BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


segunda-feira, 8 de junho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 120- O SAL PRESENTE NOS CAMINHOS






"Eu te interrogo, sal dos caminhos, mostra-me a colher, deixa-me, arquitectura, roer com um palito os estames de pedra, subir todos os degraus do ar até o vazio, esfregar a entranha até tocar o homem" (Pablo Neruda - CANTO GERAL)



As coisas mais estranhas realmente existem. E se fazem presentes mesmo naqueles lugares mais distantes e impensáveis. Essa curiosa imagem, tomada pelo telescópio espacial Hubble, faz parte de uma intrigante série mostrando que certas galáxias situadas bem nas profundezas do imenso "oceano celeste", apresentam os formatos mais bizarros e inusitados. Algumas tomam as formas de fantasmagóricas imagens ou, por vezes, monstruosas figuras. Observe bem a foto acima....


..... E agora veja esta, a Nebulosa M16, situada em Sagitário, revelando um formato bizarro e monstruoso. Alguns a consideram como uma das horrendas imagens da "besta" , ou o "senhor das trevas" , em pleno espaço sideral....


... Agora reveja a foto em maior aproximação: tem garras, chifres, boca, e até mesmo uma face monstruosa!


Observe-a agora em negativo. Se não é curioso, é, no mínimo, bastante estranho. Dizem certos meios religiosos e até alguns setores ocultistas que as forças das trevas ambicionam tomar o poder de Deus, apoderando-se do Universo - pretendendo por conseqüência ocasionar uma espécie de caos final, destruindo e pervertendo assim toda a Criação do Absoluto.


Coisas estranhas, em cima e em baixo! Nesta imagem, mais um objeto metálico, manufaturado, encontrado nos Montes Urais e cuja idade remonta aos tempos pré-históricos. Evidentemente, trata-se de um eixo com finalidade precípua de rotação, tendo feito parte integrante do complexo mecanismo de alguma máquina qualquer.... Ou possivelmente de um motor! Mas QUAL máquina existia há milhões de anos atrás? E QUEM precisamente a teria operado?


Há, sim, uma herança, uma verdade perdida e sobretudo muito misteriosa no que diz respeito ao nosso remoto e obscuro passado. Essa herança refere-se à existência das perdidas civilizações - Atlântida, Lemúria e talvez muitas outras - que foram destruídas, vindo a perecer devido a circunstâncias ainda ignoradas. Contudo, alguns vestígios teriam ficado, aqui ou acolá. E, segundo dizem as antigas Tradições, alguns poucos sobreviventes, ou refugiados, isto é, aqueles que estavam estabelecidos nas distantes colônias ou que para lá se dirigiram, tiveram que se adaptar a novas situações, recomeçando praticamente do "zero". E as inúmeras evidências tendem a comprovar tais afirmações, principalmente no que concerne ao Antigo Egito, não só pela inexplicável e repentina evolução do seu povo como civilização constituída, como também pela presença de uma estranha raça que se perpetuou no trono desde os seus primórdios, vindo a se extinguir com o assassinato de Tutankamon ao final da XVIII Dinastia.


Múmias e esqueletos bastante estranhos têm sido encontrados em todas as partes do planeta revelando, e por conseguinte comprovando, a existência de algumas curiosas raças advindas de períodos históricos obscuros e além de tudo totalmente divergentes dos padrões humanos conhecidos. Obviamente, devido ao seu caráter insólito e também muito embaraçoso, não fazem parte das tradicionais exposições dos museus, ficando sempre bem longe dos olhos e da curiosidade do distinto público. Essas bizarras múmias, por exemplo, foram encontradas no México e acham-se encerradas em uma espécie de mausoléu, situado em Guajanauto. Observe-as com bastante atenção essa magistral foto - aqui mostrada em full size - e note, principalmente, apenas quatro dedos nas suas mãos. E são cerca de 108 múmias neste verdadeiro "circo do insólito"!


Porém, se você é um bom observador, certamente deverá ter notado alguns estranhos rostos presentes na imagem acima. Vamos então começar pela extremidades: repare bem no primeiro da esquerda: Um inequívoco ALIEN! O que está bem ao seu lado, por sua vez, não deixa de ser igualmente bizarro. Na outro quadro, repare no "rosto" daquilo que parece ser uma mulher, quase ao centro!


