BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


quinta-feira, 13 de agosto de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 244 ALPHA POLARIS



"As ruínas estavam ali diante de nós como um barco desarvorado em pleno mar, os mastros perdidos, o nome apagado, a tripulação desaparecida, e ninguém para dizer-nos de onde veio, a quem pertenceu, quanto tempo viajou, qual foi a causa do desastre. 
Apenas uma suposta semelhança na construção do "navio" nos permite adivinhar quem o tripulou, e assim mesmo nem isso talvez se possa dizer com segurança" (John L. Stephens - arqueólogo e descobridor das perdidas ruínas maias de Cópan)




Desafios a um espelho muito obscuro! Quem, de fato, inventou o avião? Oficialmente os Irmãos norte-americanos Wright? NÃO; ERRADO! foi Alberto Santos Dumont, muito embora insistam em negá-lo, retirando assim o incontestável mérito daquele grande inventor brasileiro. E quem, por sua vez, inventou o rádio? Marconi? Também NÃO! É importante que saibamos que alguns anos antes dele (em 1896), precisamente em 1894, o padre brasileiro Roberto Landell (foto) foi o primeiro a fazê-lo, mediante a construção de um aparelho que efetuou a primeira transmissão de ondas de rádio na avenida Paulista, no Estado de São Paulo, o que, aliás, gerou a destruição da sua oficina de trabalho por membros da própria Igreja Católica! Dotado de grande visão, as suas palavras profeticamente ecoam até hoje: - "Dai-me um movimento vibratório, tão extenso quanto a distância que nos separa deste e de outros mundos, que giram sobre nossas cabeças ou sob nossos pés, e chegarei fazer minha voz até lá". Fatos como esses, Prezado Visitante, se tornam altamente relevantes justamente pelo fato de demonstrarem que certos interesses na maioria das vezes se sobrepõem à verdade dos fatos, obliterando o conhecimento e escondendo da humanidade coisas que lhes são, e seriam, extremamente significativas e importantes. E isso, muito lamentavelmente, ainda ocorre em vários campos do conhecimento humano, quando certos setores se recusam a admitir verdades que lhes seriam altamente embaraçosas, além de, evidentemente, forçá-los a reconhecer que através do "muito" que julgam saber, na verdade.... NADA SABEM.


"Brasil, Estado do Acre, precisamente nas proximidades com as fronteiras do Peru e Bolívia. Aqui, em plena Amazônia Brasileira, foram recentemente descobertos inúmeros e imensos marcos artificiais espalhados pela paisagem numa vasta extensão - cerca de 250 quilômetros quadrados entre os rios Acre e Iquiri - os quais estiveram ocultos desde milênios sem conta pelas vastas florestas que só recentemente foram desbravadas e derrubadas para fins de servir às atividades de agropecuária".... Lembra-se desse texto, o qual mostramos juntamente com algumas intrigantes fotos em uma página anterior? Certamente que sim, porém, ainda tem algo mais por lá: o nosso estimado visitante resolveu dar uma olhada nas proximidades com o excelente Google Earth e veja só o que encontrou, assinalou, e gentilmente nos cedeu......


..... Aqui, o intrigante detalhe devidamente ampliado: É MESMO UM IMENSO ROSTO QUE FITA O ESPAÇO!!!


..... Agora, vamos rotacioná-lo, colocá-lo em negativo e também em realce. Além de absolutamente nítido e muito claramente discernível, é chocante, não? E assim como muitos outros espalhados por toda a Terra, foi feito em épocas muito remotas somente para ser visto do céu!


Nas desoladas e desérticas encostas montanhosas do Iemen, exatamente em uma área denominada Sana'a, visto do espaço um misterioso símbolo se faz presente!..... (FOTO: © Europe Technologies/DigitalGlobe/Google, gentilmente pesquisada e cedida pela nossa estimada visitante Isabel Gonçalves, Portugal)


..... O qual, todavia, não é o único. São exatamente três, nos quais a insistente presença da representação de um Sol torna-se extremamente nítida e evidente..... (FOTO: © Europe Technologies/DigitalGlobe/Google, gentilmente pesquisada e cedida pela nossa estimada visitante Isabel Gonçalves, Portugal)


..... Assim como também este outro, gravado há certamente muitos milhares de anos em um paredão rochoso anda hoje inacessível! Que misteriosa civilização teria sido capaz de fazer isso, e o quê exatamente esses símbolos sinalizam diretamente para o céu? (FOTO: © Europe Technologies/DigitalGlobe/Google, gentilmente pesquisada e cedida pela nossa estimada visitante Isabel Gonçalves, Portugal)


