BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


terça-feira, 28 de julho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 214 ALTAMENTE "RADIOATIVO"!



"A galáxia da Via Láctea é uma dentre bilhões, talvez centenas de bilhões de galáxias, e não sobressai pela massa, brilho, ou configuração e arranjo de suas estrelas. 
Algumas fotografias modernas de exposição profunda revelam mais galáxias além da Via Láctea que estrelas dentro dela: ilhas-universos que talvez contenham centenas de bilhões de sóis. A imagem é um manifesto sobre a humildade" (Carl Sagan - Um Pálido Ponto Azul)




Da nossa série "Notícias Bizarras", mas tão bizarras que plenamente se enquadram no gênero Realismo Fantástico, divirta-se com mais essa, publicada no Jornal O DIA, Rio de Janeiro, na sua Edição de 19 de outubro de 2006 e intitulada: "UNIVERSO DOMINADO - EUA querem proibir outras nações de ter acesso ao espaço em nome da segurança americana, segundo documento secreto". Em outras palavras, mediante a deposição e a sumária destituição do Sempiterno Deus, toda a incomensurável vastidão do resplandecente Universo tem agora "novos proprietários"...... Sem comentários! Gostaríamos muitíssimo de ouvir a opinião de "outras" inteligências a respeito disso.


É mesmo muita presunção! Mas será que, mesmo de posse de todo poderio militar, político e econômico, os que pretendem ser "senhores do espaço" também detêm a posse da Terra? Parece que NÃO! Veja a foto dessa montanha situada na Síria. Observe com bastante atenção aquilo que está estampado quase no topo da alta montanha..... (FOTO: © Amitakh Stanford & AHSAF)


...... Algo que merece ser revisto na respectiva ampliação e também no seu negativo! (sobre FOTO: © Amitakh Stanford & AHSAF)


Da mesma forma que em pleno território dos EUA, precisamente em Chalk Cliffs, no Monte Princeton, Chaffy County, Colorado, encontramos um outro idêntico "sinal" bastante expressivo!...... (FOTO: © Premier Radio Networks)


...... Ei-lo em uma outra foto dotada de maior aproximação. Nada mais claro e evidente do que isso, não? Aliás, esse bizarro detalhe é conhecido como "A Face do Alien Gray". Seria, então, o nosso planeta um território sob a posse de "alguém", ou então dividido, ou quem sabe disputado com cobiça por várias inteligências desconhecidas - todas elas por sua vez advindas sabe-se lá de onde? (FOTO: © Premier Radio Networks)


TUDO assim parece nos indicar, uma vez que desde muito tempo nas nossas História e Pré-história certas criaturas nos espreitam com intenções ainda não bem definidas. E além de tudo obscuras! São muitos os exemplos. A ilustração acima nos relembra o antigo episódio da queda de um UFO em Aurora, Texas, EUA, no distante ano de 1897, quando, portanto, ainda não existiam os aviões. Ao amanhecer daquele dia 19 de abril, toda a população local viu quando um objeto voador discóide aproximou-se do céu em alta velocidade, parecendo descontrolado e, depois de uma manobra brusca, derrubou um moinho para logo em seguida embater-se violentamente contra o solo.


Notícia publicada no Dallas Morning News em 19 de abril de 1987, dando conta dos detalhes do inusitado acidente com o UFO em Aurora. A notícia do conceituado Jornal diz, em síntese: - o estranho aparelho celeste aproximava-se bem junto ao solo, quando colidiu com um moinho, destruiu um tanque d'água, até o jardim de um juiz e caiu gerando uma violenta explosão. Havia um piloto na nave, dotado de características não pertencentes a este mundo e muito desfigurado. Junto ao seu corpo foram encontrados materiais que não puderam ser decifrados, gravados com estranhos hieróglifos. A nave era elaborada em metal desconhecido, parecendo ser uma mistura de alumínio e prata, devendo pesar várias toneladas. Depois disso, a comunidade local providenciou o funeral do corpo do tal "piloto" no cemitério local.