Deseja ver mais? Então repare nesta outra seqüência de ampliações: da esquerda para a direita, olhe bem o formato do crânio da primeira criatura. Ao lado, repare no "rosto" do personagem central. E, finalmente, veja - também ao centro - as duas "coisas" que a foto nos mostra - uma delas, aliás, bastante semelhante à imagem de fundo desta página e que por sua vez acha-se gravada em um antiqüíssimo mural egípcio! E que mistura mais curiosa é mesmo essa: algumas dessas insólitas múmias até que podem ser "maias ou astecas", como tentam nos impingir - se é que esses povos tinham mesmo apenas quatro dedos em cada mão. Mas..... E as OUTRAS???


E veja que estranhíssima múmia, recentemente encontrada em escavações arqueológicas na Nova Guiné. De onde teria vindo isso?


Havia mesmo gigantes na face da Terra! Repare na comparação acima, efetuada entre um gigantesco maxilar inferior humano (?) encontrado em um sítio arqueológico originário de um passado remotíssimo e um outro maxilar verdadeiramente humano, isto é, o nosso! Repare no tamanho dos dentes, igualmente comparados.


Contrastes, contrastes e mais contrastes! Há maravilhas escondidas nos soturnos porões dos museus....


..... Coisas bizarras, além da imaginação mais ousada e no entanto espantosamente reais!


Criaturas dos tempos perdidos, ou quem sabe das estrelas distantes?


...... Criaturas de reduzida estatura e outras dotadas de portes gigantescos!


E repare na colossal estatura deste outro bizarro esqueleto do passado, como sempre colocado na penumbra e na mais vergonhosa obscuridade do esquecimento.


E novamente surge a pergunta que não quer calar: - de onde exatamente teria surgido tudo isso, aqui neste nosso planeta? E por qual motivo exatamente escondem tudo isso? De quê têm medo os prestidigitadores da verdade?


E nesta imagem (BBC) você vê um curioso sítio arqueológico recentemente encontrado e escavado na ilha de South Uist, Hébridas, ostentando a curiosa forma de "mini-pirâmides" - ou se preferirmos UFOs! Segundo os cientistas é originário da chamada Idade do Bronze.....


..... onde por sinal foram encontrados dois bizarros esqueletos mumificados. Um deles é visto na foto acima (© Dr Mike Parker-Pearson)....


.... E aqui está o outro (FOTO: também © Dr Mike Parker-Pearson). Segundo se apurou, pertenceram a um macho e uma fêmea, porém dotados de estranhas características. Algumas delas, aliás, são verdadeiramente gritantes, não necessitando de maiores conhecimentos de Anatomia pois podem ser notadas bem acima: o exagerado comprimento dos braços; a incomum ossatura das costelas, e os dedos em forma de garras. Os outros curiosos detalhes são representados por aquilo que os cientistas consideraram como "um autêntico quebra-cabeças de ossos", já que tais esqueletos de tão insólitos parecem ter sido montados através dos ossos de vários indivíduos distintos - em outras palavras, não pertencentes a qualquer espécie humana conhecida! O Dr Mike Parker-Pearson, chefe da equipe de arqueólogos, responsável pela surpreendente descoberta, talvez para não revelar publicamente que se trata dos restos de criaturas extraterrestres, sutilmente declarou que "essas múmias são uma espécie de Franksteins" - numa alusão ao famoso monstro do cinema e da literatura que foi montado e reviveu por obra de um médico louco, a partir dos remendos de partes esparsas e dos órgãos vitais de vários cadáveres. Só que estes daí de cima, muito pelo contrário, não são absolutamente meras obras da ficção!


E em Sungir, antiga URSS, foi por sua vez encontrado este outro esqueleto que em vida pertenceu a um autêntico gigante!


E prospecções petrolíferas efetuadas no Deserto Arábico, por sua vez revelaram este imenso esqueleto, que igualmente pertencera a um gigante dos nossos mais remotos e esquecidos períodos pré-históricos!


