BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


quarta-feira, 14 de outubro de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 202 SINAIS NO TEMPO, SINAIS NA TERRA, SINAIS DO CÉU!



"Uma peregrinação se diferencia por si própria de uma jornada comum pelo fato de que ela não segue um itinerário pré-estabelecido, convencional, 

ou um propósito limitado; porém porque ela conduz ao conhecimento de si mesmo, por confiar em uma urgência interior que opera em dois planos: não só no físico, como também no plano espiritual" (Anagarika Govinda - Lama Tibetano)




ALNITKA, ALNILAM e MINTAKA, as três mais brilhantes estrelas do Cinturão de Órion - as longínquas, porém muito estreitas, marcas de uma perdida identidade existente entre o mais obscuro e remoto passado da Terra e uma avançada civilização cósmica!


Triângulo no Céu, Triângulo na Terra. Não é à toa, não se trata de um mero acaso, o fato de que as Antigas Escolas de Mistérios, herdeiras antiqüíssimas de um elevado conhecimento que, embora perdido no tempo foi por elas preservado, faziam do triângulo o seu sagrado símbolo. Pois, conforme todas as Tradições, e conforme todas as evidências assim o comprovam, as enigmáticas pirâmides são os marcos indeléveis dessa perdida identidade - a conexão entre o Céu e a Terra! Resulta inexplicável como essa avançada forma de arquitetura acha-se presente em quase todos os países do nosso globo, exatamente onde estiveram estabelecidas as mais avançadas culturas do passado - herdeiras póstumas de um conhecimento muito mais antigo - o qual não somente propiciou como também, e muito principalmente, contribuiu para o seu desenvolvimento material e espiritual.


O Céu infinito e estrelado guarda os seus segredos; segredos que aos poucos estão sendo revelados. Pois, tal como afirmam as velhas lendas e as Tradições, assim como revelam os Antigos Registros, de lá vieram os Primeiros Iniciadores da nossa humanidade, os Primeiros Pais e os Prístinos Progenitores - adorados como "deuses" pelos antigos, os quais, em tempos muito distantes e perdidos, aqui estabeleceram a suas colônias - partindo um dia, retornando às origens, porém - como testemunhas e sentinelas mudas. todavia bastante expressivas - aqui deixando as marcas da sua passagem, da sua antiga afiliação que, mediante elas, nos relembrariam que somos IRMÃOS.... Ou, quem sabe, DESCENDENTES!


Não há mais qualquer dúvida: uma raça "diferente" esteve mesmo presente nos primórdios da nossa civilização, tendo sido a responsável direta pelo desenvolvimento da espécie humana, como também reinado com benevolência desde os mais remotos tempos históricos do nosso planeta. Hoje, os cientistas mais ousados já admitem essa revolucionária idéia, ao passo que outros secretamente investigam essa possibilidade, sem contudo revelar à humanidade essa dura verdade, a qual muito evidentemente causaria uma profunda revolução em todos os campos do conhecimento humano, abalando assim todas as suas frágeis estruturas! (IMAGEM: Tomografia Computadorizada do estranho e alongado crânio da múmia do Faraó Tutankhamon, © National Geographic)


Sim, eles temem a verdade no entanto muito veladamente a buscam! Agora, por exemplo, fizeram "reaparecer" uma das duas múmias nitidamente alienígenas encontradas na tumba do Faraó Tutankhamon, as quais, na época da sua descoberta, em 1922, foram fotografadas - mas que, porém, e devido ao seu caráter imensamente perturbador e altamente embaraçoso, logo em seguida misteriosamente desapareceram de cena. As múmias humanóides cujos restos mortais estão nas instalações da Universidade do Cairo, serão submetidas ao processo de Tomografia Computadorizada e, ainda, terão amostras dos seus DNA colhidas. A Tomografia Computadorizada servirá para virtualmente "desembrulhar" as múmias por meio de 1.500 fotografias transversais tiradas dos cadáveres, com as quais, então, será possível obter imagens tridimensionais dos seus corpos. O pretexto agora é o de "verificar se se tratavam das múmias de filhos, ou melhor, de fetos, natimortos daquele soberano" - aliás a mesma, velha e muito esfarrapada desculpa que deram na época quando as surpreendentes (e além disso muito "indigestas") fotos dessas duas estranhas múmias humanóides foram trazidas a público através de um mero descuido. (FOTO: EFE)


Mas, não tem problema algum. Estamos aqui justamente para isso - para esmiuçar "descuidos"! De nossa parte vamos, então, colocar o detalhe da tal curiosa múmia em negativo e rotacioná-lo para melhor visualizarmos. Que tal? Bastante estranho, não? E o quê fizeram com a outra múmia que estava junto a esta? Por que, então, a escondem? O sempre presente Secretário-geral do Conselho de Antigüidades do Egito, o Dr. Zahi Hawass, explicou que: - "O propósito do estudo é conhecer a linhagem da família de Tutankhamon. Além disso, as pesquisas servirão para identificar a mãe dos fetos". Pois é! Após decorridos 3.600 anos, repentinamente submeteram em ocasião recente a múmia de Tutankhamon (o último representante de uma linhagem real "diferente" da humana tradicional) ao mesmo processo de Tomografia Computadorizada, supostamente "para descobrir a causa da sua morte" - o que, por sinal, já estão cansados de saber que foi mesmo assassinato através de uma traiçoeira pancada no crânio.... Como se vê, naquela remota época, as forças das trevas, contrárias ao conhecimento, já existiam! Agora "remexem velhos baús" e "desenterram" duas múmias desaparecidas desde 1922 para "identificar a mãe"? Quanta sutileza junta!