Este é o cemitério de Aurora, Texas. Nele havia uma lápide sem nome, contendo os restos mortais do tripulante do UFO. Quando modernamente o caso foi descoberto e obteve repercussão, uma vez que pesquisadores encontraram nos registros OFICIAIS da Prefeitura local os relatos desse episódio, há informações que autoridades do Governo Americano teriam há algumas décadas removido esses restos mortais para local ignorado. Contudo, existe ainda um velho poço abandonado no local da queda no qual foram lançados pela população alguns restos dos destroços da nave. Um morador local que se servia da água contida nesse poço ficou com os membros inteiramente deformados pelo que se supõe tenha sido um violento efeito de "artrite reumatóide". Hoje, cientistas e pesquisadores de Ufologia visando a procurar no fundo do tal poço algumas evidências dos destroços do UFO não podem entrar nessa área que, misteriosa porém "muito compreensivelmente", acha-se cercada e totalmente interditada pelo Governo Americano.


Obviamente que os restos do tripulante do UFO de Aurora foram levados para a famosa Área 51 (foto) - instalações ultra-secretas do Governo Americano em cujos subterrâneos interditos e muito bem guardados repousam inúmeros restos de UFOs acidentados - além de cadáveres de alienígenas - e onde febrilmente se produz ENGENHARIA REVERSA de modo a obter e alcançar o domínio de uma tecnologia muito além da nossa compreensão e das nossas possibilidades atuais.


Porém, a famosa Área 51 não está sozinha nessas obscuras atividades. Com o fim da União Soviética, segredos que estiveram ocultos durante muitas décadas puderam finalmente vir à tona! O mapa nos mostra o enorme complexo de KASPUTIN YAR - da mesma forma instalações ultra-secretas do governo Russo e onde ainda hoje coisas muito além da nossa imaginação acontecem. A princípio tratava-se de uma base de lançamentos de mísseis e desenvolvimento de armas e aeronaves. (IMAGEM: © Mark Wade)


Mas, tudo começou no distante ano de 1948 (um ano, portanto, depois da queda do UFO em Roswell, EUA), quando um piloto de MIG da Força Aérea Soviética (semelhante ao da foto) travou uma intensa batalha aérea de 3 minutos com um UFO cilíndrico que espreitava a base de kapustin Yar. Foi um confronto violento no qual o intruso também disparava estranhos raios contra o MIG. As armas de bordo da aeronave soviética pareciam não atingir o UFO, dotado ao que parece de um poderoso escudo protetor invisível. O piloto russo, então, fez uso de seus potentes mísseis ar-ar e repentinamente conseguiu romper essas defesas e abater a nave. Pagou, porém, com a própria vida, uma vez que ambas as máquinas se precipitaram violentamente contra o próprio solo da base.


Era época da chamada "Guerra-Fria" travada entre os EUA e a URSS. Joseph Stalin (esquerda), na época o dirigente plenipotenciário da União Soviética, encarregou um cientista e membro da KGB (Órgão Oficial de Inteligência e Segurança), Sergei Korolev (foto) de tomar conta do assunto mantendo-o sob total sigilo e, em contrapartida, providenciar instalações adequadas de modo a "copiar" a tecnologia do UFO e utilizá-la, de modo a não só incrementar o poderio militar soviético como também se defender contra eventuais ameaças alienígenas.... Não necessariamente nesta ordem.


Tomando assim as rédeas do assunto, a poderosa KGB montou a 400 metros de profundidade instalações subterrâneas em Kasputin Yar para onde foram transportados tudo aquilo que se relacionasse ao assunto UFOs. Assunto este classificado como "total segredo de Estado" punido com a prisão e até mesmo a própria morte aqueles que ousassem vazar informações ou revelá-lo! Por outro lado, a partir daí os pilotos militares tiveram ordens expressas no sentido de tentar abater naves alienígenas de modo a incrementar tais avançadas pesquisas.


