BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


sábado, 16 de julho de 2016

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 268 MISSÃO OBSCURA!




"Os arquivos antropológicos contêm muitos exemplos de sociedades, certas do seu lugar no Universo, as quais se desintegraram quando se associaram com sociedades previamente não familiares expondo diferentes idéias e diferentes modos de vida. 

Outras que sobreviveram a tal experiência usualmente pagaram o preço da troca de valores e atitudes de comportamento... As conseqüências dessas descobertas são presentemente imprevisíveis.... 

Se acaso super inteligências forem descobertas, os resultados sociais serão imprevisíveis para todos os grupos, cientistas, e engenheiros sentir-se-ão devastados pela descoberta de criaturas superiores...." (Relatório Brookings, NASA)




Não importa, nem um pouco, os argumentos de que eles eventualmente se utlizem para suprimir a verdade. A verdade é que ELES SABEM, PORÉM A TEMEM - muito embora e secretamente até mesmo se utilizam dela! Assim, por exemplo, é absolutamente notório, porém invariavelmente sempre contestado e negado, o elevado conhecimento astronômico praticado no Antigo Egito - algo por sinal inteiramente inexplicável, além de verdadeiramente surpreendente. Aquele povo conhecia com profundidade TODAS as estrelas e TODAS as constelações - algo que para nós somente se tornou possível a partir do desenvolvimento dos nossos poderosos telescópios, como notadamente das várias incursões espaciais, mediante o uso de sondas de observação e de avançados módulos tripulados e não tripulados.


Os Antigos Egípcios, o povo mais sábio e desenvolvido de toda a antigüidade conhecida, reverenciavam as estrelas e notadamente as três mais brilhantes estrelas de Órion, as quais, e não sem uma forte dose de razão, tinham um caráter mágico, religioso e extremamente sagrado para o povo do Nilo.


Precisamente ALNITAK, ALNILAM E MINTAKA, essas três mais brilhantes estrelas do Cinturão de Órion, o alinhamento de uma seqüência estelar que, tal com nos velhos tempos do Antigo Egito, representou (e - tal como veremos - ainda representa!) um importante papel de referência, como também de uma certa espécie de magia, muito antiga, nas aventuras espaciais da NASA!


Na foto, os renomados pesquisadores Richard C. Hoagland (esquerda) e Mike Bara! Hoagland, outro que "abriu a boca", ex-consultor da NASA e atualmente assessor de Ciências da rede CBS, tem dedicado a sua vida à revelação dos segredos e dos conhecimentos relevantes que sistematicamente têm sido usurpados da humanidade. Mantém o seu excelente Site entreprisemission.com, além de ser o autor de inúmeras obras abordando esses assuntos, considerados tabus e proibidos. Ao seu lado, Mike Bara, Engenheiro Estrutural Aeroespacial da BOEING, com mais de 25 anos de experiências nesse campo, além de proeminente consultor de Engenharia de Softwares - e, notadamente, colaborador de Hoagland no seu site, como também nos sites At Bell e Lunar Anomalies. Recentemente, eles atingiram o ponto máximo das suas pesquisas precisamente com a publicação de....


..... MISSÃO OBSCURA - A HISTÓRIA SECRETA DA NASA! Há muito que estávamos "namorando" este livro nas propagandas de vendas de sites estrangeiros. Até que um dia, um estimado amigo e visitante do nosso Site, residente nos EUA, perguntou-nos se desejávamos alguma coisa de lá. Precisou perguntar duas vezes? Claro que não! Finalmente, essa autêntica obra-prima veio parar nas nossas mãos. Acostumados que estamos, por décadas e através de muitos caminhos, a não mais nos surpreendermos com coisas insólitas, confessamos que este corajoso livro conseguiu, sim, intensamente nos surpreender, uma vez que as revelações nele contidas são simplesmente sensacionais - algumas delas estarrecedoras. Então, muito embora resumidamente, não poderíamos deixar de compartilhar com você, Prezado (a) amigo (a) e Visitante, as espantosas e relevantes coisas nele contidas. Abordaremos, portanto, alguns dos seus inúmeros tópicos (uma vez que há muito mais coisas surpreendentes nessa obra), colocando, em contrapartida em alguns lugares, a nossa própria opinião - como igualmente evitando ao máximo utilizar as fotos e as imagens nele contidas, substituindo-as por outras do mesmo sentido, porém mantendo total fidelidade ao conteúdo desse magistral e absolutamente imperdível trabalho de Hoagland e Bara:


Comecemos, então, com Von Braun, o cientista nazista que (assim como vários outros) foi cooptado pelos EUA após o término da Segunda Guerra Mundial. Não se pode deixar de reconhecer que esse homem foi um gênio em Astronáutica e Física e considerado um verdadeiro herói na América - como também conhecido como "O pai das viagens espaciais norte-americanas". Mas, em detrimento disso, o quê realmente havia no seu nebuloso passado?


"Apenas" um uniforme negro, militar, de MAJOR da temida SS, as forças de elite nazistas, conhecidas como "Os anjos da morte", responsáveis diretos por muitas atrocidades nos tempos da guerra! Nessa foto, Von Braun usa o tal uniforme e está postado bem atrás de Himmler, alta autoridade nazista - este último um personagem visto em primeiro plano, à direita da imagem! Aliás, o livro DARK MISSION revela que Von Braun, "o herói e o pai das viagens espaciais americanas", chegara a ordenar execuções de prisoneiros de guerra quando no exercício desse seu cargo!