Contudo, as coisas estranhas também povoam não só os céus, como também a superfície e ainda os misteriosos subterrâneos deste nosso pequeno planeta. Esta foto nos foi enviada por um visitante, tendo sido tomada no interior de umas das misteriosas, profundas e inexploradas cavernas situadas em São Thomé das Letras, aqui no Brasil, onde dizem existir entradas para os chamados "mundos subterrâneos". E, por sinal, os UFOs freqüentemente se manifestam no céu! A esfera luminosa de alta intensidade não estava presente no cenário no momento em que a foto foi tomada. Que tipo de misteriosa energia invisível seria essa - e ainda por cima advinda das profundezas do nosso planeta, onde, especula-se, poderiam habitar estranhas civilizações, sobreviventes de um remotíssimo passado terrestre?


Reveja a imagem em ampliação e também em negativo, à direita. Uma sonda exploratória, semelhante a certos tipos de UFOs? Talvez!


E por falar neles, os UFOs, nesse particular é sempre bom relembrar que a inquietante presença deles nos nossos céus já era mesmo registrada desde os períodos históricos mais remotos. Eles, ou melhor dizendo, os seus misteriosos tripulantes, parecem acompanhar a trajetória do nosso planeta e também da nossa humanidade com alguns notáveis interesses.....


..... Interesses de alguns desses tripulantes por vezes bastante estranhos. E, mais ainda, cruéis e desprovidos de qualquer explicação lógica! Na imagem acima, você vê, exageradamente aumentado, um implante alienígena, recentemente retirado de um ser humano pela equipe do Doutor Roger Leir, um médico norte-americano, professor da Faculdade de Medicina da Califórnia, que, sendo a princípio um cético, rendeu-se às espantosas evidências que surgiram diante de si, tornando-se atualmente um dos maiores especialistas no campo dos estudos e das pesquisas desse intrigante assunto.


Aqui, a ampliação milhares de vezes, por intermédio de um microscópio eletrônico, da estrutura de outro implante alienígena retirado do corpo de uma vítima em 1994. Por intermédio desses dispositivos, elaborados com materiais DESCONHECIDOS NA TERRA, alguns tripulantes dos UFOs verdadeiramente escravizam os seres humanos - mental, física e psiquicamente, mantendo-os sob constante monitoração. As palavras do Dr. Roger Leir devem, portanto, ser ouvidas com muita atenção: - "Eu não sou um destes fanáticos por UFOs. Eu sou um doutor, um homem cético de ciência. Mas até que alguém prove o contrário, tenho que trabalhar na suposição que estes implantes são de origem extraterrestre".


Mas tudo é pó, e ao pó retornará! O Sal da terra, o sagrado e abençoado chão no qual pisamos, esconde verdadeiramente os seus inúmeros e sutis segredos. Ossos, crânios, esqueletos, quem sabe outrora portentosas cidades - soterrados, esquecidos para sempre, jazem sob os nossos pés. Velhas civilizações, os restos dos antigos habitantes - como também dos mais bizarros "visitantes" - tudo isso, de quando em vez, retorna à luz do nosso Sol, assim como tímidos lembretes, tal como uma grave e solene advertência, lembrando-nos de quão verdadeiramente efêmeras, quão passageiras e ilusórias, são as conquistas e as frágeis moradas temporais do homem.






O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 119- VINHAS DE METEORO, SUBTERRÂNEOS DE SAFIRA.....




São as vinhas do meteoro, os subterrâneos da safira..... Ninguém pôde recordá-las depois: 


o vento as esqueceu, o idioma da água foi enterrado, as chaves se perderam ou se inundaram de silêncio ou sangue. E a minha palavra nascerá de novo, talvez noutro tempo sem dores, sem os fios impuros que enredaram negras vegetações ao meu canto, e nas alturas arderá de novo o meu coração ardente e estrelado" (Pablo Neruda - CANTO GERAL)/b>



Este é o mapa do nosso país, o Brasil, terra de dimensões continentais que certamente esconde muitos segredos e mistérios do passado. Preste atenção na cidade chamada "Rio Branco", capital do Estado do Acre - região limítrofe com os vizinhos países, Peru e a Bolívia, e ainda por cima situada em meio às Insondáveis e pré-históricas selvas da Floresta Amazônica.