Não dá mesmo para esconder mais nada! Segundo as mais antigas Tradições, esses seres benevolentes aqui se estabeleceram através das suas avançadas civilizações (Atlântida, Lemúria), reinando sob os povos tutelados e espalhando as suas colônias por quase toda a face da Terra - mesmo nos lugares onde hoje menos possamos imaginar. Essas antigas civilizações lamentavelmente se perderam com o tempo, se foram, mas as marcas da sua presença estão cada vez mais nítidas e evidentes. Muita coisa, portanto, ainda resta a descobrir, muitos mistérios para surgirem à luz. E onde quer que exista essa "marca", este sinal triangular, certamente ali estarão as nossas pistas a serem devidamente seguidas:


Assim, e tendo como base as coordenadas das nossas pesquisas efetuadas mediante a utilização do excelente Google Earth, um dos nossos estimados visitantes resolveu também vasculhar a área da imensa Floresta Amazônica tendo, na verdade, conseguido chegar até bem mais longe do que nós, localizando assim em meio àquela impenetrável vastidão verde coisas novas e realmente surpreendentes. Na região fronteiriça do Brasil com a Venezuela, próxima ao Rio Padauari, e exatamente onde as Tradições dizem estar situada a inacessível localização das ruínas de uma das "três cidade perdidas dos deuses", a imagem nos prova que há, sim, pirâmides! (FOTO: © MapLink/Tele Atlas/ Terra Metrics/Google)


Não há muito o que se discutir: uma desconhecida civilização do passado espalhou as suas marcas através da vastidão da Floresta Amazônica Brasileira. E a moderna tecnologia dos satélites assim o atesta! Por outro lado, para muito além de onde uma expedição estrangeira alegou ter encontrado as ruínas de Paititi, e já em Território Brasileiro, existem, também e de fato, construções piramidais! Lembremos, por oportuno, que ali poderia estar situada uma outra das "Três cidades perdidas dos deuses" - precisamente a misteriosa AKAKOR! (FOTO: © Terra Metrics/Europa Technologies/Google)


Eis uma visão mais aproximada do complexo de pirâmides perdidas em meio às selvas! (FOTO: © Terra Metrics/Europa Technologies/Google)


E o nosso visitante também marcou no Google Earth um OUTRO local sob o título de "Pirâmide na Selva Amazônica". Sim, não há a menor dúvida de que se trata mesmo de uma antiqüíssima edificação artificial de autoria desconhecida - certamente há incontáveis milhares de anos construída em meio àquelas selvas hostis e impenetráveis.... (FOTO: © MapLink/Tele Atlas/Terra Metrics/Google)


..... Porém, o correspondente negativo nos mostra que, ao invés de uma tradicional pirâmide, dessa feita se trata de um colossal TEMPLO - uma estrutura incrivelmente semelhante às edificações supostamente atribuídas aos Maias, as quais, por sua vez, se estendem em profusão por toda a América Central e, portanto, já em um outro continente!


Curiosamente, e em uma outra região da Floresta Amazônica, o nosso visitante se deparou com essa peculiar, além de "muito pitoresca", obliteração de imagem em uma área na qual afirmou existir um TRILHA DE PIRÂMIDES! O quê teria sido "censurado" por lá? Muito sutil e revelador mesmo!


"Buraco quadrado", dificlmente uma formação natural? SIM! O nosso visitante também achou essa insólita "curiosidade" lá pelos lados da Serra Madre de Dios, onde supostamente estaria situado o princípio do caminho para as ruínas da misteriosa cidade perdida de Paititi...


..... Nada menos que possíveis entradas para o interior da Terra - colocadas nos lugares mais distantes e esquecidos, antigas obras de uma fantástica Engenharia, muito avançada e desconhecida, as quais certamente irão conduzir aos maiores segredos guardados pelas antigas civilizações que, através dos tempos mais remotos e esquecidos, nos precederam! (FOTO: © Terra Metrics/Europa Technologies/Google)


E já no Território Norte-americano, precisamente entre os Estados de Utah e Nevada, o nosso visitante igualmente descobriu estranhas marcas se fazem presentes no árido solo dos milenares e intocados desertos americanos! (FOTO: © DigitalGlobe/Tele Atlas/Google)


