BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


terça-feira, 4 de agosto de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 228 ENTRE O MUITO DENSO E O INFINITAMENTE SUTIL



"Semeia-se o corpo físico, é levantado o corpo espiritual. Se há corpo físico, há também um espiritual.... O primeiro homem é o da terra e feito de pó; o segundo homem é o do céu. 
Assim como é aquele feito de pó, assim são também esses feitos de pó; e assim como é o celestial assim são também esses que são celestiais" (Primeira Carta aos Coríntios - Cap. 15, Vs. 44/47)





Sem dúvida, o antigo cronista bíblico estava coberto de razão. Essa antiga foto, datada do ano 1920, isto é, quando nem se pensava na existência dos UFOs, nos mostra algo que parece um deles se materializando no céu, envolto possivelmente em uma barreira dimensional. Nada sabemos sobre as dimensões que nos cercam. Vivemos em um ambiente tridimensional (e além de tudo materialista), sem nos darmos conta de que ao nosso redor, e principalmente para muito além dele, existem, como também se manifestam, coisas situadas para muito além da nossa frágil concepção.


Os mistérios materiais e os imateriais se fundem neste nosso pequeno mundo! A matéria, assim como também (e muito principalmente) as dimensões, podem sempre nos apresentar espantosas surpresas. No distante ano de 1938, o arqueólogo chinês Chu Pu Tei descobriu em uma região desértica das montanhas de Bayan Kala Ura, próxima à fronteira sino tibetana, uma série de estranhas tumbas, perfeitamente alinhadas e no interior das quais foram encontrados os esqueletos de uma raça não humana, dotada de largos crânios e de reduzida estatura (foto). As decorações encontradas nessas tumbas mostravam estrelas e planetas interligados, tudo sugerindo que ali fosse o local de uma antiqüíssima necrópole alienígena!


E os inúmeros e estranhos discos de pedras contendo traços metálicos de natureza desconhecida, encontrados nessas tumbas (e que por sinal emitiam curiosas vibrações, isto é, AINDA ELETRICAMENTE CARREGADOS mesmo após a passagem de 12 mil anos!) estavam, por sua vez, repletos de bizarros caracteres alfabéticos espiralados que não puderam ser inteiramente decifrados até o ano de 1962, quando cerca de 700 desses discos secretamente sob a guarda do Museu de Pequim puderam ser finalmente traduzidos: - há cerca de 12 mil anos um grupo desses seres chegados das estrelas não puderam reparar a sua nave de transporte, sendo então obrigados a viver no nosso mundo. A princípio, e devido à sua inusitada aparência, foram hostilizados e caçados pelos primitivos habitantes locais até a sua completa extinção. Hoje, as autoridades chinesas interditaram a área, além de negarem a existência desses discos cujos estudiosos acreditam que possam ter sido usados para fins de comunicação com as estrelas distantes, o ponto de origem daquelas criaturas humanóides!


Coisas estranhas pulsam e se manifestam ao nosso redor! Devido talvez à sua alta freqüência de vibrações, os olhos não conseguem ver porém as sensíveis películas fotográficas conseguem por vezes captar. Um grupo de jovens foi fotografado nos EUA quando em passeio de uma excursão através de uma floresta. Quando a película foi revelada, alguém, ou alguma coisa, que decididamente não estava presente no local surgiu na imagem!


Eis a ampliação do detalhe, bem como o correspondente negativo, à direita. Isso, de maneira alguma, é humano!


E um dos nossos estimados visitantes da ilha de Itaparica, Bahia, gentilmente nos enviou essa estranha foto, tomada desde o seu aparelho de telefone celular, em um local próximo de um posto de pedágio de uma rodovia local. Segundo ele nos informou, trata-se de um local "pesado" onde usualmente ocorrem graves acidentes de trânsito com muitas pessoas mortas. O mais estranho, contudo, é que a foto não mostrou a cena que ele de fato havia fotografado, mas, sim, essa bizarra imagem avermelhada na qual aparece um rosto diáfano de mulher à direita!


Havia mesmo qualquer coisa muito estranha pairando na atmosfera, conforme podemos detectar na imagem em negativo e também em uma outra, à direita, devidamente reforçada no efeito stretch de um editor de imagens para melhor visualizaçãoDizem que as pessoas vítimas de mortes violentas não sabem quanto ao fato de estarem mortas, ou desencarnadas, e assim vagariam errantes pelas suas dimensões congeniais e muito próximas à terra. Você acredita em fantasmas? Quem sabe, pois pode ser que ELES de vez em quando também acreditem em nós! Os assim chamados "mortos" podem habitar freqüências e vibrações que ainda ignoramos. E essas freqüências por vezes se interpenetrariam mesmo com as nossas!


