BARRA ANIMADA


Translate

SEJA BEM VINDO


BARRA 2


Mensagem


A Frequência Fotônica Pleiadiana e a Nova Era do Fóton


sábado, 15 de agosto de 2015

O que Sabemos não é tudo que Existe - Parte 246 DINOSSAUROS NO JARDIM



"O primeiro princípio do ensinar verdadeiro é que nada pode ser ensinado. Aquele que ensina não é um instrutor ou mestre de tarefas. É, simplesmente, alguém que ajuda e guia. Sua tarefa é sugerir e não impor. 
Ele, no fundo, não treina a mente do discípulo. Apenas lhe mostra como aperfeiçoar seus instrumentos de conhecimento e o ajuda e encoraja no processo. Não transmite o conhecimento, porém mostra como adquirir o conhecimento por si mesmo. Não faz aparecer o conhecimento que está dentro, apenas mostra onde se situa e como pode ser habituado a subir à superfície" (Revista AMANDA, Caderno especial-1, Janeiro de 1974)




Tem gente que acha os assuntos do nosso Site muito sérios. Então, para descontrair, que tal rirmos um pouco? Certamente, todos conhecem o episódio do acidente em Roswell, ocorrido em 07 de julho de 1947 quando um UFO se acidentou, tendo seus destroços, bem como os cadáveres de quatro entidades humanóides alienígenas sido recolhidos, não? Pois é! E todos também sabem que o próprio comandante da Base 509 a princípio declarou aos jornais que se tratava mesmo de uma acidente envolvendo uma nave alienígena, para logo depois tudo ser devidamente abafado e censurado pelas altas autoridades do Governo Americano. O Major Jesse Marcel, como oficial de informações e segurança daquela base, fora um dos primeiros a chegar ao local do acidente (inclusive tendo recolhido alguns destroços e levando para a sua própria casa) foi posteriormente humilhado pelos seus superiores quando, diante de toda a Imprensa, foi obrigado a declarar que apenas se enganara diante dos destroços de um "simples balão meteorológico" (foto). Aliás, é bom saber que Marcel levou tais destroços para a Base de Wright Field, tendo entregue ao General Ramey, seu superior, o qual os levou para um outro compartimento e logo após retornara..... Não com os destroços originais, mas, sim, com os restos de um balão meteorológico comum para mostrar à Imprensa e assim encobrir o evento, daí essa célebre fotografia - tudo muito obviamente obedecendo certas ordens diretas de Washington, visando a abafar o caso, dentre as quais se destacava a principal delas: - TIREM A IMPRENSA DE CIMA DE NÓS!


E eis que agora surgiram com essa: durante o ano do acidente em Roswell, estava no auge a chamada "Guerra Fria", isto é, a rivalidade militar entre as duas grandes potências da época, EUA X URSS. Os EUA desenvolveram, então, de modo a monitorar testes nucleares soviéticos, uma rede de balões espiões, através de um Projeto denominado MOGUL. Nas imagens acima, vemos os refletores de radar dos tais balões, que agora servem para "justificar e explicar" os destroços alienígenas encontrados em Roswell! Assim sendo, oficialmente - "Essas curiosas formações geométricas teriam feito parte do suposto UFO acidentado, cujos destroços foram confundidos por todo o pessoal da Base de Bombardeiros 509, tudo não passando, portanto, de um balão Mogul que se perdera nas proximidades de Roswell". Além disso, muito sugestiva e convenientemente, claro, é bom saber quer TODOS os documentos e registros da Base Bomb Group 509, compreendidos no período de 1946 a 1949, "sumiram" misteriosamente e jamais foram encontrados.


Como também é notório que em meio a tais destroços de Roswell foram encontrados inúmeros materiais absolutamente não convencionais, tais como uma espécie de metal dobrável e indestrutível, o qual sempre retomava a sua forma original mesmo quando tentavam eliminá-lo. Algo que ainda hoje não existe na Terra!


