BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Somos Seres espirituais vivendo uma experiência física




“Num só instante percebi que este universo é inteligente. Ele segue numa direção e temos algo a fazer com essa direção. 

E esse espírito criativo, o intento criativo que tem sido a história deste planeta, que vem de dentro de nós e o que está lá fora – é totalmente o mesmo…





CIENTISTAS FALANDO SOBRE A ESPIRITUALIDADE


Edgar Mitchel, o sexto astronauta a pisar na lua e fundador do Instituto de Ciências Noéticas, desempenhou um pappel importante no apoio à investigação científica da consciência. A visão que do espaço ele teve da Terra deu-lhe profundos insights da natureza criativa da consciência do universo:



“Num só instante percebi que este universo é inteligente. Ele segue numa direção e temos algo a fazer com essa direção. E esse espírito criativo, o intento criativo que tem sido a história deste planeta, que vem de dentro de nós e oque está lá fora – é totalmente o mesmo…



A própria consciência é o que é fundamental e a energia-matéria é produto da consciência…Se mudarmos nossas mentes sobre quem somos – e pudermos nos ver como seres que criam experiência física, unidos por esse nível da existência que chamamos de consciência – então começaremos a ver e criar este mundo em que vivemos de modo bastante diferente.”



Os insights místicos de Mitchell sugerem que a criatividade inerente ao universo também está dentro de nós. Sua visão sugere que podemos desempenhar um papel vital como participes do processo criativo da vida da Terra inteira. Mitchell, não apenas um líder da exploração humana do espaço externo, está desempenhando um papel fundamental na promoção da exploração do espaço interno cientificamente orientada. Seus insights sobre a compreensão de nossos papéis como co-criadores dentro de um cosmos criativo foram posteriormente corroborados pela pesquisa dos teóricos da consciência e dos físicos Peter Russel e Amit Goswami.

Peter Russel descreve como vemos a nós mesmos e ao cosmos, e a relação entre ambos assume maior significado quando experimentamos com uma perspectiva em que a ciência e a espiritualidade convergem. Nesse ponto central, diz Russel, a intenção divina informa as manifestações físicas. Da mesma forma, Amit Goswami propõe que a integração do científico com o espiritual acentua a nossa capacidade de entender a natureza criativa do cosmos. A maneira de esses dois cientistas entenderem a consciência como base fundamental da existência repercute nas tradições espirituais mundiais (como Allah, Satguru, Espírito, a Divindade, O ponto Ômega, etc.). Goswami explica sua cosmologia pessoal sobre como a consciência cria o mundo material:



“A nova ciência diz que a parte material do mundo não existe…mas não é a única parte da realidade. [A visão toda], a integração do espiritual e o científico, foi muito importante para mim…porque descobri a nova maneira de fazer ciência quando descobri o espírito. O espirito foi a base natural do meu ser. O mundo material da física quântica é apenas possibilidade. É através da conversão da possibilidade em realidade que a consciência cria o mundo manifesto…O universo é autoconsciente, mas é autoconsciente através de nós…[com seres humanos conscientes] há então a possibilidade de criatividade manisfesta…agora que reconheci que a consciência foi a base do ser, dentro de alguns meses se resolveram todos os problemas da teoria da mensuração quântica, os paradoxos de mensuração, simplesmente desapareceram. O resultado seguinte foi a criatividade…desde então tenho sido abençoado de ideias após ideias e muitos problemas se resolveram – o problema da cognição, da percepção, da evolução biológica, da cura mente-corpo.”



Russel e Goswami sugerem que a consciência que permeia o universo é imensamente criativa, que ela definitivamente informa o mundo material e que, como somos expressões dessa consciência, temos a oportunidade de participar com ela da manifestação de eventos em nossas vidas diárias.

Edgar Mitchell, Peter Russel e Amit Goswami oferecem uma visão de como o universo inteiro no seu nível mais fundamental é consciência e que a consciência que permeia o universo reside dentro de cada um de nós. Há muitas práticas que podem proporcionar experiências diretas dessa consciência. A prática da meditação, por exemplo, ajuda-nos a aquietar a mente para podermos ver com clareza a natureza da consciência. Com uma mente tranquila, fica possível percebermos que nossa verdadeira natureza é a própria consciência, o campo de onde surgem e se sustentam todos os fenômenos. Podemos conscientemente nos suprir dessa dimensão de nossa natureza que compartilhamos com toda a existência, dirigi-la com a intenção, particularmente quando estamos num estado meditativo.



http://estaremsi.com.br/cientistas-falando-sobre-a-espiritualidade/



Total de visualizações de página

Página FaceBook