BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


segunda-feira, 17 de agosto de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 250 HOLOGRAMAS DO DESCONHECIDO



"Irmãos de água e piolho, de planeta carnívoro: vistes, enfim, a árvore do mastro encolhida pela tormenta? Vistes a pedra esmagada sob a louca neve brusca da lufada? 

Enfim, já tendes o vosso paraíso perdido, enfim, tendes a vossa guarnição maldizente, enfim, vossos fantasmas atravessados pelo ar beijam sobre a areia o rasto da foca. Enfim, a vossos dedos sem anel chega o pequeno sal do páramo, o dia morto, tremendo, em seu hospital de ondas e pedras" (Pablo Neruda - Canto Geral)




A Agência Espacial Européia parece que não se conforma muito com a corrente teoria de que o famoso rosto marciano de Cydonia se trate mesmo de um mero capricho da "erosão", formado através das eras naquele planeta. Por isso mesmo, recentes imagens tomadas pelos seus módulos espaciais nos trazem uma nova imagem obtida através de outra perspectiva, a qual nos mostra que É MESMO A REPRESENTAÇÃO DE UM ROSTO! (FOTO: © ESA/DLR/FU)


Como também acaba de descobrir naquela mesma misteriosa região de Cydonia um outro curioso monumento, o qual - merecidamente, aliás - recebeu o muito sugestivo nome de Skull, ou Crânio! (FOTO: © ESA/DLR/FU)


E pelo fato de corajosamente não manipular ou retocar as suas fotos, ainda descobriu um lago congelado em meio a uma outra cratera marciana, o que vem a definitivamente provar que Marte AINDA TEM MESMO ÁGUA na sua superfície! (FOTO: © ESA)


Aliás, não poderia ser de outra forma, uma vez que os seus módulos também descobriram no Pólo Norte marciano os evidentes sinais de atividades FLUVIAIS, GLACIARES E VULCÂNICAS justamente lá por aqueles lados, provando definitivamente que as manchas brancas situadas nos Pólos daquele planeta não são causadas por "meras distorções das lentes dos telescópios" como normalmente se acreditava. (FOTO: © ESA)


Que Marte já teve seus rios, mares e lagos, além de muito possivelmente ter abrigado uma avançada civilização em tempos muito remotos, não existem mais quaisquer dúvidas! Porém, teria ainda alguma forma de vida sobrevivente por lá? Quem sabe? Porque, enquanto isso, a NASA está às voltas com um espinhoso e além de tudo muito embaraçoso problema - na verdade um problemão: ALGUÉM (OU ALGUMA COISA) ESTÁ LIMPANDO O PÓ DO MÓDULO OPPORTUNITY, por sua vez pousado naquele distante solo! O fato é que o acúmulo de poeira nos seus painéis solares vinha desde algum tempo impedindo que as suas baterias fosse recarregadas pela luz solar, o que forçosamente implicaria na desativação do módulo - algo, por sinal, já devidamente previsto no seu projeto. Contudo, repentinamente, tudo sempre volta ao normal com o súbito acúmulo e o inexplicável restabelecimento de uma energia inicial correspondente a 900 watt por hora! Tal inusitado fenômeno não é um fato isolado ou mera coincidência, uma vez que vem se repetindo.... E curiosamente só acontecendo na escuridão das noites marcianas! O mesmo, porém, muito estranhamente não acontece com o módulo Spirit, estacionado em um outro local. Naturalmente intrigados, os cientistas da NASA não encontram qualquer explicação para o fato de que o pó somente é removido do Opportunity, deixando de lado o Spirit. E se não é o vento marciano que, conforme já foi constatado, está literalmente limpando as lentes dos painéis solares, podemos deduzir que algo ali naquela aparentemente desolada superfície simpatizou profundamente com o módulo Opportunity. Um fenômeno, diríamos, simplesmente pitoresco! (FOTO: NASA)


E se não sabemos nem mesmo o que temos aqui por baixo, na nossa própria morada, como então poderíamos negar qualquer cosia que porventura exista lá por cima? Nessa foto, vemos um desconhecido exemplar marinho, recentemente detectado e que foi classificado como um ancestral pré-histórico dos tubarões, incrivelmente ainda vivo! Os cientistas do Parque Marinho Awashima de Shizuka, situado ao sul do Japão, quase não acreditaram quando viram tal espécime, uma criatura que parou no tempo e não evoluiu desde milhões de anos. Debilitada, possivelmente ferida, a criatura que vivia entre os 600 e 1000 metros de profundidade, chegou a ser capturada, vindo, porém, a morrer, pouco depois quando lançada em uma piscina de água salgada.


