BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


domingo, 13 de setembro de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 187 INCOMING SIGNALS



"A galáxia da Via Láctea é uma dentre bilhões, talvez centenas de bilhões de galáxias, e não sobressai pela massa, brilho, ou configuração e arranjo de suas estrelas. 


Algumas fotografias modernas de exposição profunda revelam mais galáxias além da Via Láctea do que estrelas dentro dela: ilhas-universos que talvez contenham centenas de bilhões de sóis. A imagem é um manifesto sobre a humildade.... 

Nós humanos, somos retardatários. Aparecemos no último instante do espaço cósmico. 

Haviam transcorrido 99,998% da história do Universo até o presente quando nossa espécie entrou na cena. No vasto circuito de eras, não temos responsabilidades especial por nosso planeta ou pela vida. Não estávamos presentes" (Carl Sagan - Um Pálido Ponto Azul)




Incoming Signals - Sinais que, sem dúvida alguma, cada vez mais nos nos chegam nesses tempos de grandes revelações e das mentalidades renovadas! A presença de outras humanidades cósmicas em tempos muito recuados do passado terrestre é, sem dúvida, algo que não pode ser negado. Todas as mais antigas tradições - de quase todos os povos do planeta - concordam com isso. Os índios Apaches, por exemplo, tinham um curioso ritual no qual um chefe recém-empossado proferia as seguintes palavras: -"Agora ostento a tua insígnia, ó deus descido das estrelas gêmeas". Realmente algo bastante sutil, pois COMO os ancestrais dos Apaches poderiam saber algo que só recentemente os nossos astrônomos descobriram - ou seja, que, de fato, existem estrelas gêmeas no Universo? Na imagem acima, um medalhão apache, homenageando "Os Grandes Espíritos", mostrando um disco central, encimado por uma lua crescente, contendo elementos ziguezagueantes emanando do topo, além de outros motivos circulares. Bastante sugestivo? SIM! (FOTO: The Schoyen Collection)


Como também os mais remotos ancestrais dos Esquimós reverenciavam um certo "Pássaro Metálico advindo das estrelas distantes". Note-se, na representação da esquerda, a incrível semelhança com o deus-falcão Hórus, divindade, por sua vez, adorada no Antigo Egito!


"Alien" é o título dessa estranha imagem magnificada 25 mil vezes e pesquisada através de um moderno instrumento óptico, denominado "FEI Novanano SEM 200". Não se sabe de onde exatamente teria vindo essa coisa bizarra, porém o seu formato, como também o título com o qual foi batizada, resultam muito mais do que sugestivos. (FOTO: Andra Grigorescu & Marco van der Krogt - Delft University of Technology)


As pirâmides, por seu turno espalhadas por quase todos os rincões do planeta, são certamente os vestígios mais evidentes e conclusivos quanto à presença de antigos visitantes, ou colonizadores cósmicos. ao nosso mundo. Nada impede, portanto, que mais uma vez devamos dar inteiro crédito às Antigas Tradições, quando elas nos falam de portentosas civilizações que aqui se estabeleceram, deixando as marcas da sua arquitetura e os sinais da sua avançada tecnologia - como heranças ou marcos nas suas colônias mais afastadas. As pirâmides, de fato, são elementos absolutamente inusitados e estranhos aos padrões de arquitetura dos antigos povos conhecidos, não somente pela grandiosidade das suas colossais estruturas, como também pelo fato de as suas construções terem demandado no emprego de técnicas, tecnologias e sofisticadas aparelhagens, coisas absolutamente inexistentes na antigüidade conhecida.


