BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


terça-feira, 1 de setembro de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 177 PASSAPORTES PARA DESCONHECIDOS PORTAIS



"Somos uma civilização científica. Isso significa uma civilização na qual o conhecimento e a sua INTEGRIDADE são cruciais. Ciência é apenas uma palavra latina que significa conhecimento. O conhecimento é o nosso destino" (Jacob Bronowski)





Esta é a lateral do famoso Morro do Pão de Açúcar, Rio de Janeiro, 710 metros de altitude e também um local bastante misterioso. Além do seu formato leonino, cujas garras se projetam na direção do oceano, do outro lado tempos uma imensa íbis gravada em toda a extensão da montanha e, também, como você pode ver acima, já quase lá no topo, a famosa 'Face do Faraó". Acima dela, temos um mirante, notável ponto de atração turística da cidade, pois.....


..... Todo turista que vem à Cidade do Rio de Janeiro, não pode deixar de visitar um dos seus mais famosos cartões-postais, justamente o Morro do Pão de Açúcar onde, a partir da aprazível Enseada da Urca, dois teleféricos percorrem a grande altitude da sua estonteante paisagem, levando os visitantes ao mirante situado no seu topo. Tal não foi diferente com o nosso estimado visitante, Alexandre Júnior, residente em Ourinhos, São Paulo, o qual, na companhia da sua irmã, em 27 de janeiro de 2008 realizou aquele belo passeio. Contudo, uma das fotos por eles tomadas naquela ocasião, revelou alguma coisa A MAIS que estava presente no espaço - porém, somente detectada na imagem; estranhamente não visível aos olhos!.....


Exatamente ISSO! Uma coisa surreal e absolutamente insólita, percorrendo o ar, em meio aos fortes cabos de aço que sustentam os trajetos dos teleféricos!


Ei-la, devidamente ampliada para que melhor possamos examinar as suas bizarras e inusitadas características: - BÍPEDE; corpo delgado; em comparação com a imagem circundante uma criatura dotada de uma razoável estatura; tem membros superiores; asas; uma estranha face com olhos intensamente avermelhados, além de um curioso tipo de quadril que é aberto nas extremidades, permitindo assim ver os prédios que se situam ao fundo - e também.... Parecendo atravessar os cabos de aço com o seu corpo, conforme pode ser visto no incrível detalhe das suas pernas!


E já nos antecipando a uma eventual contestação por parte dos céticos e dos debochados, os quais poderiam argumentar ter se tratado de um "simples mosquito" que voava no local, veja acima os detalhes do corpo daquele tipo de inseto para logo constatar que, seja lá o que tenha sido aquela coisa, JAMAIS FOI MESMO UM MOSQUITO. Além do mais, não existem mosquitos daquele tamanho, muito menos BÍPEDES e desprovidos de bicos. E aquela coisa jamais foi mesmo um inseto ou sequer uma ave - ou ainda, por exemplo, um mamífero voador, um morcego. Contudo, a nossa vasta e longa vivência no campo do Realismo Fantástico nos fez ter a mais absoluta certeza de que já víramos algo bem semelhante antes.....


.... Precisamente algo que é considerado como uma simples "Lenda Urbana" que, todavia, de "lenda" não tem mesmo absolutamente NADA! Estamos nos referindo ao famoso MOTHMAN, ou "Homem Mariposa" (assunto, aliás, já abordado neste nosso Site) - uma estranha criatura que, de vez em quando, se manifesta no nosso mundo tridimensional, ou no nosso espaço e, segundo acreditam alguns pesquisadores, possivelmente associada ao fenômeno UFO. Algumas cidades norte-americanas até mesmo dedicam estátuas a essa estranhíssima criatura (foto à esquerda), a qual, segundo os diversos testemunhos, é muito semelhante àquilo que, por sua vez, vemos na ilustração ao lado.


Aqui, detalhes de uma outra estátua dedicada àquela criatura nos EUA.


E veja só que semelhanças mais notáveis com aquilo que voava lá pelos lados do Morro do Pão de Açúcar - na Cidade do Rio de Janeiro - e as descrições geralmente fornecidas pelas testemunhas das suas aparições em todo o mundo, as quais, muito evidentemente, podem variar um pouco: - BÍPEDE, asas, olhos intensamente vermelhos, e a mesma estranha face!


