BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


sexta-feira, 12 de junho de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 128- PARA ALÉM DAS FRONTEIRAS DA HISTÓRIA





"A História da humanidade prova-nos que o homem sempre encontrou mais do que procurava. As grandes descobertas, com freqüência, foram realizadas contra o senso comum. Era ir contra o senso comum afirmar, há coisa de quatro séculos, que a Terra girava em torno do Sol. Mas é preciso fazer uma distinção entre o senso comum e o bom senso. 


É o bom senso que, aplicando-se melhor ao detalhe e aprofundando-se no sentido das coisas, contraria com freqüência o senso comum, o qual é apenas uma primeira impressão" (Guy Tarade)



Não há mesmo mais como esconder as evidências. Uma antiga civilização desconhecida, talvez vinda de muito longe, habitou as Américas! Na foto, você vê em Road Canyon, EUA, mais uma bizarra escultura retratando, como sempre, um enigmático rosto do nosso mais longínquo passado.


Um passado repleto de estranhas criaturas, assim como se pode ver por esses petróglifos, também situados nos EUA e próximos ao misterioso Grand Canyon, onde, conforme já sabemos, existe uma fantástica galeria de túneis e câmaras subterrâneas - possivelmente obras originárias de uma refugiada colônia atlante. Esses petróglifos foram elaborados por uma outra misteriosa cultura que a sucedeu, denominada Anasazi.


Aqui, mais seres desconhecidos retratados pelos Anasazi - uma raça possivelmente oriunda dos misteriosos colonizadores do Grand Canyon, e que certamente deixou nessas rochas muitos dos seus registros históricos.


Obviamente denotando uma interferência, ou talvez procedência, alienígena! Repare nos quatro dedos em cada mão.....


.... Como também no capacete desta outra figura, vista bem na parte inferior da rocha. E ainda....


.... Um possível UFO, de certa forma até bastante explícito. O personagem da direita parece manifestar temor, ou quem sabe reverência, diante do objeto - ao que parece retratado há milhares de anos atrás quando estava pousado ao solo.


Porém, não é só isso: veja que obra-prima este outro mural Anasazi, elaborado na noite dos tempos. E sobretudo preste bastante atenção no personagem da esquerda: usa uma coroa; ostenta um peitoral em estilo egípcio; e até mesmo tem a tradicional barba dos velhos faraós!


Reveja em negativo a imagem daquele misterioso personagem. Podemos ainda notar que usa a pele de um animal como adorno (ao seu ombro direito) - tal como mais tarde viriam a ostentar os soberanos e os sacerdotes do Antigo Egito! Mais uma vez a intrigante conexão Américas X Egito!


Pois é, as coisas são mesmo tão evidentes e gritantes, porém infelizmente quase ninguém enxerga. E ainda existem aqueles que fingem que não enxergam! Repare na imensa mancha escura, gravada em pleno paredão de uma montanha do Colorado, ainda nos EUA.....


Sim, isto mesmo! Gravados em tempos imemoriais e não se sabe por quem, a imagem de uma criatura alada, semelhante a um dragão. E ainda, na outra montanha, à direita, o que parece ser a perfeita imagem de um animal semelhante ao cavalo - ou quem sabe o seu remoto ancestral!


Veja as respectivas imagens ampliadas! Não é simplesmente chocante?


"Mina de cobre pré-histórica, Keweenaw County, Michigan" - diz a legenda desta foto tomada por satélite naquela região. E quem em plena pré-história praticava atividades de mineração, obviamente elaborando artefatos em cobre?


Há mistérios insondáveis na nossa chamada Pré-história. Como por exemplo uma estranha raça denominada "BOG PEOPLE" - "Povo do Pântano - que habitou principalmente o território da atual Europa. Na foto, uma das suas estranhas múmias. Repare nos seus cabelos.... LOUROS!!!


Outro exemplar do chamado Bog people. Esta múmia foi encontrada na Inglaterra, na ocasião em que a polícia procurava o cadáver de uma mulher assassinada pelo marido. Ao escavarem com maior profundidade, os atônitos policiais se depararam com esse fantástico exemplar arqueológico.


Outro espécime do misterioso Bog People. Repare na sua elevada estatura, como também no longo formato dos dedos! Considerando-se a sua imensa antigüidade, a perfeita conservação desses corpos, quer tenham sido mumificados ou talvez devido às peculiares características dos terrenos em que foram encontrados, verdadeiramente surpreende.