- "Lulas gigantes que atacavam navios e por vezes devoravam marinheiros? São apenas meras lendas de antigos e supersticiosos navegadores" . Mas, será mesmo? Claro que não, porque cada vez mais essas inusitadas criaturas, advindas de um passado terrestre muito remoto, se revelam diante dos olhos atônitos dos biólogos - tal como essa gracinha aí de cima, capturada nas águas gélidas ao Norte do Pacífico. E até que essa não é das maiores, visto que que verdadeiros colossos já foram avistados nos oceanos de todo o mundo. Iguaria à parte, não é mesmo de se perder o apetite? (FOTO: National Science Museum)


Em 1930, um livro alemão publicou a foto de uma insólita criatura, capturada e abatida por nativos africanos do Congo. Um espécime totalmente insólito e desconhecido, pelo fato de aparentar ser meio-humano e meio-gorila! Não se sabe qual o destino dessa bizarra criatura, pois, como sempre acontece, tudo aquilo que contraria os intocáveis tratados oficiais geralmente cai no esquecimento e mergulha no mais profundo silêncio.


Assim, e como sempre, houve quem contestasse tal nítida imagem, rotulando a foto anterior como mera fraude. Porém, recentemente nas densas florestas do Congo (foto), em uma área chamada Bondo e conforme publicado no New Scientist, a pesquisadora e bióloga Shelly Williams atestou a antiga descoberta e os insistentes relatos de testemunhas quanto a uma nova espécie de gorilas gigantes, animais totalmente divergentes dos padrões tradicionais, obviamente uma nova espécie não reconhecida pela Ciência!


E aqui vemos a estranha diferença existente entre os crânio dessa nova e desconhecida espécie e o de um chimpanzé, provando não somente uma brutal distinção no formato, como também o seu anormal tamanho.


E não só nas densas selvas, mas nem mesmo próximo às grandes e populosas cidades poderemos estar desprovidos da companhia das mais estranhas criaturas. No Texas, EUA, foi encontrada essa colossal teia cujas dimensões indicavam que somente poderia ter sido tecida por uma aranha gigantesca - uma criatura dos pesadelos, teoricamente inexistente, a qual somente existira nos mais remotos tempos pré-históricos! Uma verdadeira e sinistra armadilha, tal como naqueles remotos tempos, capaz até mesmo de aprisionar um homem ou uma criança e transformá-los em um saboroso jantar! (FOTO: AP)


Não adianta mesmo esconder mais nada! Após sete anos de silêncio, finalmente foi revelada aquela que foi considerada como "A maior descoberta geológica do mundo subterrâneo nos últimos tempos". O lugar, situado no México, chama-se Cueva de Los Crystales, e também é considerado como "A Capela Sistina dos Minerais", tendo sido casualmente descoberto no ano 2000 por dois mineiros da industrias Peñoles, do Estado de Chihuahua. Nesse surreal cenário de um outro planeta, porém aqui mesmo na Terra, a gruta está repleta de cristais de selenita - raros e em estado puro - os quais atingem os dois metros de diâmetro por 10 de comprimento! Diante de algo tão desconhecido quanto inédito e inusitado, os cientistas e os perplexos geólogos anda discutem as suas dúvidas quanto à formação destas autênticas e maravilhosas esculturas da Natureza! (FOTO: Naica)


Pois é, não se pode mesmo duvidar de mais nada! - "Eles usaram mísseis - não há avião à vista"diz o texto da imagem acima. Surgiu na Web um estranho Site cujo nome é thewebfairy.com (literalmente "A Fada da Web"), o qual transmite uma grave denúncia. Segundo ele, o atentado em Nova Iorque às Torres Gêmeas do World Trade Center em 11 de setembro de 2001 não teria passado de uma CONSPIRAÇÃO INTERNA, na qual ao invés de aviões comerciais repletos de passageiros, seqüestrados por terroristas, MÍSSEIS teriam sido os responsáveis por aquela cruel tragédia que veio a resultar em quase três mil mortes de pessoas inocentes, além da total demolição dos dois enormes edifícios, centros financeiros e empresariais de alta importância para o país.