Verdadeiramente impressionante! Na foto você vê uma sensacional descoberta arqueológica, recentemente efetuada aqui mesmo no Brasil - precisamente nesse Estado chamado Acre. São colossais estruturas geométricas, marcadas profundamente no solo, sem datação e origem ainda definidas, encontradas por fazendeiros durante a derrubada de milhares de hectares de floresta para semear pastagens nos vales dos rios Acre, Purus e Abunã! Trata-se de uma descoberta tão importante que até mesmo uma equipe da British Broadcast Corporation (BBC-TV) e vários cientistas finlandeses vieram ao Brasil para registrar a descoberta desses insólitos geoglifos - inegavelmente obras de seres inteligentes. Mas.... QUAIS seres inteligentes se tudo isso esteve oculto pela floresta inexplorada e hostil desde tempos imemoriais e esquecidos do passado terrestre? (FOTO: Edison Caetano)


E tal como ocorre nas chamadas Linhas de Nazca, no Peru, elas são únicas no planeta e por isso mesmo já chamam a atenção de cientistas do mundo inteiro. São mais de 50 figuras cuidadosamente desenhadas através da inexplicável movimentação de milhares de metros cúbicos de terra, ao longo de uma enorme região anteriormente coberta pela floresta. São círculos que medem até 200 metros de diâmetro, com até 215 metros de lado. Há também círculos contidos dentro de quadrados ou quadrados dentro de círculos. E ainda algumas figuras em forma de ''U''! O maior de todos os quadrados, com 230 metros de lado, é dotado de um semicírculo dentro de dois ângulos opostos!!! E tudo isso foi feito para ser visto única e exclusivamente do alto.... Numa época em que, segundo pensam os cientistas, A FLORESTA AINDA NÃO EXISTIA - em outras palavras, talvez milhões de anos atrás!!!! (FOTO: Edison Caetano)


E é exatamente ISSO o que pensa o renomado cientista e paleontólogo brasileiro, Alceu Ranzi, da Universidade Federal do Acre: " Minha preocupação está em saber se eles foram construídos antes ou depois de a floresta ter surgido. Acredito que são mais antigos que ela. Mas não temos a menor idéia de quem, como e com que finalidade esses desenhos foram construídos. De concreto, no entanto, é o fato de que estas obras são únicas. Me parecem tão ou mais importantes que Machu Picchu, as linhas de Nazca e outros tantos mistérios espalhados pelo planeta''. (FOTO: Edison Caetano)


Como de fato, são marcas indiscutíveis de uma civilização muito antiga e que, por sinal, fora dotada de uma fantástica tecnologia que lhe permitia realizar prodígios tais como esses! E se você observar essas fotos com bastante atenção, poderá notar que parecem ser algo assim como "tampões, ou imensas portas seladas, que certamente conduzem a estruturas subterrâneas, onde, somente Deus sabe, poderão ser encontradas coisas provenientes de um passado remotíssimo, vestígios de perdidas civilizações, coisas situadas para muito além da nossa imaginação mais ousada. (FOTO: Edison Caetano)


Os tradicionalistas costumam ensinar que os povos pré-colombianos "não conheciam a roda"! Porém, podemos assegurar que..... MUITO ANTES DELES alguém não só as conhecia como também delas se utilizava nos artefatos mecânicos de alta precisão - tais como essas engrenagens METÁLICAS vistas na foto e que foram encontradas em escavações arqueológicas no Peru! Sabemos muito pouco, ou melhor dizendo, verdadeiramente NADA, sobre o nosso passado remoto e oculto. A Terra conheceu civilizações altamente evoluídas e tecnológicas, as quais muito possivelmente mantiveram estreitos contatos com povos de outros mundos do espaço sideral. E as sempre chocantes evidências nos provam que, quanto a isso, não existem mesmo quaisquer meios-termos!