Aliás, a chamada Operação Paperclip trouxe aos EUA dezenas de cientistas nazistas, os responsáveis diretos pelos foguetes, pelas armas nucleares, pelos aviões supersônicos e dotados de avançada tecnologia, assim como os Discos Voadores que secretamente desenvolviam. O mesmo aconteceu com a antiga União Soviética, a qual ferozmente os disputou após o término da guerra tendo, também, levado para os seus quadros outros tantos cientistas. Na foto acima, tomada no Texas, vemos Von Braun, o terceiro da direita para a esquerda, em meio a alguns outros cientistas nazistas.


E será que você reparou com bastante atenção na imagem anterior? Se o fez, terá visto, logo acima dos cientistas nazistas, um chapéu com o nome do famoso bandoleiro americano do Velho Oeste, Billy the Kid, ostentando nada menos que a CRUZ SUÁSTICA - o símbolo mágico do nazismo - e isso em pleno território norte-americano, e logo após um sangrento conflito em nível mundial que custou 50 milhões de vidas! E mais sutil ainda: - quase que a câmera flagrou o cidadão ao lado de Von Braun fazendo a tradicional saudação da Alemanha nazista!


O bizarro organograma da NASA no começo da corrida espacial, conforme apresentado em DARK MISSION. Examine-o com atenção: - Aqui, segundo Hoagland, há uma estranha mistura de três sociedades secretas: - o nazismo, a Maçonaria e uma OUTRA! Contudo, chamando mais a atenção nesse curioso organograma, justamente a lateral direita relativa ao JPL da NASA (Jet Propulsion Laboratory), no qual Theodore Von Karman (um nome tipicamente alemão) e Jack Parsons (autor de um livro denominado "O Livro do anticristo") são associados à tal terceira sociedade secreta cujo símbolo vemos bem acima deles, a Argentinum Astrum (Estrela de Prata), estranha organização mágica cujo líder e antigo fundador foi o famigerado mago negro Aleister Crowley! (IMAGEM: DARK MISSION)


Theodore Von Karman, cientista e ocultista que manteve estreitos contatos e laços com o também cientista nazista Herman Oberth (Herman Oberth, o mesmo que afirmou terem sido alienígenas que entregaram aos nazistas os segredos da construção de Discos Voadores!) e também com Von Braun, foi o fundador do JPL - Jet Propulsion Laboratory, da NASA. Curiosamente, tal fundação se deu em um dia de Haloween (O dia das bruxas!) e em um local bastante sugestivo, no qual o JPL permanece até os dias de hoje: - Devil's Canyon - literalmente, "O Canyon do Diabo"!


Von Karman, também e assim como Jack Parsons, membros da A.A., ordem precisamente detentora deste símbolo, o logotipo da Argentinum Astrum (A.A.) - um símbolo também chamado de "O Sinal de BABALON - a marca da "Sociedade dos Mágicos", uma seita secreta, igualmente sob a égide de Alesteir Crowley, que mais tarde viria a ser transformada na OTO - Ordo Templi Orientis - que, por sinal e muito pelo contrário, nada teve a ver com os autênticos Cavaleiros Templários....


Tudo mesmo sob a égide de Crowley, o mago negro que também se autointulava "A Besta", o qual vemos nessa antiga foto comandando um do seus estranhos rituais "mágicos" de iniciação - os quais envolviam orgias de sexo, consumo de drogas, além de horripilantes e macabros sacrifícios de sangue! Note-se, o mesmo símbolo daquela sociedade secreta no manto de um dos seus adeptos.....


.... Aliás, o mesmo Crowley que arrogantemente se intitulava OSÍRIS - nessa foto ritualística e devidamente caracterizado como aquele deus egípcio! Em suma: - uma perversão da Sagrada Religião Egípcia!


Por sua vez, um dos seus mais fiéis adeptos, precisamente Jack Parsons (e o QUÊ exatamente estaria fazendo ele no JPL da NASA?), foi o autor de dois curiosos livros, denominados: - O LIVRO DE BABALON e O LIVRO DO ANTICRISTO, além de outros trabalhos da mais "pura", sinistra e repugnante magia negra!


E aqui um dos trechos do seu livro denominado "O LIVRO DO ANTICRISTO, descrevendo uma certa "Peregrinação negra" : - "Babalon chamou-me novamente, e eu comecei o último trabalho que era o trabalho com o bastão. E trabalhei por 17 dias, até Babalon me chamar em sonho, em trabalho astral. Então, reconstruí o templo e comecei a peregrinação negra, como ele instruiu. E segui para o crepúsculo com o seu sinal, e através da noite passei por lugares desolados e ruínas ciclópicas, tendo finalmente chegado à cidade de Chorazin. E uma grande torre de basalto negro estava erguida, a qual era parte de um castelo cujas paredes retangulares depois rodopiavam no Golfo das Estrelas. E no topo da torre estava este sinal ...." = Justamente o símbolo, o mesmo sinal, que Hoagland, autor de DARK MISSION, descobriu.... NA FACE DA LUA! (IMAGEM: © The Enterprise Mission)


