BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


terça-feira, 15 de setembro de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 189 ÁGUAS DE PROFUNDEZAS



Nada de fato foi descoberto, mas redescoberto só que de maneiras diferentes, e muitas vezes são encobertos pelos poderoso que detêm o conhecimento. Tudo sempre estava ali, mas não no alcance de muitos, só dos poucos... 




Nessa foto, mais um bizarro fragmento recentemente encontrado em meio à devastação causado pelo suposto "meteoro" caído em Tunguska, Sibéria, no distante ano de 1908. Conforme vimos na página anterior, além de ter sido mantido em sigilo a descoberta de artefatos gravados com caracteres alienígenas, esse "fóssil", também encontrado no local, nos mostra o crânio de uma bizarra criatura - possivelmente um dos tripulantes da enorme ESPAÇONAVE ALIENÍGENA ali acidentada! E quem diz que realmente se tratava de uma espaçonave alienígena não somos nós, mas, sim, cientistas russos que agora finalmente já podem falar após a extinção da antiga União Soviética e o conseqüente fim da rigorosa censura oficial imposta pela KGB. (FOTO: The History Channel)


Nada de novo! Naves estranhas circulam mesmo desde um longo tempo pelos nossos céus! E também há mais de 100 anos atrás, este enorme UFO, provavelmente uma nave-mãe, foi fotografado em 1870 sobre o Monte Washington, New Hampshire. O quê teria, então, de especial nessa aparição?.....


Aparentemente nada, a não ser o nítido símbolo de uma cruz suástica estampado na sua estrutura - isso em uma época em que sequer o nazismo existia no mundo! A eventual explosão de uma misteriosa nave tal como essa, movida por forças desconhecidas e muito além da nossa imaginação, certamente causaria uma catástrofe semelhante à de Tunguska, cuja violência e danos equivaleram à detonação de uma moderna bomba nuclear dotada de uma potência de 40 megatons!


Tecnologias desconhecidas? SIM, elas de fato existem desde um longo tempo - e tanto lá "em cima" quanto aqui "em baixo" mesmo! E dentre um dos assuntos mais espantosos do Realismo Fantástico, quem não se lembra do chamado "Objeto de Coso"? Recordemos que se trata de um artefato altamente tecnológico e desconhecido, encontrado na Califórnia e profundamente encravado em um geodo cuja idade é de 500 mil anos, ou mais, recuados no nosso distante passado, denotando assim que nesses remotíssimos tempos seres muito evoluídos e altamente tecnológicos estiveram aqui no nosso planeta. Tal extemporâneo e inusitado artefato, evidentemente tendo pertencido a uma máquina qualquer e assemelhando-se a uma moderna vela de ignição, tem intrigado os pesquisadores uma vez que ainda não teve a sua verdadeira finalidade descoberta, porém....


.... Coube a um dos nossos estimados Visitantes nos alertar quanto a uma evidência, por sinal muito plausível, comparando o intrigante Objeto de Coso com.... (IMAGEM © Rosemount Inc)


.... UM MODERNO TRANSMISSOR DE NÍVEL DE RADAR, conforme esquemas de montagem dispostos no manual técnico que o nosso estimado Visitante também no enviou! (IMAGEM © Rosemount Inc)


Dotado de uma refinada tecnologia, ao centro do geodo de Coso, cortado, havia um cilindro perfeitamente circular de material muito duro, desconhecido e resistente, branco, que se assemelhava a porcelana. No centro desse cilindro, havia um CABO DE METAL LUMINOSO cuja espessura era de 2 milímetros. E esse cabo de metal se conectava a um artefato magnético, ao que tudo indica um artefato não mecânico, porém de natureza eletrônica!