E onde menos se espera, elas costumam surgir! "Depósito de Sedimentos" - foi assim que uma Universidade classificou essas estranhas estruturas há muito submersas e que subitamente vieram à tona em algum lugar do mundo - aliás, adoraríamos saber que local seria mesmo esse. "Depósito de sedimentos"? Pois sim! Você concordaria com isso? (FOTO: Northern Virginia Community College)


E talvez uma das pistas mais relevantes e reveladoras no que tange à intervenção de seres muito mais evoluídos no distante passado terrestre, seja aquela representada pelos hieróglifos egípcios - a escrita mais avançada, inteligente e mais surpreendente de toda a antigüidade conhecida! Tal como uma moderna linguagem codificada de computador, esses sinais que tinham um TRIPLO significado - ou seja, Exotérico - para uso "externo" das massas como forma de expressão e comunicação, linguagem propriamente dita; Esotérico para uso "interior", místico e religioso; e SECRETO - sendo, este, o TERCEIRO deles cujo valor e significado intrínseco foi somente do conhecimento dos mais altos Iniciados e que lamentavelmente veio a se perder no tempo com a partida do último dos Mestres - talvez dotado de mensagens cifradas que certamente vão muito mais além do que simplesmente possa expressar uma linguagem considerada extinta.


Também não poderíamos deixar de nos reportar às ruínas maias de Palenque, no México, onde uma imensa lousa postada sobre o sarcófago de um desconhecido personagem, retrata aquilo que, por sinal, é mesmo conhecido como "O Astronauta de Palenque". Nela, podemos claramente visualizar um estranho ser pilotando uma espécie de foguete a reação, ou muito provavelmente um outro veículo voador qualquer.


Ruínas de Tiahuanacao, Bolívia, onde uma civilização desconhecida nos deixou as fantásticas marcas da sua presença, não somente nas suas imponentes esculturas e templos, como também em algumas outras imagens gravadas, igualmente muito sugestivas. Uma equipe de pesquisadores identificou numa escultura, cuja reprodução vemos acima, a representação de uma estranha máquina.... (IMAGEM: CrypticThinking.com)


..... Assim como a representação dessa estranha criatura utilizando um equipamento aparentemente de mergulho. Estranho? Não! Lembremos que Tiahuanaco fica próxima ao Lago Titicaca, onde existem portentosas ruínas submersas e ainda inexploradas! E, sim, quase íamos esquecendo: - as antigas tradições Incas relatam que Tiahuanaco foi fundada por seres "CHEGADOS DE UMA ESTRELA BRILHANTE"! (IMAGEM: CrypticThinking.com)


Portanto, não há mesmo como duvidar: outras inteligências nos precederam! E as suas tecnologias, para nós extemporâneas e misteriosas, sem qualquer dúvida existiram na nossa mais remota antigüidade. E há provas disso - duras, incisivas, incontestáveis - por todos os lados! Um dos maiores mistérios da Arqueologia é representado pela seguinte pergunta: - COMO os antigos artistas conseguiam pintar afrescos, murais e textos, tão perfeitos e multicoloridos. nas profundezas das câmaras funerárias, templos e tumbas - por vezes escavados nas rochas por centenas de metros? Os tradicionalistas respondem: - Mediante a utilização de tochas e jogos de espelhos, claro". Só podem mesmo estar brincando! Agora - e vale a pena relembrar nesta página - se observarmos os curiosos e no entanto muito reveladores painéis esculpidos em um templo de Denderah, obteríamos uma resposta muito mais inteligente e lógica, uma vez que veremos uma profusão de luminárias ligadas por grossos CABOS àquilo que lembra GERADORES. As serpentes no interiores dos BULBOS certamente se referem a FILAMENTOS! - COMO, e De ONDE, então, teria vindo isso???


