BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


terça-feira, 4 de agosto de 2015

Lista de Reis Sumérios: um mistério para os historiadores




A Lista de Reis Sumérios ainda intriga os historiadores depois de mais de um século de pesquisas pelo meio acadêmico Fora dos muitos artefatos incríveis que já foram recuperados a partir de sitios arqueológicos no Iraque, onde florescentes cidades sumérias (antiga Mesopotâmia) existiram uma vez,

poucos têm sido mais intrigante que a Lista dos Reis da Suméria, um antigo manuscrito originalmente gravado no antigo idioma sumério, listando os reis da Suméria (antigo centro sul do Iraque ) e dinastias vizinhas, a suposta duração de cada reinado e os locais onde habitaram essa realeza “oficial”.



As varias e extensas lista de Reis Sumérios ainda intrigam os historiadores depois de mais de um século de pesquisas pelo meio acadêmico e “eruditos em história”.

O que torna este artefato tão único é o fato de que a lista combina os governantes pré-dinásticos aparentemente míticos com governantes históricos que são conhecidos por terem existido comprovadamente. 
O primeiro fragmento deste texto raro e único, uma tábua cuneiforme com cerca de 4.000 anos de idade, foi encontrado no início de 1900 pelo estudioso alemão-americano Hermann Hilprecht no local onde a antiga Nippur foi erguida e o achado foi publicado em 1906. Desde a descoberta de Hilprecht, pelo menos 18 outros exemplos de lista dos reis da região foram encontradas, a maioria delas datam da segunda metade da dinastia Isin (cerca de 2017-1794 a.C.).
O prisma de Weld-Blundell da coleção cuneiforme do Ashmolean Museum, em Oxford representa a versão mais extensa, bem como a cópia mais completa da lista de antigos reis da Suméria.
Não existem dois destes documentos idênticos em seus dados registrados. No entanto, existe material bastante comum entre todas as versões dessas listas de reis sumérios para deixar claro que eles são derivados de um único registro, muito mais antigo com os dados históricos “real” da história suméria. 
Entre todos os exemplos encontrados das Listas de Reis Sumérios, o prisma Weld-Blundell da coleção cuneiforme do Ashmolean Museum, em Oxford representa a versão mais extensa, bem como a cópia mais completa da lista de reis. A 8 polegadas (20 centímetros) de altura do prisma contém quatro lados, com duas colunas escritas de cada lado.
Acredita-se que inicialmente tinha um eixo de madeira que atravessava o seu centro de modo a que pudesse ser rodado para ser lido em todos os quatro lados. Essa lista de reis enumera os governantes de “DINASTIAS ANTEDILUVIANAS” (reis de antes do dilúvio”) até o governante da XIV dinastia Isin (cerca de 1763-1753 aC), ou seja um período que envolve muitos milênios da passagem do tempo naquela região.
A lista é de imenso valor, pois reflete tradições muito antigas e, ao mesmo tempo, proporciona um importante quadro cronológico relativo aos diferentes períodos de reinados dos reis na Suméria, e até mesmo demonstra paralelos notáveis ​​para histórias contadas no livro  bíblico do Gênesis. 
A antiga civilização da Suméria
Sumer (às vezes chamada Suméria), é o local da civilização do planeta mais antiga conhecida, localizado no extremo sul da Mesopotâmia entre os rios Tigre e Eufrates, na área que mais tarde se tornou a Babilônia e é hoje o sul do Iraque a partir dos arredores da atual Bagdá em direção para o Golfo Pérsico .
Até o 3 º milênio a.C., a Suméria foi o local de pelo menos doze grandes cidades-estado distintas: Kish,  Erech,  UrSippar,  Akshak, Larak,  NippurAdabUmmaLagash,  Bad-Tibira e Larsa. Cada uma destas cidades-estado era composta por uma cidade murada e com as suas aldeias e terras agricultáves, e cada uma adorando a sua própria divindade, cujo templo (Zigurate) era a estrutura central da cidade. O poder político pertencia originalmente aos cidadãos, mas, como a rivalidade entre as várias cidades-estado foi aumentado (devido a rivalidade entre os “deuses”), cada uma delas adotou (aconselhados pelos “deuses”) a instituição da  realeza 
A Lista de Reis Sumérios,  registra que oito reis reinaram durante um longo período antes de que uma grande inundação (o dilúvio) acontecesse e destruisse tudo. Após o Dilúvio, várias cidades-estado e suas dinastias de reis ganhou temporariamente o poder sobre outras cidades. 
A antiga Suméria e suas cidades localizadas entre os rios Tigre e Eufrates.
Passado “mítico”(divino) da Suméria
A Lista de Reis Sumérios começa com a própria origem da realeza, que é vista e narrada como sendo uma instituição divina: “a realeza desceu do céu”. Os governantes nas primeiras dinastias são representados como reinando fantasticamente por longos períodos:
“Após a realeza descer do céu, o reino estava em Eridu. Em Eridu, Alulim tornou-se rei; ele governou por 28.800 anos. Alaljar governou por 36.000 anos. Foram 2 reis; que governaram por  64.800 anos”.
Alguns dos governantes mencionados na lista no início, como Etana, Lugal-Banda e Gilgamesh, são “figuras míticas ou lendárias” cujas façanhas heroicas são temas de uma série de contos sumérios e composições narrativas babilônicas.
Os nomes da lista dos primeiros oito reis são apresentados governando durante um período total de 241.200 anos (67 Shars {órbitas} de Nibiru) de reinado desde o momento em que a realeza “desceu dos céus” para o momento em que “o dilúvio” varreu (em 10.986 a.C., portanto a exatos 13 mil anos) a terra e mais uma vez quando “a realeza foi baixada dos céus à Terra” depois do Dilúvio.