Tudo muito semelhante, tudo muito idêntico! Tudo mesmo indicando que "coincidências" simplesmente não existem! (IMAGEM © Rosemount Inc)


Não que o misterioso Artefato de Coso tenha sido propriamente um transmissor de radar, porém as semelhanças tornam-se altamente "coincidentes", provando assim que não fomos os primeiros e que há mesmo nada de novo sob este Sol que nos aquece! (IMAGEM © Rosemount Inc)


Então, o quê acha você? Conforme demonstrado no moderno esquema técnico, um dispositivo desse tipo teria, da mesma forma, servido a uma finalidade altamente tecnológica e avançada... E isso há mais de 500 mil anos recuados no mais remoto e muito obscuro passado terrestre! O problema é saber QUEM exatamente manipulava, e principalmente DE ONDE teria vindo tal tecnologia nesses distantes tempos! (IMAGEM © Rosemount Inc)


As respostas são muito evidentes, porém algumas delas nos são reveladas de um modo metafórico, bastando apenas saber enxergar e interpretar. Esse milenar mural egípcio, por exemplo, nos mostra a representação de uma divindade subjugando uma estranha criatura humanóide. Nesse particular, os livros religiosos sagrados, TODOS eles - igualmente muito metafóricos, porém históricos - nos falam a respeito de uma certa guerra ocorrida no céu e também na Terra. Ou seja, uma disputa travada há muito tempo pelo domínio e pela supremacia no nosso planeta - uma disputa evidentemente ocorrida entre os "deuses" benéficos e os maléficos - em outras palavras, envolvendo SERES ALIENÍGENAS, ou travada entre os habitantes de antigas civilizações continentais terrestres.


Aqui, um outro Raio-X, mais detalhado, da estrutura do estranho Objeto de Coso - evidentemente fruto de uma alta tecnologia advinda de um distante e muito esquecido passado. NADA, absolutamente NADA, portanto, impede que o nosso planeta tenha abrigado nesses remotos tempos avançadíssimas civilizações, as quais, por uma desconhecida razão qualquer, tenham sido destruídas, delas nada mais restando senão do que meros vestígios espalhados por aqui e acolá. As Antigas Tradições nos falam sobre Atlântida, Lemúria, e quem sabe muitas outras culturas de origens diversas aqui estabelecidas, todas, porém, dotadas de avançada tecnologia e de formas de progresso evolutivo situados para muito além da nossa imaginação.


Uma vez que tudo atesta isso! Como, por exemplo, certas imagens inegáveis, indiscutíveis; muito distantes - silentes porém altamente expressivas - espalhadas pelas mais diversas ruínas das antigas civilizações conhecidas, retratando uma herança muito mais antiga e todavia esquecida, toda ela revestida de fantásticas tecnologias que um dia povoaram a face da Terra. Tecnologias que somente agora, NÓS, os que herdamos a Terra, ainda uma vez e perigosamente começamos a redescobrir e a empregar.


Não há mesmo nada de novo sob o Sol! O conceituado The History Channel, que corajosa e abertamente ousa divulgar certas coisas que muitos escondem, recentemente editou uma série de documentários denominada "Antigas Descobertas", mostrando que alguns cientistas dotados de mentes mais abertas finalmente já reconhecem e comprovam que no nosso mais distante e perdido passado existiram, de fato, supreendentes tecnologias tais como motores a reação; artefatos semelhantes aos nossos modernos chips; como também armas dotadas de potências devastadoras - provando, assim, a veracidade de uma Antiga Lei Hermética: - O passado sempre retorna! Que tudo aquilo que FOI, será novamente - enfim, provando que tudo aquilo que agora É, não passa de uma simples redescoberta! (IMAGENS: © The History Channel)


- "Imaginamos nossa alta tecnologia da idade do jato como um impossível evento para aqueles que viveram duas gerações atrás, porém essa série explora a insólita tecnologia do mundo clássico e pergunta por que, com todos esses incríveis dispositivos, a Revolução Industrial não aconteceu há dois mil anos mais cedo. Dos computadores às cirurgias cerebrais isso já era feito vários séculos antes". - diz a introdução da excelente série do History Channel. É apenas a mesma pergunta que aflige os espíritos mais lúcidos e racionais da nossa humanidade! Sim, pois existem fortes evidências de que em um período situado entre 13 a 15 mil anos atrás, a Terra abrigou muitas culturas e cidades avançadas, habitadas por milhões de cidadãos. Uma catástrofe global literalmente "queimou" todo o planeta, incinerando continentes e inúmeras áreas de metrópoles. Por fim, cidades inteiras e continentes foram tragados pelo mar! Anátema justificado: pois, a perversão do Átomo é a blasfêmia cristalizada - uma apostasia à Criação - pois todo o Universo é Atômico, todo o Universo é Deus! (IMAGEM: © The History Channel)