Assim, tal teoria pretende que foram mísseis e não aviões usados para perpetrar os atentados de 11 de setembro! Mas, COMO, então, se as TVs filmaram, alguns repórteres fotografaram, e também centenas de testemunhas igualmente viram os choques das supostas aeronaves?A incrível resposta? Teriam sido.... HOLOGRAMAS, usados mediante uma fantástica e ainda desconhecida tecnologia que, iludindo as visões, transformaram mísseis em "aeronaves comerciais"!!! Algumas fotos recém liberadas, de fato, nos mostram coisas bastante curiosas, tais como a saída de uma dessas "aeronaves" do outro lado de um dos prédios, após quase que atravessá-lo totalmente. Em primeiro lugar, aquilo que sai do outro lado do prédio (fotos) NUNCA foi o nariz, a proa, de um Boeing-767. Repare bem na foto da direita. Em segundo lugar, toda a fuselagem de um moderno avião comercial é constituída por alumínio - material muito leve de modo a transportar mais peso e obter maior aerodinâmica. E quando ocorre um choque frontal, como foi o caso, a cabine de pilotagem seria a primeira a ser inteira e fatalmente destruída. Não existem meios-termos quanto a isso; não teria de modo algum chegado tão íntegra ao outro lado do prédio! Finalmente, o artefato se parece muito com um míssil de penetração (muito usado pelos EUA nas suas guerras no Afeganistão e no Iraque), o qual perfura e invade o alvo, para logo em seguida detonar - vide, na foto da esquerda, quando ocorreu a detonação do corpo central do suposto artefato.... Justamente onde se situariam os potentes explosivos de um míssil perfurante!


E lembremos que um holograma para ser eficaz precisa ser devidamente projetado DESDE ALGUM OUTRO PONTO. E um holograma nada mais é do que uma forma de manipulação da luz - no que, aliás, os UFOs são mesmo notórios especialistas. A mesma hipótese, ou teoria se preferirmos, nos diz que UFOs e ALIENÍGENAS estariam envolvidos nessa conspiração! Faz sentido, uma vez que um UFO estava claramente postado a alguma distância daquele trágico evento (vide na foto, à direita). E sabe-se que os radares, de fato, detectaram pouco antes do evento um blip não identificado nas suas telas. Aliás, todas as circunstâncias do evento são mesmo muito nebulosas. Em primeiro lugar, tão logo foram detectados os supostos seqüestros dos aviões, as autoridades militares foram logo informadas porém NADA fizeram para proteger a área da cidade - tanto no primeiro quanto (principalmente) no ataque à segunda torre, o qual demorou algum tempo para se concretizar. A Agência Federal de Aviação (FAA) NÃO PERMITIU que caças armados decolassem para interceptação, sob a alegação que "havia muito tráfego aéreo no espaço aéreo de Nova Iorque". E quando estes finalmente partiram, CONTRA AS ORDENS DA FAA, inexplicavelmente foram orientados em direção ao Oceano Atlântico (?) e não às áreas sob perigo iminente de ataque. Enquanto isso, dois outro supostos aviões comerciais seguiam diretamente rumo a Oeste, diretamente para Washington, de modo a atacar o Pentágono e o Capitólio, sem que nada fosse feito para impedi-los. Aonde estava, pois, a formidável defesa aérea dos EUA? Naquela região somente havia dois caças F-16 - estranhamente DESARMADOS - e foi sugerido, bem ao estilo Kamikaze, que os pilotos então ejetassem e os arremetessem contra as aeronaves seqüestradas de modo a destruí-las. Mas, o Presidente a quem caberia determinar o abate desses aviões seqüestrados, estava ocupado em uma solenidade escolar. O Vice-presidente, que o substituiria nesse comando, por sua vez não foi localizado. Diante disso, a ordem aos pilotos dos caças foi: "Apenas identificar e seguir" - em outras palavras "deixem acontecer". Tudo muito conveniente! (IMAGEM: CNN)