Mas, afinal de contas, quem é BABALON? Eis a resposta: - não devendo ser confundida com Babilônia, Babalon - também conhecida como "A Mulher Escarlate, sem a qual o anticristo não poderia se manifestar" - uma entidade demoníaca tão venerada por Crowley e os seus adeptos - era para eles "A grande mãe", "A MÃE DAS ABOMINAÇÕES", uma contraparte da GRANDE BESTA. Aliás, segundo as "tradições" de Crowley, Babalon, de fato, "cavalgava as bestas"! Seu consorte, por sua vez, sutilmente se chamava CHAOS.... "Pura", a mais "pura", e a mais sinistra magia negra - e isso dentro da própria NASA, planejando e viajando ao espaço sideral!


Aliás, DARK MISSION também aborda o misterioso atentado que em novembro de 1963 tirou a vida do jovem então Presidente dos EUA John Kennedy, no Texas, aqui visto segundos antes dos precisos e muito profissionais disparos que o atingiram, advindos de duas direções distintas. Sabe-se que ele estava disposto a revelar a presença alienígena, tanto nos corpos celestes que nos rodeiam, quanto a presença deles, também infiltrada aqui na Terra! Kennedy, aliás, dissera em um do seus discursos que "Abominava segredos e que o Povo tinha o direito de saber". Sua decisão de se juntar aos Russos (os maiores inimigos dos nazistas) nas explorações da Lua, como também para conjuntamente enfrentarem tal ameaça, causou profundo desagrado àqueles remanescentes nazistas estabelecidos nos EUA - principalmente aqueles que estavam dentro da NASA! A conspiração então seguiu o seu curso, resultando no covarde atentado que ceifou a sua vida. Um mistério por sinal até hoje não solucionado! E justamente por também afirmar em 1961 que: - "O estrito sentido da palavra "segredo" é repugnante em uma sociedade livre e aberta", Kennedy certamente pagou um alto preço por isso.


Aliás, o símbolo da Apollo-11, a primeira expedição a pousar no solo da Lua, era mesmo uma ÁGUIA....


.... A mesma águia que ornamentava um dos símbolos de poder do Terceiro Reich nazista!!! E - mais sutil ainda - DARK MISSION revela que, curiosamente, as primeiras sondas enviadas à Lua no início da corrida espacial, bem como algumas várias outras Missões Apollo posteriores, pousavam ou então atingiam a face da Lua SEMPRE na mesma data: 19 de abril.....


.... 19 de abril? SIM! DATA DE ANIVERSÁRIO DE ADOLF HITLER, o líder nazista do Terceiro Reich!!! Uma estranha comemoração, uma sutil, velada, porém muito direta, homenagem ao homem que, segundo a História, liquidou milhões de pessoas com os seus sonhos de domínio e poder, sendo o responsável direto pela eclosão da Segunda Guerra Mundial - sangrento conflito que perdurou de 1939 a 1945! A coisa é de fato tão gritante, que Hoagland revela no seu excelente livro um outro fato bastante curioso e revelador: - um desses módulos da NASA - precisamente a Apollo-16 - chegara adiantado à órbita da Lua. Repentinamente. um súbito e muito conveniente "defeito" atrasou o seu pouso - "defeito" este o qual somente foi "sanado", e fazendo então que o pouso finalmente se desse, UM DIA DEPOIS, precisamente em um 19 de abril! Lembremos que Hitler e os teóricos do nazismo, aliás - e nisso eles tiveram razão - acreditavam firmemente que a Atlântida fora uma alta civilização estabelecida na Terra por seres extraterrestres - como também que os Deuses Egípcios vieram da Atlântida!


E quanto ao envolvimento da Maçonaria (a qual pessoalmente reputamos como uma Instituição séria e respeitável) com a NASA? Certamente se deu num outro sentido bem mais elevado. Acima, vemos a tripulação da Apollo-11, o módulo da NASA que colocou o homem pela primeira vez na lua em 1969. Todos esses TRÊS (um número altamente simbólico) Astronautas, claro, membros de avançados Graus Iniciáticos daquela Ordem.


Bandeira Maçônica do Grau 33 (o mais elevado da Ordem) levada à Lua pelo Astronauta Aldrin da Apollo-11, na ocasião daquele primeiro pouso naquele satélite e posteriormente trazida à Terra. O número mágico 33 está intimamente ligado à NASA e à exploração espacial. White Sands, onde os primeiros foguetes foram testados e lançados, por exemplo, recebeu o nome de "Complexo de Lançamentos 33" (Launch Complex 33). Por sua vez, o Kenendy Space Center está situado na Runway 33 (Rodovia 33)! E essa bandeira, precisamente do Grau 33, logo após aquela mIssão lunar, foi solenemente entregue por Aldrin em uma cerimônia realizada nas dependências do Supremo Conselho do Rito Escocês da Maçonaria, em Washington. Fato este que não deixou de se revestir de um caráter sagrado e mágico, pois.....


..... Aldrin (foto), aliás, na época Membro da Maçonaria no seu Elevado Grau Iniciático 32, foi uma das peças chaves após aquele momento do pouso do homem, pela primeira vez na Lua.....


