BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Os deuses, anjos e demônios do passado são os Alienígenas de hoje





As pessoas até os dias de hoje, não associam ou relacionam os deuses, demônios e anjos do passado, com os seres extraterrestres de hoje. 

Alienígenas e seus diversos tipos de híbrido e muitas combinações criadas em experimentos manipulados geneticamente, tem influenciado a interpretação e a percepção das pessoas ao longo da história. 

Crenças e conceitos religiosos tem contribuído principalmente nesse modo de pensar e agir. 

Extraterrestres também morrem em seus estados físicos, assim como qualquer ser vivente na 3D, eles também possuem espíritos como qualquer ser consciente, seus espíritos vão para lugares ou dimensões de acordo com a suas ressonâncias vibram, em outras palavras, de acordo com a vibração do ser consciente que é determinada a frequência dimensional em que ele irá residir, não importa se é um humano ou reptiliano, é óbvio que em nesses lugares, seres das mesmas raças costumam se encontrar e criam meios de manipular e dominar outros seres, existem rivalidades, escravatura e poder sobre as outras raças, e os reptilianos, seja em qualquer lugar, sempre subjugam as outras que consideram inferiores a eles, sejam na 3D ou 4D.   

As pessoas acham que quando morrerem na terceira dimensão, elas ficaram em paz? Isso depende delas mesmas ir se preparando aqui, mudando o seu modo de vida, o seu modo vibracional.

Na próxima vida, do outro lado, é onde a vida real começa, e verão boa parte da realidade que não percebem daqui, devido aos sentidos limitados, é preciso fazer aqui para refletir da melhor maneira do outro lado, conhecimento, sabedoria, vibrações elevadas, amor, essas são suas armas e poderes que lavam consigo, quando deixam seus corpos e plano físico, é importante ser humilde para pedir ajuda aos seres positivos que se encontram do outro lado, porém muitos não sabem disso ou o ego não os permitem.





O que seria os extraterrestres? São seres que vem de outros planetas e que podem viajar através do tempo e do espaço. E isso também pode ser aplicado no termos dos chamados alienígenas. 

As pessoas precisam entender que não somos os únicos que residem em nossa galáxia com bilhões de sistemas solares e bilhões de planetas, imagina em todo o universo, ou em toda a existência, porque além do plano físico, existem os planos espirituais, que podemos chamar de dimensões. Seria um imenso desperdício de espaço e tudo mais se só nós abitássemos somente esse minúsculo planeta.

Sempre tivemos contatos com seres físicos e entidades espirituais, sejam eles positivos ou negativos, porem nenhum deles pode ser considerados além do que eles realmente são, eles foram e são considerados como deuses ou até deus, mas não são os criadores do universo.




Os híbridos são seres criados pelos extraterrestres ou alienígenas, eles criam esses híbridos artificialmente de modo genético, misturando seus genes ou DNA com o DNA de diversos tipos de outros seres diferentes, dessa forma eles dão origens as vários tipos de criaturas diferentes, inclusive algumas consideradas monstruosas e até com um certo grau de inteligência,  inteligência somente para entender e seguir ordens.

Essas criaturas que carregam parte do DNA dos seus criadores, e dotadas de pouca inteligência, foram e ainda são chamadas de demônios ou monstros, quando elas morrerem nessa dimensão a 3D, suas essências ou formas monstruosas também utilizam as mesmas formas que seus corpos físicos. 

Mas como sendo de energia plasmática, podem também criar outras formas de manifestações, no limite de suas consciências, inteligências ou imaginações.




O extraterrestre quando morre nessa dimensão, dependendo da sua vibração que determina a frequência onde ele irá, se for negativo também pode ser os chamados demônios. Sendo que sua consciência são muito mais elevada do que a dos híbridos criados por ele.

Quando as pessoas chamam os extraterrestres, os alienígenas e seus híbrido de demônios, é só um modo de interpretação, e de se utilizar uma palavra diferente, porque eles são as mesmas coisas de fato.