Uma guerra no mais remoto passado que destruiu tudo, fechando as portas do tempo para avançadas civilizações? Nada de tão estranho nisso, pois, como também sabemos, existem outras formas de distantes tecnologias, soterradas, quem sabe, por durante milênios sem conta, assim surgindo do passado tal como fantasmas benéficos que, em última análise, relembrando a natureza sempre cíclica da História, desesperadamente insistem em advertir a nossa tresloucada civilização.... Uma humanidade pouco humana, materialista e tecnológica, que cada vez mais caminha aos tropeções para o caos final, e prestes a cometer os mesmos letais e perigosos erros do passado!


Advertências, portanto, não faltam! Mas há, contudo, outras advertências bem mais recentes, e nem por isso menos expressivas! Como toda a obra do notável cineasta James Cameron, o excelente filme O EXTERMINADOR DO FUTURO 2 também nos coloca diante dessas graves advertências. Nessa filme, a quase totalidade da nossa humanidade é destruída pelas próprias máquinas que criou, as quais um dia se tornaram conscientes e altamente inteligentes, livrando-se assim dos seus criadores mediante uma catástrofe nuclear generalizada e em grande escala, por elas mesmas gerada, assumindo assim o total controle do planeta e, por fim, tentando destruir os últimos focos remanescentes da resistência humana. (IMAGEM: © StudioCanal Image)


O filme, porém, vai mais longe ao mostrar a muito real (e hoje já admitida pela Ciência) possibilidade das viagens através do tempo, quando, em um futuro devastado, um líder da resistência humana envia ao passado um cyborg destinado a proteger ELE MESMO quando criança para que não seja eliminado por um outro ser cibernético também enviado pelas máquinas ao nosso tempo para matá-lo e, assim, evitar que ela venha a existir nesse futuro sombrio, quando enfrentará essas tais máquinas assassinas, tiranas e dominadoras do planeta. (IMAGEM: © StudioCanal Image)


O filme, por outro lado, nos demonstra com imagens expressivamentes fortes e realistas como seria uma destruição nuclear generalizada e em ampla escala, a ponto de destruir de um só golpe quase toda a humanidade. (IMAGEM: © StudioCanal Image)


pois, é exatamente ISSO que viria a acontecer com todas as nossas grandes cidades, quando as ondas de choque dessas explosões nucleares implacavelmente varreriam todos os vestígios da nossa civilização! (IMAGEM: © StudioCanal Image)


E seria exatamente ISSO que aconteceria com os seres humanos, literalmente volatilizados pela fúria sinistra dessas violentas ondas e pulsos de choque. (IMAGEM: © StudioCanal Image)


Nada mais, então, restaria de nós e de todo o orgulho da nossa civilização a não ser escombros fulminados..... (IMAGEM: © StudioCanal Image)


...... Escombros fulminados que com o decorrer do tempo inevitavelmente se transformariam em pó, impiedosamente apagando todos os traços do progresso de uma civilização que se perpetuou por vários milênios, abusando, porém, e assim como metaforicamente nos relatam os Livros Sagrados, da perigosa Árvore da Ciência do Bem e do Mal! (IMAGEM: © StudioCanal Image)


Tudo muito semelhante, tudo muito assustador - tal como aconteceu em Hiroshima, em 1945, quando toda a cidade foi volatilizada pela detonação a 600 metros de altitude da primeira arma nuclear empregada pela humanidade.....