.... Justamente porque foi ele que após decorridos exatos 33 MINUTOS do pouso na Lua, e com a ESTRELA SIRIUS a exatos 19,5 GRAUS acima do local de pouso da Apollo-11 (preste atenção nesse particular), realizou um ritual Maçônico secreto de "Comunhão", segundo revela Hoagland no seu livro. E - perguntamos - que lugar melhor e mais sagrado para isso do que o Mais Ilimitado, o Maior Templo de Deus que é exatamente o Universo? A Maçonaria tem, de fato, as suas bases no Antigo Egito, e esse ritual mágico revestiu-se de especial significação, uma vez que obedecera a estritos padrões de alinhamento estelar - TAL COMO NOS ANTIGOS TEMPOS, NA RELIGIÃO EGÍPCIA!!! Enfim, um ritual essencialmente místico e mágico, em homenagem Osíris, à sua esposa Ísis e ao renascimento de seu filho, Hórus, uma vez que....



.... Sabe-se que as pirâmides foram alinhadas diretamente com certas constelações, notadamente com a estrela SIRIUS e as três mais brilhantes estrelas do Cinturão de Órion. Por que?....


Exatamente porque a brilhante estrela SIRIUS, situada na Constelação de Canis Major, para os Egípcios antigos representava ÍSIS..... (FOTO: Yuuji Kitahara)


.... A sacrossanta ÍSIS, a Mãe Celeste, a Rainha do Céu e Protetora da Terra!


Ao passo que ÓRION representava OSÍRIS, o Senhor da Eternidade - uma divindade celestial que guarda muitos mistérios e segredos. E representado pelos sábios do Antigo Egito de duas maneiras, ora com a face verde, ora com a face negra - negra assim como a noite, pois - ensinavam eles- "Osísirs é um deus negro" - negro assim como a noite para o intelecto humano!


E ÍSIS, de acordo com a Mitologia Egípcia, era a esposa de OSÍRIS, e dessa comunhão veio à luz seu filho HÓRUS - o Falcão Celeste, o Senhor do Firmamento - uma "Comunhão" mágica que os Antigos Egípcios celebravam "no céu" - isto é, SEMPRE que um certo alinhamento de estrelas se erguia no horizonte!


Não foi à toa, e portanto desprovido de qualquer significação, o fato de a NASA ter justamente escolhido essas três mais brilhantes estrelas de Órion para colocar nos símbolos das Missões Apollo! SIRIUS, como se pode constatar acima, está situada em diagonal, logo abaixo delas, dessas três estrelas - num alinhamento também estritamente relacionado a todas as missões da NASA! E o "A" nesse logotipo, segundo Hoagland, não significaria "Apollo", mas, sim, AUSAR - o nome egípcio de OSÍRIS! Lembremos que a cor reverenciada pela Maçonaria nos seus mais altos Graus é precisamente a cor verde, e Osíris tinha a face verde!


Profundos mistérios, negros, assim como a noite para o intelecto humano! E este é o Dr. Farouk el Baz, EGÍPCIO, cientista altamente graduado, especialista na antiga Religião Estelar Egípcia e em antigos monumentos do passado, um membro importante dos quadros da NASA. Sim, mas, por que - o quê exatamente estaria fazendo um egípcio nos quadros funcionais daquele Órgão Espacial norte-americano?...


.... Precisamente porque FOI ELE, e apenas ELE, especialista na antiga Religião Estelar Egícia e em ANTIGOS MONUMENTOS DO PASSADO, que, de 1967 a 1972, escolheu TODOS os locais de pousos dos módulos lunares da NASA, além de treinar os Astronautas dessas missões no sentido de "lidarem com tudo aquilo que iriam encontrar por lá"!


Nesse sentido, Hoagland faz um revelação absolutamente surpreendente no seu livro: - mesmo antes de pela primeira vez chegar a Marte com os seus módulos não tripulados, a NASA JÁ SABIA QUE IRIA ENCONTRAR POR LÁ - E EXATAMENTE NAQUELA POSIÇÃO, O FAMOSO ROSTO DE CYDONIA, como também SABIA a respeito da sua singular geometria!!! E como a NASA saberia disso? Através do Dr. Farouck el Baz, por exemplo, um especialista na Antiga Religião Cósmica Egípcia? E se foi esse mesmo o caso, COMO, e DE ONDE, o Dr. Farouk el Baz teria obtido essas cruciais informações? De arquivos secretos, ancestrais, do mais remoto e avançado povo que há muitos milênios habitara o seu país? (IMAGEM: CNN)


Aliás, a "chave" para as viagens espaciais norte-americanas da NASA esteve mesmo (e ainda está!) contida nessa misteriosa região de Cydonia - precisamente entre a chamada Pirâmide D&M e os seus impressionantes monumentos adjacentes!....