Tudo está no DNA realmente, todas as informações... através do DNA se dá a inteligência e a energia espiritual, através do DNA também se obtêm a evolução espiritual, mas para isso tenhamos que mudar e melhorar nossa frequência vibracional.

Os extraterrestres, principalmente os negativos, criam seres híbridos de várias formas e tipos diferentes, criam castas deles mesmos e uns tipos de robores orgânicos programados, para assim, servir-los aos seus interesses e ideologias, seja com testes de experimentação e até para manter o controle sobre as outras raças.  




Uma criação genética com os seus DNAs e com um intelecto limitado, somente para seguir ordens ou alguns comandos, para manter o controle sobre as outras espécies, assim foram criados alguns monstros do passado, há registros sobre alguns desses seres modificados vivendo até a idade média, e como de costume, criou-se algumas lendas sobre eles, eram seres que se isolavam em florestas, montanhas e cavernas.

Eles começaram a desaparecer da vista humana, pouco antes da era industrial, acredita-se que aqueles que sobreviveram aos ataques do homem medieval, foram servir seus criadores e amos nos subsolos e em cavernas subterrâneas muito profundas, mas que numa época determinada, surgirão um dia na superfície juntos com seus criadores, para lutar contra a humanidade.

Como eu avia dito antes, existe os seres extraterrestres positivos, que ajudam a humanidade, esses já guerrearam com os negativos durante milhares de anos a favor das pessoas da superfície, de acordo com algumas informações, isso está preste a ocorrer de novo...     






Uma representação artística das castas draconianos, do menor ao maior.

Existem várias raças de seres reptilianos e cada qual com suas castas, veja esses exemplos representados. 

As fêmeas reptilianas não precisam do macho para ter filhos! O processo de partenogênese é comum na espécie draconiana reptiliana, contudo isso não quer dizer que os machos são inúteis, pois a reprodução com machos é essencial para manter a forte imunidade e a riqueza genética, evitando assim doenças e problemas físicos.

As fêmeas põem ovos e alimentam os filhotes como os pássaros fazem, através da regurgitação até ele estiver forte o suficiente para se alimentar sozinho. 

A alta nobreza, os reis e rainhas, são do tamanho de um tiranossauro às vezes, alguns conseguem voar, outros não devido seu peso, e outros mais se parecem dragões. 

Eles detestam seres humanos e se você ver um deles o indicado é você correr o máximo que conseguir ou fingir que não o viu, isso dependendo da situação. Para matar eles só decepando sua cabeça ou atingindo seus maiores órgãos. Eles possuem dois corações que ficam debaixo de suas axilas (nos braços). Se não puder atingir os corações se for atacado tente atingir a virilha, um pouco abaixo da sua barriga onde neles existe em seu corpo um enorme fígado.

Eles leem pensamentos e pensar em lutar ou brigar com eles é impossível, eles são maiores, mais fortes, mais resistentes e leem seus pensamentos e isso impede que você os ataque.

Os draconianos são muito desconfiados, não confiam em ninguém, nem neles mesmos, porque foram criados assim, a cultura deles é bruta, eles se traem! Traição e guerras é algo muito comum no mundo draconiano. Eles são mais evoluídos que os seres humanos, telepaticamente e fisicamente; mas são muito atrasados à outros alienígenas como andromedanos e arcturianos, enquanto os andromedanos vivem num mundo de vibrações astrais positivas maior, vivem para o bem comum e tem uma igualdade incrível; os draconianos ainda vivem num sistema feudal, egoísta, traiçoeiro e de muita negatividade.

Os draconianos adoram carne humana, porque os seres humanos são conscientes e podem ser assustados. O que eles fazem então? Antes de comer uma pessoa eles a assustam e põe medo nela até ela implorar pela morte e logo depois comem ela viva gritando de dor. As pessoas geram hormônios em estado de pânico e medo e para eles, por sua natureza reptil carnívora extrema ele fazem isso. 