Mas, exatamente por que seria que os habitantes de algumas cidades norte-americanas fariam assim tanta questão em homenagear tal bizarra criatura? A resposta é simples: - apesar da sua aparência assustadora, o tal "MOTHMAN", ou ainda "Homem Mariposa", não é absolutamente perigoso ou sequer hostil. Muito pelo contrário, ele até que presta um serviço que bem poderia ser considerado como relevante e até mesmo de utilidade pública....


.... Pois, ao que tudo indica trata-se de uma criatura, advinda sabe-se lá de onde e porquê, que atravessaria o próprio tempo e até mesmo as dimensões, que estranhamente parece prever o futuro, pelo fato de, tal como uma espécie de AVISO, surgir, ou se manifestar, SEMPRE naqueles locais onde brevemente uma grande tragédia se desenrolará!!!


Há, em todas as partes do mundo, inúmeros casos comprovados dessas silenciosas advertências, todas elas invariavelmente cumpridas. Muitos filmes, livros, documentários - além dos inúmeros testemunhos idôneos das aparições - atestam isso. Como, por exemplo, pôde ser visto na foto acima, tomada em 1967 sobre uma ponte de uma pequena cidade americana, Point Pleasant, em que a tal criatura se manifestou. Poucos dias depois, a ponte, cujo nome era Silver Bridge, inesperadamente entrou em colapso, desabando fragorosamente no Rio Ohio e tragando na sua queda inúmeros automóveis que a percorriam - exatamente 46 veículos - matando assim dezenas de pessoas!


Queira Deus, então, que aquela criatura captada pela imagem fotográfica tomada pelo nosso estimado visitante aqui no Rio de Janeiro, não seja, de fato, o "lendário" Mothman.....


..... Pois, os dois teleféricos do Morro do Pão de Açúcar, enquanto um deles sobe o outro desce, evidentemente cercados de todas as rígidas medidas de segurança e guarnecidos pelos seus espessos cabos de aço, além disso considerados como um dos mais seguros do mundo, cruzam aquela grande altitude dezenas de vezes por dia, transportando nos seus bojos, a cada viagem, centenas de turistas brasileiros e estrangeiros, homens mulheres e crianças, até uma altitude que equivaleria a um prédio com 236 andares! E, se é que o Mothman andaria circulando, ou melhor, voando lá por aqueles lados, dá um certo calafrio, pois.... Pensando bem, é melhor nem mesmo pensar nisso! (FOTO: Riotur)


Por sua vez, nosso estimado visitante Jorge Barata (Portugal), chamou a nossa atenção para uma outra coisa bem curiosa que se situa no continente Africano, precisamente em uma inexplorada e misteriosa região desértica de Pungo Andongo, Angola, onde as mais antigas tradições dizem ter existido um poderoso reino das famosas e míticas mulheres guerreiras, as Amazonas. Não somente torna-se curiosa a disposição dessa profusão de enormes blocos rochosos, sugerindo antigas ruínas, como também aquilo que se pode ver em meio a eles e diretamente voltado para o céu...... (FOTO: © DigitalGlobe/Europa Technologies/Google)


.... SIM, pois é mesmo uma colossal face, tão antiga quanto a noite dos tempos, dirigindo a sua silenciosa mensagem aos céus! Acima dela, um curioso símbolo!..... (FOTO: © DigitalGlobe/Europa Technologies/Google)


.... E basta apenas rotacionarmos o detalhe para comprovarmos que se trata realmente de uma estranha face, por sinal muito bem elaborada - mas, tal como acontece em outros diversos lugares do mundo, muito bem elaborada, sim - mas exatamente QUANDO E POR QUEM?


