BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


sábado, 11 de julho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 181 COISAS HERÉTICAS



"Quem escreve, ou pinta, ou ensina, faz milagres todos os dias" (Clarice Lispector) "Quem constrói, semeia, planta e espalha idéias é inspirado pelo Criador. 
Quem destrói, recorta, critica, age por conta do diabo" (Robert Charroux - O Livro dos Mundos Esquecidos)




Sim, pois o herege não aquele que é queimado na fogueira, mas, sim, aquele que a acende. A NASA é acusada não somente de esconder a realidade de que não estamos sós na imensidão do Universo, como também de ocultar as fotos de UFOs e também as demais evidências de que civilizações alienígenas muito avançadas tecnologicamente nos visitam - e que ainda por cima estão exercendo uma febril atividade em outros corpos celestes do nosso Sistema Solar...... Da mesma forma que satélites não-terrestres e algumas sondas alienígenas rondam e espreitam há muito tempo a órbita terrestre. Muitos módulos exploratórios da NASA são lançados sob os mais diversos pretextos, porém a finalidade específica de alguns deles é justamente observar e rastrear esses acintosos intrusos. Na foto acima você vê um exemplo típico: ao longe um UFO e, logo na extremidade direita da imagem, uma sonda esférica não-identificada.


E as mais recentes fotos tomadas pelos módulos lunares continuam nos mostrando rastros deixados por máquinas que de maneira alguma são terrestres. Em outras palavras, ALGUÉM CHEGOU PRIMEIRO NA LUA!


Aqui, podemos ver mais uma grande extensão desses curiosos rastros - obviamente deixados por uma máquina pesada dotada de esteiras - bem à semelhança dos nossos tanques de combate, devidamente preparada para enfrentar terrenos adversos.


Nada demais nisso e, por sinal, algo que a própria NASA já não saiba há bastante tempo, pois muito antes de o homem colocar seus pés na Lua, lembremos que a sonda espacial Lunar Orbiter já tinha flagrado uma estranha máquina alienígena saindo do fundo da Cratera Vitello e deixando atrás de si um rastro de esteiras bastante semelhante!!!


Uma outra tomada na qual a máquina esférica alienígena flagrada pelo Lunar Orbiter pode ser claramente vista na parte inferior da imagem.....


...... E aqui mais claramente discernível ainda! Não resta, portanto, a menor dúvida: é notório que a nossa (?) Lua já está "ocupada" - e há muito tempo mesmo - por uma raça alienígena, a qual tem por lá as suas bases e ainda parece exercer uma febril atividade - possivelmente de mineração - no seu poeirento e muito acidentado solo, porém riquíssimo em produtos minerais!


E bem à semelhança de Marte, a misteriosa Lua também tem seus estranhos rostos voltados para o espaço sideral (foto), os quais decididamente não são meros "acidentes geográficos" - assim como geralmente costumam ser classificados! No entanto, tais bizarros "acidentes geográficos" não deixam de ser sutilmente fotografados. E quando não inteiramente censurados, muito discretamente colocados nas extremidades das fotos ou, então, sutilmente desfocados.


A Lua também nos apresenta certos fenômenos no mínimo intrigantes. Na imagem acima você vê uma estranha emanação luminosa recorrente, produzida na Cratera Langrenus. São estranhas nuvens luminosas que verdadeiramente "dançam" no interior da cratera, oficialmente classificadas como "nuvens de gás". Mas seria, de fato, isso mesmo?


Tiremos então a teima. Essa é a embaraçosa foto NASA AS17-137-20900, tomada em 12 de dezembro de 1972 no vale lunar Taurus-Littrow pelo Astronauta Harrison Schmitt com uma potente câmera Hasselblad durante a Missão Apollo-17. Quê teria de tão interessante assim para essa rocha lunar ser fotografada em destaque? A resposta é muito simples: veja agora com bastante atenção aquilo que está postado bem na extremidade direita da imagem.....


E agora veja uma foto em close do Astronauta Schmitt, tomada pelo seu companheiro de missão Gene Cernan quando do seu retorno ao módulo lunar que os transportava......


