BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


sábado, 22 de agosto de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 165 ANTIGOS PERGAMINHOS



"A despedida é, às vezes, mais profícua do que a apresentação; de fato, introduzindo uma moeda numa abertura, logo cai o objeto desejado; 

mas, quando se saúda o último conhecido, incontinenti volta a lembrança de rostos distantes, imberbes e fora de foco" (Quixe Cardinale - De Volta às Civilizações Perdidas)




UFOs, OVNI, Discos Voadores, ou como quer que possam ser chamados, estão presentes no nosso mundo desde um longo período de tempo. E por trás desses estonteante mistério há, sem dúvidas, muito mais mistérios do que se pensa. As novas descobertas nos campos da Astronomia e da Ciência em geral, já admitem e atestam que este nosso pequeno planeta não é o único mundo habitado na incomensurável vastidão do Universo. Nada impede, portanto, que civilizações muito mais antigas do que a nossa, e por outro lado, muito mais evoluídas, estejam nos visitando desde incontáveis milênios. Da mesma forma, NADA impede que o nosso mundo já tenha sido colonizado em épocas muito distantes e recuadas, como também NADA impede que NÓS MESMOS sejamos descendentes de alguns desses antigos visitantes espaciais! Várias raças nos visitam, o que é também mais do que certo, como também NADA impede que algumas delas não tenham saído daqui e que, portanto, AINDA ESTEJAM POR AQUI, sem que disso nos apercebamos!


"Extraterrestres Invadem Altamira" - estampava a manchete desse jornal mexicano, dando conta do inusitado encontro de uma entidade alienígena no interior de uma usina termoelétrica! A fotografia nos mostra, assinalado pelo círculo e nitidamente, o rosto do humanóide que lá fora flagrado em meio às turbinas geradoras de energia, causando o pânico indiscriminado entre os funcionários daquelas instalações.....


..... Aqui devidamente ampliado - sem qualquer dúvida um alien da tipologia gray! É mais do que notório que alguns UFOs e os seus tripulantes ostensivamente rondam as nossas usinas geradoras de energia elétrica, bem como as grandes represas e os reservatórios de água, dos quais parecem extrair alguma forma de suprimento, talvez para as suas naves.


Nada de novo quanto á presença deles por aqui! Veja que extraordinária semelhança com o rosto do alien da foto anterior. A única diferença sensível é o tempo que separa os dois personagens um do outro. Essa estatueta em terracota, originária dos recuados tempos neolíticos e encontrada em Kosovo, torna-se altamente expressiva. (FOTO: bedroper.com)


Nenhuma novidade nisso! Máquinas voadoras desconhecidas já percorriam mesmo os nossos céus desde os mais distantes tempos, ditos pré-históricos. Aqui, o chamado "Homem das cavernas" foi simplesmente magistral no seu trabalho artístico quando brilhantemente retratou para a posteridade o deslocamento de um UFO nos céus do seu tempo. (IMAGEM: © The History Channel)


Como de fato! Nas cavernas de Fergana, Uzbequistão, o homem dito pré-histórico, por sua vez, foi mesmo igualmente tão preciso nos detalhes que além de retratar com a mais absoluta fidelidade o UFO, ainda colocou o evidente simbolismo dos olhos que emergem da sua estrutura, como que a significar que os tripulantes dessas máquinas voadoras desconhecidas são, realmente, atentos observadores! Algo mais claro do que isso? Impossível!


E somente comparável a esse desenho na rocha - uma nítida aeronave, ou astronave - encontrado no Japão e ostentando uma idade de mais de 5 mil anos.... Antes de Cristo! - ou seja, MAIS DE SETE MIL ANOS anos antes de os nossos aviões e foguetes também percorrerem os céus! E por mais imaginosos e criativos que fossem os antigos artistas, de maneira alguma poderiam criar coisas semelhantes sem que efetivamente as tenham visto!


E só não admite isso quem não quer ou então, dotado de má fé, se faz de bobo! Tudo é muito cristalino! Uma vez que inusitadas, porém bastante expressivas, peças arqueológicas datadas de milhares de anos, assim como essa aí de cima.....


...... São mesmo muito peculiares! Essa, por exemplo, é não somente orlada por misteriosas inscrições, como ainda se dá ao luxo de mostrar QUEM possivelmente se utilizava de tal tipo de desconhecido alfabeto!!!


Não há mesmo nada de novo sob o nosso velho Sol! Artefatos arqueológicos muito "embaraçosos", geralmente e de maneira muito cômoda classificados pelos tradicionalistas ortodoxos como "brinquedos", ou ainda "objetos de culto", nos provam que máquinas voadoras (até que bem funcionais e muito semelhantes às nossas) já cruzavam os céus antes mesmo que fossem por nós inventadas! Aqui vemos o close de um artefato pré-colombiano elaborado no mais puro ouro, retratando um daqueles muito sutis "brinquedinhos" do remoto passado: cabine de comando, asas delta, cauda, lemes e a mais notável aerodinâmica...... Quem será que esteve "brincando" com isso naqueles tempos?