O Símbolo Solar, reverenciado por quase todas as antigas e mais evoluídas civilizações do passado que conhecemos, uma adoração lógica cujas raízes são, de fato, muito mais profundas do que possamos pensar:


O símbolo de um Sol, a marca dos antigos iniciadores da humanidade terrestre, presente nas heranças e nas tradições de todas as nossas antigas culturas do passado, exatamente naquelas mais avançadas e evoluídas - legitimamente herdeiras em linha direta de um prodigioso conhecimento que chegara desde o CÉU. O Sol Alado, representa não somente um aspecto religioso altamente avançado, uma vez que em todo o Universo um sol que dá a vida aos seus planetas circundantes é a fonte de luz, calor e vida - em outras palavras, o centro de um átomo, o núcleo maravilhoso, apropriada e sabiamente adorado e reverenciado como O Duplo Maravilhoso de Deus! Por outro lado, o disco alado também representa o formato de máquinas absolutamente fantásticas e maravilhosas que desde milênios aqui chegaram transportando os antigos "deuses" - os heróis de um passado muito remoto e obscuro, o qual somente agora começa a ser vislumbrado! A Tradição nos diz que na Atlântida - fundada por seres de uma OUTRA GALÁXIA - o Duplo de Deus, o Sol, era reverenciado. O Antigo Egito, assim como também em alguns outros lugares do planeta, era uma das suas remotas colônias e onde essa adoração foi perpetuada.


Na foto, os destroços de uma astronave desconhecida repousam no desértico solo de Marte; algo que deixa de se tornar mera especulação para se transformar em uma espantosa realidade: não estamos sós no maravilhoso Infinito estrelado que nos cerca! Civilizações milhares, talvez milhões de anos e eras de progresso muito mais antigas do que a nossa já percorriam - e ainda percorrem - o espaço sideral com as suas máquinas maravilhosas. E, portanto, NADA, nada mesmo impede que algumas delas já tenham visitado a Terra e, em tempos obscuros e esquecidos, até mesmo aqui se estabelecido. (FOTO: NASA e © Steve Wingate)


Tudo faz sentido, todas as peças do quebra-cabeças se encaixam de forma maravilhosa e absolutamente lógica! Nessa antiga foto, você vê trabalhadores egípcios junto à entrada para a Grande Pirâmide de Gizé, no Egito - merecidamente uma das sete maravilhas do mundo antigo e também uma portentosa obra de Engenharia, a qual, através das nossas mais modernas técnicas e tão decantadas tecnologias, incapaz de ser igualada mesmo nos dias de hoje! Na verdade, além de não se saber exatamente quem a construiu e, notadamente, mediantes quais técnicas, a sua idade é tão antiga que se perde na noite dos tempos. Muito antes de essa foto ser tomada, porém, na época em que os Muçulmanos conquistaram o Egito, um antigo manuscrito denominado Murtadi, tacitamente nos revela algo impressionante (e preste bastante atenção nisso): Por ordem de um Califa, disposto a encontrar uma entrada para a Grande Pirâmide, seus trabalhadores arrombaram a estrutura em um ponto qualquer e, aterrorizados, se depararam com estranhos objetos, tais como: duas gigantescas estátuas de seres NÃO HUMANOS; um curioso vaso de cristal vermelho, o qual sempre mantinha o MESMO PESO quando preenchido com alguma substância e, sutil, um artefato semelhante a UM ANIMAL COM OLHOS BRILHANTES e que EMITIA SONS APAVORANTES, tal como se fora uma espécie de alarme! Tudo isso plenamente operante por milênios sem conta! De onde teria vindo e, portanto, chegado ao Antigo Egito, tão avançada e sofisticada forma de tecnologia? Uma das pistas nos diz que a construção da Grande Pirâmide ocorreu no tempo em que ALPHA POLARIS era a nossa estrela polar, há precisamente 31.500 anos!


Tudo, sem dúvida, muito lógico! Nas famosas Pedras de Ica, uma biblioteca pétrea encontrada aos milhares de exemplares no Peru, e que remonta aos mais distantes tempos pré-históricos (além de se tratar de frutos de uma avançadíssima cultura desconhecida que habitou o nosso planeta), um continente agora perdido não deixou de ser devidamente representado em meio ao Oceano Atlântico: precisamente os contornos da ATLÂNTIDA!


O perdido Continente da Atlântida, cujas evidências cada vez mais começam a surgir, não é uma simples lenda tal como querem alguns setores mais céticos e comodistas. A moderna tecnologia dos satélites nos mostra que na vasta área em que aquele continente ocupou, exatamente entre a África e as Américas, existem muitos e intrigantes mistérios submersos. Acima você vê, já na área mais ocidental do Atlântico, precisamente nas Bahamas - área, aliás, do famigerado Triângulo das Bermudas - algo verdadeiramente muito estranho que se destaca em meio às profundezas. Parece ser uma espécie de "rosto" ou, então, uma estrutura desconhecida submersa.