Interpretação dos longos períodos de reinado dos reis antigos
Os períodos de mandato incrivelmente longo dos primeiros oito reis provocou muitas tentativas de interpretação pelos “eruditos e acadêmicos“. Em um extremo existe a recusa completa das grandes figuras (oito reis mais antigos) astronomicamente  como“completamente artificial” e a visão de que eles são indignos de consideração séria pelos“estudiosos”. No outro extremo, está a crença de que os números têm uma base na realidade e que os primeiros reis eram de fato deuses (de Nibiru) que eram capazes de viver muito mais tempo do que os seres humanos comuns.
Entre os dois extremos esta a hipótese de que os números representam o poder relativo, triunfo ou importância. Por exemplo, no antigo Egito, a frase “ele morreu com 110″ se refere a alguém que viveu a vida ao máximo e que ofereceu uma importante contribuição para a sociedade. 
Da mesma forma, os longos períodos de reinado dos primeiros reis podem representar quão incrivelmente importante eles foram percebidos como sendo aos olhos do povo. Isso não explica, no entanto, por que os períodos de mandato mais tarde mudou para períodos de tempo realistas.
Relacionado com este ponto de vista existe a crença de que, embora os primeiros reis não sejam historicamente atestados como existentes, isso não impede a sua possível correspondência com governantes históricos que mais tarde foram mitificados.
Finalmente, alguns “estudiosos” têm procurado explicar os números através de uma investigação e interpretação matemática (por exemplo, Harrison, desde 1993).
Suméria: Zigurates construídos para a visita dos “deuses”, carruagens de fogo, anjos e profetas e a “civilização” surge…
Relação com o livro bíblico Genesis
Alguns estudiosos ( Wood, 2003) chamaram a atenção para o fato de que há semelhanças notáveis ​​entre a lista dos nomes dos Reis sumérios e a história contada em Gênesis. Por exemplo, Gênesis narra a história de “a grande inundação” e os esforços de Noé para salvar todas as espécies de animais na Terra da destruição total pela água. Da mesma forma, na Lista de Reis Sumérios, há discussão de um grande dilúvio: “o dilúvio varreu a terra.”
A Lista de Reis Sumérios fornece uma lista de oito reis (algumas versões tem 10) que reinaram por longos e (para nós) imensos períodos de tempo antes do dilúvio, que variam de 18.600 a 43.200 anos CADA UM. Isto é semelhante ao Gênesis 5, onde as gerações dos seres humanos, desde a criação até o dilúvio estão gravadas. Curiosamente, entre Adão e Noé hátambém oito gerações, assim como há oito reis entre o início da realeza e a inundação da Terra na Lista de Reis Sumérios.
Depois do dilúvio, a Lista de Reis registra reis que governaram por períodos muito mais curtos de tempo. Assim, a Lista de Reis Sumérios não só documenta uma grande enchente no início da história do homem, mas também reflete o mesmo padrão de diminuir a longevidade como encontrada na Bíblia – os homens (os seres humanos) tinham uma vida útil extremamente longa se estendendo antes do dilúvio e de vida muito mais curta após o dilúvio (Wood, 2003).
O Zigurate construído para a visita dos “deuses” na cidade de UR, local onde “deus” fez um pacto com Abraão, o patriarca bíblico…