"Entrei na nave, acompanhado é claro. Era obviamente construída para ser pilotada por alguém menor que o ser humano de estatura média, era um espaço muito apertado. Havia um piso inferior que se alcançava através de um painel móvel no chão que se abria, por aí pude enfiar a cabeça e parte do tronco e espreitei para baixo. Com uma lanterna pude ver como os amplificadores de gravidade estavam colocados de cabeça para baixo; Examinei a localização dos 3 assentos, tinham cerca de 1/3 ou 1/4 do tamanho normal dos assentos para seres humanos. Em determinado momento, quando estava dentro da nave, uma das arcadas ficou transparente, estavam uns técnicos a trabalhar noutra coisa da qual eu não percebia, e, começou a passar algo nos écrans. É possível que a superfície da nave sobre qualquer tipo de influência elétrica ou outra podesse por vezes se tornar transparente para se ver para fora, ou para ser usada como uma espécie de écran de vídeo, era espantoso! Quando saí e olhei para ela parecia novamente um pedaço normal de metal. Muita gente diz: Deve ser uma excitação entrar lá, e eu sempre digo que não, é uma sensação totalmente contraditória, parece que..., eu sei que parece tolice, mas lá dentro parecia tudo tão etéreo... Nada tinha arestas vivas, era como se os assentos ou amplificadores, tudo o que lá estava dentro fosse feito de cera, ligeiramente aquecida e depois arrefecida; Tudo apresentava curvas suaves, até nos sítios onde as cadeiras assentavam eram como uma coisa e outra se misturasse, ou se toda a nave tivesse sido feita num molde por injecção"
(Robert Lazar - Físico nuclear, sobre suas atividades secretas na Área 51 no estudo com UFOs resgatados )


Esta é supostamente a foto considerada como o momento do recolhimento pelas tropas soviéticas dos destroços não muito danificados do UFO, abatido pelo MIG sobre Kasputin Yar.


Essas são recentes imagens de satélite de Kapustin Yar. O enorme complexo ainda hoje em total atividade plenamente se rivaliza com o da Área 51, nos EUA. Tal como naquela, sabe-se que nas suas secretas profundezas (denominadas ZITKUR) existem vários UFOs acidentados; corpos de entidades alienígenas sendo submetidos a estudos e autópsias - além dos mais brilhantes cientistas e físicos envolvidos em operações de ENGENHARIA REVERSA, tentando descobrir os meios de propulsão dos UFOs, no entanto até hoje inteiramente desconhecidos.

Desde a época de Stalin parece que os antecessores desses cientistas conseguiram, de fato, algum progresso. Até o ano de 1981 a extinta URSS de fato SUPEROU OS EUA em se tratando de tecnologia espacial! Ela foi a primeira nação a colocar um satélite em órbita da Terra - precisamente o SPUTNIK, em 1957 -; foi a primeira a colocar um homem no espaço - Yuri Gagárin, em 1961, e assim por diante. Nos bastidores travou-se (e ainda se trava!) uma feroz disputa no que tange à manipulação da Engenharia Reversa praticada sobre uma fantástica tecnologia alienígena!


E mais: os cientistas russos descobriram que, DE FATO, as antigas estruturas geométricas elaboradas pelas antigas civilizações e espalhadas na face da Terra em diversos países, detinham uma associação muito estreita com ENTIDADES ALIENÍGENAS..... E de certa forma se destinavam a a "marcar" territórios, atraindo-as!!!


E há rumores que os muito bem elaborados padrões geométricos postados em Kapustin Yar pelos Russos na verdade se trate de uma maneira bastante sutil de ATRAIR tais naves alienígenas, pois além de reproduzir alguns estranhos símbolos gravados nos interiores dos exemplares lá estudados......


..... Simultaneamente reproduzem ATRAVÉS de um tipo de emulação os intrigantes padrões SEMPRE geométricos dos Crop Circles que em vários países do mundo mesmo nos dias de hoje repentinamente surgem em meio às plantações - o que, em outras palavras, significa que os Russos tacitamente reconhecem que essas curiosas "marcas" são, mesmo, sinais e marcas ALIENÍGENAS!!!