Aqui, uma rara imagem das torres gêmeas do World Trade Center antes da sua destruição, ocorrida através do atentado terrorista de 11 de setembro de 2001. E você sabia que o local era aparentemente amaldiçoado e fadado às desgraças? Pois é! Ali, nos antigos tempos da colonização dos EUA, escravos foram cruelmente torturados até a morte pelos seus senhores. Quando faziam as fundações desses edifícios, o assunto foi pouco divulgado e caiu no esquecimento, mas é fato que cerca de 429 esqueletos foram lá encontrados, homens, mulheres e até crianças, ainda envoltos em correntes e marcados pelas cruéis sevícias a que foram submetidos. Talvez apenas para lembrar algo que não devemos duvidar: as vibrações, tanto as positivas quanto as negativas, de fato existem!


E como nunca jamais se vira em qualquer outro incêndio, os enormes rolos de fumaça que se desprendiam do local daquela tragédia que custou as vidas de quase 3 mil pessoas, mostravam uma profusão de assustadoras faces demoníacas, e muitas outras por vezes sofredoras!


"Quem matou o Rei Tut?, usando a moderna Ciência Forense para solver um velho mistério de 3.300 anos" - estampa a capa deste livro, abordando um dos grandes enigmas da História. À morte súbita e prematura desse jovem soberano egípcio está associada a famosa "Maldição dos Faraós" , uma circunstância negada por muitos e, contudo, as evidências nos provam que, de fato, havia qualquer coisa por trás dela que.... Efetivamente funcionava!


Tutankhamon, último soberano da XVIII Dinastia e também o derradeiro representante de uma linhagem predestinada e misteriosa que governou o Egito desde os primórdios da sua prodigiosa cultura, inegavelmente foi vítima de uma suja conspiração palaciana que visava o poder temporal daquele país. Essa estranha raça, a qual se destacava pelo seu enorme volume craniano e também pelo seu raro tipo sangüíneo diferente da maioria da espécie humana, lidava com forças muito poderosas, tanto científicas como mágicas, infinitamente além da nossa compreensão. A violação da sua tumba causou a morte inevitável e inexplicável de mais de 40 pessoas envolvidas! (FOTO: © National Geographic)


Como os arqueólogos e historiadores tradicionais se recusam a admitir essa hipótese, gerando por conseqüência uma série de controvérsias, no ano de 2006 novamente o faraó foi perturbado no seu repouso no Vale dos Reis, sendo retirado do seu sarcófago e levado ao Cairo para exames.


Sob os auspícios da conceituada National Geographic e sempre sob a estrita supervisão do Dr. Zahi Hawass, o qual não permitiu que ninguém a não ser ele tocasse o jovem faraó, a múmia foi submetida a um moderno exame de Tomografia Computadorizada de modo a tentar descobrir a verdadeira causa da sua tão prematura morte. Ou teria sido uma bela desculpa para sondar a descendência de uma origem não-terrestre daquele jovem soberano? (FOTO: © National Geographic)


Se o foi tera sido um segredo muito bem guardado. Mas, tão logo a múmia de Tutankhamon foi submetida ao poderoso Scan do moderno aparelho, alguma coisa muito estranha aconteceu: uma fortíssima vibração de partículas luminosas desconhecidas, EMANANDO DA PRÓPRIA MÚMIA, e registradas no scan, inexplicavelmente interrompeu todo o trabalho.... (FOTO: © National Geographic)


..... Paralisando de imediato todo o funcionamento do Tomógrafo, como também dos computadores associados, fazendo surgir nas suas telas a sempre abominável mensagem do WindowsERRO FATAL.... AVISO, SEU SISTEMA TORNOU-SE INSTÁVEL! Que força desconhecida e poderosa pôde fazer com que isso viesse a ocorrer por mais de 3 mil anos depois da morte do jovem soberano? Elementos radioativos ainda operantes; manifestação paranormal.... Ou então o quê? Não sabemos, e talvez jamais o saibamos. Mas, apenas para o seu conhecimento, vamos continuar com o resultado daqueles sofisticados exames:


Não se sabe se o onipresente Dr. Hawass, um ferrenho e irônico contestador da maldições egípcias, usou dos seus "poderes mágicos", mas afinal (e depois de muito trabalho para limpar a múmia e recuperar todo o estranho comprometimento do sistema), foram conseguidas as impressionantes imagens do interior da múmia do jovem faraó. (FOTO: © National Geographic)


Primeiramente colocaram a culpa da morte de Tutankhamon em um dente ocluso, visto na extremidade direita do seu maxilar.....