A Lista de Reis Sumérios realmente é um mistério desconcertante, principalmente para os“grandes eruditos e acadêmicos”. Por que os sumérios combinariam governantes (pretensamente) míticos com governantes históricos reais em um documento? Por que existem tantas semelhanças com o Gênesis da Bíblia? Por que os oito antigos reis são descritos como governantes durante milhares de anos? Estas são apenas algumas das perguntas que ainda permanecem sem resposta depois de mais de um século de pesquisas.

Google, Microsoft, Apple, Yahoo, Facebook e Linkedin! São colaboradores das espionagens da NSA...


Divulgaram que os dados solicitados vão desde o conteúdo em seus sites até informações mais precisas, como nome, idade e local de residência de seus assinantes. 
Em junho do ano passado, os pesos pesados da tecnologia mundial pediram muito mais transparência do governo para proteger a própria imagem após as revelações e o escândalo sobre a compilação em massa de dados na internet para o programa de vigilância de dados da NSA, denunciada pouco antes pelo ex-consultor da agência Edward Snowden.

Seis gigantes da tecnologia divulgaram pela primeira vez, nesta segunda-feira (03/02), estatísticas sobre solicitações judiciais que receberam secretamente de autoridades dos Estados Unidos. A divulgação ocorreu no âmbito do escândalo de espionagem da NSA (sigla em inglês para Agência de Segurança Nacional).

Pela primeira vez, empresas como Google, Facebook, Yahoo! e Microsoft divulgam números sobre sua colaboração com a agência de inteligência NSA e outros serviços secretos dos EUA. Milhares de pessoas foram afetadas pela espionagem da agência norte americana. Seis gigantes da tecnologia divulgaram pela primeira vez, estatísticas sobre solicitações judiciais que receberam secretamente de autoridades dos Estados Unidos. A divulgação ocorreu no âmbito do escândalo de espionagem da NSA (sigla em inglês para Agência de Segurança Nacional).

Segundo as empresas, houve um aumento nos pedidos de informações de seus usuários por parte do governo americano, através da Agência de Segurança Nacional (NSA, sigla em inglês) e outras agências de inteligência. Google, Microsoft, Apple, Yahoo!, Facebook e Linkedin divulgaram que os dados solicitados vão desde o conteúdo em seus sites até informações mais precisas, como nome, idade e local de residência de seus assinantes. Em junho do ano passado (2014), os pesos pesados da tecnologia mundial pediram mais transparência do governo para proteger a própria imagem após as revelações e o escândalo sobre a compilação em massa de dados na internet para o programa de vigilância de dados da NSA, denunciada pouco antes pelo ex-consultor da agênciaEdward Snowden.
O governo norte americano cedeu a parte dos pedidos das empresas, flexibilizando as regras que restringiam a divulgação das requisições judiciárias que as companhias recebem do governo no âmbito da Corte de Vigilância de Inteligência Estrangeira (Fisa, em inglês). As empresas podem divulgar informação aos clientes sobre o ritmo em que são obrigadas a proporcionar informação à NSA e outras agências. A gigantesca agência de inteligência dos EUA, a NSA (National Security Agency) um governo paralelo ao (des)governo “formal” do país.
Milhares de usuários FORAM afetados. A Microsoft declarou que, nos primeiros seis meses do ano passado, entre 15 mil e 15.999 contas de usuários foram afetadas por ordens judiciais da Fisa para que o conteúdo dessas contas fosse comunicado às autoridades. O número representa um aumento em relação às solicitações de 2011 – entre 11 mil e 11.999.
A Google afirmou que entre 9 mil e 9.999 de suas contas de usuários foram alvo de ordens judiciais (ante um número entre 7 mil e 7.999 em 2011). As ordens afetaram entre 5 mil e 5.999 contas do Facebook e entre 30 mil e 30.999 contas do Yahoo!. As empresas reiteraram que as diferentes contas dos mesmos usuários foram contadas individualmente.
Segundo o acerto com o governo, as empresas devem esperar pelo menos seis meses para comunicar os números e só podem divulgá-los em parcelas de mil.
http://www.dw.com/pt/gigantes-da-internet-divulgam-pedidos-feitos-por-servi%C3%A7os-secretos/a-17407567