Esta outra múmia (repare nos cabelos perfeitamente preservados), foi objeto de reconstituição através das modernas e avançadas técnicas da Arqueologia Forense - a qual permite moldar e reconstituir com extrema perfeição quaisquer restos mortais. À direita, você vê o rosto que teve em vida esta menina, membro da intrigante raça dos Bog People. Apesar de ter pertencido à "pré-história" em NADA ficaria devendo à nossa atual espécie.


A Bog People, ou que nome verdadeiro possa ter tido, era uma cultura muito evoluída, manipulando metais com extrema perfeição, assim como se pode constatar através do belo vaso mostrado na foto acima. Convém lembrar que o chamado Bog People tem uma idade estimada em mais de 10 mil anos!


Sim, uma raça misteriosa espalhou-se por toda a Terra - ou talvez mesmo mais de uma raça! Na imagem acima, estranhos caracteres descobertos pelo arqueólogo Marcel Homet nas selvas da Amazônia Brasileira. Na parte superior aquilo que parece ser um objeto voador, retratado em plena Pré-história!


Marcel Homet igualmente descobriu na Amazônia Brasileira esses impressionantes, e além de tudo altamente elaborados, caracteres alfabéticos desconhecidos. Que misteriosa cultura teria sido a responsável por esse painel?


Por sua vez, no Estado brasileiro do Piauí existe aquela que é considerada a maior concentração de sítios arqueológicos das Américas, cobrindo uma vasta área de 130 hectares - precisamente no local conhecido como Parque Nacional da Serra da Capivara. Ali viveu, há cerca de 50 mil anos, uma outra misterisoa cultura que igualmente deixou as suas marcas espalhadas por todos os lados. Não só inúmeras pinturas rupestres foram lá encontradas, como também os bem preservados esqueletos dessa misteriosa raça e de alguns animais pré-históricos. Observe o esqueleto acima, dotado de alta estatura e perfeitamente humano - jamais um ser meio-macaco, atarracado e deformado!


Como de fato, há qualquer coisa errada com os nossos empoeirados e ortodoxos conceitos de Pré-História. Na ilustração acima, você alguns dos "únicos"habitantes do Período Cretáceo - cerca de 135 milhões de anos atrás. Teoricamente, nessa época o homem ainda não existia, mas.....


.... Em contraposição, realmente existiram seres humanos que USAVAM CALÇADOS - assim como nos prova essa pegada fossilizada "cretácea".....


.... E ainda manipulavam e se utilizavam de artefatos, como por exemplo esse vaso METÁLICO.....


.... Como também existiam aqueles que se utilizavam de FERRAMENTAS! Na foto (© David Lines), vemos os restos de um MARTELO, encontrados no interior de uma formação geológica do Período Cretáceo! Sim, e quase nos esquecíamos: o cabo era elaborado em madeira e o batente METÁLICO, tal como os nossos, os que ainda usamos em pleno Século XXI!


Teoricamente "os homens ainda não existiam no Cretáceo", contudo, só para contrariar os sábios do futuro, eles deixaram as marcas das suas mãos para a posteridade. E de forma alguma, como se pode comprovar, teriam sido criaturas semi-primatas e bárbaras!


Aqui, as marcas fossilizadas do pé.... De um outro habitante HUMANO do Período Cretáceo.


Concorda conosco que haveria, de fato, alguma coisa errada com tudo aquilo que nos impingem nas escolas? Nesta foto, uma das milhares assim chamadas "Pedras de Ica", encontradas no Peru - datadas de milhões de anos atrás e consideradas a "Biblioteca Proibida da Pré-História" - as quais, além de mostrar a utilização de espantosos artefatos tecnológicos; avançadas cirurgias; mapas estelares; equipamentos astronômicos e médicos; ainda nos revela as imagens dos animais que vagaram pela face da terra naqueles recuados tempos - provando assim a sua autenticidade. Esta pedra, por exemplo, nos mostra um dos membros daquela civilização desconhecida "cavalgando" um enorme monstro! Pois é, o homem, ou o seu misterioso ancestral humano vindo sabe-se lá de onde (e isso já está mais do que provado, contrariando assim todos os nossos livros de História e Antropologia) é realmente muito mais antigo, evoluído e inteligente do que se pensava!






Total de visualizações de página

Página FaceBook