BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


sexta-feira, 10 de julho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 180 ALGUMAS CHAVES PARA PORTAS INTERDITAS



"Aliás, essa ocultação faz-se por si própria, pois o verdadeiro poder passa pelas mãos dos homens de ciência. Eles têm uma linguagem e formas de pensamento que lhes são próprias. Não se trata de uma barreira artificial. 
O verbo é diferente porque o espírito está situado noutro nível. Os homens de ciência persuadiram os possessores de que possuiriam ainda mais, os governantes de que governariam ainda mais se recorressem a eles. E conquistaram rapidamente uma posição acima da riqueza e do poder. De que forma? Em primeiro lugar introduzindo em tudo a infinita complexidade. O pensamento que aspira a ser dirigente complica ao máximo o sistema que deseja destruir para chamar a si sem reações de defesa, da mesma forma que a aranha envolve a presa...." (Pauwels e Bergier - O Despertar dos Mágicos)



Na bizarra imagem acima você pode ver uma imensa tartaruga, tendo acima dois elefantes e, por sobre eles, meio globo terrestre, certo? Certo! E você sabe o que é isso? Apenas aquilo que os sábios de uma antigüidade não muito remota achavam (e ensinavam) o que seria a nossa Terra: apoiada por quatro elefantes e estes, por sua vez, sustentados por uma imensa tartaruga-marinha. Portanto, quem se atrevesse a navegar até as extremidades cairia no abismo!!! E isso muito embora.... Os cronistas bíblicos - há milênios antes deles - já soubessem que a terra era redonda e tivessem até escrito que "Há Um que mora acima do CÍRCULO DA TERRA", através da palavra hebraica "HHUG" - que também pode significar ESFERA! E foi justamente a audácia dos grandes navegadores que colocou por terra essa teoria absurda e extravagante. E por incrível que possa parecer, guardadas as devidas proporções, ainda hoje, em pleno Século XXI, certos sábios e algumas pessoas ditas inteligentes insistem em negar as gritantes evidências que provam a existência de inúmeras coisas ainda não inteiramente explicadas e situadas muito além da nossa imaginação, as quais poderão certamente vir a fazer parte de uma nova Ciência nos dias futuros do amanhã.


Os céticos, como também alguns escolares insistem, por exemplo, em rejeitar e negar a existência de certas "portas dimensionais" existentes aqui mesmo no nosso mundo, as quais repentinamente se abrem conduzindo para outras dimensões do tempo e do próprio espaço tudo aquilo que estiver no seu caminho. Um caso notório ocorreu em 1934. O piloto da Força Aérea Britânica Victor Goddard foi apanhado, juntamente com a sua aeronave do tipo Hawke Hart, em meio a uma violenta tempestade nos céus da Escócia. A única solução seria tentar pousar no campo abandonado de Drem - um aeroporto já desativado há bastante tempo. Segundo seu relato, subitamente toda a área em que voava foi tomada por uma luminosidade estranha e etérea. Então Goddard,a uma baixa altitude de cerca de 50 pés, viu o aeroporto de Drem mas de um modo absolutamente diferente: havia nele uma intensa atividade: máquinas e pessoas circulando, além de vários aeroplanos amarelos estacionados. Subitamente o sol voltou a brilhar e o tempo acalmou, tudo voltando ao normal e Goddard retomando os controles do avião, seguindo em outra direção. Pensando tratar-se de uma breve alucinação, o piloto esqueceu o episódio. O ano era, como já dissemos, 1934 e o Campo de Drem estava realmente abandonado e em ruínas. Porém, com a ameaça da Guerra Mundial, em 1938 este aeroporto retomou as suas atividades servindo de base para treinamento dos pilotos de aviões militares. E foi precisamente neste ano que as cores dos aviões de treinamento da RAF mudaram do cinza para.... O AMARELO. Em síntese, Goddard foi involuntariamente capturado em um estranho campo eletromagnético que o fez em questão de poucos segundos avançar QUATRO ANOS NA DIREÇÃO DO FUTURO!


Pois é! E muitos ainda deles rejeitam a simples hipótese de a vida estar espalhada por todo o Universo. Muitas civilizações alienígenas certamente estão ainda atuantes, ao passo que outras nasceram, viveram, atingiram seu apogeu e depois se extinguiram. Na imagem acima temos uma foto da NASA mostrando no solo do planeta Marte aquilo que os seus cientistas oficialmente classificaram como "um meteorito". Um "meteorito" certamente muito maroto que, por sinal, apresenta duas características bem marcantes: a primeira é que - contrariando tudo aquilo que se conhece - ele pousou de modo suave sem afundar profundamente no solo e sem abrir uma cratera, como seria normal. A segunda é que.... ELE TEM FEIÇÕES QUASE HUMANAS: olhos, nariz e boca! Mais parece um enorme crânio fossilizado, não?