Além disso, estranhos caracteres, compostos por misteriosos símbolos e sinais, tais como desconhecidos hieróglifos, foram igualmente recolhidos, tendo inclusive o Major Jesse Marcel levado um exemplar para casa, mostrando-o ao seu filho com o seguinte comentário: - Filho, observe bem. Você é o primeiro a ver o alfabeto de um outro planeta"


Logicamente, quando a embaraçosa notícia chegou a Washington, logo o FBI, a NSA (National Security Agency) e também forças militares entraram em cena, abafando tudo e recolhendo de casa em casa - à força e, assim, através de um "argumento irresistível" - os souvenirs do UFO igualmente recolhidos em profusão pelos diversos moradores locais.


E agora vem a parte mais hilariante da história: "explicaram" os hieróglifos encontrados no UFO como sendo..... Meros decalques decorativos da fita adesiva Scotch, fabricada pela 3M, a qual recobria certas partes dos balões do Projeto Mogul! Ou seja, quando o suposto "balão" caiu ao solo, a fita adesiva decorada (?) saiu e os seus desenhos ficaram estampados nos restos da sua estrutura. E por que exatamente usar fita adesiva industrial "decorativa" em um balão? Um insulto à inteligência alheia, não? Nem mesmo uma dezena de enguias ensaboadas poderiam ser tão surreais, tão sutis, tão escorregadias assim!


Porém, a incômoda "pedra no sapato" deles é que o filho do Major Jesse Marcel, Jesse Marcel Junior (foto), ainda está bem vivo e não hesita em falar: aquilo que seu pai lhe mostrara no distante ano de 1947 ERAM MESMO peças contendo caracteres e sinais não existentes na Terra e, portanto, de origem alienígena!


Jesse Marcel Junior não hesita também em reproduzir alguns dos estranhos sinais que vira!


Aqui, vemos uma outra das suas reproduções de alguns caracteres do alfabeto alienígena encontrado nos destroços do Disco de Roswell, bem como a reprodução da peça na qual estavam gravados. Não há, pois, muito o que se discutir.


Dizem que um bom vendedor consegue até mesmo vender geladeiras para esquimós. Mas, nesse caso, tais "vendedores de hipóteses pouco convincentes" estariam solenemente reprovados sendo, pois, devida e muito merecidamente, linchados pelos "esquimós" a quem tentariam convencer a "comprar os seus muito inusitados e suspeitos produtos". E será que isso aí em cima, ou seja, QUATRO cadáveres dessas coisas, também teriam sido "meros decalques decorativos" deixados pela retirada das fitas adesivas 3M nos destroços daquele muito maroto "Balão Mogul"?


Absolutamente ilógico, uma vez que por mais que tentem esconder, as evidências verdadeiramente gritam! Finalmente, chegamos a um tempo de grandes revelações no qual nada mais consegue se manter oculto, nada mais se sustentará sob os véus da obscuridade e do silêncio. Assim sendo, muitas outras coisas começam então a surgir:


"Marte é um planeta seco e desolado, estéril e morto. Nunca teve qualquer forma de vida" - Você acredita mesmo nisso? Acima, vemos a imagem NASA, ampliada, de parte de uma rocha marciana. Preste bastante atenção na curiosa estrutura tubular, à esquerda, bem como nas duas esferas, por sua vez, situadas bem ao lado. Quer saber então o quê uma equipe de cientistas isolados descobriu sobre isso?..... (FOTO: www.fossilcrinoid.com, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Luis Esteves, Portugal)


"Comparação entre o copo e os braços do crinóide e o fóssil Marciano" - diz o texto acima, o que, claramente, revela que em dias muito distantes existiram crinóides no planeta Marte!.... (FOTOS: www.fossilcrinoid.com/ © The Enterprise Mission, gentilmente pesquisadas e cedidas pelo nosso estimado visitante Luis Esteves, Portugal)