..... Um processo que também ocorre nas proximidades da famosa Área 51, onde tais padrões podem ser detectados nas imagens tomadas por satélites! Diante dessa espantosa revelação que nos chega depois da quebra do rigoroso sigilo russo, COMEÇAMOS A ENTENDER O PORQUÊ desses estranhos símbolos terem sido evidentemente postados no Deserto de Nevada pelos Americanos!!!! (FOTO: Googlesat)


Algo que, aliás, parece ser mesmo uma excelente forma de atração de UFOs. Tanto que a coisa dá certo! Recentemente, em 1990, um enorme UFO foi detectado quando pairava sobre os geométricos contornos de Kapustin Yar.


Todavia, sabe-se que essas visitas não são nada amigáveis. Muito pelo contrário! Foram várias a batalhas aéreas travadas entre a Força Aérea Russa e os UFOs, sempre com resultados desfavoráveis para os seus pilotos, obviamente em total desvantagem diante de uma tecnologia talvez milhares de anos à sua frente. Comprovadamente, vários caças MIG foram abatidos, ao passo que outros foram CAPTURADOS e CAÇADOS EM PLENO AR pelos UFOs!


O tiro parece mesmo ter saído pela culatra, pois, além disso, o tal sistema geométrico de "atração de UFOs" tem gerado muitas outras dores de cabeça para os Russos......


..... Uma vez que Kapustin Yar tem sido violentamente ATACADA por essas desconhecidas máquinas voadoras, literalmente! Sabe-se que em um desses ataques, o UFO destruiu nada menos que quatro foguetes ainda nas suas respectivas plataformas de lançamento, além de completamente mandar pelos ares e volatilizar um enorme depósito de combustíveis daquela base!


A extinção da URSS pôs, de fato, fim ao segredo. Hoje, de certa forma, os militares; os cientistas, e até mesmo ex-membros da KGB podem finalmente revelar aquilo que sabem sobre os UFOs. Marina Popovich (foto), piloto militar e astronauta, explicitamente revelou que ela própria assistiu, assim como também esteve envolvida, em inúmeros combates entre aviões de caça do seu país e os UFOs!


Nada pode ficar mesmo em sigilo por muito tempo. Hoje, com a extinção da censura oficial sobre a Imprensa e cientistas da Rússia sabe-se que a violenta explosão ocorrida em 30 de junho de 1908 sobre Tunguska, na Sibéria Central, equivalente à detonação de um artefato nuclear de 40 megatons e a qual devastou uma imensa área de florestas - oficialmente atribuída "à queda de um meteoro" - foi, na verdade, A EXPLOSÃO DE UM UFO sobre aquela localidade!!! Stalin encarregou Sergei Korolev de enviar expedições ao local, onde secretamente foram RECOLHIDOS FRAGMENTOS DE METAIS RADIOATIVOS DA NAVE ALIENÍGENA - igualmente encaminhados ao complexo subterrâneo de Kapustin Yar para estudos.


Aliás, não poderia ser de outra forma! Testemunhas da época disseram que o tal "meteoro" efetuava manobras inteligentes no céu - o que, decididamente, os meteoros não fazem. Além do mais, não existem crateras em Tunguska, o que, de fato, as quedas de meteoros produzem. Isso, por sinal, tem até hoje intrigado os cientistas, os quais não conseguem obter quaisquer explicações para tão inusitado fenômeno. Ao invés disso, no epicentro daquela gigantesca explosão existe até hoje uma espécie de círculo volatilizado (foto) denominado pelos Russos de "Cemitério do Demônio", onde qualquer forma de vegetação jamais prospera, e também de onde nenhum animal ousa se aproximar. Portanto, fica provado que NADA, nem ninguém, nos pertence e - mais ainda - que NINGUÉM, por mais poderoso que possa ser, ou então assim se julgue, poderá ser dono de NADA. Uma vez que o TODO e o TUDO somente pertencem a um Domínio muito mais vasto e muito mais amplo, o qual o limitado Homem terrestre ainda não pode vislumbrar ou sequer alcançar, mesmo que seja nos seus mais distantes e mais ousados sonhos.....







Total de visualizações de página

Página FaceBook