Claro que sim! E veja nessa outra imagem tomada no solo marciano um outro "meteorito" bem especial e não menos maroto do que o anterior......


..... O qual também é dotado de olhos, nariz e boca! Não é mesmo muito sutil esses método da NASA de fotografar essas coisas estranhas e a elas atribuir uma classificação impossível, divulgando todavia as imagens "assim como quem não quer nada" para que os mais argutos possam devidamente interpretá-las? Ou será que lá dentro existiria um grupo de cientistas lúcidos que, não se conformando com as negativas oficiais, discretamente e como uma forma de protesto, colocaria sutilmente "na rua" tudo aquilo que eles mesmos são obrigados a esconder?


E aqui uma foto, tomada dessa feita por sobre a enigmática superfície de Marte, a qual possui o número de classificação da NASA MSG 13503. Sabe qual o nome que eles mesmos deram a esse bizarro "acidente geográfico"? A FACE DE ULYSSES! Quanta sutileza junta!


E veja essa outra surpreendente imagem marciana: CLARAMENTE UMA FLORESTA CONGELADA!!!!


Fred Hoyle, notável cientista e astrônomo, foi ridicularizado quando afirmou que no Universo existiriam FORMAS DE CONSCIÊNCIA atuantes, e que algumas galáxias e nebulosas seriam nada menos que exemplares delas. Veja essa impressionante foto de um nebulosa, dotada de olhos, nariz, boca, uma expressão grave e até mesmo uma espécie de manto!


Não podemos duvidar de nada, uma vez que NADA SABEMOS. Aqui, uma outra nebulosa (também mostarda em negativo, à direita) que aparenta um personagem vestido em um longo manto. E quem sabe Fred Hoyle não tinha razão? E por que não as Galáxias e as Nebulosas não poderiam mesmo ser Zonas de Consciência? Anjos Tutelares, Guardiães, ou quem sabe algo cuja nossa (ainda) muito limitada compreensão não nos permite antever?


Sim, coisas ainda muito além da nossa limitada compreensão nos acompanham desde muito tempo. E lamentavelmente e da mesma forma existem certos obscuros setores que sufocam o conhecimento. Acima, você vê uma ilustração a bico de pena contida em uma carta escrita por um humanista florentino, Bartolomeu Fonte, para Lourenço, O Magnífico. Ela relata algo surpreendente que ocorreu em abril de 1845 em meio às ruínas do Império Romano, situadas na Via Ápia. Trabalhadores à procura de mármore descobriram uma cripta hermeticamente selada, contendo um sarcófago. Ao ser aberta, luminárias muito antigas inexplicavelmente AINDA estavam brilhando e logo se apagaram! Contudo, isso não foi a única coisa inusitada ali presente: no interior do sarcófago de mármore jazia o corpo de uma bela jovem do velho Império Romano PERFEITAMENTE PRESERVADO! Segundo a carta de Bartolomeu Fonte, - "se não tivéssemos toda Roma por testemunho, a história seria, de fato, inacreditável. Quando o abriram descobriram um corpo revestido de uma substância gordurosa, mas fragrante, de dois dedos de espessura. Quando retiraram o revestimento deram com um rosto pálido, de traços tão nítidos que dava a impressão de a moça ter sido enterrada ontem. Os longos cabelos negros, ainda firmemente presos ao couro cabeludo, estavam amarrados num nó e repartidos de modo apropriado a uma donzela, envolvia-os também uma rede de seda e ouro. Orelhas pequeninas, testa delicada, sobrancelhas negras - e, finalmente, olhos de forma curiosa, com o branco aparecendo debaixo das pálpebras. Os lábios, vermelhos, ligeiramente apartados, mostravam dentes pequeninos e alvos e a língua escarlate até quase o céu da boca. Os braços pendiam dos ombros em tão perfeito estado que PODIAM SER MOVIDOS EM QUALQUER DIREÇÃO..... Em suma, aqui estava uma moça sublimemente formosa, de família nobre, do tempo em que Roma se achava no pináculo da glória.....". Chocante, não? Tudo isso revela um saber muito antigo, uma tecnologia fantástica proveniente da mais remota antigüidade cujos esparsos resquícios se perpetuaram através dos tempos. Essa curiosa "múmia viva" esteve em exibição no Palazzo dei Conservatore, de Roma, por durante dois dias após a sua descoberta, tendo sido inclusive visitada por vinte mil pessoas. Contudo, a Igreja Católica tão logo soube desse espantoso fenômeno, expediu através do Papa Inocêncio VIII uma ordem urgente para que o corpo da moça fosse levado na calada da noite para um lugar secreto situado além de Porta Pinciana e enterrado sob o mais absoluto sigilo. POR QUÊ?