Na verdade - e da mesma forma - NADA sabemos sobre as estranhas raças que no passado mais remoto e obscuro viveram neste nosso pequeno e ainda desconhecido planeta. Esta múmia fossilizada de uma criatura gigantesca - batizada como "O Gigante de Dyer" - dotada de aparência e morfologia humanas, e cuja idade talvez remonte há milhões de anos, foi encontrada por mineradores em 1895 no município de Antrim - Irlanda. Sua altura total: 3,70 metros - um verdadeiro gigante! Circunferência do tórax: 1,97 metro! Peso? DUAS TONELADAS. E mais ainda: apenas quatro dedos em cada mão e seis dedos em cada pé! Como aliás seria de se esperar, "sumiu" e o seu destino é, portanto, totalmente ignorado. (FOTO: publicada pela revista inglesa STRAND)


Outra evidência incontestável: Também no distante ano de 1895, mineradores que trabalhavam nas proximidades de Bridlevale Falls, Califórnia, EUA, descobriram a antiqüíssima tumba desta mulher cujo esqueleto indicava sua altura em quase 3 metros! Tinha ao colo uma criança, também fossilizada, a qual por certo deve ter morrido juntamente com ela. Felizmente foi adquirida por Ripley (foto), o criador do famosos seriado da TV "Acredite se Quiser", muito antes que alguns setores contrariados igualmente dessem o devido sumiço a ela.


Ripley foi, de fato, um benfeitor valioso e indireto da Arqueologia, pois sempre que algo inusitado era encontrado apressava-se em adquirir para fins de exposição nos seus filmes e no seu museu, situado em Orlando - Flórida Essas duas insólitas múmias, também por ele adquiridas, foram encontradas exatamente no interior de uma profunda caverna em Yosemite Valley - intocada desde tempos imemoriais e postadas logo atrás de uma espessa parede de pedras propositadamente erguida para proteção da tumba.....


....... Esses dois impressionantes personagens arqueológicos foram também colocados em exposição no seu museu de coisas insólitas. Note-se a grande estatura da criança, bem como o rosto daquela antiga mulher - lembrando em muito os rostos de algumas múmias da realeza do Antigo Egito. Uma simples coincidência? Talvez NÂO!


Aliás, os relatos bíblicos têm toda razão: HAVIA GIGANTES NAQUELES TEMPOS NA FACE DA TERRA! Esse crânio mostrado na foto pertenceu a um desses verdadeiros colossos do passado. Descoberto em 1911 por mineradores na caverna de Lovelock, este imenso crânio fazia parte dos inúmeros e estranhos esqueletos com mais de três metros de altura ali cuidadosamente preservados. Segundo os cientistas, "esses restos mortais pertenceram a um povo desconhecido cujos membros tinham uma estatura entre 2,80 e 3 metros". Este enorme crânio - por sinal o único que "sobrou" dos impressionantes achados naquela caverna - está exposto, juntamente com fotografias e alguns objetos lá encontrados, no museu Humboldt, em Nevada, USA.


Esta inóspita paisagem nos mostra o assim chamado "Vale da Morte", EUA. Uma estranha região onde nada se desenvolve, nenhuma vegetação floresce e existem, ainda, os sombrios vestígios radioativos de ter sofrido há milhões de anos atrás.... Uma EXPLOSÂO NUCLEAR! Os próprios índios que habitavam as cercanias, evitavam aquele lugar, para eles "amaldiçoado" e tabu - uma memória atávica de algo horrível que ali acontecera em tempos muito remotos, destruindo toda a vida que ali prosperava! Foi exatamente em 5 de agosto de 1945 que a edição do Jornal San Diego Union publicou que os restos mumificados de "verdadeiros gigantes cobertos com em estranhas roupas, tendo uma idade estimada em cerca de 80 mil anos" foram lá encontrados! Em 1931, por sua vez, o cientista Dr. F. Bruce Russell localizou uma rede de vários túneis subterrâneos no Vale da Morte, porém somente lá retornou em 1947 quando então descobriu os restos mumificados de vários homens-gigantes com mais de 3 metros de altura. Em uma outra misteriosa edificação subterrânea, foi também encontrado uma espécie de templo dotado de estranhos simbolismos - segundo pensavam os cientistas, ATLANTES! E você sabe quem é a autora da foto acima? A NASA, que andou por lá em 1994. Estranho, não? O negócio dela é "lá em cima", bem no espaço sideral, e, por conseguinte, o quê procurava ou teria achado de tão interessante assim "cá por baixo" - e ainda por cima no inóspito e desolado Vale da Morte? Muito sutil mesmo!