Aqui, uma visão mais detalhada dessa estranha espécie de sinalização voltada para o céu, feita sabe-se lá por quem, quando e, principalmente, com qual finalidade! (FOTO: © Tele Atlas/Google)


Um outro sítio rotulado como "Lugar Misterioso", presente nessa distante ilha de Las Palmas. O quê seria então?..... (FOTO: © Europa Technologies/GRAFCAN/NASA/Google)


.... Simplesmente uma profusão de cavernas triangulares, evidentemente artificiais, dirigindo-se aos interiores de altas montanhas e orladas, ainda, por uma série de imensas escadarias! (FOTO: © Tele Atlas/GRAFCAN/Google)


Tudo, dessa forma, nos prova (e comprova) que no mais remoto e obscuro passado deste pequeno planeta, uma avançada civilização, dotada de de raízes cósmicas, esteve, de fato, presente (como também muito atuante) no nosso mundo! A Lousa de Palenque, por exemplo - e cuja imagem sempre vale a pena recordar - nos mostra a clara representação de uma espécie de foguete a reação - além disso devidamente pilotado por um curioso personagem. Teria sido uma mera abstração dos antigos artistas maias?....


DECIDIDAMENTE NÃO! Pois, foguetes e máquinas voadoras na nossa mais remota antigüidade eram artigos até bastante comuns nesse passado! Acima, você vê uma reprodução elaborada por cientistas e técnicos aeronáuticos a partir das milenares descrições de um livro sagrado indiano - precisamente o Vimanyka Shastra - textos que descrevem as chamadas VIMANAS - máquinas voadoras nas quais os antigos "deuses" se locomoviam pelo espaço sideral e, principalmente, pelos céus da Terra! Chocante mesmo, pois aqueles muito espantosamente precisos textos até mesmo fornecem os complexos detalhes técnicos relativos às estrutura. como também aos meios de propulsão e reação dessas avançadas máquinas: - motores, exaustores, calefatores, asas, células de combustível, mecanismos de controle, direção, estabilização e etc..... Alta, alta tecnologia! Raciocine, então, conosco: - Isso há 10 mil, 20 mil anos passados, DE ONDE mais poderia ter vindo?


Recentemente, no Museu de Neanderthal, na cidade de Mettmann, Oeste da Alemanha - famosa pela descoberta dos restos arqueológicos do chamado "Homem de Neanderthal" - foi realizada uma exposição que documentava as mais antigas cirurgias cranianas do mundo, abrangendo desde as mais primitivas intervenções até a moderna cirurgia cerebral! Os perplexos cientistas comprovaram que os pacientes dessas milenares cirurgias incrivelmente sobreviviam a elas, bem ao contrário daquilo que ocorreu na nossa moderna civilização quando, até o Século 19, todos os operados por esse tipo de intervenção cirúrgica invariavelmente morriam. Todavia, tornam-se notáveis as marcas dessas trepanações - orifícios perfeitamente circulares - uma vez que estes são mesmo perfeitos em demasia, denotando assim a clara utilização de sofisticados instrumentais cirúrgicos.... Até bem pouco tempo inexistentes! Parece até que um antigo instrutor de Medicina e Cirurgia produziu nesse crânio uma aula de demonstração prática para os seus alunos! Alta, ALTA TECNOLOGIA, assim como tantas outras do passado, perdida nos corredores do tempo? Sim, e sem qualquer dúvida quanto a isso! (FOTO: BBC)


Antigos deuses, provenientes dos confins do céu, os quais, e como quer que possam metaforicamente ter sido representados pelos seus adoradores, estiveram um dia na Terra deixando as suas indeléveis marcas - assim como, e da mesma forma, nos legando os registros ainda perdidos da sua passagem - memórias estas que um dia qualquer, mas somente quando chegar o seu devido tempo, forçosamente serão encontradas! Suas antigas colônias, que se estendiam desde a Índia (e na verdade por todo o Oriente) até o Antigo Egito, chegavam até mesmo aos atuais territórios das três Américas, perfazendo assim um completo domínio sobre este nosso pequeno mundo! E apesar dos céticos e dos negadores, das forças contrárias à verdade, as evidências quanto a isso se fazem cada vez mais próximas, tornam-se cristalinas, absolutamente irrefutáveis. Um passado perdido e muito glorioso, pois, pouco a pouco desperta do seu milenar e muito antigo sono. Já não mais podem ser erguidas fronteiras ou barreiras contra a peregrinação dos espíritos mais racionais e lúcidos, em busca de um maior e mais relevante conhecimento humano - a abençoada peregrinação em prol da verdade, a qual, maravilhosamente - e tal como já profetizara o iluminado Lama Tibetano - com as bênçãos do Deus Universal e Único, sempre: - "Se diferencia por si própria de uma jornada comum pelo fato de que ela não segue um itinerário pré-estabelecido, convencional, ou um propósito limitado; porém porque ela conduz ao conhecimento de si mesmo, por confiar em uma urgência interior que opera em dois planos: não só no físico, como também no plano espiritual".







Total de visualizações de página

Página FaceBook