..... E depois de muita discussão abandonaram tal hipótese, colocando a culpa em uma fratura consolidada do joelho direito, o que, para dar fim ao assunto, declararam como sendo a causa mortis - o que obviamente, não faz o menor sentido, uma vez que ninguém morre por causa de uma fratura dessas..... (FOTO: © National Geographic)


Tanto que, esse mural nos mostra Tutankhamon, ao lado da sua bela esposa Ankhsenamon, muito bem vivo - mas, talvez e em razão dessa fratura, apoiado em uma bengala!


..... E para você ver como os teóricos sempre enxergam a formiga e não vêem o elefante, eis aqui uma coisa bastante óbvia nessa imagem do tomógrafo: note-se na região da nuca um muito suspeito orifício, talvez causado pelo golpe de uma adaga ou mesmo de uma lança. Logo disseram que deve ter sido obra dos antigos embalsamadores, os quais teriam feito isso para a extração do cérebro. Mais uma vez, ERRADO! Os embalsamadores extraíam os cérebros pelas narinas, através de um ferramental cirúrgico apropriado. (FOTO: © National Geographic)


E aqui, uma visão mais aproximada do ferimento. À direita, foram constatados dois fragmentos de ossos os quais se deslocaram violentamente através do crânio, tudo assim sugerindo uma violenta lesão traumática. Não é preciso, pois, ser um Cientista Forense para logo se comprovar que foi mesmo um assassinato que vitimou o jovem Tutankhamon aos seus 19 anos de idade. (FOTO: © National Geographic)


E aqui, através de uma visão anterior da múmia, podemos ver mais uma vez o curioso orifício, muito estrategicamente situado na região da nuca. (FOTO: © National Geographic)



Aliás, a laceração causada pelo golpe fatal pode ser comprovada através dessa outra imagem do TC. Algo que foi, de fato, um assassinato muito eficiente e muito profissional, pois tanto quanto ainda hoje, a evidência já naqueles velhos tempos do Antigo Egito ficou muito bem escondida! Só que os antigos assassinos não foram nem um pouco sutis. Aliás, e pode perguntar isso a qualquer Médico Legista, o crime perfeito e que nenhuma autópsia conseguirá desvendar consiste na introdução de uma fina, porém longa, agulha na nuca da vítima, exatamente nessa região do cerebelo, o que imediatamente ocasionará a sua morte sem deixar quaisquer vestígios aparentes! (FOTO: © National Geographic)


Sim, os nossos longos anos de pesquisas na área do Realismo Fantástico nos deixaram plenamente convencidos de que desde o mais denso até o infinitamente mais sutil existem, de fato, inúmeras e surpreendentes coisas situadas para muito além da imaginação mais ousada. Aqueles que nos acompanham certamente devem lembrar de uma página anterior deste Site na qual revelamos o perigo que existe nos modernos chips, trabalhando com freqüências desconhecidas e cada vez mais elevadas, as quais são passíveis de atingir dimensões, certos domínios e planos desconhecidos - acima de tudo potencialmente perigosos. Os ocultistas afirmam que a ciência dos computadores é essencialmente satânica, criada por uma mente universal contrária à Divindade e maligna, de modo a corromper e um dia qualquer destruir a humanidade. Mostramos casos em que os visores de fornos microondas, por exemplo, estampam repentinamente palavras de baixo calão (fuck you = impublicável) ou maldições, para depois violentamente explodir todo o aparelho, causando danos e ferimentos. Acima, você vê um inocente aparelho de DVD, recentemente comprado em uma loja, e evidentemente NOVO em folha. E antes que os céticos se manifestem, é bom lembrar que o aparelho pertence a UM PARENTE NOSSO e que as fotos foram tomadas por nós, portanto não havendo qualquer tipo de fraude ou montagem. Quer saber, então, o que acontece assim que se liga o aparelho?....

...... EXATAMENTE ISSO! Por breves segundos, surge no visor a palavara "HELL" significando em Inglês "INFERNO", para logo depois surgir a palavra - normal, em qualquer aparelho de DVD - "LOAD", ou "CARREGAR". Não é mesmo muito sutil? Que forças sinistras estariam aprisionadas nos interiores dos modernos chips?








Total de visualizações de página

Página FaceBook