.... E precisamente está na GEOMETRIA TETRAÉDRICA que forma um ângulo de 19,5 GRAUS, uma posição bem definida a qual veio a demarcar TODOS OS POUSOS NA LUA - tanto dos módulos não tripulados, quanto dos demais - por sua vez tripulados. E isso não somente na Lua como, posteriormente - também em MARTE! Assim está provado aquilo que os Antigos Egípcios ensinavam: - COMO É EM CIMA É EM BAIXO! Aliás, há uma espantosa semelhança, um formidável elo geométrico e matemático, entre essa localização, como também com essa notável triangulação a partir da Pirâmide D&M, situada em Cydonia, em MARTE, fantasticamente idêntica àquela encontrada no PLANALTO DE GIZÉ, no Egito - ou seja, entre dois mundos diferentes e distantes - torna-se, então e verdadeiramente, algo que jamais poderia ter se tratado de uma mera coincidência! Qual seria então o segredo, o mais profundo mistério, o caráter mágico e altamente sagado, certamente existente por trás de tudo isso? Continuemos então....




"Chama-me e Eu te responderei, e contar-te-ei prontamente sobre coisas grandes e incompreensíveis que não sabias"
(Jeremias, Cap 33, Vs. 3)


O caráter mágico de adoração estelar todavia não se encerrou desde os tempos do Antigo Egito - CONTINUA em pleno curso na NASA! Por sinal, o nome "NASA" deriva do antigo idioma Hebreu, literalmente significando: - "Ascender ao Paraíso". Acima, vemos o logotipo das próximas e futuras missões de exploração espacial, as quais farão parte de um Projeto especificamente denominado.... ÓRION! Como sempre a letra "A" de Osíris, também a estrela Sirius (associada à deusa Ísis) e, em destaque, as três mais brilhantes estrelas do Cinturão de Órion: - ALNITAK, ALNILAM E MINTAKA!


Aqui, através dessa magistral fotografia, tomada aqui na Terra mesmo, vemos o MESMO alinhamento existente entre SIRIUS e aquelas três mais brilhantes estrelas da Constelação de Órion. Linda imagem, não? Sim, e era exatamente ESTE - PRECISAMENTE ESTE! - o alinhamento RITUAL em que os Antigos Egípcios celebravam o RENASCIMENTO DE OSÍRIS - No momento em que Ísis, ao se erguer no Horizonte, deixava o "mundo dos homens" para galgar o "Mundo dos Deuses"! E foi EXATAMENTE ESTE - PRECISAMENTE ESTE e nenhum outro - o alinhamento que ESTEVE PRESENTE NOS HORIZONTES DA LUA, EM TODAS AS MISSÕES APOLLO DA NASA - COMO TAMBÉM NOS POUSOS NÃO TRIPULADOS DAS SONDAS, POSTERIORMENTE LEVADOS A EFEITO EM MARTE! E as localizações desses pousos sempre obedecendo ao número mágico de Cydonia e Egito: 19,5 GRAUS de elevação, ou então seus múltiplos - como também na mágica posição dos 33 GRAUS de localização! Fantástico? Sim, e membros da própria NASA confirmaram a Hoagland as suas suspeitas nesse sentido: - REALMENTE a NASA obedece a essa conjunção estelar em todas as suas Missões! Meras coincidências? NÃO! ABSOLUTAMENTE NÃO! Foi (e ainda é) tudo mesmo deliberado, cuidadosamente planejado!


Tudo planejado - tudo mesmo deliberado, de modo a REVIVER a Antiga e Sagrada religião Egípcia, a qual teve os seus expoentes na Tríade Osíris, Ísis e Hórus! Pois, diz a Antiga Tradição, a Religião Egípcia não morreu, os seus Deuses estão apenas "adormecidos"! Hoagland revela ainda que as Missões da NASA, além de obedecerem ao preciso alinhamento estelar e sagrado desses Deuses, para eles deixaram reverentes "oferendas" ao partirem da Lua! Pois, assim como todas as religiões modernas, aliás, os Astronautas não deixam de fazer as suas "oferendas" àquelas antigas divindades estelares! E essas "oferendas" místicas da NASA foram deixadas justamente através dos módulos que levavam os Astronautas aos pousos, os quais eram lançados ao solo lunar nos momentos das partidas, quando de volta à Terra. O que continham? Só Deus sabe! Misticismo, Esoterismo puro, uma alucinante espécie de Magia? Sim, sem qualquer dúvida! Mas, orquestrada POR QUEM? (FOTO: © insecula.com)


Talvez nunca chegaremos a saber - não ainda! DARK MISSION nos faz ainda espantosas revelações sobre a última missão tripulada à Lua - precisamente a Apollo-17. Note-se, no seu logotipo acima, a sempre presente águia (ou seria uma homenagem a Hórus, o Falcão Celeste?) e as mesmas três estrelas do Cinturão de Órion: ALNITAK, ALNILAM E MINTAKA!


E para começar, vamos, agora, examinar o mapa dessa região lunar. Veja o curioso lugar onde a Apollo-17 pousou, assinalado pela cruz vermelha, à direita. Estranho, não? Que outro lugar, e que muito mais logicamente, VOCÊ, por exemplo, escolheria para pousar um módulo, senão o bem ao lado, e bem próximo - um lugar por sua vez plano e extremamente propício, que seria justamente o Mar da Serenidade?....