E sem qualquer trocadilho, a pergunta que fica no ar é: - A ser verdadeira tal estranha hipótese, o quê teria sido feito das centenas de passageiros das aeronaves desaparecidas e supostamente substituídas pelos devastadores mísseis? Dizem que teriam sido capturadas e mantidas prisioneiras nas instalações secretas da famosa Área 51, sob o controle de militares e alienígenas a eles associados - E nesse caso PARA quais finalidades? Uma outra pergunta é: - E se foram mesmo mísseis, como então os radares das torres de controle e os escopos das suas telas de vigilância registraram ATÉ UM CERTO PONTO os sinais de identificação dos seus Transponders? Ora, pode-se claramente instalar Transponders em mísseis de modo a simular aeronaves em vôo. Isso não seria problema algum no caso de uma conspiração muito bem montada. E se assim foi, resta saber qual teria sido exatamente o terrível interesse por trás de tudo em, causando uma comoção nacional dessa natureza, destruir dois prédios e matar quase 3 mil pessoas - muito comodamente colocando a culpa em terroristas?! E se foi mesmo verdade, não devemos duvidar que nada pode ficar escondido por durante muito tempo. E a tal "Fada da Web", ou quem quer que esteja por trás desse cognome, parece mesmo muito bem informado (a), não? Uma denúncia quase sempre tem o seu real fundamento. Lembremos, por exemplo, do famoso caso do Escândalo Watergate, o qual resultou no quase impeachment e na renúncia do então Presidente dos EUA, Richard Nixon. Tudo veio à tona graças às denúncias de um informante secreto, que se autocognominou "Deep Throat", ou "Garganta Profunda", numa sutil alusão à "especialidade" da personagem de um filme pornô da época.


Seria, então, possível uma fantástica e desconhecida tecnologia, vinda sabe-se lá de onde, transformar um míssil em uma aeronave, diante de milhares de olhos e das frias lentes da câmeras? E por que não?


E o quê dizer dessa enorme e além de tudo bizarra criatura alada que foi avistada, sobrevoando justamente a área das Torres Gêmeas, em Manhatan? Dizem que era o Mothman - ou o famoso "Homem Mariposa", uma curiosa criatura que sempre aparece para prenunciar as grandes tragédias. Mas, diante de tudo isso, há também que diga que se tratou de mais um holograma - quem sabe com a finalidade de testar a tecnologia? (FOTO: © Steve Moran)


O caso 11 de Setembro, porém, não se encerra por aí. "O quê realmente aconteceu", perguntou na época a conceituada rede de notícias CNN, pelo fato de um estranho avião não identificado ter sido, por sua vez, visto por volta das 10:00 horas daquele dia fatídico por sobre a Casa Branca, sede do Governo Americano! (IMAGEM: CNN)


Um estranho "fantasma do ar" sobre o espaço aéreo restrito da Casa Branca! Mais um holograma, vindo sabe-se lá de onde? O quê realmente teria sido isso? A Rede CNN pesquisou o assunto e obteve junto aos setores militares a explicação de que seria "apenas uma avião do tipo E-4B da Força Aérea Americana" - uma versão modificada de um Boeing-747. Tal estranha visão aumentou ainda mais os rumores quanto a uma conspiração envolvendo o próprio Governo do país, o que logo foi considerado como algo "ridículo" pelas autoridades consultadas. Quanto a nós, na impotente posição de atônitos espectadores, não devemos duvidar de mais nada; uma vez que as sempre crescentes evidências nos provam que TUDO, tudo mesmo, nesses tempos difíceis e intensamente sacrílegos se torna mesmo possível!







Total de visualizações de página

Página FaceBook