.... Para logo depois observar a foto da criatura que estava situada na extremidade direita da primeira foto! Era praticamente impossível que o Astronauta que a fotografou não a tenha visto. Aliás, é bem possível que a lógica seqüência dessa foto, dado ao seu caráter inusitado, tenha sido prontamente censurada.


E eis o seu negativo. A criatura que também estava provida de um exótico capacete com viseira (tendo no topo um estranho equipamento adicional e, portanto, bem diferente - até mesmo em coloração - dos usados pelos astronautas da NASA), evidentemente não fazia parte da Missão Apollo-17 e os especialistas que examinaram essa surpreendente imagem a classificaram como "humanóide", tendo calculado a sua estatura em cerca de 1 METRO!


Nesse negativo, aliás, podemos ver, além do reflexo natural da rocha estampado na viseira, os contornos do seu bizarro rosto - que, por sinal, não nos é muito estranho! Teria havido um encontro amigável, ou então hostil, entre exploradores da Lua, sendo que um deles não era terrestre? Jamais o saberemos. O certo é que - como nada pode ficar oculto por durante muito tempo - sabe-se que as missões lunares foram interrompidas de modo a evitar conflitos com os verdadeiros donos do lugar, em razão de certas "advertências" recebidas pelos Astronautas americanos. Um argumento verdadeiramente "irresistível"!


Pois é! E até mesmo os detalhes da bota usada pelo humanóide foram devidamente registrados nas imagens. O padrão das ranhuras é completamente diferente dos sulcos encontrados nas botas dos Astronautas da NASA!


E para dirimir quaisquer dúvidas, eis aqui a diferença fundamental existente entre a tecnologia terrestre e a "outra". À esquerda vemos o tipo de ranhura das botas usadas pelos Astronautas da Apollo-17. Além do mais, foi realmente, constatado que o reduzido tamanho do pé da criatura alienígena equivaleria ao de uma criança terrestre com seis/sete anos de idade. O que, aliás, também pode ser constatado pelo formato das ranhuras da sua bota: a terrestre foi feita para suportar o grande peso do astronauta incluindo-se os seus pesados equipamentos. Em contrapartida, a "outra" é bem mais "leve" e bem mais simples, sugerindo assim o reduzido peso do seu misterioso "usuário".


E aqui uma outra "curiosidade", dessa feita no avermelhado solo marciano. Se não se tratar de mais uma coleção de bizarras faces, só podem então ser rastros deixados por desconhecidas máquinas alienígenas - tais como aquelas que ostensivamente circulam na Lua!


A NASA sabe, SIM, que existem muitas outras civilizações espalhadas pelo Universo. Tanto é que a sua nave Pioneer-10 ainda está perenemente viajando pelo Cosmos, levando a bordo esta placa contendo um sofisticado simbolismo matemático que identifica a tipologia da nossa humanidade e também a sua localização no nosso Sistema Solar. Evidentemente, isso é dirigido a outras raças estelares inteligentes, dotadas de conhecimento e evolução, capazes portanto de interpretar o conteúdo da mensagem. E assim como nós - ainda dotados de uma tecnologia primitiva e incipiente - que já podemos alcançar (ainda que precariamente) outros corpos celestes e expedir as nossas sondas através da imensidão do espaço sideral......


..... Muito logicamente, outros mais evoluídos do que nós o podem fazer sem quaisquer dificuldades! Não há, portanto, como negar tudo aquilo que se torna óbvio. Civilizações sem qualquer dúvida muito avançadas tecnologicamente - e quem sabe milhões de anos à nossa frente - estão presentes desde os tempos mais remotos não só no espaço sideralcomo também na nossa azulada atmosfera.....


.... E chegando por vezes até mesmo ao nosso solo! Essa velha foto é tida como originária do ano 1947, supostamente mostrando o famoso UFO acidentado em Roswell - Novo México, ocorrido em 2 de julho daquele ano, no qual foram resgatados os corpos de quatro entidades alienígenas do tipo "grey", sendo que uma delas foi resgatada muito ferida mas ainda viva pelas forças militares. Um episódio posteriormente negado com veemência pelas autoridades militares e governamentais dos EUA, sob a alegação de ter se tratado da "simples queda de um balão meteorológico". Mas teria sido isso mesmo?