Precisamente porque eles (assim como tantos outros) sabem, e no entanto escondem, que no nosso mais remoto passado civilizações tecnológicas muito evoluídas se estabeleceram aqui no nosso planeta! O Incêndio da Biblioteca de Alexandria foi proposital, orquestrado e criminoso. A covarde destruição dos Códices Maias também visou a extinção desse conhecimento. Todavia, os inegáveis vestígios estão mesmo espalhados por todos os lados e os desafiam. Na foto acima, temos uma visão por satélite do misterioso Egito, um dos repositórios desses conhecimentos. Ali também há sinais tanto na terra quanto voltados para o CÉU. Observe a colossal imagem de um personagem usando um toucado, quase na parte superior da imagem e à direita..... (FOTO: ©MDA Earthsat, National Geographic Society, Google)


Comprove com a maior aproximação da imagem. Não pode mesmo se tratar de um mero acaso! (FOTO: ©MDA Earthsat, National Geographic Society, Google)


Assim como não pode se tratar de um mero acaso a real existência de certas criaturas ainda não catalogadas nos convencionais tratados de Biologia e que furtivamente se arrastam por sobre a face da Terra, apesar das negativas oficiais que preferem comodamente encarar todas as evidências como simples embustes sem se dar ao mínimo trabalho de pesquisar. Veja o que a câmera captou nas margens de um lago e em meio à escuridão da noite.....


...... Uma imagem sempre vale mais que mil palavras. E a imagem aproximada, como também o seu negativo, não deixam margens a quaisquer dúvidas. Animais desconhecidos, muitos deles remanescentes dos tempos pré-históricos, ainda vivem e se reproduzem nos lugares mais isolados do nosso globo - apesar das ferrenhas negativas dos céticos.


Sim, coisas muito estranhas nos espreitam na escuridão das noites! Na foto um dos famosos Sasquaths, criatura bípede com aparência primata, porém demonstrando ser altamente inteligente e racional - assim como os humanos. Aparece com maior freqüência nas regiões florestais mais isoladas do território norte-americano.


Não é novidade alguma! E eles, os céticos e os negadores oficiais, também sabem que certas criaturas - muito possivelmente não-terrestres - andam promovendo as suas caçadas predatórias pelo nosso mundo, atacando, matando e mutilando rebanhos e seres humanos. Trata-se de um fenômeno muito antigo (e cada vez mais atual) - assim como se pode constatar por essa antiga e muito bizarra ilustração baseada em uma ocorrência tida como real. Uma horrenda criatura fazendo parte de um grupo maior (visto ao fundo) ataca um jovem.


Meras lendas ou simples superstições? De maneira alguma! De vez em quando uma dessas letais criaturas passa de caçador a caça! Em uma localidade sul americana, um grupo de assustados moradores exibe a horrenda cabeça de um dos famosos "Chupacabras" - um ser meio-animal, meio-homem, que age em toda a face da Terra e é responsável pelas cruéis devastações promovidas em rebanhos e até mesmo nos seres humanos que inadvertidamente cruzam os seus caminhos! E não são animais no estrito senso da palavra, uma vez que.... FAZEM USO DE INSTRUMENTAL CIRÚRGICO DESCONHECIDO para sugar das suas infelizes vítimas todo o sangue e os órgãos internos, com os quais alimentam os da sua desconhecida espécie.


Criaturas reptilianas, conforme descritas por diversas testemunhas, avistadas em Montauk, EUA. Esses seres de origem não-identificada estariam entocados há muito tempo no nosso subsolo, de lá saindo apenas para tocaiar as suas presas. O nome deriva das suas peles escamosas, tais como as dos nosso lagartos. Evidentemente, não são animais uma vez que animais não usam uniformes com insígnias!


Faz sentido, uma vez que antigos relevos maias nos mostram que esse repelente tipo de criatura era "apaziguado", pelo que se depreende, com oferendas no mínimo macabras: restos humanos esquartejados!


E veja só o que exploradores descobriram em uma profunda caverna situada em Belize, América Central - precisamente em um local chamado "Vale Perdido dos Maias": nada menos que os restos fossilizados de uma horrenda criatura bípede não catalogada pela Ciência oficial. Note-se as suas garras. Obviamente uma coisa que não era desse mundo! Portanto, Prezado Visitante, quando lhe ensinarem, ou disserem, que alguma coisa não existe, pense 10 - ou quem sabe 100 - vezes antes de aceitar pacificamente o fato.







Total de visualizações de página

Página FaceBook