Seria impossível fazer o mesmo com uma vaca, um cavalo ou qualquer outro animal; pois eles não têm consciência, podem até se assustar, mas não consciência que sua vida está em risco e seu medo é fraco, os seres humanos produzem mais hormônios e portanto sua carne é bem melhor.

A carne humana tem a função de nutrir e dar um prazer intenso à eles, funciona como endorfina.

São repteis humanoides carnívoros, são como dinossauros carnívoros evoluídos que ainda preferem comer seres vivos gritando e em pânico, acredita-se que descendam de um tipo de velociraptor.

Para eles crianças humanas são uma iguaria. Nem todo o reptiliano é carnívoro: existem várias espécies, algumas se alimentam exclusivamente de plantas e são muito centradas, contudo o draconiano tende a ter essas características.

Nem todo o reptiliano é mal, carnívoro e frio; assim como nem todo o homem é mal, carnívoro e frio.

História 

Há duas versões da história: 

1ª Os draconianos foram a primeira forma de vida de grande inteligência, capaz de alterar o espaço em que vive a seu bel-prazer, nesse universo;

2ª Vieram de outro universo em que foram expulsos por serem seres encrenqueiros e desrespeitosos para com outros espécies alienígenas sapientes.

Alguns contatados dizem que os draconianos não são seres desse universo, ou seja, vieram de outro universo. Alex Collier relata que segundo os andromedanos os draconianos vieram de outro universo, aliás, foram expulsos do universo da qual tiveram origem e foram mandados para esse universo, porque eles eram uma encrenca só. São seres que não tem intenção de mudar e se acham a última bolacha do pacote. O problema da última bolacha do pacote é que ela vem sempre quebrada!

Uma das hipóteses iniciais era que os draconianos eram seres desse universo, aliás, a primeira forma de vida autônoma e consciente a surgir nesse universo. Assim como os dinossauros na Terra que foram os primeiros seres a dominar o planeta em larga escala. Dentre muitas teorias acredita-se que a Terra é o planeta de origem dos draconianos, só que não a Terra desse universo, mas sim de outro universo, um universo ou realidade paralela. (veja texto: Alienígenas como seres de outras dimensões)

O cientista Dale Russell em 1982 propôs uma hipótese que era uma das mais conflitantes e incríveis a cerca da evolução. Russell durante anos estudou o troodon, um dinossauro bípede e carnívoro que tinha uma grande inteligência. Pelos registros fósseis o troodon tinha um cérebro bem maior equivalente ao seu corpo ao ser comparado com outros dinossauros e foram achados fósseis de vários troodonsjuntos o que indicava que caçavam em bando. Outro dinossauro peculiar era o velociraptor que era extremamente inteligente, se comunicavam através de sons e caçavam em bando.

Dale Russell propôs então que se o troodon ou qualquer outro dinossauro de inteligência significativa não tivessem sido extintos por conta da extinção do Cretáceo-Paleógeno há 65 milhões de anos, hoje o mundo seria dominado por uma espécie dinosauróide, nome cunhado por Dale Russell, ou popularmente uma espécie reptiliana, contudo os dinossauros são mais parecidos com as aves do que com os répteis!

Portanto a origem dos draconianos provém possivelmente de lagartos, e não de dinossauros, e sua sociedade é dividida em castas, e ainda bastante primitiva do ponto de vista social e de consciência. Há uma lenda que diz que os draconianos foram criados por seres da 8ª dimensão de seu universo, esses seres deram inteligência a 3 espécies de lagartos de um planeta quente e pantanoso. Assim sua sociedade cresceu a partir da força, os indivíduos mais fortes e inteligentes eram os lagartos com rabo e asas, acompanhados pelos lagartos de rabo e por último os lagartos desprovidos de rabo e asas e que viria a se tornar a plebe. Assim surgiu a realeza, a nobreza e a plebe. 