Mas, o quê, afinal de contas, seriam mesmo "Crinóides"? Resposta: - A mesma coisa fossilizada que um dia existiu em Marte e até mesmo HOJE existe, bem vivo e ao nosso próprio redor, aqui na nossa Terra: VIDA VEGETAL!!! (FOTOS: www.fossilcrinoid.com/© Museum of Natural History, gentilmente pesquisadas e cedidas pelo nosso estimado visitante Luis Esteves, Portugal)


Deleite-se, então, com uma outro belo exemplo dos Crinóides, encontrados aqui na Terra (também nos fundos dos oceanos) e que um dia certamente também enfeitavam as paisagens marcianas! (FOTO: © American Museum of Natural History, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Luis Esteves, Portugal)


Mas seria somente essa a única e estrondosa surpresa encontrada no tal fóssil marciano? Claro que não! Nele também existem os evidentes restos de BLASTÓIDES. Compare com o exemplo terrestre, à esquerda, e o exemplar marciano, ao lado.... (FOTOS: www.tdeswl.demon.co.uk/NASA/JPL, gentilmente pesquisadas e cedidas pelo nosso estimado visitante Luis Esteves, Portugal))


...... Blastóides que, por sua vez, igualmente definem VIDA VEGETAL - uma prova conclusiva de que o chamado Planeta Vermelho um dia teve VIDA, com a sua correspondente vegetação!..... (IMAGEM: www.fossilcrinoid.com, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Luis Esteves, Portugal)


..... Vida que certamente também abrigou seres inteligentes e uma perdida civilização! Um muro em pleno solo marciano, nitidamente distoante da paisagem ao redor e, portanto, um trabalho arqutetônico alienígena? SIM, nada mais claro e mais evidente do que isso!


Pois é! Existem certas coisas que absolutamente não se pode esconder - como, por exemplo, a sutil existência de um dinossauro pastando no jardim; um elefante brincando em uma banheira e assim por diante. Da mesma forma, que não se pode negar aquilo que a seqüência de fotos acima nos mostra: em uma mesma região marciana, alguns dias depois, e quando a segunda foto foi tomada por sobre o mesmo local, a ÁGUA, fonte da vida, ainda escorre em abundância em meio aos vertiginosos penhascos!!! (FOTO: NASA, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Luis Esteves, Portugal)


Porém, é evidente que de modo a reconhecer certas coisas que nos cercam, altamente relevantes para o conhecimento da humanidade e ainda envoltas em total mistério, é necessário coragem e sobretudo honestidade. Assim como também, por exemplo, recentemente revelaram corajosos cientistas japoneses acerca das misteriosas e portentosas ruínas submersas encontradas em Yonaguni, ao Sul do Japão: - SÃO MESMO OS RESTOS DO PERDIDO CONTINENTE DA LEMÚRIA, OU MU! - um poderoso império situado no Oceano Pacífico e que, tal como a Atlântida, fora tragado pelo mar em fúria há muitos milênios atrás! (FOTO: Marine Science and Culture Heritage Research Association)


Os cientistas da Universidade japonesa de Ryukyu, liderados pelo professor Massaki Kimura (e apesar do ceticismo sempre presente e atuante dos eruditos acadêmicos), estão plenamente convencidos disso, tendo recentemente até mesmo (e adicionalmente ao imenso complexo já anteriormente descoberto), localizado um enorme arco, bem como uma espécie de "Coliseu" e, ainda, um magnífico santuário postado no topo de uma colina submersa - os evidentes restos de uma antiqüíssima e muito evoluída civilzação, a qual até muito recentemente só habitava os domínios das lendas e das tradições de muitos povos! (FOTO: Marine Science and Culture Heritage Research Association)