..... Tudo mesmo muito semelhante, tudo mesmo terrivelmente assustador, pois foi somente ISSO que veio a restar de toda a população daquela cidade japonesa. Os poucos sobreviventes, precisamente aqueles residentes nas áreas mais afastadas, tiveram os seus corpos carcomidos pelo câncer e pela letal, insidiosa e sinistra radioatividade da bomba. E isso aconteceu somente em uma área, relativamente pequena e setorizada, empregando um artefato nuclear que hoje pode ser comparado a um ridículo "fósforo" diante do moderno arsenal de bombas nucleares armazenado em diversos países - infinitamente mais potentes e capazes de destruir todo o planeta por dezenas de vezes se eventualmente detonadas! E os mais Antigos Registros nos dizem que foi EXATAMENTE ALGO SEMELHANTE, muito possivelmente um holocausto nuclear, que destruiu todas as antigas e perdidas civilizações de um distante passado terrestre!.....


..... E uma ameaça que ainda hoje se repete, tal como um fantasma, dessa feita maléfico, que retorna, pairando sobre as nossas desmioladas cabeças! Hoje, quase todos os países possuem os seus arsenais nucleares, alguns deles quase que dividos em fragmentos perigosamente autônomos, isolados de um poder central, como, por exemplo, é o caso das atuais repúblicas que restaram da extinção da União Soviética, cada uma delas com os seus respectivos chefes militares e as suas armas atômicas, estocadas desde um longo tempo. Há, também, o risco do terrorismo mundial e de alguns países que o apóiam, todos capazes de repentinamente causar uma grande conflagração em escala mundial, a qual dessa vez representará o fim da nossa espécie e, talvez, do próprio planeta. Há rumores de que a antiga União Soviética manteria no Pólo Norte a chamada "Bomba do Juízo Final", a mãe de todas as bombas, colocada em um silo estratégico e destinada a acabar COM TUDO se acaso esse país viesse a perder uma eventual guerra nuclear. Uma detonação desse tipo, além de abalar o já combalido eixo terrestre, ocasionaria maremotos, terremotos e catástrofes como nunca antes vistos e em ampla escala, transformando assim todo o planeta em uma nova Atlântida, interditando assim os portais do tempo para a nossa pervertida espécie!


FORBIDDEN HISTORY - A História Proibida, estampa a capa desse livro. Sim, sem dúvida, somos os cegos e os pouco zelosos guardiães de uma História oculta, trágica e proibida. E não há qualquer ficção nisso! Uma História cujo velho enredo, de maneira tímida porém resolutamente, já começa a se revelar diante dos nossos teimosos olhos - olhos teimosos que se recusam a ver! Uma História que, de maneira cíclica e avassaladora, poderá vir a se repetir mais dia menos dia, e quando menos se espera. Uma vez que não há mais dúvidas de que o homem lamentavelmente cavou a sua própria sepultura, impiedosamente devastando a sua própria morada e violando a Sagrada Essência do Éter Universal com a deflagração das suas guerras e a utilização sempre crescente das suas nefastas armas. Assim, através da inflexível Lei do Carma, a qual incide, e atinge, não somente as pessoas como também as nações, e tal como ocorrera outrora, tudo isso redundará na inevitável cobrança de uma dívida terrível. Pois, a História trágica da nossa assim chamada "civilização", tristemente nos demonstra que NENHUMA arma criada pelo homem jamais deixou de ser empregada contra os seus semelhantes. Uma Terceira Guerra Mundial, que inevitavelmente será a ÚLTIMA, já é ardilosamente tramada por certos setores obscuros. Em contrapartida, e também TAL COMO OCORREU OUTRORA, a própria Natureza já se revolta contra a espécie predadora que se arrasta, assim como uma doença, malévola e daninha, pela sua abençoada superfície. Águas de Profundezas, cujas ondas de rebentação e cujas vagas novamente investem sobre nós! Não passamos, portanto, de atônitos espectadores das conseqüências inevitáveis que já se prenunciam. Só nos resta, então, orar e vigiar. E suplicar que Deus, o Derradeiro Refúgio e a Derradeira Fortaleza dos fracos, dos inocentes e dos oprimidos, tenha piedade de nós e dos nossos filhos!



Total de visualizações de página

Página FaceBook