E por falar em mensagens desconhecidas voltadas para o céu, o Brasil continua sendo brindado com o aparecimento dos famosos Crop Circles - sinais estranhos que surgem nas plantações da noite para o dia. Esse aí da foto surgiu recentemente, em 3 de janeiro de 2008, na localidade de Araçoiaba da Serra...... (FOTO: Sidney Carneiro, por especial cortesia do nosso estimado visitante Jefferson Mello)


.... Um símbolo que evocaria o mais distante e perdido passado terrestre, uma vez que é extraordinariamente semelhante àquele outro encontrado em Cuevas de Los Tayos, um conjunto de profundas cavernas e túneis no Equador, onde uma perdida e muita avançada civilização desconhecida deixou há muitos milhares de anos uma fantástica biblioteca metálica, toda elaborada no mais ouro ouro, contendo os registros da sua avançada cultura!.... (FOTO: Stan Hall)


..... Um conjunto de cavernas e túneis ARTIFICIAIS, para onde até mesmo o antigo Astronauta da NASA, Neil Armstrong (foto), foi enviado.... Logicamente não em uma "visita de cortesia", mas, sim, para - tal como secretamente fizera no solo da LUA - levantar os indícios de civilizações tecnológicas, de ORIGEM ESPACIAL - TANTO LÁ QUANTO AQUI, muito antigas e que nos precederam! (FOTO: Stan Hall)


Tudo se encaixa de maneira extremamente lógica. E também por especial cortesia da nossa estimada visitante Marlene Cartier, passamos a ver algumas das impressionantes imagens de um curioso e muito inusitado fenômeno que ocorre no chamado Vale da Morte, situado por sua vez no Estado Norte-americano da Califórnia. Trata-se de uma fenômeno milenar e ainda totalmente inexplicado pela Ciência: ali, as pedras se movimentam por si próprias!!!....


.... Rochas enormes, alguma pesando mais de 400 quilos, da noite para o dia se deslocam em todas a direções, como se t tivessem vida e vontade próprias!.....


.... Muitas vezes produzindo uma série de sulcos em padrões rigorosamente retos ou diagonais!


E muito embora alguns céticos tentem fazer crer que seja a "força dos ventos" que moveria tais blocos rochosos, os cientistas os contestam, uma vez que, afirmam eles, para tanto seria necessário um vento com a velocidade acima de 370 quilômetros por hora - algo, por sinal, jamais visto neste planeta....!


Curiosamente, tal tipo de fenômeno é setorizado, uma vez que se localiza especificamente em uma certa área bem delimitada, na qual se acredita ter existido um lago no mais remoto passado deste planeta. São suposições, mas o local é cujo nome é "Racetrack Playa", é também conhecido pelas populações das proximidades, tidas como supersticiosas, como "Devil's Playa", ou "Praia do Diabo".


Aliás, cabe-nos acrescentar que o chamado Vale da Morte faz mesmo jus a este nome, tendo sido evitado com reverência e absoluto temor pelos índios que habitaram o velho Oeste Americano, como também pelos seus mais remotos ancestrais, dos quais herdaram muitas reveladoras tradições sobre esse local, por sinal considerado como "amaldiçoado". Amaldiçoado? SIM, pois não só as tradições dos ancestrais dos indígenas americanos, como também muitas outras espalhadas pelo mundo, nos dizem que há muitos milênios ali existira uma portentosa e magnífica cidade habitada pelos "deuses".....


.... Contudo, uma guerra CELESTIAL, portanto travada nos CÉUS e desde o CÉU, entre duas nações rivais desses distantes "deuses" faz com que ali fosse libertada (a palavra mais apropriada seria DETONADA) uma coisa infernal, com a força de mil sóis que, de um só e sinistro golpe, volatilizou tudo! De fato, tal como hoje acontece numa moderna maldição atômica, a coisa foi mesmo tão violenta que através dos dos séculos dos milênios, nenhum tipo de vegetal ou qualquer vida animal pode se desenvolver nesse local sinistro e desolado. Até hoje os atônitos cientistas se perguntam: - Que tipo de força faz mover essas pedras? Não será preciso, pois, buscar a espantosa resposta precisamente nessas antigas Tradições?


"Deuses" no nosso mais remoto e esquecido passado? SIM. MIL VEZES SIM! Também aquela nossa estimada visitante nos cedeu essa imagem, a qual estávamos desde muito procurando. Ela nos mostra umas curiosas pegadas fossilizadas, descobertas pelo arqueólogo Willian Meister e sua equipe, precisamente em 3 de junho de 1968 na região de Antelope Springs, Utah, EUA, deixadas por "alguém" em um sítio pré-histórico datado de muitos milhões de anos recuados no passado terrestre. Só que com uma diferença bizarra e fundamental: - o muito antigo e desconhecido dono dessas pegadas USAVA BOTAS! Botas terminando em pontas, dotadas de saltos e com precisas medidas de de 32,5 centímetros de comprimento, 11,25 cm de largura e 7,5 cm de calcanhares....