E já na área da América Central, nas proximidades do território cubano, uma profusão de linhas submersas, dispostas em padrões geométricos, indica a existência de antigas estradas, muralhas ou edificações!!! (FOTO: © DigitalGlobe/Google)


Por outro lado, mergulhadores e alguns pesquisadores isolados têm encontrado nas profundezas do Atlântico certos artefatos não condizentes com quaisquer culturas históricas tradicionalmente conhecidas - todos eles repletos de sinais, símbolos e caracteres alfabéticos inteiramente desconhecidos! O formato de um UFO é nítido no detalhe acima. Por outro lado, alguns sinais lembram caracteres hieroglíficos proto-egípcios!


E agora, VEJA ISTO! De um visitante que - por motivos óbvios respeitamos - não quis se identificar, recebemos essas espantosas fotos que nos mostram atônitos mergulhadores em ação nas águas do Atlântico no exato momento em que descobriam curiosas ruínas (ou, quem sabe, artefatos!) perdidos desde muitos milênios nas suas águas!!!


E pelo pouco que se sabe, tais impressionantes imagens teriam sido tomadas exatamente na região do Triângulo das Bermudas, em outras palavras a perdida ATLÂNTIDA!


E VEJA ISTO TAMBÉM!!! Um misterioso artefato foi igualmente lá encontrado - um objeto fantástico cujas finalidades se tornam desconhecidas porém denotam se tratar de uma avançada forma de tecnologia!!!


Aqui, o enigmático artefato, aparentemente metálico, visto através de um outro ângulo! Quê exatamente seria isso? Um emissor de raios; uma arma; uma espécie de radar; um sinalizador? Quem sabe? Tudo é mesmo possível!


Há, também ali, os incontestáveis vestígios das mãos e das volições de seres inteligentes. Nessa imagem, um mergulhador examina uma curiosa estátua. Oficialmente, dizem que tais ruínas teriam sido artificialmente construídas e montadas por um grupo de mergulhadores entusiastas de modo a recriar um ambiente tipicamente da "Atlântida" no fundo do oceano. Mas terá sido isso mesmo? Quem nos enviou essas fotos pergunta a respeito da nossa opinião, a qual, acreditamos, será idêntica à sua, Prezado Visitante: - Pode até ser, mas não é mesmo tudo isso muito perfeito, perfeito em demasia e ao extremo, para se tratar de meras "obras de arte"?


E nessa área do chamado "Triângulo" sabe-se que alguns artefatos estranhos têm sido, de fato, encontrados. Acima, você vê curiosas estátuas que supostamente foram resgatadas das profundas águas do oceano. Teriam sido elaborados em material rochoso desconhecido, altamente resistente por milhares de anos submersos! Além disso, representam tipos étnicos absolutamente desconhecidos do passado das Américas. Seriam também meros "trabalhos artísticos"? Você será o juiz!


Pirâmides; estruturas colossais; montanhas inteiras esculpidas.... Tudo isso espalhado através dos quatro cantos deste nosso pequeno, porém muito misterioso planeta, devem nos levar a um forçoso e inevitável ponto de reflexão: se não foi a nossa civilização que edificou essas coisas, alguém certamente o fez - muito clara e evidentemente, civilizações muito mais antigas do que ela! E as mais diversas provas quanto a isso efetivamente existem:


TRAÇOS DE GIGANTES ENCONTRADOS NO DESERTO - AFP - Um Professor aposentado de Ohio descobriu relíquias de uma antiga civilização cujos homens eram dotados de uma altura de 8 ou 9 pés (2,43 - 2,74 m), no deserto do Colorado, próximo à linha de Arizona-Nevada-Califórnia - uma (agência) associada revelou hoje. Howard E. Hill, de Los Angeles, falando no Transportation Club, revelou que inúmeras e bem preservadas múmias foram retiradas ontem de uma caverna situada em uma área de aproximadamente 180 milhas quadradas, que se estende através da grande parte meridional de Nevada ao Vale da Morte, na Califórnia, ao longo do rio Colorado, no Arizona. Ele disse que o descobridor, foi o Dr. F. Bruce Russel, médico aposentado de Cincinati, o qual se deparou com o primeiro de muitos túneis em 1931, logo após vir do Oeste e decidir praticar mineração em prol da sua saúde.... MÚMIAS ENCONTRADAS: ..... O Dr. Russel encontrou restos mumificados juntamente com implementos de uma civilização que o Dr. Bovee colocou como situada há cerca de 80 MIL ANOS atrás. - "Esses gigantes estavam vestidos com ROUPAS consistindo de casacos em tamanhos médios e calças que se estendiam ligeiramente abaixo dos joelhos", declarou Hill, "A textura desse material aparentava cinza, como de pele de cordeiro, mas obviamente fora tomado de UM ANIMAL HOJE DESCONHECIDO". MARCAS ENCONTRADAS: Hill declarou que em uma outra caverna fora encontrado um recinto ritualístico desse antigo povo juntamente com dispositivos e sinais hoje adotados pela Maçonaria. Em um longo túnel, foram encontrados os restos bem preservados de animais, incluindo elefantes e tigres. Apesar disso, acrescentou Hill, restos de mulheres não foram encontrados". Declarou que os exploradores acreditam que aquilo que encontraram era uma necrópole da hierarquia de uma tribo. Os hieróglifos assumindo uma semelhança com o que é conhecido como O PERDIDO CONTINENTE DA ATLÂNTIDA - tudo esculpido e cuidadosamente polido em granito". O Dr. Violla V. Pettit, de Londres e que realizou escavações ao redor de Petra, no Deserto Arábico, começará brevemente uma inspeção nesses restos". Uma antiga notícia, publicada em 5 de agosto de 1947 no conceituado Jornal San Diego Union, que certamente dispensa maiores comentários, Aliás, os grifos (nossos) já dizem mesmo tudo! Resta apenas saber porque exatamente (e também de modo muito "conveniente") sumiram com tais achados, e porque a coisa - como, por sinal, sempre costuma acontecer - mergulhou desde então no mais absoluto e sepulcral silêncio.


Mas, apesar do sigilo oficial, hoje a moderna tecnologia dos satélites também nos mostra antigas cidades soterradas, civilizações desconhecidas e muito antigas que em épocas pretéritas conheceram o seu apogeu e glória e hoje dormem seu sono, patético, esquecidas, mergulhadas para sempre nos inexoráveis corredores do tempo. Um dia, e não devemos esquecer disso, tal como uma espécie de anátema, ou quem sabe um castigo divino, o mesmo poderá vir a ocorrer com a NOSSA própria e tão decantada civilização! (FOTO: © DigitalGlobe/Google)


Sim; já podemos claramente ouvir os gritos silenciosos de uma remota antigüidade! Grutas de Tassili, Continente Africano, um outro fantástico e absolutamente autêntico repositório arqueológico do passado, onde se acham retratadas as imagens de astronautas vestindo seus uniformes, UFOs e outras coisas muito reveladoras advindas dos nossos tempos ditos pré-históricos. Acima, o antigo e muito refinado artista (que de "primitivo e bruto", assim como podemos constatar não tinha absolutamente NADA), deixou para a posteridade a imagem de um animal desconhecido, muito possivelmente um remotíssimo e ainda não catalogado ancestral do elefante, com o qual certamente convivera. E tal como aconteceu em Ica, no Peru, TUDO (aliado ao inegável "fator contemporâneo") também nos atesta a grande antigüidade dessas imagens..... (FOTO: Philip Coppens)


...... Uma vez que o homem "primitivo" de Tassili também não deixou de retratar as imagens de seres estranhos que, logicamente, estiveram diante dos seus olhos e que mais tarde, adorados como "deuses", dariam origem à prodigiosa Civilização Egípcia. Note-se não só os toucados, como também - e muito principalmente - as representações simbólicas que posteriormente seriam dadas aos deuses TOTH (com cabeça de Íbis) e Anúbis (divindade com rosto de chacal)! TUDO, então, se torna extremamente lógico, muito evidente: em tempos muito recuados da evolução terrestre, aqui já habitaram prodigiosas e muito evoluídas civilizações cujos eloqüentes vestígios, hoje, apenas começamos a vislumbrar. Alpha Polaris..... Estrelas distantes cujas luzes hoje nos retornam, provando assim que TUDO é apenas e tão-somente um mero recomeço. Pois, há mesmo, em tudo, uma profunda analogia. O passado, então, se foi, está acabado? Nem sempre; ele, por vezes, ressurge, tal como um fantasma que se recusa a deixar uma velha casa abandonada. E por mais breves que sejam nossas vidas, cada um de nós será, por certo, detentor de uma longa história. E as marcas desses périplos sempre ficam, latentes, por vezes doloridas. O mesmo acontece com as civilizações. Aliás, e como costumeiramente ocorre na própria vida de cada um de nós, não haverá sempre um ponto de partida para o qual inevitavelmente retornamos após percorrermos um longo, áspero e muito tortuoso círculo? (FOTO: Philip Coppens)







Total de visualizações de página

Página FaceBook