Nova tecnologia genética assemelha-se "uma reação nuclear em cadeia"


Especialistas vão estudar um novo método para alterar os corpos e acelerar a transferência de genes transgênicos dentro de populações de espécies-reprodutores rápidos, como mosquitos, 
e tem o potencial de evitar a propagação de doenças e pragas das lavouras. Alguns cientistas acreditam que a utilização desta tecnologia, no entanto, pode ter consequências negativas.



AFP
Especialistas vão estudar um novo método para alterar os corpos e acelerar a transferência de genes transgênicos dentro de populações de espécies-reprodutores rápidos, como mosquitos, e tem o potencial de evitar a propagação de doenças e pragas das lavouras. Alguns cientistas acreditam que a utilização desta tecnologia, no entanto, pode ter consequências negativas.

A Academia Nacional de Ciências Ele iniciou uma revisão abrangente do método, chamado de "unidades de genes '. Um grupo de 27 geneticistas de renome chamado por controles mais rígidos sobre como a tecnologia é usada em laboratórios, a fim de minimizar os riscos de conseqüências prejudiciais não intencional de escape, o jornal diário'The Independent' . 

Os pesquisadores compararam a tecnologia genética com uma reação nuclear em cadeia, permitindo que os genes modificados, uma vez que são amplificados dentro de uma população de insetos ou outros animais sem outras intervenções. As experiências laboratoriais sobre moscas de fruta têm mostrado que um gene modificado introduzido em uma mosca foi suficiente para "infectar" praticamente todos desova voa só depois de algumas gerações.

"Mesmo o uso bem-intencionadas [método] pode ter consequências adversas graves. Por exemplo, os mosquitos geneticamente modificadospara serem resistentes ao vírus poderia levar à evolução do vírus até que eles são mais virulentos. Isto poderia levar à proliferação incontrolada graves doenças mortais ", diz Helen Wallace, do GeneWatch UK.

FONTE:
http://actualidad.rt.com/ciencias/182058-tecnologia-genes-nuclear-amenaza


O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 228 ENTRE O MUITO DENSO E O INFINITAMENTE SUTIL



"Semeia-se o corpo físico, é levantado o corpo espiritual. Se há corpo físico, há também um espiritual.... O primeiro homem é o da terra e feito de pó; o segundo homem é o do céu. 
Assim como é aquele feito de pó, assim são também esses feitos de pó; e assim como é o celestial assim são também esses que são celestiais" (Primeira Carta aos Coríntios - Cap. 15, Vs. 44/47)





Sem dúvida, o antigo cronista bíblico estava coberto de razão. Essa antiga foto, datada do ano 1920, isto é, quando nem se pensava na existência dos UFOs, nos mostra algo que parece um deles se materializando no céu, envolto possivelmente em uma barreira dimensional. Nada sabemos sobre as dimensões que nos cercam. Vivemos em um ambiente tridimensional (e além de tudo materialista), sem nos darmos conta de que ao nosso redor, e principalmente para muito além dele, existem, como também se manifestam, coisas situadas para muito além da nossa frágil concepção.