Mas, bem ao invés disso, e muito estranhamente, a NASA (ou alguém) escolheu para o pouso da Apollo-17 exatamente esse local cuja imagem você vê acima, precisamente Taurus-Littrow, absolutamente perigoso e escarpado, porém sempre obedecendo ao posicionamento dos constantes do Grau 19,5. Seria uma temeridade pousar em um lugar desses, o que, pelo fato de implicar em um alto risco para os Astronautas, tendo estes que pousar em meio a altas escarpas e a uma profusão de crateras, exigiu extrema habilidade e perícia da sua tripulação. Porém era necessário, uma vez que aquela Missão tripulada da NASA tinha um objetivo bem claro - um objetivo além de tudo muito, MUITO específico:


Precisamente um local (seta) que recebeu o curioso nome de Sculptured Hills - COLINAS ESCULPIDAS! Contudo, tais "colinas esculpidas" (sabe-se lá por quem) não eram bem o alvo desejado, mas, sim....


SOUTH MASSIF, um local extremamente "interessante" que já fora detectado por missões anteriores da NASA e que, durante a aproximação do Módulo, exibiu aos Astronautas uma profusão de destroços luminosos, brilhando ao seu redor! Um local muito "interessante" que seria agora, enfim, explorado in loco pela Missão Apollo-17.....


..... Um local estranhamente branco e que decididamente não se tratava propriamente de um "maciço", mas, sim, DE UMA ANTIGA ESTRUTURA HEXAGONAL, OCA E DESTRUÍDA - destruída ou, quem sabe, bombardeada em um conflito bélico ocorrido em tempos muito remotos e esquecidos!


Aqui, uma visão da Missão Apollo 17 tendo, ao fundo, South Massif - aparentemente uma montanha lunar como outra qualquer, não fosse a sua muito destoante tonalidade branca, muito branca - algo, aliás, inédito e inexistente em toda a face da Lua.....


.... Aqui visto através de foto da Missão Apollo-17, tomada com maior aproximação. Contudo, o quê realmente desejava explorar a NASA mediante a realização dessa arriscada Missão?


Simplesmente explorar aquilo que ela mesmo, a NASA, denominara: - "REGIÃO DE ACESSO". Mas, "Região de Acesso" para se chegar a QUÊ exatamente? Um "Acesso" para ONDE?


Justamente uma "Região de Acesso" ao INTERIOR do majestoso complexo artificial destruído de South Massif - uma entrada precisamente localizada em um do seus pontos mais notáves e chamado de "Cratera" NANSEN - situado, claro, aos exatos 19,5 Graus!....


..... Exatamente ESTA entrada de "acesso"....


..... E aqui melhor visualizada! Hoagland denunciou que todas as missões da NASA sempre se utilizam de dois tipos de câmeras: uma que toma as imagens em preto e branco e a outra (e mais importante), em cores. Contudo, as imagens em cores são proibidas, a não ser que devidamente autorizadas - isso, claro, de modo a esconder alguns preciosos, evidentes, além de muito embaraçosos detalhes!


Aqui, uma outra visão da tal "Região de Acesso" - uma entrada situada em meio à destruição reinante - uma destruição a qual, talvez há muitos milênios, causara o colapso parcial daquela outrora imponente estrutura!


E aqui, uma outra foto, já tomada em cores porém (e, é claro) convenientemente desfocada, de um dos Astronautas da Apollo-17 penetrando na tal "Região de Acesso". Nesse exato momento, um tenso diálogo foi travado entre os membros daquela Missão, tendo (mas só "oficialmente") Eugene Cernan desligado a sua câmera enquanto explorava o interior daquele misterioso complexo. Jamais saberemos o quê, de fato, o perplexo Astronauta encontrou lá dentro - com qual terrível verdade teria ele se defrontado!


Outro parênteses nosso: - teria sido "aquilo" que o Astronauta Cernan da Missão Apollo-17 viu em Nansen? Exatamente aquilo que a misteriosa imagem mostrada no excelente documentário THE ORION CONSPIRACY silenciosamente exibiu na sua seqüência final, sem contudo revelar maiores detalhes?.... (FOTO: © The Orion Conspiracy)


..... Teria sido, então, EXATAMENTE ISSO? Acreditamos que muito provavelmente FOI! E, se foi, o quê exatamente o Astronauta da NASA teria encontrado lá dentro, em meio a essa paisagem tipicamente lunar, devastada e soturna? (FOTO: © The Orion Conspiracy)


Jamais o saberemos! Contudo, faz-se necessário aqui mais um outro parênteses nosso: - existe um filme proibido que mostraria os Astronautas da Apollo-17 tendo um encontro com um alienígena do tipo gray, não se sabe no interior da tal entrada de acesso a South Massif, ou em um outro lugar da Lua. As imagens existem, mas, e como sempre, através de quadros desfocados - algo bem típico dos costumeiros procedimentos de acobertamento da NASA.


Vejamos, então, a mesma imagem anterior, já no seu correspondente negativo. O alien seria a figura branca situada na extremidade direita do frame. Que é lá muito estranho, lá isso é, uma vez que não se tratava de nenhum dos Astronautas da Missão Apollo-17! O quê, ou QUEM, teria sido então?


Bizarro? sim! Mas - lembremos, por oportuno - foi justamente nas proximidades de South Massif que os Astronautas daquela Missão encontraram essa misteriosa máquina avariada. Oficialmente (isto é, aquilo que a NASA oficialmente afirmou ser) tal anomalia se tratava apenas de uma simples "rocha".