Uma pergunta cujas respostas estão mesmo por todas as partes! Muito antes que os nossos sofisticados satélites orbitassem o planeta nos mostrando as suas magníficas imagens, muitas delas repletas do mais denso mistério, as tímidas e incipientes fotografias aéreas não faziam muito feio nesse particular. Essa aí de cima, por exemplo, tomada no distante ano de 1937 sobre o topo de uma alta montanha, Dadan Rock, no Irã, torna-se, então, simplesmente primorosa. Você já descobriu o porquê?......

.
... Temos certeza que SIM! Ela é simplesmente primorosa justamente por ISSO: - uma criatura alada, quase que um típico Anjo das tradições religiosas, se volta para o espaço sideral!!!


E não há mesmo qualquer engano ou fantasia de nossa parte. Reveja no correspondente negativo: rosto, asa, manto, mãos.....!


O céu guarda seus segredos! 1986: quando pela primeira vez iríamos sobrevoar e fotografar um outro grande mistério do passado: a Esfinge no topo da Pedra da Gávea, no Rio de Janeiro! A bordo do PT-HHD, tínhamos o experiente comandante Flavio Frossard, visto à direita, nos controles..... .


..... Ocasião em que pudemos constatar na própria pele que todas as lendas que cercam ao local nem sempre são mesmo "lendas"! A 3000 pés de altitude, as coisas ficavam "feias" para o nosso lado: o valente helicóptero Hughes H-300 era fortemente atacado, inclinado a 45 graus através de algo como poderosos campos de forças muito sutis que impediam uma maior aproximação do colossal rosto de granito postado no topo. As pás do rotor principal do PT-HHD, bem sobre as nossas cabeças, estalavam furiosamente devido à fortíssima pressão de "ventos" muito estranhos que, "gentilmente", nos convidavam a ir embora dali o mais rapidamente possível. Uma argumento verdadeiramente irresistível! Ainda mais se levarmos em conta os misteriosos acidentes que quase sempre vitimam os mais curiosos, como também os inexplicáveis desaparecimentos que costumam ocorrer lá por aquelas bandas. Dizem as lendas que cercam o local que ali se situaria uma das entradas para uma vasta rede de túneis subterrâneos, deixada por uma perdida civilização do passado, além de uma espécie de Portal Dimensional! E, sim, quase íamos esquecendo: - os UFOs, claro, adoram circular por aqueles lados!


Imponentes muralhas de Sacsahuaman, no Peru, antigos portais para uma vasta e complexa rede de túneis subterrâneos que percorre toda a América do Sul, herança de uma avançada civilização do passado, porém lamentavelmente olvidada e negada pelos sempre atuantes prestidigitadores da verdade. Uma vasta rede de TÚNEIS SUBTERRÂNEOS QUE REALMENTE EXISTE, E DOS QUAIS AS PROVAS QUANTO A ISSO IGUALMENTE (E DE FATO), EXISTEM: (FOTO: gentilmente cedida por Debora Goldstern)


Aliás, as antigas tradições da Civilização Maia, diziam que seus antepassados eram provenientes de um certo local chamado "Chicomoztoc" - o que literalmente significava "A TERRA DAS SETE CAVERNAS". E uma ilustração, bem como as suas respectivas inscrições contidas no Códice Boturini, um dos poucos que escaparam da furiosa destruição promovida pelos exploradores espanhóis, por sua vez revela que os habitantes de AZTLAN (ou Atlântida para sermos mais claros), vieram de um outro local - e preste atenção nisso - onde havia UMA PIRÂMIDE rodeadas por seis menores edificações, tudo construído SOBRE UMA ILHA - exatamente como Platão e as mais antigas tradições afirmavam!!! Outro códice também revela que esses antigos antepassados ao emigrarem para as terras onde hoje se situa o México ultrapassaram "O Lugar da Pedra Preciosa", onde se vê uma caverna da qual saem sete homens. E também os Astecas afirmavam que descendiam do antigo povo de AZTLAN! Na foto acima, as misteriosas cavernas de Los Tayos, no Equador - um dos mais estonteantes enigmas arqueológicos do planeta e um local intimamente associado a esses temas.