Os mistérios materiais e os imateriais se fundem neste nosso pequeno mundo! A matéria, assim como também (e muito principalmente) as dimensões, podem sempre nos apresentar espantosas surpresas. No distante ano de 1938, o arqueólogo chinês Chu Pu Tei descobriu em uma região desértica das montanhas de Bayan Kala Ura, próxima à fronteira sino tibetana, uma série de estranhas tumbas, perfeitamente alinhadas e no interior das quais foram encontrados os esqueletos de uma raça não humana, dotada de largos crânios e de reduzida estatura (foto). As decorações encontradas nessas tumbas mostravam estrelas e planetas interligados, tudo sugerindo que ali fosse o local de uma antiqüíssima necrópole alienígena!


E os inúmeros e estranhos discos de pedras contendo traços metálicos de natureza desconhecida, encontrados nessas tumbas (e que por sinal emitiam curiosas vibrações, isto é, AINDA ELETRICAMENTE CARREGADOS mesmo após a passagem de 12 mil anos!) estavam, por sua vez, repletos de bizarros caracteres alfabéticos espiralados que não puderam ser inteiramente decifrados até o ano de 1962, quando cerca de 700 desses discos secretamente sob a guarda do Museu de Pequim puderam ser finalmente traduzidos: - há cerca de 12 mil anos um grupo desses seres chegados das estrelas não puderam reparar a sua nave de transporte, sendo então obrigados a viver no nosso mundo. A princípio, e devido à sua inusitada aparência, foram hostilizados e caçados pelos primitivos habitantes locais até a sua completa extinção. Hoje, as autoridades chinesas interditaram a área, além de negarem a existência desses discos cujos estudiosos acreditam que possam ter sido usados para fins de comunicação com as estrelas distantes, o ponto de origem daquelas criaturas humanóides!


Coisas estranhas pulsam e se manifestam ao nosso redor! Devido talvez à sua alta freqüência de vibrações, os olhos não conseguem ver porém as sensíveis películas fotográficas conseguem por vezes captar. Um grupo de jovens foi fotografado nos EUA quando em passeio de uma excursão através de uma floresta. Quando a película foi revelada, alguém, ou alguma coisa, que decididamente não estava presente no local surgiu na imagem!


Eis a ampliação do detalhe, bem como o correspondente negativo, à direita. Isso, de maneira alguma, é humano!


E um dos nossos estimados visitantes da ilha de Itaparica, Bahia, gentilmente nos enviou essa estranha foto, tomada desde o seu aparelho de telefone celular, em um local próximo de um posto de pedágio de uma rodovia local. Segundo ele nos informou, trata-se de um local "pesado" onde usualmente ocorrem graves acidentes de trânsito com muitas pessoas mortas. O mais estranho, contudo, é que a foto não mostrou a cena que ele de fato havia fotografado, mas, sim, essa bizarra imagem avermelhada na qual aparece um rosto diáfano de mulher à direita!


Havia mesmo qualquer coisa muito estranha pairando na atmosfera, conforme podemos detectar na imagem em negativo e também em uma outra, à direita, devidamente reforçada no efeito stretch de um editor de imagens para melhor visualizaçãoDizem que as pessoas vítimas de mortes violentas não sabem quanto ao fato de estarem mortas, ou desencarnadas, e assim vagariam errantes pelas suas dimensões congeniais e muito próximas à terra. Você acredita em fantasmas? Quem sabe, pois pode ser que ELES de vez em quando também acreditem em nós! Os assim chamados "mortos" podem habitar freqüências e vibrações que ainda ignoramos. E essas freqüências por vezes se interpenetrariam mesmo com as nossas!


Aqui, uma rara imagem das torres gêmeas do World Trade Center antes da sua destruição, ocorrida através do atentado terrorista de 11 de setembro de 2001. E você sabia que o local era aparentemente amaldiçoado e fadado às desgraças? Pois é! Ali, nos antigos tempos da colonização dos EUA, escravos foram cruelmente torturados até a morte pelos seus senhores. Quando faziam as fundações desses edifícios, o assunto foi pouco divulgado e caiu no esquecimento, mas é fato que cerca de 429 esqueletos foram lá encontrados, homens, mulheres e até crianças, ainda envoltos em correntes e marcados pelas cruéis sevícias a que foram submetidos. Talvez apenas para lembrar algo que não devemos duvidar: as vibrações, tanto as positivas quanto as negativas, de fato existem!