Porém havia ainda algo mais! Também nas proximidades de South Massif, já no interior de uma outra "cratera" chamada Ballet, os Astronautas fotografaram uma profusão de DESTROÇOS MECÂNICOS, além de um solo em muito diferente, extremamente destoante da tradicional paisagem lunar:


Um solo LARANJA, revestido de TITÂNIO - algo absolutamente incomum na Lua. E apesar de a NASA ter afirmado que não se tratava de algo muito surpreendente, sabemos que o Titânio é um metal extremamente forte e resistente - por isso mesmo LARGAMENTE EMPREGADO NA CONSTRUÇÃO DE ESPAÇONAVES, até mesmo pela própria NASA! Então, podemos deduzir que os inúmeros destroços metálicos ao fundo da Cratera Ballet foram provenientes de uma astronave acidentada ou, quem sabe, ABATIDA em um confronto, ocorrido há muitos milhares de anos atrás - quando o atual homem, o habitante da Terra, sequer sonhava em chegar à Lua! Aliás, como se pode ver no seu próprio Site oficial, a NASA admite que existem ANTIGOS TRAÇOS DE RADIAÇÃO NA LUA! Radiação Nuclear, vestígios de uma guerra?


Quem sabe! O que reforça essa muito lógica suposição, é exatamente aquilo QUE ESTAVA EM MEIO AOS DESTROÇOS DA CRATERA BALLET: - uma estranha cabeça decepada! Retorne à foto maior, bem a do fundo da cratera, e poderá vê-la! Aliás, tal acidente na paisagem lunar poderia não se tratar de uma "cratera" propriamente dita, porém do estrago causado pelo violento impacto de uma antiga astronave contra o solo! (FOTO: © entreprisemission.com)


E aqui, Hoagland nos mostra - também em meio à profusão de destroços naquela cratera - a ampliação de uma grande peça metálica avariada. Nela, podemos até discernir alguns tubos de conexões na sua parte superior. (FOTO: © entreprisemission.com)


Nesse sentido, o Site da NASA nos mostra esses estranhos fragmentos vitrificados, trazidos da Lua pelos Astronautas da Apollo-17. Em outras palavras, apesar das "explicações" oficiais, trata-se de TECTITES - vitrificações resultantes de explosões nucleares! Claros vestígios de um antigo confronto bélico?


Que há estranhas ruínas na Lua, além de certas "crateras" muito suspeitas, não restam mais quaisquer dúvidas! Ken Johnston, o mesmo ex-funcionário da NASA que desobedeceu ordens superiores para destruir milhares de fotos comprometedoras tomadas SOBRE a Lua e Marte, como também nas suas superfícies, auxiliou Hoagland na sua pesquisa para a elaboração de DARK MISSION. Nessa imagem proibida, dessa feita relativa à Missão Apollo-14 e cedida por Ken Johnston, vemos um Astronauta nas proximidades de um imenso paredão vítreo, possivelmente próximo a um dos inúmeros domos lunares! Essa imagem, foi posteriormente mascarada pela NASA de modo a fazer "desaparecer" tal anomalia. Aliás, vários membros dos quadros da NASA igualmente revelaram a Hoagland que esse procedimento é algo usual dentro da NASA - ou seja, mascarar e deturpar fotos e evidências de modo que não cheguem ao conhecimento do público e da Imprensa, além de suprimir as verdadeiras cores presentes nos solos da Lua e de Marte, falsamente transformando-os em lugares cinzas, avermelhados e monótonos! (FOTO: © enterprisemission.com)


E aqui DARK MISSION também nos mostra a imagem de um curioso pôster do consórcio NASA/BOEING, relativo às futuras missões tripuladas ao espaço sideral. Muito sutilmente, nela vemos dois Astronautas.... EM MEIO A RUÍNAS MARCIANAS! O Presidente George W. Bush, no ano de 2004, compareceu às dependências da NASA, praticamente como que intimando-a, e insistiu em "Retornar com a máxima urgência à Lua" (e o quê exatamente ele queria por lá?), chegando mesmo a solicitar ao Congresso uma valiosa soma para tal iniciativa. Contudo, desde a época do seu pai, o qual também fora Presidente e detentor da mesma idéia, tal iniciativa foi estranhamente abortada e sabotada - não se sabe como e por que - enfim, por razões totalmente ignoradas. Seria porque há perigos na Lua? Haveria nela, perigosamente infiltradas, forças e entidades desconhecidas, muito poderosas e ameaçadoras - em outras palavras, outras entidades - isto é, os atuais "proprietários" do nosso (?) satélite, os quais impediriam o acesso dos humanos terrestres nos seus atuais domínios? Ou haveria por lá uma verdade a qual seria proibido à humanidade conhecer?


Jamais o saberemos. Há, contudo, aqueles que SABEM, e o sabem muito bem! Voltemos, então, à Missão Apollo-17. Aqui vemos, mais uma vez, um do seus Astronautas, Eugene Cernan, precisamente o Comandante daquela Missão, aquele que penetrou na tal "Região de Acesso", em Nansen, caminhando pelo solo lunar - precisamente aquele que viu coisas fantásticas em South Massif! Talvez apenas mais um dos vários outros dos seus colegas que tenham colidido com uma verdade cruel e estarrecedora, sendo, porém - e tal como aconteceu com todos os outros que o precederam - vergonhosamente obrigados a silenciar.