E nesse particular, a outra pergunta que inevitavelmente surge é: - Se assim tivesse sido, ONDE estariam cuidadosamente preservados tais antigos artefatos? Teríamos como respostas três alternativas. A primeira: os "fornecedores" de tais artefatos os teriam levado de volta. A segunda: os Altos Iniciados e os Antigos Mestres os teriam destruído para o próprio bem das humanidades futuras, já que tais tecnologias teriam envolvido a aplicação de energia nuclear. A TERCEIRA: estariam preservados nos interiores de 3 CÁPSULAS DO TEMPO, segundo a Tradição secretamente espalhadas em três diferentes áreas do globo - a principal delas exatamente no Egito! Recentes medições efetuadas através de sofisticados equipamentos de sondagens (GPR - Radares de Penetração Subterrânea) realmente detectaram a existência de uma vasta rede de túneis, câmaras e galerias, precisamente sob a Esfinge de Gize - esta um simbolismo essencialmente ATLANTE (e por "Atlante" leia-se uma origem EXTRATERRESTRE!). O problema é que a grande conspiração do silêncio, muito "compreensivelmente" aliás, impede quaisquer prospecções arqueológicas no local. Claro, pois quem sabe estas não encontrariam lá por baixo, além de outras coisas mil anos à nossa própria frente, TAMBÉM o exemplar de um "Disco Celeste" no qual os Antigos Deuses chegavam à Terra?


Uma vez que é assim mesmo que, muito lamentavelmente, a coisa funciona. Recordemos que no ano de 1909 um explorador descobriu nas entranhas desérticas e montanhosas do Grand Canyon, EUA, um vasto complexo arqueológico, escavado na rocha sólida e composto por uma série de túneis radiais, câmaras e galerias - fantástica obra de engenharia de uma avançadíssima civilização proto-egípcia, e muito possivelmente de natureza Atlante - todos repletos de estranhos artefatos, sarcófagos, múmias e painéis contendo representações de divindades e caracteres hieroglíficos desconhecidos. Apesar de os jornais da época terem divulgado, o Smithsonian Institute, chamado a examinar a descoberta, como de fato, "examinou" tanto que foi acusado de, cometendo um ignominioso crime contra a humanidade, ter ordenado dinamitar o principal acesso a esse colossal complexo, além de suprimir a ampla divulgação do fato, de modo - como forçosamente seria inevitável - a não contrariar frontalmente os cânones históricos e científicos tradicionalmente estabelecidos!


Tudo, por sinal, no mesmo e misterioso Grand Canyon, onde, em época relativamente recente, uma equipe de especialistas foi chamada a examinar os destroços de um UFO que ali jaziam há muitos milhares de anos, precisamente em uma área denominada Comanche Point! Os cientistas e militares envolvidos nessa descoberta, membros de uma junta governamental altamente secreta, verificaram que tais destroços - evidentemente logo recolhidos a uma instalação secreta - apesar da passagem do tempo, estavam incrivelmente em boas condições. O UFO era constituído por uma liga metálica altamente leve e desconhecida, além de ainda emitir baixos níveis de radiação. Chegando á conclusão que tal objeto era definitivamente de origem EXTRATERRESTRE, verificaram ainda que teria transportado no seu interior entre 12 a 20 seres, os quais, conforme concluíram "através de uma inspeção mais acurada no local", evidências de que esses tripulantes deixaram a nave e VIVERAM POR UM LONGO TEMPO NAS IMEDIAÇÕES!


Pistas e mais pistas! E tudo isso mesmo, apenas e tão-somente, diante dos olhos que desejam ver! No British Museum, em Londres, por exemplo, acha-se em exposição uma peça proveniente do Egito, um quadro contendo motivos religiosos do Período Cóptico, o qual nos mostra uma curiosa singularidade:


Nada menos que três estranhas criaturas humanóides, colocadas em lugar de destaque! Observe, por exemplo, a figura da extremidade direita - claramente um alien da tipologia gray!


Olha ele aí, devidamente ampliado e realçado. E que "santo cóptico" mais maroto é mesmo este! VOCÊ dirigiria uma oração a ele?