E como nunca jamais se vira em qualquer outro incêndio, os enormes rolos de fumaça que se desprendiam do local daquela tragédia que custou as vidas de quase 3 mil pessoas, mostravam uma profusão de assustadoras faces demoníacas, e muitas outras por vezes sofredoras!


"Quem matou o Rei Tut?, usando a moderna Ciência Forense para solver um velho mistério de 3.300 anos" - estampa a capa deste livro, abordando um dos grandes enigmas da História. À morte súbita e prematura desse jovem soberano egípcio está associada a famosa "Maldição dos Faraós" , uma circunstância negada por muitos e, contudo, as evidências nos provam que, de fato, havia qualquer coisa por trás dela que.... Efetivamente funcionava!


Tutankhamon, último soberano da XVIII Dinastia e também o derradeiro representante de uma linhagem predestinada e misteriosa que governou o Egito desde os primórdios da sua prodigiosa cultura, inegavelmente foi vítima de uma suja conspiração palaciana que visava o poder temporal daquele país. Essa estranha raça, a qual se destacava pelo seu enorme volume craniano e também pelo seu raro tipo sangüíneo diferente da maioria da espécie humana, lidava com forças muito poderosas, tanto científicas como mágicas, infinitamente além da nossa compreensão. A violação da sua tumba causou a morte inevitável e inexplicável de mais de 40 pessoas envolvidas! (FOTO: © National Geographic)


Como os arqueólogos e historiadores tradicionais se recusam a admitir essa hipótese, gerando por conseqüência uma série de controvérsias, no ano de 2006 novamente o faraó foi perturbado no seu repouso no Vale dos Reis, sendo retirado do seu sarcófago e levado ao Cairo para exames.


Sob os auspícios da conceituada National Geographic e sempre sob a estrita supervisão do Dr. Zahi Hawass, o qual não permitiu que ninguém a não ser ele tocasse o jovem faraó, a múmia foi submetida a um moderno exame de Tomografia Computadorizada de modo a tentar descobrir a verdadeira causa da sua tão prematura morte. Ou teria sido uma bela desculpa para sondar a descendência de uma origem não-terrestre daquele jovem soberano? (FOTO: © National Geographic)


Se o foi tera sido um segredo muito bem guardado. Mas, tão logo a múmia de Tutankhamon foi submetida ao poderoso Scan do moderno aparelho, alguma coisa muito estranha aconteceu: uma fortíssima vibração de partículas luminosas desconhecidas, EMANANDO DA PRÓPRIA MÚMIA, e registradas no scan, inexplicavelmente interrompeu todo o trabalho.... (FOTO: © National Geographic)


..... Paralisando de imediato todo o funcionamento do Tomógrafo, como também dos computadores associados, fazendo surgir nas suas telas a sempre abominável mensagem do WindowsERRO FATAL.... AVISO, SEU SISTEMA TORNOU-SE INSTÁVEL! Que força desconhecida e poderosa pôde fazer com que isso viesse a ocorrer por mais de 3 mil anos depois da morte do jovem soberano? Elementos radioativos ainda operantes; manifestação paranormal.... Ou então o quê? Não sabemos, e talvez jamais o saibamos. Mas, apenas para o seu conhecimento, vamos continuar com o resultado daqueles sofisticados exames:


Não se sabe se o onipresente Dr. Hawass, um ferrenho e irônico contestador da maldições egípcias, usou dos seus "poderes mágicos", mas afinal (e depois de muito trabalho para limpar a múmia e recuperar todo o estranho comprometimento do sistema), foram conseguidas as impressionantes imagens do interior da múmia do jovem faraó. (FOTO: © National Geographic)


Primeiramente colocaram a culpa da morte de Tutankhamon em um dente ocluso, visto na extremidade direita do seu maxilar.....