Os status surgiram a partir da força desses seres e não da inteligência. Outra lenda diz que os draconianos eram apenas duas espécies distintas: os lagartos com asas e rabo e os lagartos com apenas rabo. A plebe foi criada em laboratório para suprir certas demandas. Há um conhecimento de que a realeza quase foi extinta por motivos naturais e revoltas de lagartos insatisfeitos por causa do sistema de castas.

Características físicas incríveis

* Draconianos não envelhecem, ao invés disso, seus ossos crescem até certo ponto que seus músculos e órgãos não aguentam e se arrebentam e assim eles morrem de múltipla falência de órgãos. Quanto maior um draconiano, mais velho ele será;

* São os seres que mais sentem prazer físico, inclusive orgasmos, em todo o universo, pois possuem um poderoso sistema nervoso e também tem um lado negativo: por possuírem um potente sistema nervoso são mais propensos à dor, ao calor e ao frio;

* São os seres mais fortes desse universo. Não existe nenhuma espécie que seja mais resistente à violência física (uma briga ou luta) que os draconianos. Tem a capacidade de regeneração natural, como vista em muitos lagartos na Terra, e assim se perderam um membro (mão, dedo, braço, perna..) recuperam em dias, semanas ou meses naturalmente;

* As fêmeas não precisam de machos para terem filhos (partenogênese), mas a reprodução com machos é essencial para manter a forte imunidade e a riqueza genética, evitando assim doenças e problemas físicos;

* Os únicos seres capazes de ainda se darem bem brigando com os draconianos são os felinos, que são mais ágeis e rápidos do que os draconianos.

Cultura

Diferente dos humanos que aceitam os sofrimentos e moléstias da vida, os draconianos não aceitam e só aceitam os mais fortes e inteligentes em sua sociedade e é por isso que eles são os seres mais poderosos física e tecnologicamente nesse universo. Um bebe draconiano que nasce com alguma deficiência é descartado, é morto, do mesmo modo que um draconiano que tenha uma terrível doença genética. A morte é algo comum e aceitável na sociedade draconiana.

Um traço marcante da cultura draconiana é o poder da fêmea e a intensa homossexualidade. As fêmeas não precisam dos machos para terem filhos (partenogênese) e embora os machos sejam mais fortes, as fêmeas não aceitam a total ou parcial submissão. As fêmeas não possuem seios como as humanas e são quase iguais aos machos, exceto por serem um pouco menores, com menos chifres e com uma aparência mais leve.

Já em relação a homossexualidade ela por vezes foi defendida e estimulada por fatores culturais e ambientais. O fator cultural que fez a homossexualidade ficar intensa foram as guerras e a exploração dos dracon, pois em territórios hostis os machos sendo homossexuais cuidariam melhor um dos outros, bem como numa guerra em que eram “um por todos e todos por um.” 

Nesse ponto a sociedade draconiana é de longe bem mais avançada e superior à da humana, contudo é quebrada por conta do feudalismo existente. A plebe é a maioria, a nobreza é pequena e realeza é menor ainda, mesmo assim existe uma valorização por conta da aparência. 

Os draconianos da nobreza são bem mais fortes e maiores que a plebe, e os da realeza mais poderosos que todos juntos. É uma sociedade que dá valor a força física e ao tamanho.

Os draconianos possuem a filosofia do poder pelo poder, ou seja, o mais forte domina o mais fraco. Eles manipulam a vida a fim de obter escravos ou mecanismos para seu interesse pessoal.

O império draconiano

Os draconianos são os seres mais poderosos militarmente e por isso não puderam ser derrotados ou julgados por seus crimes diante da Confederação Galáctica, não pertencem a confederação, mas respeitam algumas regras ou tratados, pois os confederados ficaram cansados de guerrear com eles no passado, guerras essas em que não houve vencedores. 