E será que você é um bom observador? Acreditamos que sim, pois, não é somente isso que está velado naquele antigo quadro! Será, então, que notou na imagem maior daquela "obra de arte" cóptica, logo acima das três figuras em destaque, a evidência que alguém apagou uma outra imagem. por sua vez localizada logo em posição superior a eles? Sim, é muito evidente, mas atitudes como essas fazem parte do "jogo", um "jogo" que, como você sabe, nos recusamos a jogar. Porém, não tem problema algum. Estamos justamente aqui para infernizar a vida daqueles que tentam esconder o óbvio e suprimir verdades. E tal como o Luminol, moderno dispositivo usado pelos nossos Peritos Policiais para descobrir e detectar vestígios de sangue não visíveis em cenas de crimes, onde os criminosos fizeram tudo para suprimi-los, também temos algo a grosso modo bem semelhante. Vamos, portanto, ampliar o detalhe do negativo da imagem e realçá-lo de modo a tentar entender aquilo que os prestidigitadores do conhecimento matreiramente apagaram - possivelmente mediante a aplicação de algum produto químico. E não é que parece que temos algo realmente muito "embaraçoso" - algo que certamente deve tê-los e incomodado bastante? - MAIS ALIENS na cena!!! Observe a imagem com bastante atenção.


Alguma dúvida? Então reveja dois deles especialmente destacados! Que tal? Usam vestes estranhas e até mesmo capacetes!


Nada demais nisso, uma vez que a presença dessas criaturas no nosso mundo é verdadeiramente muito mais antiga do que se pensa! E, por vezes, certos inusitados achados arqueológicos nos provam que essa presença vem, de fato, desde os mais remotos tempos pré-históricos! Na foto acima, um bloco rochoso encontrado nos EUA, no interior do qual sobressai o rosto fossilizado de um humanóide alien - ali aprisionado há, quem sabe, muitos milhões de anos! Estranha essa presença muito antiga? Sim, mas sabe-se que as suas naves podem VIAJAR ATRAVÉS DO TEMPO!


Porém, aquilo que se pode chamar de "Os Antigos Astronautas" não inclui somente a tipologia dos seres humanóides grays. Existiram muitos outros "Astronautas"! Na Catedral de Salamanca, Espanha, vejam só o que lá está esculpido, perdido em meio a tantas outras complexas obras de arte!.... (FOTO: Damian Corrigan)


..... ISSO MESMO: - A IMAGEM DE UM MODERNO (?) ASTRONAUTA, ou melhor dizendo, de um astronauta dos mais antigos tempos! Capacete, luvas, traje espacial, e etc... o que denota que essa surreal "obra de arte" foi feita por quem realmente SABIA e entendia do assunto. O grande problema é que nos tempos medievais, tempos em que essa Catedral foi construída, SEQUER SE SONHAVA COM AS VIAGENS ESPACIAIS! Além do mais, repare no detalhe dos nítidos solados das suas BOTAS, artefatos logicamente industrializados e dotados de ranhuras antiderrapantes - algo que também nunca existiu na Idade Média, época esta em que, aliás, nem mesmo existiam sapatos! E é sempre bom saber que as grandes catedrais foram projetadas e construídas por Altos Iniciados, Mestres detentores de um saber que ainda hoje é proibido e, justamente por causa da grande e severa a repressão daquela obscura época, deixavam as suas sutis mensagens veladas nas pinturas e nas esculturas que produziam. Por sinal, paradoxal e sobretudo irônico, TODO templo religioso clássico, seja antigo ou moderno, tem estampados, não só na na sua forma. como também em algumas esculturas e imagens, inúmeros altos simbolismos e mistérios (Templários, Maçons e Rosacruzes), e isso bem nas "barbas" da Igreja Católica - basta apenas e tão-somente entender, observar com a devida atenção e saber distinguir com os devidos olhos!