..... E depois de muita discussão abandonaram tal hipótese, colocando a culpa em uma fratura consolidada do joelho direito, o que, para dar fim ao assunto, declararam como sendo a causa mortis - o que obviamente, não faz o menor sentido, uma vez que ninguém morre por causa de uma fratura dessas..... (FOTO: © National Geographic)


Tanto que, esse mural nos mostra Tutankhamon, ao lado da sua bela esposa Ankhsenamon, muito bem vivo - mas, talvez e em razão dessa fratura, apoiado em uma bengala!


..... E para você ver como os teóricos sempre enxergam a formiga e não vêem o elefante, eis aqui uma coisa bastante óbvia nessa imagem do tomógrafo: note-se na região da nuca um muito suspeito orifício, talvez causado pelo golpe de uma adaga ou mesmo de uma lança. Logo disseram que deve ter sido obra dos antigos embalsamadores, os quais teriam feito isso para a extração do cérebro. Mais uma vez, ERRADO! Os embalsamadores extraíam os cérebros pelas narinas, através de um ferramental cirúrgico apropriado. (FOTO: © National Geographic)


E aqui, uma visão mais aproximada do ferimento. À direita, foram constatados dois fragmentos de ossos os quais se deslocaram violentamente através do crânio, tudo assim sugerindo uma violenta lesão traumática. Não é preciso, pois, ser um Cientista Forense para logo se comprovar que foi mesmo um assassinato que vitimou o jovem Tutankhamon aos seus 19 anos de idade. (FOTO: © National Geographic)


E aqui, através de uma visão anterior da múmia, podemos ver mais uma vez o curioso orifício, muito estrategicamente situado na região da nuca. (FOTO: © National Geographic)



Aliás, a laceração causada pelo golpe fatal pode ser comprovada através dessa outra imagem do TC. Algo que foi, de fato, um assassinato muito eficiente e muito profissional, pois tanto quanto ainda hoje, a evidência já naqueles velhos tempos do Antigo Egito ficou muito bem escondida! Só que os antigos assassinos não foram nem um pouco sutis. Aliás, e pode perguntar isso a qualquer Médico Legista, o crime perfeito e que nenhuma autópsia conseguirá desvendar consiste na introdução de uma fina, porém longa, agulha na nuca da vítima, exatamente nessa região do cerebelo, o que imediatamente ocasionará a sua morte sem deixar quaisquer vestígios aparentes! (FOTO: © National Geographic)


Sim, os nossos longos anos de pesquisas na área do Realismo Fantástico nos deixaram plenamente convencidos de que desde o mais denso até o infinitamente mais sutil existem, de fato, inúmeras e surpreendentes coisas situadas para muito além da imaginação mais ousada. Aqueles que nos acompanham certamente devem lembrar de uma página anterior deste Site na qual revelamos o perigo que existe nos modernos chips, trabalhando com freqüências desconhecidas e cada vez mais elevadas, as quais são passíveis de atingir dimensões, certos domínios e planos desconhecidos - acima de tudo potencialmente perigosos. Os ocultistas afirmam que a ciência dos computadores é essencialmente satânica, criada por uma mente universal contrária à Divindade e maligna, de modo a corromper e um dia qualquer destruir a humanidade. Mostramos casos em que os visores de fornos microondas, por exemplo, estampam repentinamente palavras de baixo calão (fuck you = impublicável) ou maldições, para depois violentamente explodir todo o aparelho, causando danos e ferimentos. Acima, você vê um inocente aparelho de DVD, recentemente comprado em uma loja, e evidentemente NOVO em folha. E antes que os céticos se manifestem, é bom lembrar que o aparelho pertence a UM PARENTE NOSSO e que as fotos foram tomadas por nós, portanto não havendo qualquer tipo de fraude ou montagem. Quer saber, então, o que acontece assim que se liga o aparelho?....

...... EXATAMENTE ISSO! Por breves segundos, surge no visor a palavara "HELL" significando em Inglês "INFERNO", para logo depois surgir a palavra - normal, em qualquer aparelho de DVD - "LOAD", ou "CARREGAR". Não é mesmo muito sutil? Que forças sinistras estariam aprisionadas nos interiores dos modernos chips?








Total de visualizações de página

Página FaceBook