São chamados pelos andromedanos de guerreiros supremos por sua estupenda competência militar e por sua ganância em adquirir territórios ou coisas, eguerreiros finais por estarem destinados à guerra e que podem trazer um fim à diversas espécies, inclusive eles próprios, já que podem se corroer por dentro.

Por serem os mais poderosos seres desse universo eles não tem intenção em serem corretos ou ter uma visão de bem ou mal, eles pensam na espécie deles e em poder, por isso dominam e já escravizaram muitos seres, os mais notáveis são os greys.

O único problema com os draconianos é sua intenção de dominar! Eles acham que só porque chegaram primeiro num planeta ou galáxia, acham que os pertença. O planeta Terra pertence aos draconianos segundo suas crenças, já que foram eles os primeiros a chegarem aqui e declararem a Terra território do Império Dracon.

Os humanos não podem ir até Marte e criar uma cidade lá, pois Marte é colônia dos reptilianos e eles são possessivos, seria o mesmo que acontece com os argentinos querendo as ilhas Malvinas por estar em seu território, contudo o Império Britânico (esse é controlado por eles) chegou lá primeiro. Então: Marte são as ilhas Malvinas e os terráqueos (os argentinos) não podem chegar em Marte porque pertence aos reptilianos (britânicos)!

É da cultura draconiana a questão de raça superior ou espécie superior, se acham superiores à todos os demais seres. O feudalismo e as noções de nobreza e superioridade estão enraizadas na espécie draconiana.

Os andantes

Os andantes ou walk-ins em inglês é como são chamados uma espécie de avatar criados pelos draconianos. O processo consiste em pegar um ser humano vivo e tirar a alma dele colocando a alma de um draconiano no corpo humano. Os draconianos fazem isso em seres humanos da elite mundial da qual praticamente todos estão nesse estado. Em outras palavras: eles não são mais seres humanos, apenas estão em corpo humano, e sua alma é draconiana. O motivo deles fazerem isso é que assim a Nova Ordem se torna mais ampla e mais rápida, porque se a elite não for humana fica mais fácil de saber o que fazer.

O início dos andantes teve na ganância da elite mundial em querer poder e conforto, os draconianos então cansaram de acordos com a elite e resolveram se apossar de seus corpos a fim de obterem o planeta de uma forma mais rápida e sem negociações com seres humanos.

Interesse na Terra

O interesse dos draconianos não é só na Terra, mas em todo o sistema solar. Como os draconianos vieram de outro universo, se especula que a Terra em outro universo foi o planeta de origem deles, e que essa Terra poderia ser um portal para outros universos (imagine que em outro universo, existisse outra Terra – teoria do multiverso – e nesse planeta Terra desse outro universo os dinossauros não foram extintos, dando origem aos draconianos). 

Há interesses na energia magnética da Terra e do sistema solar e na riqueza de minerais e gases encontradas nos outros planetas. O plano draconiano é simples: fazer os próprios seres humanos se destruírem. Há um interesse gigantesco na genética humana também, pois os humanos da Terra já foram seres da décima primeira (11ª) dimensão e que criaram a 3ª dimensão para reencarnar e se divertir. 

Os seres humanos como alimento

Dizem que os draconianos tem interesse em se alimentar dos seres humanos da Terra, porque é a única explicação para estarem na Terra ajudando os seres humanos. Outra versão fala que os draconianos não estão ajudando os seres humanos, mas sim dando venenos (parte dos remédios e da medicina atual vem da tecnologia dada pelos draconianos) e tecnologia ruim (tecnologia que trás mais malefícios do que benefícios gerando doenças e morte) e não tem interesse nenhum em comer seres humanos, porque seres humanos desse planeta são podres e estragados, pois estão cheios de venenos e comem alimentos envenenados. 

Os draconianos comem então crianças, porque são seres humanos mais livres dos venenos que os seres humanos ingerem.