Esta mão humana (?) fossilizada, o chamado "Fóssil de Gutierrez", atualmente sob a guarda de uma coleção particular e que tem uma idade estimada entre 100 a 130 milhões de anos, foi encontrada na Colômbia. Observe o seu tamanho gigantesco, bem como o inusitado formato dos "dedos" - em nada parecidos com os nossos! Quem teria sido o seu pré-histórico - e além de tudo gigantesco - "dono"?


E as provas de que não há mesmo nada de novo sob o nosso Sol, também dizem respeito à utilização das mais extemporâneas tecnologias bélicas e letais, isso desde os tempos mais remotos. Na Zâmbia, antiga Rodésia do Norte, trabalhadores em uma mina de zinco acharam este crânio pré-histórico, classificado como pertencente a um homem do tipo Cro-Magnon. Os paleontólogos chamaram-no de "Homem de Broken Hill" ou "Homem da Rhodesia" e, devido ao seu caráter insólito, o encaminharam ao Museu Britânico onde foi realmente constatado que o tal homem pré-histórico morrera devido à perfuração (vista claramente na foto), causada por uma espécie de PROJÉTIL em muito semelhante aos disparados pelas modernas armas de fogo..... Só que desconhecido, diferente e muito mais eficiente do que os nossos. Possivelmente uma espécie de.... Laser!


E por falar nisso, vamos dar um basta às velhas farsas e às surradas hipocrisias: as modernas técnicas da Arqueologia Forense revelam, a partir da reconstituição computadorizada de crânios, que os chamados homens de Neanderthal e Cro-Magnon (reconstituições nas fotos), sempre descritos como uns seres meio-macacos, idiotizados e brutos, eram PLENAMENTE HUMANOS. E além disso, em NADA DIFERENTES DE NÓS.....


.... Tanto que os cientistas elaboraram essa montagem, mostrando como ficaria um dos chamados 'homens das cavernas" numa adaptação aos tempos modernos. Nada mau, não? Passaria inteiramente despercebido em nosso meio. E ainda por cima, não é mesmo muito melhor do que algumas pessoas que circulam pelas nossas bárbaras e tumultuadas ruas?


Vinhas de meteoro, subterrâneos de safira..... Não é mesmo verdade que até os tempos se reencontram? O que está em cima será sempre igual ao que está em baixo. É a Lei. E este mesmo tempo, precisamente no momento mais oportuno e mais propício, nos provará que nas nossas ainda tímidas, mas promissoras veias corre o sangue das estrelas distantes - o mesmo dos seus intrépidos e muito antigos conquistadores. Abençoada seja a mão que adora o fruto, mas antes de tudo se ergue para venerar a terra. Tudo se repercute sobre tudo. Os antigos mistérios, as grandes verdades esquecidas, aguardam - apenas e tão-somente - o amadurecer das épocas e das consciências até então adormecidas. Os antigos Portais abrir-se-ão, as Cápsulas do Tempo, herança das perdidas civilizações para um futuro e uma posteridade desconhecida, finalmente se revelarão de forma maravilhosa. E os Livros de Pedra permitirão, enfim, desvendar o sagrado âmago da sua oculta Geometria - assim como as distantes estrelas do céu eternamente radiante, infinita, saturada de uma intensa e Imorredoura Luz.
"Águia sideral, vinha de bruma. Bastião perdido, cimitarra cega. Cinturão estrelado, pão solene. Escada torrencial, pálpebra imensa. Túnica triangular, pólen de pedra. Lâmpada de granito, pão de pedra. Serpente mineral, Rosa de pedra. Nave sepulta, manancial de pedra. Cavalo da luz, Luz de pedra. Esquadra equinocial, vapor de pedra. Geometria final, livro de pedra"
(Pablo Neruda - CANTO GERAL)







Total de visualizações de página

Página FaceBook