Kentucky, EUA, sete dos seus ocupantes viram quando, logo ao anoitecer, um UFO muito luminoso pousou na sua propriedade. Algumas criaturas semelhantes à ilustração acima avançaram em direção à casa. O que se seguiu, então, foi digno dos melhores filmes de terror: os agricultores entrincheiraram-se na casa e munidos dos seus potentes rifles abriram fogo contra os estranhos seres. Em meio a uma intensa fuzilaria, logo perceberam que esssa reação era inútil. A espessa couraça das criaturas desviava os projéteis! Aquelas coisas subiram nas árvores e finalmente no telhado da casa, tentando invadí-la. Dutrante longas horas de pavor a família resistiu ao assédio até que em pânico, já por volta da meia-noite, escapou em dois automóveis, indo procurar a polícia local. Quando as auotridades policiais chegaram, somente encontraram as dezenas de cartuchos de rifles deflagrados espalhados por todos os lados, a casa com a porta dos fundos aberta e as bizarras criaturas, então, já tendo desistido do seu intento e partido rumo ao céu no objeto oval muito luminoso. Do que se depreende que elas somente estavam interessadas.... Nos ocupantes da casa! E para quê, só Deus sabe!


Diz um velho ditado popular que um dia qualquer o caçador também se tornará a caça. Argentina, ano 2002 - eis um exemplo típico do perigo representado por alguns tripulantes dos UFOs. O homem, o maior predador deste planeta, por vezes também é caçado por desconhecidos predadores. Mutilações semelhantes produzidas em SERES HUMANOS já têm sido detectadas há bastante tempo, porém os governos mundiais, preferindo adotar a simplória tática do avestruz e o famigerado "método Pilatos", vergonhosa e criminosamente escondem esse perigo das populações.


A NOITE EM QUE CHOVEU FOGO - diz a manchete desse jornal estrangeiro. É mesmo curioso, pois este caso aconteceu aqui no Brasil, precisamente em Macaé, Município do Estado do Rio de Janeiro, e não foi noticiado por aqui. Claro que certas notícias não interessam que sejam divulgadas. Muito menos quando se trata do espinhoso problema dos UFOs. E este foi um caso sui generis e além de tudo importante, uma vez que implicou no recolhimento de fragmentos lançados pelo objeto voador. E ainda de acordo com a notícia, tais fragmentos eram FEITOS COM SUBSTÂNCIAS DESCONHECIDAS NA TERRA, UMA SUBSTÂNCIA AINDA NÃO DESCOBERTA! Um UFO ovalado, banhado em luz azul-prateada, lançou nada menos que três desses objetos sobre uma vizinhança adormecida e os moradores locais, tomados pelo pânico, pensaram até que se tratava do fim do mundo, principalmente depois que ocorreu uma espécie de chuva luminosa. E também um telhado chegou a ser queimado, bem como uma grande área de terra nas proximidades. A notícia revela que os três estranhos objetos cilíndricos lançados pelo UFO foram encaminhados ao Instituto de Criminalística do Rio de Janeiro para fins de exames, porém, e como seria de se esperar, os peritos que as examinaram foram proibidos de fazer comentários sobre os resultados das suas análises. E assim como ocorreu no Caso Varginha, ao que parece os estrangeiros mais uma vez se intrometeram no assunto e tudo muito convenientemente mergulhou no mais sepulcral silêncio. De fato, a problemática dos UFOs, agindo sorrateiramente aqui no nosso mundo, é algo assim como um grande Iceberg. Em outras palavras e francamente falando, vendo-se a sua superfície não se poderá jamais avaliar a sua real profundidade!






Total de visualizações de página

Página FaceBook