E aqui vemos o mesmo Cernan, à direita em uma imagem atual, durante uma cerimônia comemorativa dos 25 anos da Missão Apollo-11 para a qual fora convidado. Cernan, nessa ocasião, foi o protagonista de uma curiosa reação: - ao ser chamado pelo Presidente Bush para subir ao palco e se pronunciar, simplesmente, e através de uma atitude considerada deselegante, simplesmente se recusou a fazê-lo, permanecendo em total silêncio. E notadamente a sua rude fisionomia chamou a atenção de todos os presentes e até mesmo da Imprensa! O ex Astronauta, justamente aquele mesmo que viu coisas fantásticas e talvez perigosas demais em South Massif, assim como todos os demais Astronautas das Missões anteriores da NASA, certamente fazia um silencioso protesto - saberia que retornar à Lua implicaria em perigos. Que seria, talvez, uma temeridade - ou, então, fazia um silencioso porém muito expressivo protesto em razão da sistemática supressão da verdade que há muito tempo vem sendo produzida pela NASA - e que, no entanto, muito lamentavelmente ainda continua! (FOTO: © DARK MISSION)


Qual o terrível segredo, então, que a NASA e o seu Governo guardam assim tão ciosamente e a "sete chaves"? Abramos, portanto, mais um parênteses, retornando ao excelente documentário THE ORION CONSPIRACY, de Seb Janiak - assunto este que, aliás, já abordamos em uma página anterior deste nosso Site. Lembram-se do lema que o seu grupo de pesquisas criou para aquele excelente (e além de tudo muito revelador) documentário?..... (IMAGEM: © theorionconspiracy.com)


..... Acreditamos que sim, o lema era: - "AS ÚNICAS COISAS NOVAS SÃO AQUELAS QUE FORAM ESQUECIDAS"! Vimanas, máquinas voadoras na antiga ìndia; aeronaves esculpidas no portal de um milenar templo egípcio, e assim por diante. Por conseguinte, não há NADA DE NOVO, NADA DE NOVO MESMO! Então, já não há mais necessidade de segredos! O nosso mais remoto e esquecido passado dar-nos-á, finalmente, a resposta espantosa, final e conclusiva a esse tão intrigante e estonteante mistério:


Atlântida, Lemúria - civilizações muito antigas e avançadas que, segundo as mais Antigas Tradições e as mais velhas lendas, nos precederam. Ambas destruídas após uma catástrofe não identificada, a qual literalmente as varreu da face da Terra - da mesma forma como aconteceu com algumas das suas COLÔNIAS. Uma guerra travada entre elas.... Ou contra algo que veio "de fora"? Lendas, lendas e Tradições! Mas até que ponto as lendas seriam mesmo e tão-somente meramente "lendas"? Ambas civilizações extremamente avançadas as quais possuíam tecnologias ainda hoje insuspeitas - sequer sonhadas pelos homens, como também jamais ainda alcançadas pela Ciência do nosso moderno e tão decantado Século XXI. Civilizações que espalharam pela face da Terra a sua sabedoria, os seus suntuosos templos, as suas geométricas pirâmides.....


....Geométricas pirâmides e ruínas de velhos templos, tais como também espalhados pela superfície da LUA......


.... Como igualmente por toda a superfície de MARTE......


Como também.... Geométricas pirâmides e velhas ruínas - aqui mesmo na TERRA, e mediante idênticas arquiteturas! Portanto, não fomos os primeiros e sequer seremos os últimos! A Grande Aventura Cósmica, uma antiga colonização espacial, não viera de "lá de fora", porém PARTIRA DAQUI MESMO! Enfim, o mistério que a NASA e o seu Governo tanto guardam, se resume mesmo no parágrafo final do excelente livro DARK MISSION, de Richard C. Hoagland e Mike Bara, o qual principia com as célebres palavras de Neil Armstrong, Comandante da Missão Apollo-11, quando tocou os seus pés pela primeira vez no solo da Lua (grifos nossos): "- Este é um pequeno passo para o Homem e um grande salto para a Humanidade"- O quê realmente Armstrong reconhecia para uma "audiência oculta", em código naquela noite. Ele representava o "Homem" pisando na superfície da Lua, talvez pela primeira vez APÓS DEZ MIL ANOS. - que a raça humana ("Homem") é apenas um ramo de uma imensamente grande, imensamente mais antiga, infinitamente mais dotada de conhecimento, PORÉM GENETICAMENTE RELACIONADA À RAÇA HUMANA, e da qual, de algum modo, estamos engatinhando nas cinzas de um GRANDE CIVILIZAÇÃO de modo a fazer O MESMO QUE ELES O FIZERAM - para viajar para outros mundos e tocar a Face dos Deuses..... Essa é A VERDADEIRA HISTÓRIA DA RAÇA HUMANA, a razão clandestina para a criação do nome "APOLLO"... Senão a mais suprema "Missão Obscura" para a existência da própria NASA? Seria essa a "Máscara Protetora da Verdade" que Armstrong implorou para o povo jovem da América REMOVER na celebração do vigésimo quinto aniversário da Apollo-11?




Total de visualizações de página

Página FaceBook