Por outro lado, o desenvolvimento das explorações espaciais demonstra para todos aqueles que têm os necessários olhos para ver, uma realidade incontestável: - NUNCA ESTIVEMOS, COMO TAMBÉM AINDA NÃO ESTAMOS, SÓS NA MARAVILHOSA VASTIDÃO ESTRELADA DO UNIVERSO! As fotos tomadas pelas sondas espaciais denotam que em muitos outros lugares, como por exemplo, nos corpos celestes mais próximos de nós, viveram e se extinguiram outras civilizações muito mais antigas do que a nossa. Acima, no detalhe de uma muito embaraçosa e proibida foto, o módulo MRO (Mars Reconnaissance Orbiter, da NASA) em 2006 vasculhou na hoje desolada superfície marciana uma série de curiosas ruínas, situadas acima de um outro bizarro monumento e cujo formato claramente lembra o de uma coroa!


Quando chegarem os tempos, segundo as Escrituras Sagradas, Haverá sinais nas estrelas, no céu e naTerra? SIM! Nada menos que SINAIS - muito claros sinais que já nos chegam. E tal como profetizado, expressivos sinais que se revelam tanto "lá em cima" quanto aqui em baixo!


Insistentes e insofismáveis sinais que nos colocam diante de realidades absolutas, nos obrigam a colidir com a Verdade: - não somos únicos; não estamos sós; o Universo não é uma simples brincadeira da Divindade - nada existe por mero acaso e tudo tem o seu propósito dentro do Glorioso Esquema Cósmico. O passado tem, certamente, muitas coisas importantes para nos revelar. O céu, o mar e a Terra, então, nos acenam com os seus mistérios - agora e cada vez mais do que nunca, muitos deles se aclarando de maneira célere, imperiosa. Nada mais, portanto, pode se manter oculto. Tudo será revelado e desvelado no seu devido tempo!


Este é o Dr. John Elliott, Cientista da Computational Intelligence Research Group, Inglaterra, o qual além de ter participado do Projeto SETI (busca de sinais inteligentes advindos do espaço) vem desenvolvendo um relevante trabalho de pesquisas no sentido de buscar fontes de conexão e parâmetros comparativos, de modo a obter os necessários padrões destinados a estabelecer uma linguagem genérica, humana e INTER-ESPÉCIES - universal portanto - apta a ser utilizada para fins de entendimento e comunicação com OUTRAS humanidades espalhadas pelo Cosmos, as quais, por sinal, ele SABE existir - das quais ele tem PROVAS de que realmente existem.....


.... Outras humanidades vivendo no maravilhoso e radiante Universo estrelado que nos cerca, e de onde a sua equipe vem, de fato, recebendo sinais alienígenas modulados e inteligentes! Segundo afirma o Dr. Elliott, o seu importante trabalho "contribui no sentido de decodificar linguagens desconhecidas - sejam elas TERRESTRES OU EXTRATERRESTRES - além de obter um melhor entendimento do que a estrutura das linguagens realmente É". Suas pesquisas de vanguarda, as quais incluem o estudo avançado de todas as línguas faladas na Terra, atuais ou extintas, se utiliza de meios multidisciplinares, abrangendo a linguagem computacional, lingüística, informações teóricas, Psicologia, Neurociência e, ainda, Estatística e dados estatísticos! Uma vez que é fato: - aqueles que SABEM tiveram que se calar através dos tempos e por durante muito tempo. Porém, eis que já são chegados os mais novos e os mais diferentes tempos. É, pois, graças ao trabalho e ao denodo de homens como esses que a humanidade caminhou das trevas para a Luz, e sempre caminhará rumo a novos e muitos promissores horizontes do conhecimento - assim finalmente rompendo os pesados grilhões da ignorância e da mentira; corajosamente suprimindo as malévolas teias das conspirações e do silêncio - rompendo, enfim, os insidiosos tentáculos do engano e das superstições que lamentavelmente tolheram os caminhos, obstando a razão e os rumos da humanidade por durante tanto tempo!







Total de visualizações de página

Página FaceBook