Não existe interesse draconiano em se alimentar dos seres humanos desse mundo, porque eles já possuem viveiros de seres humanos primitivos em que estes servem de alimento para eles. O interesse deles é a Terra e o sistema estelar inteiro, e se eles destruírem os seres humanos como estão fazendo fica mais fácil de se apossar de tudo.

Na cultura popular

Em Startrek aparece os Klingons que são muito semelhantes aos draconianos se tratando de serem guerreiros, hostis à humanos e por constituírem impérios. A confederação de planetas parece ser interpretada pela Federação dos Planetas Unidos em Startrek.

Felinos aliens

São humanóides felinos, ou seja: são híbridos de humanos e gatos. É pouco relatado em ufologia, mas dizem ser extremamente justos e leais.

Aliens humanos

“A raça humana não existia originalmente em Lira – ela veio de outra galáxia mais primeiramente começou a evoluir em nossa galáxia no sistema de Lira. De acordo com os Andromedanos, há cerca de 135 bilhões de seres humanos nas oito galáxias próximas a nós.”
Alex Collier, Defending Sacred Ground, 1996

São muito parecidos com os humanos, mas não são humanos na verdade, eles são muito diferentes dos homo sapiens.

Os humanos aliens provém de uma espécie felina que vivia em árvores e no solo, ao passo que o homo sapiens provém duma espécie primata que também vivia em árvores e no solo. Eles possuem órgãos em outras partes do corpo comparado aos humanos, eles são muito diferentes dos homo sapiens, são mais evoluídos, mais fortes e bem maiores. Alguns acreditam que eles não possuem olhos azuis ou parecidos com os humanos, mas sim possuem olhos de gato ou leão, mas para não assustar os seres humanos eles usam lentes de contato a fim de se parecerem com os seres humanos da Terra.

A origem dos aliens humanos teve origem num planeta do tamanho de Marte, talvez menor, na constelação de Lira, esse planeta tinha a mesma distância que Marte tem do sol ou talvez era mais afastado. Por conta da gravidade ser menor no planeta eles eram mais altos, e por ser mais afastado do sol eles eram loiros ou ruivos e com o tempo desenvolveram pele clara.

No início os humanos de Lira eram mais peludos que os seres humanos, e tinham pelos mais finos e mais espalhados pelo corpo. Eles eram felinos e por conta das viagens espaciais perderam os pelos, contudo alguns ficaram com cabelos. 

Com o tempo os andromedanos e arcturianos perderam os cabelos por conta da evolução e da adaptação no espaço alguns ficaram com pele azul ou verde. Os pleiadianos, os aliens nórdicos, não perderam os cabelos e ficaram para trás na evolução porque foram controlados pelos draconianos e ficaram presos na crença dos draconianos. Não faz muito tempo que os nórdicos conseguiram se libertar dos draconianos e dos sistemas de crenças draconianos. Uma parte da história dos nórdicos é de fuga, eles fugiram durante centenas de anos dos draconianos e no final foram pegos e presos.

Eles ficaram durante milênios sendo presos pelos draconianos e foram usados de diferentes forma, desde forma de alimento à usos sexuais por desporto. O principal interesse dos draconianos pelos nórdicos era sua genética, pretendiam criar uma espécie alienígena misturando sua genética com a dos nórdicos e assim criariam uma espécie que seria escrava dos draconianos e fariam o trabalho pesado no espaço.

Por fim não obtiveram êxito, porque os nórdicos conseguiram fugir e se esconder, já que não podiam confrontar o exercito e as naves do Império Draconiano. Contudo um grupo de nórdicos foi pego em Rigel e a engenharia genética draconiana criou em laboratórios, misturando seu DNA com o DNA dos nórdicos os alfa greys e por fim os greys e assim os draconianos obtiveram êxito por outro lado criando várias espécies para fins de mão de obra e para fazer o trabalho entediante dos dracons. 