.... O dono das tais pegadas com botas, na sua passagem ainda esmagou, talvez propositadamente ou não, um Trilobite - uma rara e muita antiga espécie, talvez de inseto, que SOMENTE viveu nos mais remotos tempos pré-históricos, o que, sem qualquer dúvida, atestava a autenticidade daquele valioso achado arqueológico. Aliás, quando examinado pelo Professor Melvin A. Cook, da Universidade de Utah, sua perplexidade ficou muito bem resumida na sua seguinte frase: - Este achado fala por si! Claro, pois desde o distante ano de 1968 outros diversos cientistas que examinaram essa extemporâneo e além de tudo muito "embaraçoso" achado, silenciam a respeito. Muito "natural", pois, COMO explicar alguém USANDO BOTAS há 440 milhões de anos atrás?


Da mesma forma, como explicar o fato de essa desconhecida espécie (AINDA VIVA) ter sido recentemente descoberta em um poço arqueológico natural e abandonado na localidade de Chelyabinsk, Rússia. Presume-se que se trate de um animal pré-histórico que, de alguma forma, conseguiu se adaptar e sobreviver à implacável passagem dos milênios nos mais profundos subsolos. Portanto, a nossa incipiente humanidade ainda tem mesmo muito a aprender. (FOTO: Webpark.ru)


E naqueles tempos existiram os gigantes sobre a Terra, assim como nos relatam alguns livros religiosos e tradicionais? Sim, sem dúvida - e alguns deles ainda eram dotados de seis dedos! Na verdade, nada pode ser negado, nada pode ser honestamente contestado, uma vez que ainda temos, de fato, muita coisa a conhecer e muita coisa mais a aprender. A Ciência nunca será uma atividade meramente estática, pois, a cada dia que passa, novas e muito promissoras evidências nos provam que verdadeiramente NADA SABEMOS e que ainda nos restam muitos segredos e mistérios a serem desvendados!


Da mesma forma que jamais poderíamos negar que este nosso pequeno planeta já conheceu, e abrigou, em tempos muito remotos e esquecidos a presença de evoluídas civilizações, dotadas de uma ciência e de uma tecnologia diante das quais toda a nossa moderna Ciência e toda a nossa tão decantada tecnologia NADA representam. E as provas quanto a isso estão mesmo em todas as partes, bastando apenas e tão-somente a boa vontade necessária para enxergá-las. Na imagem acima, pela primeira vez, vemos o poderoso cristal energizado, encontrado em 1970 pelo Dr. Ray Brown em uma colossal pirâmide submersa, situada na região do Triângulo das Bermudas, onde se situariam parte dos restos da perdida Atlântida. Por sinal, uma pirâmide muito maior do que a de Gizé, no Egito, e que inclusive já foi devidamente detectada por imagens de sonar. Esse cristal, um estranho artefato resgatado em uma espécie de altar no interior dessa pirâmide, emite poderosos campos de natureza desconhecida - e cuja imagem interna se dissolve em linhas fractais psiquicamente afetando as pessoas - mediante a emissão de estranhas imagens e sons - é compreensivelmente guardado em local secreto (e a sete chaves), uma vez que muitos interesses contrários à divulgação da verdade já tentaram dele se apoderar. Sim, quer queiram ou não, os tempos já sinalizam - o verdadeiro conhecimento será, pois, forçosamente o nosso destino, apesar da existência de forças contrárias ao desenvolvimento do conhecimento humano, o que também é algo que não pode ser negado. A verdadeira Ciência, portanto, necessariamente, requer a INTEGRIDADE, isto é, a lisura e a HONESTIDADE para com o conhecimento, seja ele de que natureza for, e por mais fantástico e inusitado que possa ser. Pena que nem todos pensem e, sobretudo, que nem todos honestamente ajam assim! (FOTO: The History Channel)







Total de visualizações de página

Página FaceBook