Por sua vez, e apesar dos ferozes negadores, a existência da perdida Atlântida repousando nas profundezas do Atlântico, certamente será também provada no seu devido tempo. E as imagens tomadas pelos modernos satélites já começam a vislumbrar essa realidade. Na foto, o imenso Tridente submerso do Atlântico (segundo a Tradição, um símbolo da sua capital, Poseidon) é visto através de um outro e muito mais nítido ângulo. (FOTO: © NASA/Euorpa Technologies/TerraMetrics/Google, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Eurico Fonseca)


E o quê seria mesmo ISSO que igualmente se situa sob as profundas e ainda inexploradas águas do Atlântico, já nas proximidades da Costa Mexicana, nos domínios do famoso Triângulo das Bermudas?..... (FOTO: © DigitalGlobe/Google, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Eurico Fonseca)


,,,,, A mesma e intrigante região do famoso Triângulo das Bermudas, onde outras imagens nos mostram a existência de estranhas estruturas submersas, as quais forçosamente nos lembrariam agrupamentos de PIRÂMIDES! Pirâmides que, por sinal, já foram avistadas por mergulhadores e até mesmo detectadas pelos modernos sonares mas que - porém e lamentavelmente - todo mundo ainda finge que não vê. (FOTO: © NASA/Europa Technologies/TerraMetrics/Google, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Eurico Fonseca)


Enorme UFO recentemente fotografado sobre o Haiti. "Dinossauros no Jardim, Elefantes na Banheira"..... Sim, figurativamente eles existem mesmo. E são tão gritantes, tão "barulhentos", que não mais podem ser ignorados! Na verdade, NADA SABEMOS - TUDO verdadeiramente ainda ignoramos. O céu, o mar, a terra, guardam os seus intrigantes mistérios, os quais, por conseguinte, teimosamente insistem em nos desafiar, insistem em nos chamar - através de um intensamente vívido e muito clamoroso chamado à lógica e à razão.


Arraia gigantesca, um colossal monstro do mar que muitos julgavam impossível de existir. E assim como esta, tanto em cima quanto em baixo, muitas outras criaturas e inúmeras outras coisas com as quais sequer sonhamos, certamente habitam todos os reinos e todas as dimensões das maravilhosas obras do Sempiterno Deus! Assim sendo, as muitas coisas que apenas teoricamente "não existem" começam então a se revelar, verdadeiramente se erguendo do seu sono, já se levantando do mais profundo âmago dos seus perdidos e esquecidos reinos. Todavia, o Homem certamente ainda é muito pequeno, demasiadamente frágil, para entender tudo aquilo que, através de todos os lados, ansiosamente o cerca; por meio de um apelo que se faz dramático, patético, teimando assim por espreitá-lo, como também por retirá-lo de um muito longo e letárgico sono. Pois, tal como uma criança, ainda engatinhando, a Humanidade ainda tem muito a aprender; muitos e muitos passos ainda a desenvolver; muitos e promissores caminhos ainda a percorrer. Uma simples questão de escolha. (FOTO: por Kaile Tsapis, gentilmente pesquisada e cedida pelo nosso estimado visitante Luis Esteves, Portugal)


Nona Lâmina do Tarot Egípcio - O Eremita, a busca pelo conhecimento - a Luz da sua lâmpada ajuda a não cair nos abismos do engano. Uma simples questão de escolha. Sabedoria milenar! Os tempos, então, se aproximam. E não é mesmo verdade que o despertar do Conhecimento já começa, tímida porém resoluta e inevitavelmente, também a perambular na direção dos próprios caminhos do Homem? E não está o Conhecimento silenciosamente já gritando à beira desses caminhos? Mas, quando, lamentavelmente, quase todos os ouvidos ainda estão surdos, quando quase todos os lábios ainda estão cerrados, o Conhecimento apenas espera - pacientemente espera - pois tão-somente aguarda; aguarda para finalmente abençoar com a sua Luz precisamente a QUEM: - Quem terá a necessária coragem; quem ousará tomar das suas mãos; quais aqueles que destemidamente ousarão beber do licor sagrado do seu cálice?







Total de visualizações de página

Página FaceBook