Dos humanos que viviam na constelação de Lira descendem os:
Arcturianos, andromedanos, sirianos de Sirius A, pleiadianos (nórdicos) e outros, entre os quais estão os humanos da Terra.

Êxodo humano

Toda a origem humana começou na constelação de Lira. Os humanos de Lira eram muito desenvolvidos, eram em sua maioria nórdicos e altos, viviam somente da agricultura, tinham uma qualidade de vida e viviam até 500 anos.
Tudo mudou quando os draconianos vieram de outro universo e à eles foi proibido retornar ao universo em que tiveram origem. Eles foram escoltados por uma raça alienígena muito superior à eles e que optou por os deixarem vivos mandando eles para esse universo e colocando num sistema estelar em que algum planeta se adequasse à eles. 

Eles eram encrenqueiros e valentões no outro universo, assim como são nesse, e por isso receberam um pé na bunda e foram proibidos de sair desse universo pela raça alien que os expulsou de onde eles viviam, se saíssem e essa ficasse sabendo, eles seriam extintos. Eles não foram expulsos em alma, mas em carne e osso vindo em naves, escoltados por essa raça alien que os expulsou de lá. O motivo pelo qual foram expulsos dessa maneira é que se fossem mortos no outro universo é que suas almas ficariam lá e trariam mais problemas para os seres de lá. Então optaram por trazerem eles para cá e os deixaram sem tecnologia num planeta habitável no sistema alpha draconis.

Os draconianos então criaram uma lenda em que foram os primeiros seres desse universo e que todo esse universo e todos os seres que nele haviam pertenciam à eles, voaram e chegaram pela galáxia e descobriram um pequeno planeta com seres humanos que ficava em Lira. No início quando viram os seres humanos a reação foi de ameaça e de nojo e por fim os mataram. Mas depois viram que sua carne era apetitosa.

Uma cidade humana sobreviveu e os humanos de Lira já tinham uma tecnologia avançada. Como os draconianos tinham sido deixados sem tecnologia, isso era uma vantagem para os humanos, pois tinham uma tecnologia semelhante e eficaz contra os draconianos. Contudo os draconianos eram bem mais fortes fisicamente e qualquer guerra contra eles significaria na destruição da espécie humana. Então os humanos de Lira fugiram, pois não podiam enfrentar os draconianos.

Os humanos se espalharam pela galáxia e milênios mais tarde uma guerra se iniciou. O planeta de origem dos seres humanos localizado em Lira foi destruído por causa da guerra. Um grupo de humanos foi pego pelos draconianos e escravizado e modificado geneticamente se transformando nos greys-alfa.

Outro foi perseguido, os nórdicos, e se instalaram em Marte, mas foram perseguidos pelos draconianos e Marte foi destruído. Uma parte dos nórdicos caiu na Terra e deu origem aos arianos.

Outra parte conseguiu se esconder nas plêiades.

O último grupo foi o mais esperto, fugiu antes de todos e se esforçou ao máximo para se esconder e desenvolver tecnologia, surgiriam os azuis: arcturianos e andromedanos. Esses formaram se reproduziram rapidamente e formaram uma federação para se proteger dos ataques reptilianos. Logo depois essa federação deu abrigo aos nórdicos que se esconderam nas plêiades.

Há um episódio importante que fala das Guerras de Órion, onde começou na constelação de Órion e ocorriam mais lá do que noutros lugares. As guerras de Órion duraram 600 mil anos e ocorreram entre humanos de diversas raças e reptilianos de diversas raças também. Então de um lado estavam os humanos e de outro os répteis. No final, humanos e repteis cansaram de se matar, e não houve vencedor. Então os andromedanos fizeram um acordo com os draconianos de paz e tratados foram assinados, dentre os tratados assinados está a não interferência em planetas primitivos ou em evolução, contudo os draconianos nem sempre honram os tratados.

Assista os vídeos: ALIENS SÃO DEMÔNIOS














































Total de visualizações de página

Página FaceBook