Claro que NÃO! "EXÉRCITO REVELA QUE UM DISCO VOADOR FOI ENCONTRADO EM UM RANCHO NO NOVO MÉXICO" - Diz essa notícia de jornal, datada de 8 de julho de 1947. No mesmo dia, aliás, em que o Coronel Blanchar, Oficial da Base Aérea local distribuía o seguinte comunicado à Imprensa: - "Os muitos boatos acerca dos Discos Voadores ontem se tornaram uma realidade quando o Escritório de Notícias do 509° Grupo de Bombardeiros da USAF teve a sorte de chegar a possuir um Disco - tudo isso graças à cooperação de um rancheiro local e do xerife. O objeto aterrissou em um rancho perto de Roswell na última semana. Como o rancheiro não tem telefone, guardou o Disco até poder informar ao xerife, que por sua vez notificou o Major Jesse Marcel. Imediatamente entramos em ação e o Disco foi resgatado do rancho, sendo inspecionado na Base Aérea de Roswell e encaminhado a uma repartição superior". Neste mesmo dia, por sinal, tendo sido este COMUNICADO OFICIAL distribuído às estações de rádio KGL e KSWS, bem como aos Jornais locais Roswell Daily Record e Morning Dispatch, um comunicado curto e direto de Washington, via Telex, censurava tudo: - Atenção. Aqui FBI. Finalizar relato. Repetindo: finalizar relato. Assunto de segurança nacional. Aguardar".


Existe uma velha piada que conta: um sujeito surrupiou um porco e furtivamente o carregava nas costas, quando então a polícia o abordou. - Quê está fazendo com esse porco aí nas costas? O sujeito, muito matreiramente e fingindo total surpresa, respondeu freneticamente abanando as costas: - Porco? Que porco? Socorro! Tirem esse bicho daqui! Pois é, a grosso modo é isso mesmo que acontece no mundo da Ufologia. Se "você" tem sob sua guarda e no mais completo sigilo, cadáveres de criaturas que não são desse mundo, bem como os exemplares resgatados dos seus avançados vetores de transporte, logicamente também irá freneticamente "abanar as costas" quando for descoberto! E veja só isso: Alguns dias depois, tendo sido os cadáveres dos alienígenas, bem como o UFO acidentado de Roswell, devidamente recolhidos para a Base de Wright Patterson, iniciou-se a chamada "OPERAÇÃO CORRETIVO MENTAL", ou seja, todos os militares envolvidos na operação de resgate foram levados a um recinto onde um alto oficial lhes ordenou: - "Isto é uma questão de segurança nacional e está sob o mais severo sigilo. Não falem a ninguém sobre o que aconteceu. Esqueçam tudo o que viram".


Não; não mesmo! Assim como um grande amor, existem certas coisas que não dá para esquecer! E veja também, por exemplo, aquilo que um dos nossos estimados visitantes descobriu: bem sobre o Egito, o satélite do Google Earth parece ter enlouquecido, apresentando inúmeros estranhos símbolos ao vasculhar uma certa região, precisamente quando se obtém a sua imagem desde uma altitude de aproximação de 1258 pés!..... (FOTO: © DigitalGlobe/Google)


.... Eis os estranhos símbolos geométricos devidamente ampliados. Simplesmente chocante! Parece ter sido uma espécie de sinalização hexagonal elaborada há milhares de anos atrás, não se sabe POR QUEM, e somente reativa, ou reagente, aos "olhos" eletrônicos de um satélite..... Ou quem sabe dos sofisticados equipamentos de uma coisa parecida que VOAVA desde o espaço sideral na nossa mais remota antigüidade! Marcos de sinalização; desconhecidas coordenadas alienígenas para fins aproximação e orientação no nosso mundo? Quem sabe? Incrível? Sim, mas é o mínimo que se pode pensar! Todavia, para fins de registro, recebemos informação de um outro visitante que se trataria de áreas para cultivos agrícolas, feitas pelo homem. (FOTO: © DigitalGlobe/Google)






Total de visualizações de página

Página FaceBook