Atlântida e Extraterrestres pode-se dizer que são palavras sinônimas! Tudo, então, se torna bem mais claro se acaso examinarmos essa peça arqueológica proveniente da Cultura Maia, atualmente exposta no Museu da Basiléia, retratando muito sugestivamente "O Deus Que Veio das Estrelas". Sobre os degraus no topo de uma pirâmide, o tal "deus" sai através de uma porta e se ergue abaixo de uma nave em forma de cúpula, tendo ao lado as claras representações de dois motores, ou, melhor dizendo, dois propulsores laterais!


Contudo, será precisamente em Los Tayos, nas suas profundas e misteriosas cavernas, que iremos encontrar as mais surpreendentes provas quanto à antiga presença nas Américas de uma avançada cultura desconhecida que se perdeu na noite dos tempos. Ali, uma verdadeira "biblioteca metálica" foi encontrada, retratando as marcas dessa cultura, retratando não somente seres enigmáticos, como também caracteres alfabéticos e simbolismos inteiramente desconhecidos - tudo dizendo respeito a uma raça de humanóides que há muitos milhares de anos atrás chegou a este planeta!


Antigos "Pergaminhos" de um passado remoto, perdido e esquecido! Artefatos metálicos de Los Tayos que, através do seus sinais e simbolismos ainda indecifrados, contam a história não contada deste nosso pequeno, porém muito misterioso planeta! Desvios de rotas programadas? Não; NADA mesmo acontece por mero acaso. Muitas outras surgirão! Apenas cápsulas do tempo, viajando rumo ao futuro, justamente para serem descobertas nos momentos mais certos e mais apropriados, quando os tempos estiverem maduros, e talvez propícios! (FOTO: gentilmente cedida por Debora Goldstern)


Nossa estimada amiga e também visitante, a bela escritora e renomada pesquisadora argentina Debora Goldstern, membro da Universidad Abierta Interamericana de Buenos Aires e uma autoridade em Arqueologia Investigativa nas Américas, gentilmente nos enviou as fotos relativas a uma conferência que foi efetuada naquela cidade, de modo a discutir as evidências quanto ao enigma de Cueva de Los Tayos, como também a apresentar uma surpreendente placa metálica lá encontrada após 42 anos das primeiras descobertas efetuadas no local por Juan Moricz:


Essa placa metálica, à semelhança de todas as demais lá encontradas, apresenta um simbolismo intenso e muito evidente quanto à origem da misteriosa cultura que a elaborou: nela, um personagem humanóide se situa ao lado de uma PIRÂMIDE, tendo ao lado dois crânios (evidentemente simbolizando morte e renascimento de uma cultura).


E todos os presentes àquela conferência puderam examinar o enigmático e milenar artefato, comprovando assim a sua real autenticidade.


Uma imagem vale mais do que mil palavras, acrescentaríamos nós. Uma vez que todo simbolismo torna-se altamente relevante, na medida em que conduz verdades insofismáveis através dos tempos. Águia, uma pequena porém proeminente constelação ao Norte, cuja mais brilhante dentre todas as suas estrelas, a de magnitude 0.8, situada a cerca de 17 anos luz, é Altair. Era assim que os antigos sábios representavam essa constelação: uma águia transportando através do Universo um bebê humano. (IMAGEM: © Royal Astronomical Society Library)

Aqui vemos Debora entre seus anfitriões naquela conferência. Ao fundo, o sagrado símbolo da Rosacruz. Muito embora não seja membro daquela Fraternidade, Debora é grata por dela receber todo o apoio nas suas altamente relevantes e importantes pesquisas. Aliás, não poderia mesmo ser de outra forma, uma vez que um dos lemas mais sagrados dos autênticos Cavaleiros da Rosa e da Cruz é justamente este: - A VERDADE PREVALECERÁ! E através dos milênios, através dos séculos, esse lema, com a Graça do Deus Único, de fato e apesar das forças contrárias, sempre prevaleceu. Ad Rosa Per Crucem, Ad Crucem Per Rosa! Pois, em contraposição aos muitos que negam, há os poucos que SABEM! E agora, muito mais do que nunca, ouve-se uma distante voz que, cada vez mais e mais, ressoará gloriosa - de forma maravilhosa, clamando, célere, até que, finalmente, uma promessa muito distante e esquecida venha a se cumprir:

- "Hoje, tal com aconteceu ao Faraó e aos egípcios cegos e surdos, o Anjo de Deus está passando, e em toda a casa onde a arquitrave não foi banhada com o sangue, o primogênito é atingido por uma Luz que se reflete também sobre todos os outros membros da família: a Luz de Aquário, de Alma Única, do Homem Deus, do Irmão da Luz, que virá abraçar-nos. Aquário, síntese dos dois reinos: Água e Ar; o retorno dos nossos longínquos antepassados que, advindos em épocas remotas da estrela Altair, da constelação da Águia, fecundaram a vida na Terra"

(Quixe Cardinale)





Total de visualizações de página

Página FaceBook